História Dangerous Love - Red velvet - Capítulo 2


Escrita por: e kayBabyAngel

Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Joy, Seulgi, Wendy, Yeri
Visualizações 46
Palavras 1.568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Luta, Magia, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorou? Demorou.
Mais agente voltou aeeeeeee
Serio gente desculpa pela demora, nesses últimos dia estava lotados de coisas mais enfim espero que goatem. :)❤🌈


Boa leitura ^-^

Capítulo 2 - Enemy or Strange


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Red velvet - Capítulo 2 - Enemy or Strange

-Quem é você e o que ta fazendo aqui? -Seulgi fala, inutilmente tentando se cobri com as mãos.

-Isso não importa, meu bem -Afirma Irene se aproximando ainda mais da água.

-Claro que importa nem todos são dignos de estarem aqui. E você deve saber que isso é um lugar sagrado. -Responde totalmente nervosa com a aproximação da outra da água, que apenas revira os olhos.

- É claro que eu sei, esse lance e semi deuses e blá blá blá. Cachoeira sagrada e blá blá blá. -zomba mais uma vez revirando os olhos. - Todo mundo sabe sobre isso.

-Se sabe o que que você ta fazem aqui? e tão próxima da água? -Ela tentava de todas as formas não parecer nervosa ou desconfortável mais era em vão.

Tinha algo estranho nós olhos da quela bela moça, não só suas olhos mais tudo nela era estranho, Seulgi nunca havia a visto antes alí, e como líder da acadêmica de semi deuses, era seu dever conhecer a todos.

Era ate inútil aforma em que ela se sentia de antes dos olhos da moça, sempre esteve assim ao lado das outra campista, mais diante da aqueles par de olhos negros ela se sentia venerável, como se só com um olhar ela pudesse enxergar sua alma, e isso era tão contraditório e constrangedor de se mesma.

Era possível a filha da mais poderosa deusa se sentir tão pequena diante dos olhos de alguém, isso a agoniava de uma forma quase que mortal.

-É melhor você ir embora. -Fala ainda com os olhos amedrontados, o que deixa a outra totalmente excitada.

Um sorriso nasceu no conto de sua boca e ela pode sente o medo da semi deusas? Era isso ela estava com medo, Irene nunca havia visto tão bela moça, mais de quem ela séria filha, provavelmente da mais bela Deusa.

-Mais eu acabei de chegar. -Sorri irônico, e se agacha na borda do pequeno lago cristalina.

-Não faça isso. -Exclamou Seulgi assim que a mulher levou seu dedo indicado em direção da água.

-Por que não? -Sorri mais uma vez, mais dessa vez de firma ainda mais assustadora, sem distanciar o dedo, a pondo de quase tocar na água. -O que vai acontecer se eu tocar. -Seulgi nada disse apenas observava a mulher de longe, com o corpo em êxtase, acompanhado. -E então, responda o que vai acontecer se eu por a mão na água semi deusa?

-Você morrerá. -Responde em um sussurro, mais o suficiente para outra ouvir e sorri irônica novamente.

-Era tudo o que eu precisava ouvir.

Foram suas ultimas palavras antes de levar seu dedo para água. Seus olhos se arregalados em fração de segundos e seu coração disparou, como uma bomba relógio sentiu seu corpo ferver, por um minuto não sabia como respirar sua respiração falhou.

Tudo o que ela estava tento entender era o por que de tudo isso? Era loucura, sua mente trabalhava em uma e uma milhão de coisas que ela mau conseguia captar. Mais por que? Por que?

Olhou para sua mão e viu a pequena mão segurando seu pulso a impedindo de tocar na água, era inacreditável o poder que aquele belos olhos emitiam, como alguém fazia você ficar fora de se apenas com um to que?

Irene não sabia o que fazer, não sabia o que falar, só sabia que queria muito envolver aquela mulher maravilhosa em seus braços e retribuir a sensação maravilhosas que ela a fazia sentir. Mas Irene mau sabia que a outra sentia o mesmo.

Seulgi se perdia cada vez mais naquela escuridão, enquanto o mundo inteiro tinha parado para observar a bela cena dos olhos se fundindo em uma grade guera de olhares, que não parecia ter fim, não que ambas quisessem que tivesse o fim. Ela queriam na verdade morrer na quele fim. Só que ela loucura o que se passava na cabeça de ambas acabaram de se conhecer, isso não deveria ser assim, mais muitas vezes nossos sentimentos e mentes são traiçoeiro e era isso o que estava acontecendo bom as duas jovens.

Por um minutos seus olhos saíram dos olhos castanho e se permitiu a olhar descaradamente para a belo corpos despido da mulher. Os seios fartos, o abdômen chapada, e suas coxas certamente no padrão. A única parte que não pode ver foi sua parte mais intima já que suas pernas estavam cruzadas atrapalhadamente.

Mais logo ela levou seus olhos para os belos olhas no qual ela não conseguia mais para de olhar, e se sentir presa.

-Eu disse pra não tocar. -Seulgi sussurrou, sem tirar a mão da mulher e sem desviar seus olhos.

