1. Spirit Fanfics >
  2. Damned Souls(Imagine Jeon Jungkook) Incesto >
  3. Capítulo 40

História Damned Souls(Imagine Jeon Jungkook) Incesto - Capítulo 40


Escrita por:


Notas do Autor


Olá senhoras e senhores, venho aqui para falar que essa fic está chegando ao fim, sim está acabando, esse pode ser o último capítulo da história, ou não, isso só depende de vocês, a história está com poucos comentários, eu não sei se estou agradando vocês, então me digam o que vocês acham da fanfic, se ela vai acabar ou não, isso quem vai decidir são vocês.

Bom chega de enrolação, e vamos para o capítulo de hoje.

Capítulo 40 - Capítulo 40


Fanfic / Fanfiction Damned Souls(Imagine Jeon Jungkook) Incesto - Capítulo 40 - Capítulo 40

Sexta-feira 08:20 p.m

Jeon___________ P.O.V 

Lisa e eu estávamos a caminho da casa do BamBam, ela me disse Jennie na estava lá, bem pontual. Não sei, mas estou com uma sensação nada boa, estou sentindo um frio na barriga enorme, não sei o que está acontecendo comigo, eu estou muito estranha, eu só posso está doente mesmo.

Chegamos na casa e fomos recebidas pelo BamBam, já tinha música rolando, a Jennie já estava bebendo e dançando.

BamBam: - Vamos entrando garotas, que hoje a festa vai até de manhã. – Eu sorri e entreguei a comida que eu tinha trazido, para o BamBam. Comecei a dançar com as minhas amigas, e logo os rapazes se juntaram na dança também, logo eu fiquei com fome e fui até as comidas e comecei a comer.

Jennie: - E aí amiga? Só vai ficar comendo? Toma um golinho. – Ela me ofereceu a bebida, mas foi só eu sentir o cheiro, que eu logo quis vomitar.

Jeon__: - Não, vou ficar só na comida mesmo.

Mark: - Que estranho, você não é assim, vai toma só um golinho para se animar. – Eu tomei um gole, mas foi automático, no que eu engolir a bebida, eu corri para o banheiro vomitar. – Que isso ____________? Nem é tão forte assim

Jeon__: - É que eu estou enjoada deste segunda, e coisa minha mesmo.

Lisa: - Parem de oferecer bebida a ela, ela pode aproveitar a festa sem beber.

Jeon__: - Obrigada Lisa, a única sensata aqui. – Voltamos para a sala e continuamos a dançar, eu dançava e comia, meus amigos bebiam muito, e eu só comia, mas teve uma hora que eu me cansei de dançar e me sentei no sofá, já estava com as pernas doloridas, deixei meu prato de lado, e fiquei descansando um pouco, até que veio o YuGyeom se sentar ao meu lado.

Yug: - Está curtindo a nossa pequena reunião?

Jeon__: - Estou adorando, vou sentir falta de tudo isso.

Yug: - Você ainda pode desistir de tudo isso, fica __________

Jeon__: - Eu sei que posso, mas...

Yug: - Você acha que é o melhor para você, eu entendo. – Ele ficou meio cabisbaixo, e tomou um gole da sua bebida. – Vou sentir a sua falta. – Ele olhou bem no fundo dos meus olhos, e tocou meu rosto, logo nossos rostos estavam bem próximos.

Jeon__: - YuGyeom...

Yug: - Eu sei que seu coração nunca vai ser meu, mas por favor...deixa eu ter uma lembrança boa de você, só essa noite, seja minha só essa noite. – Seus lábios quase tocaram os meus, mas eu virei meu rosto, e lá vem a minha tontura de novo.

Jeon__: - Eu estou passando mal, acho que vou desmaiar.

Yug: - Que? BamBam desliga esse som! Venham aqui! ____________ tenta ficar acordada, você não pode desmaiar.

Mark: - Desmaiar? Como assim. – Eu já estava vendo tudo girando, até que derrepente eu vejo tudo escuro, e apago de uma vez.

~Sonho on~

Eu acordo em um lugar totalmente deserto, eu só escutava barulhos de pássaros voando e de ondas do mar, eu me levanto e olho ao redor, eu estava em uma praia, eu estava sozinha nesse lugar, olhei para mim e eu estava vestida com um vestido rosa claro rodado que ia até a metade das minhas coxas, e estava descalça. Comecei a andar pela praia, era uma vista muito bonita, eu ficava admirando a paisagem, até que derrepente o céu que estava azul sem nenhuma nuvem em volta, começou a ficar cinza e tinha um monte de nuvens carregadas, provavelmente vai chover, então eu comecei a correr, a correr muito, e começou a chover, e era uma tempestade imensa com raios e trovões, até que vejo uma casinha simples na praia, e eu corri para dentro da residência, a porta estava aberta então eu entrei sem avisar, e lá dentro da casa eu vi um berço no meio da sala, eu fui até o berço e tinha um bebê lá, todo vestido de branco, eu peguei o mesmo no colo, e comecei a cantar uma canção de ninar, enquanto eu contava, eu andava pela casa e via que tinhas uns quadros, e nesses quadros tinha eu e o Jungkook, só que o rosto do Jungkook tinha um x riscado nele. Me direcionei a sala novamente e me sentei em uma cadeira de balanço, parei de balançar o bebê e falei a seguinte frase. : “ Seu papai não vai poder aparecer, mas a mamãe está aqui “ De repente uma sombra entra na casa e vem até mim, ele estende a mão, eu dou a mão para o mesmo, e voltamos a andar na praia.

