1. Spirit Fanfics >
  2. Dan; o manipulador >
  3. Saindo do Purgatório

História Dan; o manipulador - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Saindo do Purgatório


Daniel Poliperson, cabelos castanhos acinzentados, olhos prateados e pele branca bege; é um dos prisioneiros da Purgatório, uma prisão secreta para criminosos com habilidades, mas ele não tem nenhuma habilidade como a dos outros...Sua habilidade é um pouco peculiar.

-----*-----

Ester Miniv, agente da AICH (Agência de investigação de crimes cometidos por pessoas com habilidades especiais), ela tem cabelos loiros, olhos âmbar e pele parda clara...está aqui na Purgatório, atrás do Daniel Poliperson; veio tirar ele daqui por ordem dos seus superiores.

-----*-----

O Poliperson está na sua sela deitado na cama, olhando pro teto, quando um dos guardas abre a sua sela para o levar para a revisão das tornozeleiras.

No caminho até a sala de revisão, eles iniciam uma conversa;

"Ei guarda, se eu não tenho nenhuma habilidade, porque tenho que usar essa tornozeleira brega?"disse o Dan como se estivesse conversando com um amigo, então o Guarda responde;

"é pra monitorar, rastrear e controlar onde você e os outros prisioneiros estão durante seu tempo livre"

Dan ao ouvir a resposta, faz uma cara de estranhamento (por quê ele tomava banho na prisão com a tornozeleira)

Ao chegar perto da sala de revisão, Dan fala pro Guarda;

"Então parece que é uma despedida!"

O Guarda continua com sua cara padrão de sério ignorando a gentileza do prisioneiro, e nem se toca que o Dan nem está mais algemado; e o mesmo o derruba, fazendo o desmaiar ao bater a cabeça no chão, e enquanto caminha para longe da sala de revisão, vira de costas e dá um tchauzinho com a mão pro Guarda desmaiado.

.........

Depois de notarem vendo as câmeras que Dan derrubou um guarda e estava fugindo, quatro guardas dos melhores da Purgatório, são mandados para o capturar.

Enquanto eles vão atrás dele, alguns estavam na sala das câmeras, falando por onde Dan passava;

Estes mesmos ao perderem o Dan de vista, e, não mais que cinco segundos depois, são surpreendidos por ele que dá uma surra em cada um, joga os corpos para fora da sala e toma controle das câmeras e das portas de toda a Purgatório.

É agora que sua habilidade entra em ação;

Durante os cinco segundos que os que o vigiavam perderam ele de vista, ele ficou os espionando, e reconheceu a personalidade e o timbre de voz de cada um.

Agora ele começa a dar instruções para os guardas que estavam a procura dele, imitando a voz e o jeito de falar dos que faziam isso antes dele.

Com isso, ele manda cada um dos guardas para uma seção de prisioneiros diferentes, e depois tranca as portas para que eles não saíssem de lá.

Depois ele se apresenta a cada um deles, só que usando uma personalidade diferentes pra cada um...

-----*-----

Guarda alfa.

Primeiro guarda, seção dos presos por assacinato.

O guarda alfa estava procurando Daniel Poliperson, junto de mais três guardas, mas, acaba tendo que se separar deles pela incerteza de onde ele estava.

Contudo, seus informantes na sala de câmeras voltam a lhe dar informações de onde o Dan estava, e essas informações o levam até a seção dos presos por assassinatos, ele então começa a desconfiar do porquê um cara fugindo de uma prisão iria querer estar ali.

As grades da seção do nada se fecham, e seu informante diz ser o Dan com um tom de voz como o de alguém com medo.

E Dan começa a falar;

"Se eu te deixar sair daí você vai me prender de novo, e eu não quero ser preso! Eu só quero ser livre de verdade uma vez na vida!"enquanto falava isso, ele até chorava.

O guarda alfa estava com medo, pois aquela era a pior seção para se ficar preso(aliás era a seção onde o Dan estava); por isso ele começa a tentar acalmar o Dan, e pedir para que ele não chorasse, e dizia que se Dan o tirasse dali, ele o deixaria fugir.

Mas Dan ainda chorando diz;

"Você é um mentiroso como todos os outros, que só queriam usar minha habilidade! Você só quer me enganar para se dar bem!"

Daí Dan solta todos os prisioneiros daquela seção, deixando o Guarda alfa sozinho com eles.

-----*-----

Guarda beta

Seção dos presos por violação sexual (estupradores, pedofilos)

Já na seção designada, a Guarda beta vê o tom de voz do seu informante mudar para um tom de raiva.

Intrigada, ela pergunta o porquê daquela voz, e recebe a revelação de que estava conversando com Dan, o prisioneiro que ela estava procurando.

Ela então corre para sair da seção onde estava e o capturar, mas ele tendo agora o controle de todas as portas da Purgatório a tranca naquela seção.

Daí ela começa a pedir pra ele abrir e deixar ela sair, como se ele fosse obedecer.

Ele então responde com um tom autoritário;

"Você tá muito mandona para quem está nessa situação, precisa de uma lição para se colocar no seu devido lugar"

Depois disso, todas as portas da seção foram abertas(menos a de saida) e os estupradores e pedofilos estavam livres juntos com a Guarda beta dentro da seção.

-----*-----

Guarda Gama B

Seção dos torturadores e ladrões.

Depois do Dan já ter se apresentado, agindo de forma empolgada com oque vai fazer com o Guarda Gama B, esse guarda procura uma saída da seção que não seja a porta principal...Daí escapou da seção por um duto de ar condicionado espectral antes dos torturadores saírem das suas selas.

-----*-----

Guarda Epsilom D

Sala de execução

A Guarda Epsilom D foi levada por Dan até a sala de execução, e trancafeada lá por ele, então ele se apresenta de forma calma e tranquila, e pede educadamente para que ela se coloque na cadeira elétrica...Ela obviamente negou, então ele colocou na sala onde ela estava, um vídeo da câmera do transmissor do Guarda Gama B, ele dentro dos dutos de ar, e ameaçou(sabendo que eles eram amantes) de que se ela não se sentasse naquela cadeira, ele enxeria os dutos com o gás venenoso usado em algumas das execuções em tanque...

Ela, por amor ao seu amante, se senta na cadeira, e enquanto Dan eletricutava ela( diminuido a forca do choque só o suficiente para doer, não matar), ele mantinha sua cara calma e tranquila.

-----*-----

Depois de acabar com todos os guardas mandados para captura-lo, enquanto subia para o aeroporto da Purgatório encontrou-se com Ester, que explicou que tinha ido lá só para busca-lo, e que era agente da AICH...

Ele então seguiu ela por livre espontânea vontade.

Estava uma noite tempestuosa, por isso os dois se mantiveram na Ilha da Purgatório até o amanhecer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...