História Dancing In The Rain -Imagine Victoria Song - - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, F(x)
Personagens Amber Liu, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Krystal Jung, Lisa, Luna Parker, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sulli Choi, Victoria Song
Visualizações 7
Palavras 1.874
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Lemon, LGBT, Lírica, Luta, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa, essa é minha primeira fanfic imagine Girl×Girl, enfim, espero que gostem!

🌸🌸

Capítulo 1 - 001 - Sendo Obrigada


Fanfic / Fanfiction Dancing In The Rain -Imagine Victoria Song - - Capítulo 1 - 001 - Sendo Obrigada

[P.O.V S/n]

Estava em casa com a minha amiga, estávamos comendo pipoca enquanto víamos o filme "O Circulo", nossa felicidade acaba durando pouco pois minha família chega da apresentação de dança.

Vou explicar rápido, minha família "Inteira" curte dança, e a parte da família que no caso é minha mãe, meu pai e meu irmão São super bons na dança e vivem viajando, aparecendo em programas para mostrar sua "Arte", mas eu odeio isso, não quero viver minha vida dançando essas coisas, é ridiculo... Mas minha mãe irá insistir até eu morrer.

-Oi Amber! -Minha mãe se virou para minha amiga.

-Oi Tia.. -Amber disse baixo.

-S/n, precisamos conversar um pouco.. -Ela disse e logo me estressei e me levantei e a encarei.

-Eu não vou dançar! Não quero! Não gosto disso! -Disse a encarando e ela me dá um tapa na cara.

-Você vai aprender a dançar e vai ser obrigada à gostar da dança e irá trabalhar com isso, querendo ou não S/n! -Ela disse seria, eu estava quase chorando de tanta vergonha.

-S/n, tenho que ir, já são 18:00... -Amber se levantou e eu a olhei e ela segurou minha mão. -Tudo vai ficar bem... -Ela disse e beijou minha testa e foi embora.

-Eu te odeio! -Disse encarando minha mãe e ela me deu outro tapa na cara e eu revidei. -Você acha que eu vou aguentar calada?

-Ah você vai. -Minha mãe disse aos nervos.

-Mãe, não faz isso com ela, por favor... -Hoseok, meu irmão disse e eu o olhei assustada, eu já sabia o que minha mãe ia fazer.

-Amor... -Minha mãe disse e meu pai se levantou e me puxou até meu quarto, ele trancou nos dois.

Aquilo era a primeira vez que ele iria fazer aquilo comigo, eu estava tremendo de medo assim que ele pegou o cinto e a preparou para taxar aquilo em meu corpo.

1 Hora Depois...

Ele parou, finalmente, naquele momento eu estava caida no chão chorando enquanto meus machucados feitos pelo meu pai sangrava, eu não aguentava mais aquele pesadelo, as unicas pessoas ao meu lado era meu irmão e a Amber... Isso era muito ruim para mim, eu sabia que ninguém iria me ajudar a levantar, a fazer os curativos, então decidi me levantar, descer às escadas e pegar os curativos, quando eu ia descer o primeiro degrau, eu tropecei e cai da escada, naquele momento eu apaguei.

Acordo num quarto todo branco, estava com um equipamento para eu respirar melhor,estava com curativos, claro, se não fosse o hospital...

Assim que acordei vejo meu irmão entrar no quarto, ele veio até a mim e a sentou ao lado da cama e segurou minha mão e ele estava quase chorando, ele sabia a dor que eu sentia, ele sentiu a mesma coisa quando se assumiu gay, ele não conseguia falar nada, nem eu, não aguentava vê-lo triste por minha culpa... Depois de minutos ele resolveu falar.

-Me perdoa por dizer isso mais, por favor, entra numa aula de dança para você parar de sofrer nas mãos dos nossos pais, por favor , não quero vê-la novamente assim... -Ele disse quase chorando.

-Eu não consigo, eu não gosto Hope... -Disse com a voz abafada.

-Esquece, já fiz merda... -Ele se levantou e se afastou de mim.

-O que você fez...? -Perguntei.

-Eu te botei numa aula de dança. -Ele disse com medo.

-Quando eu saí daqui, você corre, que eu vou te esganar! -Disse com raiva.

