História Dangerous - Imagine Park Jimin - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Ação, Assassina, Bts, Imagine, Imagine Jimin
Visualizações 85
Palavras 939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii meus nenens!
Primeiramente me desculpem, definitivamente não consigo ser uma pessoa objetiva, então me perdoem enrolar tanto.
Segundamente, boa leitura!

Capítulo 24 - Papel de Trouxa.


 

Pela primeira vez no semestre, cheguei extremamente cedo, como eu consegui isso? Não sei, talvez seja pelo fato de que não consegui dormir a noite toda. Pra minha sorte a pessoa que estou tentando evitar está apenas a alguns metros de distância do outro lado da rua, pra piorar, aquele sujeito de cabelo rosa está junto, até agora não consegui ver o rosto desse filho da puta, o que me fez pegar mais ódio ainda. Ela ri mais do que conversa, tão feliz, parece que não sentiu mesmo minha falta. 

Se tem uma coisa que eu estou é puto! 

Encaro os dois como se não houvesse amanhã, será que eu quero mesmo ver a cara desse sujeito? Pode ser pior, eu posso querer matar ele, mais do que já quero no momento. Meu coração dispara loucamente quando nossos olhares se encontraram. Coração idiota! Tem que parar de fazer isso toda vez que a vejo! Aquele sorriso, dessa vez direcionado a mim só piora minha situação, é agora! Vou conseguir ver a cara desse puto! 

Não acredito! 

Isso não é possível! 

Jungkook?

Eu sou um idiota. 

Desvio o olhar pra tentar disfarçar minha cara, e agora? O que eu faço? Como primeiro impulso pego minhas coisas da Charlote e entro apressado na universidade. 

 

{Sara on}

- O que foi isso? 

- Eu não sei, mas vou descobrir agora mesmo. - pego minhas coisas do carro e me despeço rapidamente de Kookie e corro para alcançar o garoto. 

- Jimin. Jimin! - berro pelo corredor vendo ele longe prestes a entrar na sala. Cara tá todo mundo olhando, esse filho da puta por acaso mudou de nome?

 

Dou uma olhada pelo vidro só pra ter certeza de que só está ele. É agora, vou matar esse garoto no soco. 

 

- Qual é o seu problema? 

- Qual é o seu? - perguntou sínico.

- Como o meu? Jimin, eu liguei e mandei umas mil mensagens o fim de semana todo! O que aconteceu? 

- Eu só estava ocupado...

- Ocupado? Não podia nem responder as mensagens que você fez o favor de visualizar? 

- Só não deu. 

- Não deu? - disse mais que indignada. - Olha, eu não sou obrigada a passar por esse tipo coisa. Quando crescer aí você pode me procurar, caso contrário, continue longe. 

 

Minha paciência tinha literalmente acabado. Que humilhante! Eu não preciso passar por isso, não sei nem porque estou me importando tanto assim, pego todo meu orgulho e me dirijo até a porta com sangue nos olhos. 

No momento em que abri a porta ouvi o estralo dela fechando novamente com força, antes que pudesse me virar por completo para encarar o Praga sou tomada por seus lábios, sem reação, fico ali por alguns segundos, completamente paralisada, mas quando me dou conta do que está acontecendo logo lhe dou passagem. Afinal, era o que eu mais queria. Aquele garoto me tem de uma forma que até então nenhum outro teve. 

Seu beijo é suave e calmo ao mesmo tempo que é intenso e sensual. Com uma força que eu ainda não conhecia, me suspende como se não fosse nada em seus braços fazendo minhas pernas ficarem em volta de seu corpo, caminha até a mesa mais próxima e me apoia a ela sentada. 

 

- Me desculpa, eu sou um idiota...

- Disso eu já sei, agora pode me explicar o que eu não sei? - ele dá um riso sem graça. 

- Tudo isso foi foi por quê eu estava com ciúme, me desculpe. 

- Ciúme de quê? 

- De você com o “rosinha”. 

- Aquele é o Jungkook, Jimin. 

- Pois é, foi um grande mau entendido. Não sabia nem como ia me desculpar por isso. 

- Desculpe, será que pode ser mais claro? - pergunto piscando algumas vezes.

 

Jimin abriu a boca pra começar a se explicar mas foi interrompido pelo sinal que tocou estrondoso como sempre, logo algumas pessoas começaram a entrar na sala. 

 

- Mais tarde eu te explico... 

- Não pode me dizer no intervalo? - Me interrompe. 

- Ás oito, no seu quarto. - reviro os olhos em resposta e saio andando, já que aquela é a sala dele. 

 

No intervalo Jimin literalmente desapareceu, procurei ele por todos os cantos daquela universidade e nada, onde esse garoto se enfiou? Vou acabar enlouquecendo até de noite. 

E o que foi aquele beijo? Não diria que foi o melhor da minha vida, mas com certeza foi o mais significativo, meu coração bateu de uma forma inexplicável, não sei como não criou pernas e saiu para fora andando, o mais incrível foi que eu conseguia sentir o coração de Jimin bater na mesma intensidade, isso já foi o suficiente. Já não precisava de respostas, tudo o que eu queria estava bem ali, na minha frente. 

 

[...]

 

20:03h e nada de Jimin. Ele não é de se atrasar, pelo menos não nesses casos, passei o dia apreensiva, um minuto faz muita diferença pra alguém que não tirou essa historia da cabeça nem por um segundo. 

20:25h minha apreensão já havia se transformado em raiva, mas continuei esperando, provavelmente ele teve algum imprevisto.

20:56h já não sabia se Jimin apareceria ou não, toda aquela apreensão e raiva agora se transformaram em frustração. Apesar de querer matar aquele garoto agora mesmo, espero que ele tenha um bom motivo pra me deixar esperando. 

22:15h é oficial, Jimin me deixou plantada. Justo agora que parecia que tudo ia começar a caminhar entre nós dois. 

 

- Isso não é justo comigo, universo! - grito para o teto, todos aqueles sentimentos agora podem ser resumidos a puro ódio.

 


Notas Finais


Foi isso, espero que estejam gostando...
Até o próximo capítulo. Beijoss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...