1. Spirit Fanfics >
  2. Dangerous love - Suguru Niragi >
  3. Interrogatório

História Dangerous love - Suguru Niragi - Capítulo 22


Escrita por: Tia_MeiMei

Notas do Autor


Oi amores 💓❤️

Capítulo 22 - Interrogatório


Olho ao redor depois de acordar após um pesadelo muito forte, nele eu via várias sombras e algumas vezes pessoas que já me machucaram muito falando coisas horríveis sobre a minha aparência, por causa dessas pessoas não consigo nem sequer me olhar no espelho direito porque me sentia muito feia e na maioria das vezes bem insegura. Começo a chorar desesperada e vejo que Niragi estava me olhando, ando em direção do banheiro porque queria esconder que estava mal mas o mesmo segura minha mão me impedindo de sair dali. 


- O que você quer de mim? Vai ficar me zoando como as outras pessoas? Vai embora daqui agora mesmo ou vou te fazer mil cortes - tentava a todo custo esconder que estava chorando.

 - Do que você está falando? Te vi acordar assustada e achei que alguma coisa tivesse acontecido e pelo visto realmente aconteceu - Niragi me olha de cima a baixo.

- O que aconteceu ou deixou de acontecer não é da sua conta e nunca será então me deixe em paz....vai ver se estou na esquina - tento ser o mais grossa possível porque não estava bem e precisava disfarçar aquilo.

 - Apesar de não nos darmos bem ainda sim não faria mal escutar seus motivos, se quisesse te matar já teria feito isso quando tinha ido dormir perto de mim - Niragi da um leve sorriso pois aquilo era de fácil verdade.



De fato de ele quisesse me matar seria tão fácil que nem iria perceber que atravessei o outro mundo, o pior de tudo é que não quero admitir isso mas nem ferrando e por que deveria? Já era humilhante demais estar nesse estado na frente do meu inimigo e para piorar admitir coisas assim? Ainda prefiro a morte do que isso! Saio de lá vestindo minha capa sem dar muitas explicações e ando até o pátio onde sou seguida pelo mesmo que senta ao meu lado no banco.


- O que você quer comigo agora? Não cansa de me pertubar? Vai para sue quarto dormir e desgruda de mim - suspiro fundo vendo o mesmo apenas dar risada, eu sou uma piada agora?

 - Por que viria até aqui para te pertubar? Olhe para o céu! A lua e as estrelas estão mais lindas do que antes - Niragi olhava para o céu totalmente admirado.

- Olha só! Ele não é tão idiota assim! As estrelas e a lua sempre estão lindas mas quando a lua está cheia fica perfeita - olha para o céu deixando uma lagrima cair de meu rosto ao lembrar de minha mãe.

Tento cobrir mais uma vez meu rosto as essa altura do campeonato não dava para esconder mais nada, a essa altura se ele for pelo menos um pouco esperto já deve ter percebido que tenho alguma ligação com a lua e estrelas.....de fato tenho porque meu pai dizia desde pequena que minha mãe havia virado a lua e que mesmo longe estava sempre perto de mim me guiando e nunca me deixando sozinha ou solitária, como uma mãe realmente faz.


- Lá vem você de novo chorando! Desse jeito vou ter que te chamar de Maria chorona ou algo do tipo - Niragi deu uma leve risada ao me olhar.

Estava com bastante raiva dele ter dado risada de mim daquele jeito que sai andando pelo pátio mas novamente o mesmo pega em minha mão me impedindo de sair, me pergunto qual é o problema dele que não consegue ficar sem me atacar de alguma forma ou implicar comigo, ele havia visto como estava e menso assim deu risada...fui idiota em acreditar que por alguns instantes poderia ser um cara descente mas estou vendo que só perdi meu tempo.


- O que você quer agora? Já não estava feliz em me ver chorando? Se isso te deixa tão feliz...vá para um bar comemorar que a pessoa que mais odeia estava mal - me solto com certa brutalidade e o olho.

 - E quem disse que te odeio? Você tem uma impressão medonha sobre mim, não estava rindo de você...apenas tentei quebrar o clima...estava um gelo - Niragi coloca uma das mãos no bolso olhando para o lado.

- Você sabe melhor do que ninguém que não tenho nenhum motivo para acreditar em você então vá embora e me deixe sozinha - olho em sua direção e jogo uma faca a poucos centímetros do seu rosto numa forma de aviso.

 - Está bem, irei deixar a senhora nervosinha em paz por um tempinho...também tenho várias coisas a fazer - Niragi da um leve sorriso e depois sai andando sem nem olhar para trás.


Dou uma leve risada depois daquilo tudo porque não estava acreditando no que ele havia dito. Limpo minhas lágrimas e olho bem para a lua dando um leve sorriso.


