História Dangerous ambition - Camren (G!P) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Camren G!p, Camrenisreal, Fifth Harmony, Gip, Vercy
Visualizações 320
Palavras 5.836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Jogo ganho


Fanfic / Fanfiction Dangerous ambition - Camren (G!P) - Capítulo 15 - Jogo ganho

VÁRIAS HORAS DEPOIS...

P.O.V Narrador

Keana saiu da lanchonete completamente arrasada, estava se sentindo quebrada por dentro, seu coração doía tanto que quando entrou dentro do carro caiu em prantos, agora estava tudo claro pra ela, não tem mais duvidas de que Lauren e Lucy eram amantes.

Ainda atordoada ela foi procurar por Ashley mais uma vez, a amiga ficou surpresa ao vê-la tão destruída e deu toda atenção que podia. Keana contou tudo o que havia acontecido e Ashley ficou horrorizada com as atitudes de Lauren, então aconselhou a amiga a deixar a esposa, e contar tudo para Verônica, mas Keana se recusou, pois sabia perfeitamente que não suportaria viver sem a mulher e por mais que lhe doesse no peito ainda queria dar uma chance ao casamento porque além de amá-la feito louca acreditou quando Camila disse que Lauren não procura mais por Lucy a muito tempo. Ashley achou a mais ridícula de todas as atitudes mas não teve outra opção a não ser aceitar e manter segredo, já que Keana a fez prometer que nunca contaria isso pra ninguém.

...

Camila seguiu o dia sem nenhuma preocupação, não se importou com o tamanho da consequência que suas mentiras poderiam trazer, não se importou nem mesmo por ter tido o acordo com Keana cancelado, afinal isso pra ela não fará diferença alguma porque ela sempre encontra uma maneira de se dar bem em qualquer situação.

...

Lauren passou o dia todo no fórum, a audiência se estendeu muito mais do que esperava, por isso está exausta mas também está muito satisfeita porque ganhou o caso. Demétria foi quem deu o veredicto e mesmo sabendo de tudo o que Lauren "fez" com Camila nunca misturaria o pessoal com o profissional e como sempre Lauren fez uma ótima defesa. No final do julgamento as duas se cumprimentaram e Demi parabenizou Lauren pelo bom desempenho assim como é de costume, porém não fez mais nada além disso e logo se retirou, Lauren também não deu importância e nem muito menos desconfiou de que Demi estava diferente até porque aquela sempre foi a maneira das duas se tratarem, apesar de se conhecerem a longa data, depois que se formaram nunca mais foram de muitas conversas, muito menos no ambiente de trabalho.

Quando Lauren chegou em casa encontrou Keana dormindo, pois a mulher havia tomado calmante para dormir e tentar esquecer os problemas nem que fossem por alguns minutos.

(...)

Lauren estava sentada no sofá da sala mechendo em seu notebook quando Keana apareceu, ela ia passando direto para a cozinha e levou um pequeno susto ao ver a esposa, nem havia se dado conta que as horas passaram tão rápido e a mais velha já estaria em casa, Lauren sorriu pra esposa mas foi correspondida com um sorriso sem vontade, achou estranho mas acreditou que seria por causa do sono.

- Oi, Ke ! _ Ela deixa o computador no sofá e se levanta indo ao seu encontro. - Você estava dormindo tão tranquila que eu nem quis te acordar. _ Lauren dá um beijo suave em sua testa e acariciou seus cabelos, mas percebeu que Keana se afastou um pouco incomodada como se não quisesse contato. - Tá tudo bem com você? _ Pergunta confusa.

- Tá tudo bem. _ Lauren não vê sinceridade quando encara os olhos de Keana.

- Tem alguma coisa acontecendo?

- Não tem nada, por quê? _ Keana sorri tentando disfarçar e vai se sentar no sofá, logo Lauren senta ao seu lado.

- Você está estranha. Está com raiva de mim? Por quê se afastou?

- Não é isso, Lern... É que estou muito cansada e um pouco irritada, você sabe que eu acordo de mau humor. _ Tenta ser o mais convincente possível e Lauren sorri compreensiva.

- Eu entendo... Foi pra academia hoje, se sentir cansada também é normal. _ Keana assente positivamente, mas estava mentindo, não foi para a academia e quando disse estar cansada não se referia ao lado físico, estava cansada de tudo, cansada da situação em que estava suportando, sua resposta foi dada em vários sentido mas Lauren não percebeu.

