1. Spirit Fanfics >
  2. Dance Comigo >
  3. Prólogo

História Dance Comigo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bom dia meus amores :)

Essa história será apenas uma pequena e simples One, eu pensei em short fic, mas vi que o melhor pra ela seria ser apenas uma One. É uma ideia aleatória que eu tive do nada e achei que Shawmila seriam perfeitos para representar esse casal.

- Camila Cabello como Hope / 19 anos
- Shawn Mendes como ele mesmo / 20 anos

- Me desculpem qualquer erro que tiver, eu reviso mas nunca se sabe.

Capa e Banner maravilhosos pela @Vanilia

Boa leitura <3

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Dance Comigo - Capítulo 1 - Prólogo

15 de Julho de 2019

Manhattan, Nova York - 21h52

P.O.V Hope

Termino de colocar minha sapatilha e vou ao espelho para saber se eu estava boa o suficiente, confirmei o resultado e depois sai do closet e fui até o centro do meu quarto perto do meu gato Hércules. Ele estava passando seu corpo nos meus pés exigindo atenção, mas eu não tinha muita nesse momento.

- Desculpe menino, preciso praticar.

Coloco ele em cima da minha cama e vou até o rádio colocar a música, assim que começa a batida eu volto para onde eu estava e começo a fazer pequenos movimentos. Logo eu aumento para algo mais intenso e começo a dar giros pelo quarto, mas de repente eu ouço a porta do meu quarto ser aberta mas me recuso a parar minha dança.

- Olá Mary.

- Senhorita Brown... Sua mãe....

- Não Mary, eu sei porque está aqui. - Eu jogo meu corpo de uma maneira que tivesse a impressão que eu ia cair, mas nada aconteceu e eu pude ver a expressão de espanto de Mary.

- Oh, senhorita Brown... - Ela começa a bater palmas e eu rio fazendo uma reverência.

- O que achou?

- A senhorita foi incrível, é uma ótima dançarina. - Respondeu e eu sorri.

- Obrigada. O que minha mãe quer?

Mas ela não teve muito tempo de me dar uma resposta, minha mãe apareceu na porta do meu quarto toda chique em seu trage de festa.

- Ah... Olá mamãe...

- Eu sabia que você estaria perdendo tempo. - Ela fala curta e grossa.

- Pra mim não é uma perca de tempo. - Digo.

- Era para você estar lá embaixo a uma hora atrás, mas está aqui obviamente fazendo sua dança maluca. - Disse.

- Maluca? Sério mamãe?

- Não quero discutir Hope, quero te ver lá embaixo em meia hora. Não estou brincando.

Ela deixa meu quarto e eu suspiro logo olhando para a Mary.

- Eu tenho mesmo que descer?

- Vem comigo querida, vou te ajudar a se arrumar.

- Tudo bem, vamos logo com isso.

20 Minutos Depois...

Eu queria dizer que eu estou acostumada com os eventos dos meus pais, que sempre tem o controle maior da minha mãe. Não que sejam de todo ruim, seriam mais legais se eles não tentassem me fazer ser a senhorita perfeita. Porém, hoje é um daqueles eventos que posso passar despercebida por todos os convidados.

- Baile de máscaras. - Dou uma risadinha.

Eu usava um vestido brilhoso com uma máscara praticamente no mesmo tom, meu cabelo estava trançado e minha boca tomada pelo meu batom favorito: Vermelho intenso.

- Tudo bem, vamos lá.

Eu começo a passar pelos convidados que estavam todos escondidos atrás de suas máscaras, mas uma vez ou outra eu podia reconhecer alguma face. Eu comecei a me sentir levemente pra baixo, me sentei em um banco qualquer e isso piorou quando uma música lenta começou.

- Eu preciso de uma bebida.

Eu levantei disposta, mas alguém que apareceu magicamente na minha frente me impediu de continuar o meu caminho.

- Ah... Ei...

Eu consegui conter meu leve desequilíbrio, enquanto a pessoa que trombei estava obviamente confusa e com seu terno branco levemente manchado por ponche de uva.

- Ai meu deus, eu sinto muito... Não queria...

Ele dá um sorriso que me faz estremecer.

- Haha, não se preocupe moça está tudo bem. - Ele falou.

- Quanto custa? Eu posso te pagar um novo.

Eu pude notar suas pílulas através de sua máscara azul e com detalhes em prata.

- Não... Pra que todo esse desespero moça? - Pergunta surpreso. - Olha! Está tudo bem. - Ele mostra a mancha que não estava assim tão ruim.

- Ah... - Rio de mim mesma. - Mas mesmo assim me desculpe moço.

- Tá, tudo bem...

Um silêncio reina entre nós e somos cercados de casais dançando, mas obviamente não sabiam fazer uma dança de verdade.

- Olhe para eles, não é assim que se dança. - Digo.

- Você entende sobre dança?

- Vamos dizer que sou uma dançarina. - Respondo.

- É mesmo? - Assinto. - Então por que não está dançando?

- Bom... Não tenho ninguém para dançar comigo. - Respondo.

Ele dá um sorriso e depois coloca sua bebida sobre o banco aonde eu estava sentada.

- Agora tem. - Ele fala.

- O que?

- Me concede uma dança? - Me oferece sua mão.

- Ah... - Senti uma sensação estranha de repente, o olhar daquele cara que eu não conhecia me fez pegar sua mão sem reclamar e sem dizer uma palavra.

Ele me levou até o centro de tudo e agarrou minha cintura.

- Olha... Vamos fazer uma típica dança de baile?

- Não exatamente. - Responde. - Vamos ver se você é realmente uma boa dançarina.

- É... Tudo bem...

Eu fiquei mais surpresa quando começamos a dançar de verdade, nossos movimentos estavam perfeitamente sincronizados. Ele me girou e logo me abaixou quase até o chão, eu dei um giro de balé e de repente nos tornamos a atenção de todos presente.

5 Minutos Depois...

Nunca me senti tão solta em uma dança, o cara desconhecido me trouxe uma sensação de êxtase e liberdade que eu nunca senti antes. Todos estavam olhando para nós.

- Você realmente me surpreendeu. - Ele fala.

- É mesmo?

Ele me agarra e ficamos a centímetros. Nossos olhares estavam grudados um no outro, mas meus lábios estavam insanos perto dos dele.

- Sim, é mesmo.

A música para e todos batem palmas e fazem alguns gritinhos, eu usei a oportunidade que tive para uma pergunta:

- Qual seu nome?

- Sha...

Infelizmente a vós aguda da minha mãe interrompeu aquele momento, eu me separei rapidamente dele e minha mãe apareceu.

- Hope! Hope... Ai está você. Achei que ainda estava em seu quarto. - Falou eufórica.

- Estou aqui mamãe... Eu...

- Você está linda. Vamos? Quero te apresentar a umas pessoas. - Disse.

Eu olho para onde o cara estava e ele tinha desaparecido como mágica. Provavelmente eu nunca saberei quem ele era, mas nunca vou esquecer o que aconteceu essa noite.

- Sim... Vamos mamãe.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^

- Quero lembrar que é apenas uma One, então não esperem uma continuação. Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...