1. Spirit Fanfics >
  2. Dance Love - SasuNaru >
  3. Arigato!

História Dance Love - SasuNaru - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Hiaooo!

Perdão a demora mas então, finalmente acabei minha cadeira de verão então estarei livre até dia 16/03, porque aí começa o meu semestre letivo.
Feelsbad.
Então, queria dizer que esse capítulo foi um pouco mais curto, mas que a fic já está com uma parte já encaminhada, faltam mais três momentos importantes pro fim dela.

O coral de outono, a peça teatral da primavera e a formatura.
Até os próximos capítulos!
XoXo

Capítulo 10 - Arigato!


Fanfic / Fanfiction Dance Love - SasuNaru - Capítulo 10 - Arigato!

- Hou! – Neji gritou abraçando Ino e terminando sua bebida – Os garotos vão para a viagem do final de semana, não é?

- É verdade não é – Naruto disse se apoiando na borda da piscina – Tinha me esquecido completamente, acho que vou

- A viagem de recepção com outros colégios? – Sakura disse enquanto jogava água em Sasuke o tirando um tanto do sério – Acho que todos aqui vão, Hatake queria o nosso grupo na outra cidade.

- Eu não vou – o moreno disse se levantando e voltando a cozinha – Infelizmente tenho coisas com o teatro e o coral.

- Mas isso pode esperar Sasuke! – Sakura gritou arremessando a bola de vôlei nele – Você só está dando desculpas como sempre!!

- Tá, tá continuo sem ir – ele abanou a mão e foi direto a geladeira –

Ele sabia que teria que ir naquela viagem de boas vindas com o colégio novo da cidade vizinha mas desejava que algo caísse dos céus não o permitindo ir, até porque se dependesse da rosada eles já estariam lá naquela noite mesmo.

Pode ouvir o barulho do carro sendo desligado e as reclamações do Boruto por não ter conseguido fazer com que sua mãe comprasse o novo videogame para ele, o moreno sorriu de canto após beber um gole da sua outra bebida, fazia um certo tempo que não via Boruto e Kushina.

- Sasuke? – Kushina foi direto ao moreno o abraçando e afundando suas mãos em um carinho no topo de sua cabeça fazendo o moreno corar um pouco – Faz quanto tempo que não visita a gente! Minato olha quem está aqui!

- Quem? – o loiro mais velho assim que soltou a caixa grande que trazia o encarou sorrindo largamente – Nem acredito que sem insistência o Uchiha apareceu por aqui!

- Ah! Só vim porque o idiota me encheu o saco – cumprimentei ele e pude ver as outras entrando abraçando a ruiva –

Minato e Kushina aproveitaram um tanto a recepção dos outros garotos estarem na casa que até dispuseram a fazer uma janta para todos ali, já que estava próximo do horário da mesma.

Neji e Ino se despediram, ambos iriam viajar no dia seguinte junto com a mãe da loira para um dos campos da família fora da cidade por conta de uma inspeção que fariam então precisavam estar cedo.

Iwabe e Sakura se dirigiram ao quarto de hóspedes para se arrumar enquanto o loiro arrastou Sasuke para o seu quarto. O moreno até se assustou com a visão do quarto dele. Estava idêntica á seis anos atrás tendo só algumas mudanças, pequenas, mas que eram visíveis.

Agora o quarto tinha uma mesa maior, as guitarras e o violão do loiro estavam penduradas na parede da cama, assim como a bateria estava guardada no quarto do fundo, ele lembrou que havia dado essas dicas ao loiro quando eles tocavam e ele deixava tudo largado e espalhado pelo quarto. Naruto nunca soube ser organizado.

O cheiro de baunilha dele continuava desde mais novos, ele encarou a porta do banheiro que ainda estava fechada e podia ouvir o barulho da água caindo pelo chão. Seus olhos percorreram o quarto como um todo, cor azul como sempre, as cortinas agora eram escuras e o piso do quarto havia sido trocado, nota: interessante. Os cd’s de música ordenados em anos na prateleira em cima de sua cama junto com o aparelho que usavam antes.

O moreno puxou o violão e tocou um dos acordes que lembrava, ainda estava boa as cordas e o som continuava agradável, ele ainda cuidava dos instrumentos. Deixou seus dedos seguindo o ritmo que havia começado, “On & On”, uma das primeiras músicas que aprenderam a tocar quando ganharam seus instrumentos.