- Já tomou algum analgésico? Vai te ajudar.

- Já tomei, acordei muito mais disposta, melhorei 80 por cento.

- Que bom meu amor, acredito que daqui alguns minutos você estará se sentindo ótima. _ Ouvir Lauren a chamar de amor fazia com que ela se sentisse um pouco mal, agora ela se lembra do quanto a esposa é sem caráter, sentia vontade de pedir que ela não a chamasse assim por algum tempo mas não conseguia, porém mal sabia ela que a chamar de amor era uma coisa que virou rotina, Lauren não a ama mais tanto assim. - Você sabe que hoje nós temos um jantar para ir não é?_Toda vez que Keana olhava nos olhos da esposa sentia raiva e revolta, não podia acreditar que tudo aquilo estava acontecendo. Keana se perdeu em pensamentos que ao menos percebeu isso. - Keana?

- Desculpe eu... Estava distraída, o que você disse?

- Eu estava dizendo que hoje nós vamos naquele jantar na casa do juiz Mitchell. _ Ela fica a olhando por mais alguns estantes.

- Eu não me lembrava que era hoje. _ Lauren dá uma risadinha e Keana sorri.

- É hoje, Ke, mas se você não estiver se sentindo bem, eu ligo pro Mitchell e cancelo, não tem problema.

- Lógico que não, Lauren, eu nunca iria deixar você fazer isso, é um evento muito importante. _ Lauren assente.

- Eu sei, mas se você estiver indisposta eu entendo.

- Eu estou bem! _ Ela sorri. - Como você mesma disse, eu vou melhorar, é só esperar um pouquinho que essa indisposição vai passar por completo. Que horas vai ser?

- Às nove. _ Lauren olha em seu relógio de pulso. - Agora são sete.

- Então eu vou comer alguma coisa e depois já vou tomar banho e começar a me arrumar porque eu sempre demoro mais que você.

- Tudo bem, enquanto você faz isso eu vou terminar de digitar um relatório e depois vou me arrumar.

- Tá bem. _ Lauren se levanta e sai andando em direção ao outro lado do sofá onde estava o notebook, se senta e começa a digitar algo rapidamente.

Embora ainda estivesse decepcionada e com raiva, Keana ficou esperando ao menos uma demonstração de carinho de Lauren, uma atenção maior, mas Lauren se quer cogitou tal ato e nem percebeu a decepção que causou ao se levantar e não dar ao menos um selinho em seus lábios.

No fundo Keana sabe que vai ser uma tarefa difícil demais fingir que não sente nada toda vez que Lauren a magoar ou faltar com carinho, fingir que não sabe de nada só para tentar recuperar o amor que existia em seu casamento, ela sabe de tudo isso e mesmo assim quer se arriscar.

UMA HORA E MEIA, DEPOIS...

P.O.V Lauren

- Ke, eu já estou pronta, vamos? _ Falo ao adentrar o banheiro onde Keana estava se maquiando de frente ao espelho.

- Só mais um minutinho, Lern... Já estou quase acabando. _ Ela estava linda.

- Você está linda, Ke. _ Ela sorriu me olhando pelo espelho enquanto passava rímel.

- Obrigada. _ Deixa o rímel sobre a pia e se vira pra mim. - Você também está muito linda. _ Me abraça pelo pescoço e minhas mãos automaticamente vão para sua cintura, ela me dá um selinho que nem tive tempo de corresponder, pois fui pega de surpresa. Agora sim ela parece mais animada, totalmente diferente da Keana de mais cedo.

- Você gostou? _ Pergunto sorrindo e em seguida beijo seu rosto com carinho.

- Aham... Está perfeita. _ Eu estava usando uma calça jeans preta, como eu uso short de compressão não existe volume algum, também vestia um cropeed preto de rendas e uma jaqueta de couro que ficava justa no meu corpo, os cabelos soltos com ondulação do meio até as pontas e maquiagem forte, nos pés optei por um par de botas de salto estilo coturno também preta. - Adoro quando você usa esse tipo de roupa. _ Desta vez ela me beija na boca com mais vontade. - Vamos então? _ Pergunta empolgada.

- Vamos... A Vero e a Lucy já estão lá, acabei de falar com ela. _ Ela ficou séria na mesma hora.

- Com ela, quem? _ Fecha a cara.