~Sonho off~

Acordei meio atordoada por causa desse sonho maluco, é a segunda vez que eu sonho com sombras e bebês, o que isso significa? Eu só posso está louca. Olhei em volta e eu estava em um quarto todo branco, e eu tinha uma agulha de soro no braço, então deduzi que estava em um quarto de hospital.

Médico: - Olha só, a moça bonita acordou, como se sente?

Jeon__: - Meio atordoada, como vim parar aqui?

Médico: - Seus amigos te trouxeram, você é bem querida senhorita Jeon ____________, bom vou avisar-los que você acordou e dizer que podem entrar, para te dar a grande notícia. – O médico me deu um grande sorriso e saiu do quarto, que grande notícia é essa? Fiquei esperando uns três minutos, e logo entraram Jungkook e minha mãe, eu não esperava que eles estavam aqui.

Jeon__: - Como vocês souberam?

Mãe: - Seus amigos ligaram para o Jungkook e o Jungkook ligou para mim, e aqui estamos. – Eles se olharam, pareciam está com medo de me falar algo, então eu resolvi perguntar.

Jeon__: - E essa tal grande notícia? É grave?

Jk: - Dependendo do ponto de vista...Bom minha cara ___________, você tem tomado suas pílulas anticoncepcionais?

Jeon__: - As pílulas...ai droga, eu me esqueci completamente das malditas pílulas.

Mãe: - E você e o Jungkook tem fazido sexo sem camisinha, né?

Jeon__: - Mãe, a senhora...

Jk: - Ela sabe de tudo, eu contei para ela.

Jeon__: - E não está chateada? Brava?

Mãe: - Não, eu até apoio, sabe...fui eu que fiz aquele jantar para vocês dois, aquele que vocês comeram em cima do telhado da empresa do Jungkook, mas isso é assunto para outra hora, o assunto importante agora é outro. Minha filha...

Jk: - Meu amor, você...está grávida. – Eu fiquei estática com os olhos arregalados, grávida!

Jeon__: - Que merda! Um filho agora.

Jk: - Calma __________ isso não é o fim do mundo, podemos cuidar muito bem dessa criança, nós dois juntos.

Mãe: - Minha querida, você precisa falar com seu pai, e cancelar essa viagem para o Japão.

Jeon__: - Sim com certeza, mas como eu vou explicar para ele que eu estou grávida do meu irmão? Ele nunca vai aceitar isso. – Eu comecei a chorar de desespero, e o Jungkook me abraçou bem forte.

Jk: - Eu vou está lá com você, e vamos enfrentar ele juntos. – Ele me deu um beijo, e eu me acalmei mais. Era de madrugada, eu insisti para o médico deixar eu ir para casa, e ele me liberou, depois de muita insistência minha, do Jungkook, da minha mãe e dos meus amigos. Me despedi dos meus amigos, e disse que depois eu ligava para eles dando notícias, e agora eu estou na casa do Jungkook, tentando me acalmar um pouco, mas estou muito nervosa. – Calma ___________, vamos dormi, mais tarde na hora do almoço você liga para nosso pai é resolvemos isso tudo.

Mãe: - É minha filha, é o melhor a se fazer.

Jeon__: - Não, eu quero resolver isso agora.

Jk: - Mas meu amor, são 03:30 da madrugada, não é hora para se resolver nada.

Jeon__: - Não estou nem aí, vou ligar para meu pai agora e pedir para ele vim para cá, ou eu vou até lá mesmo. – Falei decidida, e liguei para meu pai, liguei pelo menos umas seis vezes até ele me entender, escutei uma voz de sono no outro lado da linha, eu falei para o meu pai que o assunto era sério, e que ele precisava vim para casa do Jungkook, ele me deu uma bronca por ter o acordado e disse que era bom o assunto ser sério mesmo. – Ele disse que vai chegar em dez minutos, agora temos que aguardar. – Fiquei nervosa, e minha mãe e o Jungkook tentavam me acalmar, Naomi fez uma água com açúcar para acalmar meus nervos, mas não estava adiantando, de repente escutamos o barulho da campainha, e foi assim que eu gelei na hora, Naomi foi atender a porta, revelando meu pai, que estava com uma cara nada boa.

Pai: - Espero que o assunto seja muito importante, vamos, quem vai começar a falar? – Ele entrou na casa e cruzou os braços.