-Desculpa, mas é para aquilo não acontecer novamente, pensa um pouco.. -Ele disse com medo de mim.

-Aff Hope, eu te odeio! Sinceramente... -Disse super nervosa.

-Então princesa... Vou comprar algo para você comer, enquanto eu não tô aqui, tenta se acalmar tá...? -Ele disse com medo e saiu do quarto.

Eu só não me mexi pois meu corpo estava dolorido, cheio de roxos e machucados profundos.

Enquanto estava apenas de olhos fechados tentando fazer aquilo que o Hoseok recomendou alguém entra no quarto.

-Licensa Senhorita S/n? -A menina disse e eu abri meus olhos e era uma médica.

-Sim... -Suspirei e ela se aproximou de mim e começou a tirar os aparelhos que estavam ligados à mim e fez com que eu ficasse mais tranquila com a esperança de que eu estaria finalmente livre para ir embora. -Vou poder ir embora hoje? -Olhei para a médica.

-Infelizmente não mocinha, vai ter que ficar em observação por 3 dias, você está muito machucada, sua sorte é que isso tudo não foi tão grave. -A médica sorriu para mim tentando me confortar e eu sorri de volta.

-Ok... -Disse e ela saiu e eu pude relaxar novamente.

Estava quase dormindo, mas logo os infelizes dos pensamentos vieram encher minha cabeça.

E quando eu for para essa tal aula de dança, quantas alunas terá? A professora é legal? Será que eu a conheço? E se eu não for boa e meu pai me der uma surra daquelas novamente? Será que meus pais iram descobrir que eu sou lesbica e que eu já fiquei com a Amber? E se descobrirem, vão me afastar da amber, minha única amiga?

Vieram esses tantos de perguntas sem respostas em minha mente, isso me fez ter uma grande dor de cabeça, até que esses pensamentos saíram assim que meu irmão entrou por aquela porta com meus biscoitos e comidas favoritas.

Ele me ajudou para eu conseguir me sentar, botou uma bandeja com as comidas em meu colo e eu comecei a comer.

-Qual é o nome da professora? -Perguntei enquanto comia aquela comida super deliciosa.

-É Song Qian, ela é chinesa, o apelido dela é Victoria Song e ela já fez uma apresentação comigo, ela dança muito bem... -Ele disse enquanto comia junto comigo.

-Hm... -Disse enquanto comia. -Ela já me viu? -Olhei para ele.

-Sim, ela já foi lá em casa, mas você não deu muita atenção à ela, na verdade você nem falou um simples "oi" para a Victoria... -Ele me olhou e eu fiquei desesperada.

-Ah legal, ela já me odeia... Tô fodida... -Disse nervosa, tanto que perdi o apetite.

-Na verdade não... -Ele sorriu e eu olhei para ele assustada. -Ela te entendeu assim que eu disse que você não aguentava ficar com nós... Além de mim.. -Ele sorriu. -Ela disse que ela não guardou recentimento... -Ele disse para me acalmar, e conseguiu, me deixar mais nervosa.

-E se ela mentiu? -Perguntei desesperada.

-Ela não mente... -Ele disse e voltou a comer.

Assim ficou um silêncio horrível e assustador, eu nunca odiei tanto um silêncio como agora, mas esse silêncio se quebrou assim que Amber entrou no quarto, o hope saiu e ficou só eu e ela, eu contei tudo que eu tinha passado, ela riu de algumas coisas, mais ficou preocupada também. Amber ficou comigo até dar 20:30, já estava tarde e ela teve que ir para casa, assim que ela entrou, meus pais entraram fazendo um grande teatro pois tinha câmeras atrás deles.

-Minha filha! Você tá bem? -Minha mãe disse botando a mão em meu rosto e eu cuspi na cara dela e apertei no botão vermelho ao meu lado que chamava os médicos, logo eles chegaram e tiraram os dois.

-Monstros! -Disse baixo dando língua enquanto eles eram levados embora. -Com certeza o que os câmeras filmaram vai dar um escândalo.. -Pensei alto.

Uma semana Depois...

Estava botando uma roupa confortável para ir a aula de dança, para meu primeiro dia...