- Ué, com a Vero! Acabei de te dizer isso, o que tem de mais?

- Você não me disse que elas também iriam. _ Se separa de mim ficando encostada no balcão da pia.

- Ke, você deveria imaginar. A Verônica também é advogada e frequentamos os mesmos eventos._ Ela não responde nada, apenas fica me olhando. - Olha, eu sei que você não gosta da Lucy, mas vocês não precisam conversar, é só fingir que ela não está lá como você sempre fez.

- Fingir. É claro! Eu tenho que fingir. _ Me olha mais séria que o normal. - Você entende bem como é isso não é? _ Me diz com tanta certeza que eu confesso ter ficado apreensiva. Eu não sei o que está acontecendo com ela, uma hora parece tão doce e depois muda completamente.

- O que você está querendo dizer? _ Questiono sem entender.

- Nada. Vamos! _ Sai do banheiro em passos rápidos, pega sua bolsa junto seu celular que estavam encima da cama e eu vou atrás dela.

- Keana, o quê você quis dizer com isso?

- Por que te interessa tanto assim saber? Por um acaso deve alguma coisa? _ Eu juro que podia ver raiva nos olhos dela, era como se quisesse me matar mas ao mesmo tempo agia com ironia, é complicado entender.

- É lógico que não, mas você coloca cada coisa na cabeça que eu fico até com medo.

- Não ligue pras coisas que eu digo sem pensar. _ Então ela sai em direção a porta. Decidi deixar pra lá.

***

No caminho quase não conversamos muito, mas não estava um clima ruim, nós já estávamos acostumadas com isso, a muito tempo não conversámos mais enquanto estávamos no carro, a maioria das vezes ficamos em silêncio.

Não demora muito e logo paro com o carro enfrente ao enorme portão da mansão dos Mitchell, em poucos segundos o mesmo começa a levantar e eu entro, vejo o carro da Vero e paro o meu ao lado. Keana tira o sinto de segurança e sai do carro, eu faço o mesmo em seguida, mesmo sem necessidade aciono o alarme e ela vem ao meu encontro, damos as mãos e começamos a caminhar em direção a porta principal.

- Doutora, Jauregui... É um prazer recebê-las. _ O senhor Mitchell diz sendo simpático e logo estende a mão em minha direção.

- O prazer é todo nosso. _ Quebramos o contato de nossas mãos e ele cumprimenta Keana.

- Como vai, querida? Tudo bem?

- Ótima, obrigada. _ Keana responde sorrindo simpática.

- Muito bonita sua esposa, Lauren, eu ainda não a conhecia pessoalmente.

- Eu agradeço o elogio. _ Desvio o olhar para Keana. - Realmente minha esposa é muito linda.

- Com certeza. _ Ele da uma risadinha extrovertida. - Entrem, fiquem a vontade, a casa é de vocês.

***

Lá dentro cumprimentamos a senhora Mitchell e seus filhos, Kylie e Noah Mitchell, nos juntamos aos outros amigos que estavam presentes inclusive Vero e Lucy depois fomos nos sentar na sala para conversarmos, Keana ficou na dela o tempo todo e eu nem preciso dizer que em momento algum dirigiu a palavra à Lucy, eu não gosto de ficar no meio desse clima que fica sempre quando as duas se vêem mas hoje parece que está três vezes pior.

Alguns minutos depois chegou outro casal, eram Edward Hernandez e sua namorada Emilly, Edward também é considerado um dos melhores advogados criminalistas da cidade. Ficamos batendo papo por bons minutos, o assunto parecia nunca acabar.

- Fiquei sabendo que se saiu muito bem no tribunal hoje doutora Jauregui, ótimo desempenho, sua defensoria foi extraordinária, está de parabéns. _ O juíz Mitchell fala e eu sorrio agradecida.

- Muito obrigada, senhor Mitchell, não sabe o quanto me deixa feliz e satisfeita ouvir isso do senhor.

- É a mais pura verdade! _ Seu celular toca e ele o tira do bolso. - Tenho que dar os parabéns a você e também a Demétria, as duas são extraordinárias. _ Quando ele diz isso, Edward fechou a cara, obviamente não gostou nada de ter ouvido. Acho que todos perceberam sua reação, menos o senhor Mitchell que estava olhando pra tela do celular.