-Tudo bem eu não vou tocar. -A mulher fala sussurrando também e se aproximando minimamente, deixando a semi deusas extremamente nervosa.

-Ta bem. -Ela sussurra sobre os lábios entre abertos da outra, que recebeu seu hálito quente e confortante.

Elas estavam a sentimentos e Irene estava desposta a tomar aqueles lábios para se assim como Seulgi ansiava por eles, e foi isso que foi feito Irene se a próximo vendo a mulher fechar os olhos, e foi no mesmo ritmo e assim que inclino a cabeça para o lado para receber os lábios da outra, ela percebeu o pecado que estava cometendo sobre se mesma.

Então ela se afastou rapidamente, tomando sua postura novamente ficando de pé e a moça por sua vez, com o susto caiu sentada sobre a água.

O que tornou o clima totalmente desagradável pelo menos da parte de Irene, ela se sentia totalmente incomodada. Mais não poderia deixar seu ego de lado, ela tinha que continuar sendo a durona, a grade e poderosa filha de Hades, tinha que ser exemplo para todos do subi mundo.

To tinha ido ate alí para observer as pessoas e as estuda las, para descobri todas as suas fraquezas, pois assim seria mais fácil destruir a todos quando o dia da guerra chegasse, e o fim humanidade já estava próximo se dependesse de Irene.

Ela não tinha ido ate a quele lugar para se sentir rendida por uma semi deusa, que no futuro seria uma de suas inimigas na grade guerra santa. Então era isso era só manter seu disfarce.

-E então... -Ela fala dando as costa para a mulher a caminhando alguns passos. -Você é forte. -Massageia o pulso, onde em alguns minutos atrás a outra havia segurado. - Pode me dizer seu nome? -Vira novamente para a mulher que agora se encontrava em pé ando a Irene a total visão de seu corpo lindo e bem desenhado.

-Por que quer tanto saber? -Pergunta saindo literalmente da água, se dirigindo ate suas roupas. -Por que não me diz o seu?

Irene sorri pelas narinas enquanto a observava a mulher se vestir lentamente, pera ela estava a provocando? Por que se fosse ela estava conseguindo. Diante de tudo ela não via por que menti ate por que ninguém a conhecia pelo outro ano apenas pelo nome da astrologia.

-Eu me chama Irene. -Afirma sem tira os olhos da mulher que somente se encontrava com sua pesa mais intima. -Vai me falar o seu agora?

Seulgi sorriu, dando de ombro e poise a abotoar seu sutiã.

-Kang Seulgi.

Assim que a mulher revelou seu nome, um misto de sentimentos tomou conta do peito da outra. Agora se isso tava ficando interessante, ao ver de Irene, pois ela estava diante de sua maior inimiga e nem sabia, a mulher conseguiu a enganar, por que na verdade ela deveria saber que era sua inimiga no momento em que a visse ela deveria saber. Ela abril um grade sorriso cínico para a mulher e pro fim se aproximou mais ainda mantendo uma distancia favorável, isso também a deixava excitada.

Mais resolveu continuar, com seu questionário ela queria descobri mais sobre sua inimiga.

-Então você é a filha da filha favorita de Zeus? -A mulher falou em um tão irônico, mais Seulgi não pareceu perceber nada, e apenas assentiu. -Então tenho toda certeza que você deve ser também a neta favorita estou certa?

-Nesse caso não sei se você estar certa. -Responde a mulher agora totalmente vestida.

-An, não por que? É uma garota mar pro vovô?

-Claro que não. -Sorri. -Pra fala a verdade eu nunca o vir, apenas voz e essas coisas de deuses, sabe?

-Como não saber. -sussurra para se mesmo.

-O que disse? -pergunta curiosa.

-Nada -Afirma.

-Certo, mais e você veio de onde? Poe que tenho certeza que você não e do acampamento. -pergunta se aproximando enquanto jogava seus cabelos para trás, elas parecia mais a vontade com a presença da outra embora tenha levado um fora.

Seulgi era uma mulher muito interessante, pois ao mesmo tempo que era sexy e determinada, era tímida e gentil.

-A única coisa que você precisa saber é que eu não sou da qui. -afirmou sorrindo lindamente para a outra.

-Por que é tão misteriosa?

-Não sei eu só sou.

-Fala a verdade. -sorri levemente empurrando a outra levemente pelo ombro.

-Tem certas coisas que você não precisa saber, e eu não preciso contar.




                         [ .... ]




Seulgi estava deitada em sua cama com as lembranças do dia loco que teve mais cedo.

A mulher misteriosa, e linda não saia de sua cabeça, seus olhos, seus lábios, sua voz, tudo a deixa presa nas lembranças da mulher.

Com toda certeza ela gostaria de ver novamente aquela mulher sem duas ela queria haver.

E não saída da sua mente a possibilidade de ter quase beijado os lidos lábios rosados. Seulgi se sentia uma idiota uma total idiota por estar pensando nisso pelo resto do dia des do momento em que deixou a mulher na cachoeira.






Notas Finais


E ai o que acharam?
Deixem seus comentários.


Ate o próximo.



❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...