Meus machucados já estavam melhores, meu pai não estava tocando um dedo em mim, isso era bom, Hoseok não ficava 1 Hora em casa, estava sempre saindo a trabalho super ocupado, então eu estava sozinha naquele quarto.

Estava esperando a Amber para me levar até lá, depois de 12 minutos toca a campainha, pego minha bolsa e saio de casa assim que vejo a Amber.

-Pronta para o primeiro dia de aula???? -Amber disse como se fosse ela que iria.

-Quer ir no meu lugar? -A olhei enquanto andávamos.

-Não valeu. -Ela disse e eu rir.

-Estou nervosa... -Disse já suando.

-Calma cara, eu a conheço, ela é super próxima minha, Victoria é um amor, ela vai conseguir dar um jeito em você. -Ela me deu um empurrãozinho e eu rir fraco.

-Poxa... todo mundo é amigo dela, e eu não... -Disse com meu coração batendo a mil assim que chegamos na porta da academia, entramos e fomos direto em frente a sala da tal Victoria.

-Boa sorte. -Amber apertou minha bochecha e foi embora.

-Ah... -Fiquei com receio em entrar, mas logo ela é aberta pela professora e meus olhos ficaram arregalados.

-Assim, a porta é meio transparente e eu vi você aí parada... -Ela riu e eu ainda estava paralisada. -Pode entrar, eu não mordo.

-Obrigada... -Disse baixo entrando na sala, tinha apenas eu e ela, engoli seco assim que ela parou a minha frente.

-Aposto que seu irmão falou de mim né? -Ela riu, meu Deus, só falta eu começar a gostar dessa menina.

-Sim, Prazer Victoria, meu nome é... -Quando eu ia dizer ela me corta.

-S/n certo? -Ela perguntou.

-Sim.. -Corei de leve.

-Você é fofa, nunca imaginaria você assim.. -Ela se afastou de mim indo até a caixa de som.

-Me desculpa por aquele dia... -Disse me tremendo.

-Tá tudo bem? -Ela disse me olhando. -Quer que eu desligue o ar? -Ela riu.

-É nervoso... -Rir fraco.

-Relaxa. -Ela veio até a mim. -Eu não sou um Bixo de sete cabeças, nem a dança, dança você entende ao passar do tempo, você vai acabar gostando da dança... -Ela disse botando a mão em meus ombros. -Você tá bem tensa. -Ela riu e começou a música. -Vamos iniciar...

Começamos alongando, depois ela botou uma música e foi me ensinando passo a passo, eu simplesmente não sabia se prestava atenção nos movimentos dela, ou na própria dança.

Eu peguei os passos em menos de 30 minutos, segundo ela, eu tinha uma memória fotográfica.

-Você foi super boa no primeiro dia de aula! -Ela disse limpando o suor e sorrindo.

-Obrigada.. -Sorri fraco.

-Você dança muito bem... -Ela disse e se aproximou de mim. -Vamos comigo na sorveteria aqui ao lado, quero te conhecer melhor... -Ela sorriu e eu não pude negar.

-Vamos! -Sorri.

Peguei minhas coisas e fomos para a sorveteria e tomamos sorvete enquanto conversávamos.

Depois assim que ela olhou para o relógio no pulso dela ela se levantou.

-Tenho que ir, preciso trabalhar... -Ela disse botando o dinheiro na mesa e eu suspirei.

-Você está igual meu irmão, os dois sempre muito ocupados. -Disse olhando para o sorvete.

-Já se apegou a mim? -Ela disse rindo.

-Talvez. -Disse com um sorriso no rosto.

-Talvez você esteja gostando de mim? -Ela se abaixou ficando com o rosto dela próximo ao meu e eu a olhei.

-E talvez você esteja sonhando alto... -Sorri fraco e ela ficou reta e botou a alça da bolsa sobre o ombro e jogou seus cabelos longos e pretos para o lado.

-Até amanhã... -Ela sorriu e foi embora.

-Até... -Disse sozinha e sorri e logo lembrei do sorvete e voltei a comer ele.

Depois de comer o sorvete, peguei minhas e fui para casa, talvez essas aulas sejam até legais e um pouco fáceis...


Notas Finais


~Tia Yoona🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...