- Falando na senhorita Lovato, será que aconteceu algum imprevisto? _ A senhora Alice pergunta preocupada ao marido.

- Não querida, ela já chegou, creio que está entrando na mansão neste exato momento, acabei de receber uma mensagem dela... Vou recepcioná-la. _ Ele nos pede licença e sai logo em seguida.

***

Eu estava sentada de costas para a porta principal mas podia ouvir perfeitamente Demétria e o Mitchell conversando animadamente.

- Demétria. _ Kylie se levanta do sofá e vai correndo ao encontro dela, eu não havia me virado ainda, continuei tomando meu vinho e conversando com Vero.

- Hoje Kylie se deu mal, olha só que preciosidade a Demétria trouxe de companhia. _ Noah fala num tom divertido.

- Muito linda mesmo, será que são namoradas? _ Alice concorda em seguida toma um pouco de champanhe e eu fico curiosa para ver essa pessoa que está ganhando os olhares de todos.

P.O.V Narrador

- Olá. Boa noite a todos! _ Demi chega na sala acompanhada por Camila.

Lauren ficou surpresa e sem reação, ao menos conseguiu disfaçar e por pouco não deixou cair a taça de champanhe em sua mão, porém só não ficou pior do que Keana, essa que por sua vez se engasgou com o vinho que havia acabado de bebericar e começou a tossir discretamente.

Camila adorou o efeito que causou nas duas, ela já sabia que Lauren estaria neste jantar e se preparou para o momento, agia como se não conhecesse nenhuma das duas.

Demétria foi cumprimentar as pessoas enquanto Camila fazia o mesmo, cumprimentou Alice, Vero, Lucy, Noah, Keana que ficou de cara amarrada mas Camila fingiu não perceber, quando apertou a mão de Lauren sentiu que a mesma estava gélida, por poucos segundos as duas se olharam nos olhos mas ambas perceberam que Keana estava as observando e com isso não fizeram mais nada além de desejar boa noite.

Era impressionante o olhar de cobiça dos outros homens ali presentes para Camila, mas também não era exagero, ela estava linda, usava um vestido curto vermelho e saltos pretos, os cumpridos cabelos soltos caindo até a cintura e maquiagem forte, segurava uma bolsinha estilo carteira na cor preta e usava assessórios sofisticados inclusive o colar que ganhou de Demi.

- Quem é essa moça linda? _ James McAvoy, outro juiz de pouca idade e muito bem sucedido pergunta quando Camila vai o cumprimentar, James tem 36 anos, todos dizem que ele tem fama de sem vergonha e mulherengo, o que é a mais pura verdade, por isso não é casado, prefere curtir a vida.

Lauren se esforçava ao máximo para controlar o ciúmes que sentia enquanto Keana se corroía por dentro de tanta insegurança, raiva e ciúmes, sem contar que estava impressionada ao saber que Camila não era tão insignificante quanto considerava.

- Prazer, meu nome é Camila Cabello. _ Camila sorriu de uma maneira encantadora, o que deixou James ainda mais interessado.

- O prazer é todo meu, Camila. _ James beija a mão dela. - Tem um lindo nome.

- Obrigada. _ Ela sorri dando um passo para trás dando espaço para Demi, ela o cumprimenta apenas por educação, nunca se deu bem com ele e ainda mais agora, ela também não gostou do que presenciou.

- Vocês são namoradas? _ Alice pergunta interessada, todos ali presentes sabiam das condições de Demi e que ela só se relaciona com mulheres.

- Digamos que estamos nos dando uma oportunidade de nos conhecermos melhor. _ Demi diz com um sorriso simpático e em seguida aperta a cintura da latina, juntando seus corpos e fazendo a mesma sorrir antes de olhar rapidamente para Lauren percebendo que ela não estava nada satisfeita por presenciar tal ato.

A advogada não estava acreditando no que havia acabado de ver e ouvir, se perguntava como isso era possível se ontem mesmo Camila reforçou estar apaixonada por ela, e mesmo sabendo que o sentimento era recíproco está se envolvendo com Demétria, pensar em tudo aquilo causou uma raiva imensa dentro dela.

- Meus parabéns, espero que dê tudo certo, vocês formam um casal muito bonito. _ Emily diz e Demétria agradece com um sorriso de satisfação, diferente de Kylie e Lauren, que ficavam cada vez mais incomodadas.