- É mamãe...talvez ele não seja tão idiota quanto pensei....ainda é um idiota mas pelo que vi não tanto....sinto tanto sua falta, assim poderia me entender melhor - suspiro olhando a lua e sentindo meu peito doer.

Ando de um lado para o outro até ver os meninos caídos no chão, provavelmente estavam escutando a conversa antes e eu não havia percebido por estar com a guarda bem baixa. Olho eles se levantarem com bastante receio provavelmente de ter os visto mas se não tivesse notado a presença deles com certeza iria ser cega ou algo do tipo além de surda.



- Então quer dizer que as florzinhas estavam escondidos atrás da árvore e esqueceram que poderiam cair a qualquer momento - dou uma leve risada vendo eles me olhando totalmente surpresos.

 - A gente não estava aqui para espiar de forma nenhuma mas a novela mexicana estava muito bonita, principalmente quando estavam se xingando - Karube dá um leve sorriso olhando para mim.

- Isso tudo que ele falou é mentira, a gente só estava passando pelo local e acabamos caindo - Chota me olhou com medo e tentou ser bem convincente.

 - Chota, fala sério! Você realmente acha que ela vai cair nessa que a gente não estava espiando ela e o Niragi? Não ofenda a capacidade intelectual dela - Arisu aponta para mim dando um leve riso.

- A propósito obrigada pelo elogio mas queria muito saber porque estavam me espiando dessa forma, aquilo só foi um idiota sendo um idiota - dou um sorriso de lado ainda de baixo da capa.

 - Não quero me intrometer nisso mas parecia mais do que isso, pareciam um casal brigando e depois tentando se acertar - Karube me olhou só que dessa vez bem sério.

- Na verdade pensei que um dos dois iriam de declarar, não gosto do Niragi mas ele parecia estar sendo sincero - Chota me olha de forma bem surpresa.

- Do que está falando? Aquele grande idiota só sabe ficar né incomodando e me irritando todos os dias mas também acho que ele não deu risada por mal - falo ao lembrar de como ele ficou depois que falei dele.

- Está vendo? Você não percebeu mas já está até mesmo o defendendo, quando menos esperar vai estar o beijando ou fazendo coisas bem piores Arisu deu uma leve risada me olhando.

Arremesso a faca a poucos centímetros da pele dele pois estava inegavelmente com vergonha pelo que havia escutado dele, coisas como sexo ou algo do tipo me deixam muito tímida e morrendo de vergonha sempre. Depois de ver o que havia feito fiquei mais vermelha ainda porque minha intenção não era machucar ninguém mas daquele jeito quase havia o feito e isso é algo totalmente sem cabimento porque ele do estava brincando.


- Me desculpa....você sabe! Não sou muito boa com esses assuntos....não consigo conversar muito bem sobre isso - viro o rosto para o lado evitando olhar para eles pois estava com muita vergonha.

 - Está tudo bem, acho que não deveria ter falado sobre isso...na próxima vou lembrar de não falar - Arisu deu um leve sorriso ainda me olhando.


Ficamos conversando durante um pedido de tempo curto e depois fui fazer meus afazeres já que ainda era uma das chefes daquela enorme praia. Ia visitar meu pai mas o mesmo estava sob intensa vigilha de Niragi que apesar de tudo gostava muito de meu pai.



                 Enquanto isso

Niragi estava olhando ao redor a procura de Chishiya porque queria fazer perguntas ao mesmo, não saia de sua cabeça que ele era o responsável pelo atentado do Chapeleiro e também queria saber porque ele gostava tanto de pertubar a S/n. Ao andar pelos corredores, avistou o loiro e logo o parou colocando seu rifle na cabeça dele de forma ameaçadora.


- Você tem 5 segundos para dizer se tem ou não envolvimento na tentativa de assassinato do Chapeleiro e se não tem acho bom ter um bom motivo - Niragi o olhava sério mantendo sua arma apontada para a cabeça dele.

 - Mas o que é isso agora? Pelo que sei não sou obrigado a falar nada disso mas respondendo sua pergunta por que iria querer matar alguém que me deu poder? - Chishiya o olha com um pouco de deboche pois aquilo era ridículo para ele.


Então Niragi abaixou a arma percebendo que por mais suspeito que fosse talvez o loiro não tivesse haver com aquela história mas ainda restava mais uma dúvida em sua mente.


- Por que fica perseguindo tanto aquela chata da S/n? Eu não me importo com isso mas isso ainda sim é estranho - Niragi passou os dedos pela sua arma o olhando.

 - Eu quero pergunto porque está tão curioso em saber disso? Está interessado na nossa Rainha vermelha? - Chishiya endagou o olhando dessa vez bem sério.




    


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...