As risadas irritante do loiro por ele demorar um tempo com a partitura no piano, os xingos por as vezes se apressar, os momentos que passavam juntos e eram os melhores sem nenhuma intriga, aquilo trazia boas lembranças. No final conseguiram tocar juntos, mas não sem ouvir uma boa reclamação do loiro.

- Continua apressado! – Sasuke voltou a encarar a porta que agora estava com um loiro encostado nela com a toalha entre seu pescoço apoiando suas mãos nas pontas – Você não aprende a seguir o tempo da música mesmo

- Olha quem quer me dar um puxão de orelha nisso – ele revirou os olhos e pendurou o violão de volta no lugar – Você demorou mais tempo que eu pra pegar o ritmo da música

- Não me lembro disso – ele o jogou uma toalha e foi até a cama – O chuveiro está no quente já, é só usar. Tem um par de moletom na mesinha, acho que serve em você.

- Arigato

O moreno entrou no banheiro ouvindo os gritos do loiro com Iwabe e descendo as escadas, aquilo era estranho. O cheiro doce dele ainda inebriava o banheiro e aquilo deixou o moreno um tanto inquieto. Engoliu em seco, queria ter entrado junto com o loiro.

Ele mexeu em seus cabelos e riu, afastando esses pensamentos de si de novo. Seguiu o banho rápido até porque o cheiro da comida subiu rápido e como bem lembrava, tia Kushina odiava atrasos no jantar.

O moletom azul. Naruto não mudava nada.

Desceu as escadas e pode ver todos já sentados perto da mesa, Sakura estava um tanto grudada com Iwabe, pode ver o olhar da rosada pra ele que na hora ficou vermelha. Ele soltou a língua com um “baka”, a fazendo ficar mais sem graça.

Ele lembrava de quando Sakura o disse uma vez ainda estar apaixonada pelo estrangeiro e isso o fez gostar mais ainda dele. Iwabe mesmo sendo de fora foi o que mais fez amizade com o moreno, cuidou bem da rosada e ainda conseguiu se encaixar em todo o colégio, absolutamente com todos os grupos.

Tirando o fato, de que Iwabe puxava a orelha do Sasuke por ele não se decidir o que fazer com seus sentimentos pelo loiro e estar sempre em um beco sem saída. Sentiu um peso em suas costas e viu Boruto nelas, ele lhe olhou bravo.

- Sua cara não me assusta mais idiota! – o mais novo disse com um bico o que arrancou um riso de todos da cozinha – O Uchiha gosta de se fazer de durão.

- Isso é verdade – Iwabe disse se sentando após servir a mesa – Mas todos sabemos o quão frágil e doce esse garotinho é.

- Calem a boca! – o moreno disse levando o loiro até seu lugar na mesa e deixando-o descer – Vocês me superestimam muito.

- Todos sabemos como você é Sasuke-kun – a rosada mandou uma piscada –

- Bom, vamos nos servir! – Kushina voltou a ressaltar com uma voz mais grossa, ela sempre foi um tanto dura nisso –

- Itadakimasu! – todos disseram em uníssono e seguiram o jantar –

...

Naruto ajudava sua mãe na louça enquanto Iwabe e Sakura discutiam algum assunto totalmente a favor do Boruto, aquela criança era o diabo em pessoa e naquela noite pode entender o porque de sua irmã o odiar tanto.
Sasuke apenas saiu da sala com um pouco da cerveja em seu copo e seguiu andando pela casa do loiro. Fazia um tempo considerável que não aparecia por lá e isso até incomodou um pouco.

Ele sentia falta do convívio diário com a família Uzumaki, diferente do seu pai o Minato sempre o tratou bem e sempre o recebe bem em sua casa, independente do que acontecia e isso fora um bom tempo.

Seu corpo encostou na batente da porta ao ver Minato separando algumas das enciclopédias das mais antigas até as mais novas. Ele bebericou mais um gole. O mais velho sempre teve muito cuidado com livros e até com o trabalho e isso era algo que ele invejava, mesmo tendo boas apresentações e conseguindo se organizar bem, não era tão perfeito quanto ele.

Minato sempre foi uma inspiração a ele.

- Continua com o mesmo perfume forte não? – ele virou encarando o moreno tirando seus óculos – Algumas coisas nunca mudam não é mesmo Sasuke?