- Você trabalha no escritório da Lauren, não trabalha? _ É a primeira vez que Noah fala com Camila.

- Eu trabalhava, na verdade eu estagiava no escritório mas já cumpri meu período. _ Vero e Lauren se entreolharam, como se quisessem saber o porque da mentira.

- Cumpriu o período do estágio e não foi contratada? _ James fala de maneira divertida, interrompendo a conversa entre os dois. - Lauren? O que aconteceu com você? Não quis contratar a moça? _ Camila não deixou que Lauren respondesse e não exitou em tomar a frente.

- Não, que isso, eu não estava a procura de emprego, era um programa da faculdade, só pra eu me especializar e ficar mais informada do que acontece no ramo em que estou cursando. Inclusive esse foi um projeto criado pela Demétria. _ Ela sabia que o projeto nunca existiu, mas estava na frente de Lauren e não queria que a advogada levantasse nenhuma suspeita, então tocou no assunto para que Demi pudesse de certa forma confirmar.

- Que interessante, Demétria, eu não fiquei sabendo desse projeto. _ James fala demonstrando interesse.

- Pois é. Foi um programa de estágios para estudantes de direito, das duas faculdades privadas da cidade, por isso o projeto abrange apenas os melhores alunos, aqueles que são mais empenhados.

- Entendi. _ Ele assente. - Um ótimo trabalho.

(***)

P.O.V Camila

O jantar havia sido servido a uns dez minutos, todos estavam comendo na mais perfeita harmonia, menos Keana, essa parece querer me matar a qualquer custo. Lauren estava distante, mas mesmo assim algumas vezes também conversava com as pessoas.

Todos estavam cheios de assuntos e eu procurava prestar atenção em absolutamente tudo.

- E você, Camila? Está cursando que ano de direito? _ Deixo o garfo sobre o prato e depois de engolir a comida e usar o guardanapo respondo a senhora, Mitchell.

- Estou no quinto ano, senhora. _ Sorrio e ela assente simpáticamente. - Falta pouco pra eu concluir, não vejo a hora.

- Sim, realmente falta muito pouco. Noah se formou ano passado, ainda não está trabalhando mas nós já estamos organizando tudo, ele vai abrir um escritório em Londres.

- A é? Que interessante. _ Levo o olhar para o rapaz, e ele abre um sorriso pra mim. - Você está fazendo uma ótima escolha. _ Completo.

- É, eu sei, espero me dar bem por lá.

- Tenho certeza que se você souber fazer tudo correto, e agir conforme os nossos códigos tudo será maravilhoso. Em Londres escritórios de advocacia são muito procurados, por causa da fama de profissionais qualificados e reputação honrosa.

- Exatamente. _ Juiz Mitchell. - Você demonstra ser muito inteligente, mocinha, e pessoas como você vão muito longe, estou certo de que será uma ótima profissional.

- Muito obrigada senhor Mitchell, é isso que eu mais desejo, ser uma ótima profissional e chegar muito longe. _ Nessa hora Keana me olhou com ainda mais raiva. Realmente não sei o que acontece com essa louca, ao invés de se preocupar com a "amante" da esposa dela, fica me filmando com os olhos. Não duvido nada de que ela está se mordendo de ciúmes de nós duas, tanto da Lucy quanto de mim, mas mal sabe ela que está absolutamente enganada.

- Gente, eu peço licença para ir ao banheiro. _ Falo educadamente me preparando para me levantar.

- Tem toda. _ Alice responde e eu assinto sorrindo. - Maria, mostre a moça onde fica, por favor. _ A empregada assente positivamente enquanto eu me levanto, era até engraçado a maneira que James estava babando por mim. Ele é mesmo um sem vergonha, mas eu não estou me importando, por mim ele pode olhar o quanto quiser, afinal, olhar não arranca pedaços e eu amo quando os homens fazem isso, adoro ver o quanto eles me desejam.

- É por aqui, senhorita! _ Novamente peço licença e me retiro.

***

- Como é que você se sente agora que eu sei que esteve me fazendo de idiota esse tempo todo? _ Levo um susto quando Lauren entra no banheiro e encosta a porta, ela estava possessa e com os olhos marejados, eu nunca tinha visto ela assim, mas eu não estava assustada era justamente essa reação que eu pretendia arrancar dela, a raiva e o ciúme, esses dois sentimentos são essenciais pra mim.