Jeon__: - Pai vou ser direita, bom... Eu não vou poder ir para o Japão com o senhor.

Pai: - Posso saber o motivo?

Jeon__: - Eu estou grávida, grávida do Jungkook.

Pai: - COMO É?! NÃO É POSSÍVEL! VOCÊS DOIS?! AI ACHO QUE VOU INFARTAR!

Jeon__: - Calma pai, olha me perdoe, não foi a nossa...

Pai: - SEU MOLEQUE INCONSEQUENTE! – Meu pai partiu para cima do Jungkook e acertou dois socos no rosto do mais novo. – VOCÊ ABUSOU DELA, NÃO FOI?!

Jk: - NÃO! EU SERIA INCAPAZ DE FAZER ISSO!

Jeon__: - Não foi nada disso pai! Foi irresponsabilidade dos dois, não culpe só ele.

Mãe: - Eles não tem culpa que se amam, não se pode explicar o amor.

Pai: - E QUEM É VOCÊ PARA FALAR DE AMOR?! VOCÊ TAMBÉM MERECE UMA SURRA MENINA! – Ele se virou para mim e já estava pronto para me bater.

Jk: - NÃO SE ATREVA A ENCOSTAR UM DEDO NELA!

Mãe: - PAREM VOCÊS DOIS! E VOCÊ? POR QUE ESTÁ COM TANTO ÓDIO?! NEM IRMÃOS DE SANGUE ELES SÃO! – Espera aí...o que? – Desculpa não ter falado antes minha filha, mas você é adotada. – Minha mãe estava em lágrimas, e eu não pude segurar as minhas.

Pai: - ISSO NÃO MUDA NADA! JEON JUNGKOOK, VOCÊ ESTÁ FERRADO, EU VOU FAZER VOCÊ FICAR QUE NEM RABO DE BOI, NA MERDA! VOCÊ VAI VIVER NA MERDA! PODE SE PREPARAR!

Jeon__: - NÃO! POR FAVOR MEU PAI, NÃO FAÇA NADA COM ELE, EU FAÇO O QUE O SENHOR QUISER! – Eu implorei de joelhos, meu pai me encarou um pouco, e logo me puxou pelos braços.

Pai: - Pois bem, eu deixo o Jungkook do jeito que ele está, como presidente da empresa, mas só se você vier comigo para o Japão, e nunca mais olhar na cara desse delinquente, ah outra coisa, nada de notícias sobre a criança.

Jk: - Não aceite! Eu não vou suportar isso ____________. – Eu olhei para o Jungkook, e ele estava com uma expressão de raiva, mas estava chorando.

Jeon__: - Jungkook...Eu não quero estragar a sua vida, vai ser melhor para nós dois, e como vamos criar a criança sem dinheiro? Você sem emprego.

Jk: - Damos um jeito, tem que ter outra maneira, por favor meu amor, não faz isso comigo, eu imploro. – Jungkook se ajoelhou e abraçou a minhas pernas enquanto chorava.

Jeon__: - Me perdoe meu amor. Pai, eu aceito.

Pai: - Ótimo, vá arrumar suas coisas, você não vai dormir aqui nessa casa, que só tem gente vulgar. – Eu me afastei do Jungkook, subi as escadas e dei uma última olhada, e a cena era Jungkook ajoelhado no chão chorando, minha mãe jogada no sofá também chorando, Naomi na cozinha também chorando, e meu pai perto da porta com os braços cruzados. Corri para meu quarto, e comecei a fazer a minhas malas, fiz de qualquer jeito, depois eu arrumo. Quando eu fechei a última mala, eu olhei um porta-retrato que tinha em cima do meu criado mudo, era uma foto minha e do Jungkook, olhei essa foto é comecei a me debulhar em lágrimas, por quê? Por que tinha que ser assim?! Peguei a foto do porta-retrato, e guardei dentro da minha bolsa, desci com as malas até a sala, e Jungkook se levantou do sofá e veio até mim.

Jk: - Meu amor, por favor...

Jeon__: - Não Jungkok, poupe suas palavras, é melhor assim.

Pai: - Vamos ____________, não tenho todo o tempo do mundo. – Eu fui até a minha mãe a abracei ela bem forte.

Mãe: - Se cuide meu anjo. – A mesma deu um beijo em cima da minha cabeça, e começou a chorar. Eu fui até o Jungkook, e dei um beijo nele, provavelmente o nosso último beijo.

Jeon__: - Eu te amo, meu coelho safado. – Falei em um susurro no seu ouvido.

Jk: - E eu te amo, minha diabinha. – Me afastei do mesmo, e fui até meu pai, mas antes eu corri para da um abraço bem forte na Naomi, que já estava com o rosto todo inchado de tanto chorar. Meu pai colocou minhas bagagens no porta-malas e já estávamos na estrada para a sua casa.

Jeon ___________ P.O.V off

Sábado 04:19 a.m

CONTINUA...????


Notas Finais


Eu não estou chorando, vocês que estão...

Um beijo um queijo e...FUIII


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...