- Esse perfume ainda acho que combina comigo – o moreno adentrou a biblioteca e puxou uma cadeira sentando na mesma, longe dos livros claro, não queria arriscar molhá-los –

- Então. O que incomoda sua mente hoje? – Minato subiu nas escadas para guardar os livros na prateleira mais alta –

- Não sei do que está falando – ele tomou mais um gole e seguiu seu olhar a outra seção, era as que continham seus artigos e suas teses, ele sorriu porque Kakashi estava bem certo naquilo –

- Não é porque você foi embora um semestre que deixei de te conhecer Orokana shonen.

- Não é nada demais, é só preocupação com a faculdade – ele girava seu copo vendo as bolhas da bebida no meio – Temos a peça do teatro e o coral, vai ficar uma correria junto com a formatura.

- Sei – ele se sentou na mesa perto do moreno e o encarou – Como foram esses seis meses?

- Difíceis – o moreno respirou fundo perdendo o foco da sua visão – Não acredito que só durou seis meses e que agora estou de volta.

- Conversou com alguém sobre?

- Não e não pretendo fazer isso.

- Deveria Sasuke, ficar remoendo isso vai te deixar ...

- Tá tudo bem Minato – ele levantou seu rosto e sorriu – Eu aguento isso.

- Eu sei idiota, mas as vezes é bom ter algum ombro amigo se precisar – ele serviu uma dose de whisky em um dos copos – Vai querer?

- Você e suas misturas Minato! – ele riu puxando o outro copo – Isso ainda vai te derrubar.

- Minha esposa não vendo eu cair, tá tudo bem – ele mostrou a língua numa birra fazendo o moreno não acreditar –

- A propósito, o Naruto conversou com você? – ele acenou que não e o encarou de volta – Ele voltou com as crises de novo.

- Oh ... Achei que haviam parado.

- Não, pelo jeito só amenizaram. Iwabe disse que ele continuava tendo, mas eram bem menos, só nessa semana ele já teve quatro vezes.

- Irei levar ele no médico e falar com a Kushina ...

- Acho melhor não Minato. – Sasuke terminou de beber e se levantou andando pelas prateleiras – Naruto está ansioso com a competição da natação, é daqui alguns dias já. Acho que além disso o fato de ele não ser mais capitão do time o está preocupando também. Sei que concordou em tirar ele disso, mas vou falar com o Hatake pra colocar o Naruto como capitão de novo.

- Olha Sasuke, você viu o que aconteceu com o outro garoto, ele pode acabar pisando na bola de novo e não conseguir as notas. Se ele não passar com média boa, não irei deixar ele ir para Houston.

- Ele vai conseguir – ele sorriu puxando um dos livros para ver – Sou o professor particular dele então ele vai passar, senão ... – ele deu uma pausa guardando o livro – Eu que não vou para Unbk.

- Hatake fez isso?

- Pelo jeito todo mundo tá tentando fazer eu voltar a conversar com o seu filho, vamos ver onde isso vai chegar.

- Não acho que deveria fazer isso.

- Minato eu conheço o Naruto desde quando temos um ano de idade, infelizmente mesmo com a gente afastado ainda posso dizer do que aquele moleque é capaz ou não de fazer, então pode acreditar ele vai passar.

- Então tá! Se você diz ... Quem sou eu para discordar?

- Você me bajula demais, um dia a tia Kushina vai te matar por isso.

- Hey Sasuke – ele apoiou suas mãos no ombro do menor e o encarou – Você realmente está bem? Sabe que se precisar de qualquer coisa eu posso te ajudar.

- Ah relaxa ojisan, eu estou melhor do que antes, vou ficar bem.

Os dois seguiram conversando sobre um dos projetos da feira de ciência que o moreno planejava fazer, segundo o pai do loiro, poderiam conseguir boa parte do material com a empresa dele então poderiam trabalhar naquilo durante os finais de semana quando o moreno não estivesse apresentando no salão de dança.

Aquilo foi nostálgico, a época do ensino fundamental, Naruto xingando o pai por ele ajudar o moreno e não a ele. Sasuke sabia que agora isso não aconteceria, os planos do loiro eram diferentes do moreno.