- Lauren, o que você está fazendo aqui? Vá embora, é muito arriscado, você perdeu o juízo? Alguém pode ver a gente. _ Quem me ouvia dizer isso até acreditaria que eu realmente estava me importando que alguém visse nós duas. Eu dizia isso tudo enquanto via ela se aproximar de mim, e quando chegou perto me segura pelos braços.

- Eu não estou acreditando que você mentiu pra mim, Camila, eu não estou acreditando. _ Fala furiosa e eu balanço a cabeça em negação fingindo estar assustada.

- Eu não menti pra você, Lauren, eu juro.

- Ah, não? Então porque você disse que estava apaixonada por mim quando na verdade nunca esteve? Camila, você está saindo com a Demétria, isso quer dizer que vocês duas já se conheciam a muito tempo.

- Não foi assim que as coisas aconteceram, Lauren eu posso explicar pra você... Primeiro que a Demi e eu já nos conhecíamos sim, mas apenas de vista, não éramos amigas e nem nada, a gente se viu apenas uma vez e essa vez foi quando eu fui com você no fórum, aquela foi a primeira vez que conversamos. Nem mesmo no dia da seleção dos estágios eu falei com ela, nunca tivemos contato algum, não tenho porque mentir pra você.

- Por favor, para, Camila, para de tentar me enganar porque eu não posso acreditar que vocês se conheçam a tão pouco tempo, isso não é verdade, você não foi verdadeira comigo.

- Calma, me deixa explicar.

- Explicar mais o quê? Me diz? Se já está na cara.

- Eu estou te dizendo que nunca tinha visto a Demétria até o momento em que fui com você no fórum, acredite em mim. _ Ela fica me olhando, ainda estava possessa. - Eu fui procurar por ela assim que me demiti do seu escritório, mas foi pra falar que eu estava deixando o estágio, por isso ela não foi falar com você pra perguntar do meu desempenho, eu disse a ela que não estava conseguindo mais conciliar com a faculdade. Ela entendeu e daí começamos a conversar e fomos nos conhecendo.

- Então fazem poucos dias que começaram essa amizade colorida? _ Ela dá um sorriso irônico.

- Não, no começo era só amizade, eu te juro. Ela me pediu em namoro hoje, e eu aceitei, não tem nada de errado nisso.

- Nada de errado? Tem certeza que não tem nada de errado? Camila, você aceitou um relacionamento com ela quando eu acreditei plenamente que era apaixonada por mim e isso sem contar que não faz nem uma semana que se conhecem, como você quer que eu me sinta?

- Eu sei que não é normal e que você ficou surpresa mas acredite em mim, eu estou apaixonada por você ! Eu juro pra você, Lauren. Você não ouviu ela dizer que estamos apenas nos dando uma oportunidade, embora seja considerado namoro a gente ainda está se conhecendo, não é como se já estivéssemos transando.

- QUE SE DANE, CAMILA. _ Fala alterando a voz enquanto aperta meus braços com mais força.

- Para de gritar, Lauren... Para de gritar e me solta porque você está me machucando._ Ela me solta e começa a andar de um lado para o outro.

- Que inferno, você não tem noção da raiva que estou sentindo por saber que você esteve me enganando o tempo todo. Ontem mesmo... ontem mesmo você me disse tanta coisa, tanta coisa que eu... eu não estou acreditando._ Ela estava de costas pra mim, por isso não estava vendo que eu estava sorrindo com o efeito que causei nela.

- Não, não diz uma coisa dessas, por favor. _ Vou até ela e a abraço apertado por trás pela cintura. - Eu não te enganei, acredita em mim, Lauren, você não imagina o quanto me machuca ouvir você dizendo essas coisas. _ Fico de frente pra ela. - Olha pra mim. _ Ela me olha com os olhos vermelhos e nitidamente segurando as lágrimas. - Você é a pessoa mais importante pra mim, é você quem mora no meu coração e na minha cabeça, acredite em mim. _ Ela sorri sarcástica.

- Me desculpa mas é difícil de acreditar.

- Eu sei, eu sei que é difícil de acreditar, mas é a mais pura verdade, e se eu estou tentando com a Demétria é porque eu preciso esquecer você Lauren.

- Me esquecer?

- Sim, me dói dizer isso, mas eu preciso me afastar de você, você sabe porque. Lauren, a Demétria vem me ajudando bastante, ela me ajuda a ocupar a minha mente e mesmo que o resultado seja muito pouco eu estou disposta a tentar...você e eu não podemos ficar juntas nunca.

