História Nayana - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Chanhun, Kaisoo, Lubaek, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 206
Palavras 235
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - I


Sou Park Chanyeol, vivo em Seul, tenho 20 anos. Sempre tive muitos sonhos e um deles se classificava em ter meu próprio espaço, com esse pensamento lutei para morar sozinho aos 18 anos mesmo com as dificuldades. Atualmente moro com um dos meus melhores amigos, Byun Baekhyun, praticamente um irmão.

Eu trabalhava em uma empresa, gostava do meu trabalho mas de uns tempos para cá, desde que uma academia de artes abriu na frente da minha casa não consigo ter paz. Não é por conta de barulho nem nada disso, até porque o local tem isolamento, mas por meu quarto ficar de frente para uma sala nos fundos e existir alguém ali que me chama atenção.

Ele tem os cabelos pretos, é alto, magro, branco, quase não demonstra expressões, no entanto quando dança parece que tudo a sua volta muda. Não sei seu nome, nem idade, nem de onde vem. Nunca tive coragem de aparecer por lá e perguntar mas o admiro todos os dias como parte de minha rotina. Com o tempo me vi apaixonado pelo cara que dança, que vive com um livro de romance nas mãos, sempre com um copo de chocolate, sorrindo para o além, imaginando as coisas.

Baekhyun já tentou me ajudar mas sempre travei ao chegar na porta e voltava correndo como se estivesse fugindo da polícia, essa é minha rotina.

Eu sou apaixonado por alguém que não sabe da minha existência.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...