Ele saiu da biblioteca deixando Minato terminar o relatório da empresa que tinha começado a fazer mais cedo. Kushina subia as escadas com Boruto se despedindo do Naruto que estava sentado do lado de fora da casa.

Seu olhar seguiu percorrendo a casa, procurava Sakura e Iwabe mas julgou estarem no quarto ao ver os sapatos de ambos em frente a porta fechada. Ele seguiu em caminho ao quintal do fundo enquanto via a fumaça subir da frente do corpo do loiro.

- Tsc

O moreno sentou ao lado dele vendo o loiro olhar de canto a ele. Mais um trago. A fumaça subiu. A temperatura daquela noite estava mais baixa do que os outros dias, provavelmente a frente chuvosa estaria chegando ali.

Naruto passou o baseado ao moreno, seu olhar continuava distante para o céu. Nada disse, apenas pegou e deu mais um trago.

Se sentia bem por estar tendo o contato do loiro de volta aos poucos, era aquilo que ele precisava naqueles dias, seu pai o irritava profundamente e juntando com as coisas que ele descobria aos poucos o deixava com mais nojo dele.

Mais um trago. Ter voltado com o relacionamento estranho com o loiro era algo que também o encucava. O que eles tinham afinal de contas? Seria de novo como anos atrás ou iriam fazer algo sobre aquilo.

Entregou o baseado de volta ao loiro o vendo tragar um tanto mais do que estavam fazendo. Ele apagou a ponta a jogando nas árvores atrás de si. Ouviu a respiração pesada dele e apenas voltou a encarar o céu de novo.

- Isso vai acabar te matando. – o moreno soltou prendendo seus braços em sua perna –

- O baseado ou essa nossa situação?

- Ambas as coisas.

Podia ouvir um toque fundo de uma das casas, querendo ou não ele queria testar uma das suas teses. Sasuke se levantou e entregou a mão ao loiro, o mesmo o encarou arqueando suas sobrancelhas o que fez o moreno rir e o puxar.

- Você só precisa relaxar.

- Nani?

Sasuke o puxou ajeitando sua coluna na forma que mais o acomodava. Deixou sua mão direita nas costas do loiro, na parte dorsal esquerda dele enquanto levantava o braço direito dele o acompanhando.

- Apenas relaxe, quero te mostrar algo – o loiro apenas concordou que sim, mas sentiu seu rosto esquentar mais ainda, assim como seu corpo todo – Só deixa eu levar ok?

- Ok.

A música soando ele reconheceu uma das primeiras que dançou, aquilo sim era nostalgia. “Fools”. Deixou seu corpo um pouco mais próximo e seguiu com passos um pouco mais lento, pelo menos até o menor pegar o jeito.

Sentiu o rosto do loiro encostar ao seu lado, aquilo fez o seu coração acelerar um tanto. O cheiro dele invadia mais ainda o ar e ele não queria sair dali nem tão cedo, Naruto estava esquentando seu corpo, não só aquilo, pela primeira vez não sentiu seu corpo pesar ao guiar alguém.

Era realmente ele. Era o loiro em sua frente que ele sempre desejou guiar.

Sasuke era um bom líder, a facilidade em entender o movimento de seu parceiro na dança era algo único e raro no mundo dele. Mesmo com Sakura sendo a parceira perfeita, o corpo de uma “flor” perfeita, ele sempre teve a dificuldade em guiar ela, não pela diferença do tamanho, pelo contrário. Era porque todo líder tem o parceiro ideal e bom ... não era ela.

Podia contar duas, três danças que ficaram assim. Sentiu os braços do menor passando por suas costas em um abraço, aquilo o surpreendeu até um pouco porque ele nunca foi de demonstrar algo do tipo.

Seu rosto estava encostado em seu colo, pode perceber que ele ainda mantinha os olhos abertos apenas sentindo também o momento assim como ele. Fez o mesmo, entrelaçou seus braços por volta do menor e continuou encarando o mesmo.

Deixou seu queixo em cima de sua cabeça e fechou seus olhos voltando a controlar mais sua respiração. Aquela noite ele não iria implicar com o garoto.

Pode ver os pais do loiro os observando da janela do quarto, Minato continuava com sua xícara de chá noturno como sempre. Percebeu o sorriso no rosto de Kushina assim como no do Minato, o que fez ele sorrir também. Naruto estava voltando mesmo que aos poucos para ele.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...