- Não podemos porque você não quer, se você realmente quisesse poderíamos estar juntas.

- Não, se não estamos juntas ainda é porque eu não sou nenhuma sem vergonha pra ficar com uma pessoa casada. _ Digo firme. - Eu sou uma pessoa de caráter, Lauren, eu jamais sairia com uma pessoa que fosse comprometida, eu jamais daria a mínima atenção e eu não soube controlar este sentimento com você, eu não pude impedir que ele me dominasse com tanta proporção, mas me envolver com você estando casada com outra mulher, isso eu não vou fazer de jeito nenhum. _ Vou para frente do espelho e apóio minhas mãos na pia. - Você não imagina como está sendo difícil pra mim, não imagina como eu me senti mal e quebrada por dentro hoje toda vez que a Demétria me beijava e não era os seus lábios que eu sentia, toda vez que ela me tocava e não era você. _ Sorrio satisfeita sem que ela percebesse quando sinto suas mãos tocarem minha cintura e em seguida tirar meus cabelos do meu pescoço e beijar a minha pele me fazendo arrepiar. - Lauren, não faz assim.

- E você não imagina a raiva e o ciúme que me dá ao ouvir você dizer isso. _ Então me viro de frente pra ela.

- E você acha que eu também não sinto ciúmes quando você está com a sua esposa? Mas eu tenho que aguentar calada porque não tenho o direito de te exigir nada. É por isso que eu quero me afastar, tenho que pedir que entenda que eu preciso esquecer você, e é exatamente isso que estou tentando fazer.

- Mas você não vai conseguir, nem você e nem eu, é muito tarde pra isso... Esquece esse maldito namoro, não faz isso com a gente. _ Seguro em seu rosto e fico olhando dentro de seus olhos, ela coloca suas mãos por cima das minhas e eu faço esforço para chorar... Ai, Lauren, como você é ingênua.

- Acredite em mim, esse namoro vai ser muito mais difícil pra mim do que pra você. _ Falo já fazendo as lágrimas encherem meus olhos, consigo chorar com muita facilidade e isso é ótimo.

- Você não precisa passar por essa situação, Camila. _ Diz negando com a cabeça.

- Sim, eu preciso, você sabe que eu preciso. _ Ela acaricia meu rosto e depois seca minhas lágrimas, beija minha testa e eu fecho os olhos para sentir o carinho que ela estava me dando, depois deixou outro beijo na ponta do meu nariz e por último me deu um selinho, então eu abri os olhos.

- Eu não vou deixar você ir embora, eu não vou deixar você pra trás como se nunca tivesse passado por mim, você é muito importante na minha vida, Camila eu não vou fazer isso.

- E o que você quer que eu faça quando a única saída que eu tenho é tentar esquecer você? Me diz, Lauren, me diz o que eu faço se toda vez que te vejo este sentimento falta me matar de tanta vontade de ter você só pra mim? _ Ela não diz nada, então eu olhei para os seus lábios e ela fez o mesmo, em seguida começamos a nos beijar.

Ela me colocou sentada na enorme pia e se encaixou entre minhas pernas, hora ou outra apertava minha coxa esquerda e minha cintura enquanto sua mão livre estava em minha nuca e seus dedos entrelaçados em meus cabelos, nos beijávamos ferozmente, estávamos loucas e Lauren estava pior que eu, era perceptível o quanto ainda estava se controlando e era exatamente isso que eu estava disposta a provocar, queria deixar ela louca de desejo por mim.

- Hmmm. _ Ela gemeu em aprovação quando chupei e dei uma mordida de leve no pescoço dela, no lóbulo de sua orelha, seu queixo e por último mordi seu lábio inferior.

- Eu te desejo tanto, Lauren, tanto.

- Eu também te desejo, Camila, te desejo muito. _ Dou continuidade ao beijo como se aquela fosse a última vez que eu faria aquilo, nos beijávamos com precisão, vontade e tesão.

Ficamos assim por vários segundos até que nos separamos por falta de ar e enquanto nossa respiração voltava ao normal estávamos abraçadas.

- É tão bom ficar com você, Lauren, é tão gostoso sentir seu perfume, seu gosto, seu toque, não existe nada melhor que estar junto de quem nos faz bem. _ Falei pra ela enquanto ela deixava beijos em meu pescoço até me dar um selinho e depois a gente se encarar, eu ficava fazendo carinho em seu rosto. - Mas isso não é certo. _ Coloquei as mãos em seu peito a afastando de mim e em seguida saí de cima da pia, ela ficou me olhando sem entender minha atitude e enquanto eu limpava os resquícios de batom dos meus lábios. - Não podemos mais fazer isso, não enquanto você for casada.

- Então eu vou fazer o que é certo! _ Ela diz convicta e eu faço cara de quem estava surpresa e ao mesmo tempo alheia a situação.

- Como assim?

- Eu vou me separar da Keana, eu já deveria ter feito isso a muito tempo, e se essa é a única maneira de você ficar comigo então eu vou fazer.

- Lauren eu não quero ser motivo do término de ninguém. _ Me faço de boa moça quando na verdade por dentro eu estava rindo de tanta satisfação, finalmente ela entregou todos os pontos.

- Eu estou fazendo minha escolha, e eu quero você... Camila eu quero ficar com você, eu sei que isso é loucura mas eu vou fazer o que meu coração está me pedindo a muito tempo, você sabe que eu não sou mais feliz com meu casamento.

- Exatamente, eu sei disso, mas eu tenho medo, tenho medo por você, eu não quero que você sofra as consequências disso, Lauren, por favor, pensa bem, eu não quero te prejudicar. _ Ajo como se fosse a mulher mais apaixonada do mundo. - Isso sem contar que você só está me dizendo isso porque está com ciúmes da Demétria.

- Eu não suporto te ver com outra pessoa e isso eu não vou negar, mas eu estou fazendo isso porque eu quero ficar perto de você, eu quero você na minha vida, Camila. E eu sei que não vai ser fácil, muito menos pra Keana, e eu vou ter que arcar com as consequências disso mas eu estou disposta a enfrentar, contanto que a gente seja feliz.

- E a gente vai ser meu amor, eu prometo isso pra você. _ Ela fica me olhando com um sorriso surpreso e ao mesmo tempo feliz, provavelmente ficou contente ao ouvir eu chama-la de meu amor. - Eu prometo que no que depender de mim nós seremos muito felizes juntas. -Encho seu rosto de beijos e por fim encontro seus lábios onde dou um beijo breve e intenso. - Eu estou tão feliz, você nem imagina o quanto, eu sempre imaginei viver este momento com você, mas eu sempre achei que seria impossível. _ Ela me dá um selinho demorado. - Eu sei que o casamento de vocês não é mais o mesmo, e que agora nós duas estamos apaixonadas, mas é estranho acreditar.

- Por que? _ Pergunta sem entender.

- Porque eu nunca esperei isso, eu não sou ninguém na vida, Lauren, ainda não tenho profissão alguma, não venho de uma família renomada assim como você e a sua mulher é...

- Isso tudo pra mim não interessa, nada disso me importa porque quem eu quero é você, eu me apaixonei pela pessoa que você é, e acredite... Você não é menos do que ninguém nesse mundo, você é muito pra mim, e tem tudo o que eu quero.

- Verdade mesmo? Eu sou tão importante assim?

- Você é tudo pra mim, Camila.

- Realmente você está mudada.

- Porque diz isso? _ Pergunta enquanto entrelaça nossos dedos e fica olhando pra nossa mão.

- Mais confiante e decidida do que realmente quer. Dá pra ver nos seus olhos.

- Foi você quem fez isso comigo. _ Beija minha mão com carinho e então me abraça pela cintura e eu envolvo meus braços em torno de seu pescoço e em seguida nos beijamos.

- Nós somos duas loucas, isso sim. _ Falo num tom brincalhão e ela nega com a cabeça enquanto sorri pra mim, em seguida dou início a outro beijo.

Eu não sei de onde estou tirando forças para me controlar e não arrancar a roupa dessa mulher aqui mesmo, é muita tentação, Lauren tem uma pegada que me faz pegar fogo.

Ela me pressionou contra a pia e apertou minha cintura, mas nos separamos no mesmo momento em que a porta é aberta.

...


Notas Finais


Oiii meus amores, voltei, me perdoem pela demora eu estava com bloqueio, nada que eu escrevia me deixava satisfeita. Mas agora eu vou tentar me empenhar, vou dar o meu melhor prometo. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...