História Dangerous Love - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Barbara Palvin, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Lucy Hale, Nolan Gould, Ryan Butler, Tyler Blackburn
Personagens Ashley Benson, Barbara Palvin, Cameron Dallas, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Lucy Hale, Nolan Gould, Ryan Butler
Tags Járbara
Visualizações 117
Palavras 751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


💜

Capítulo 40 - 40


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Capítulo 40 - 40

Julie Parker POV:

- Julie? - Acordei com o Justin me balançando. 

- O que foi? - Falei sonolenta. 

- Chegamos. - Ele disse se levantando e eu que estava deitada em sua perna,  cai no chão com tudo. 

- Delicado... - Mumurrei. 

- Vamos logo, porra!! - Ele disse saindo todo apressado. 

Me levantei ainda sonolenta e o segui. Eu não via a hora de deitar em algo para dormir. 

- Então, a parada é o seguinte. Você vai ter que entrar em um plano nosso e nós ajudar. - Justin disse se sentando ao meu lado e os meninos se sentando em outro sofá. 

- Eu? - Falei surpresa. 

- Sim, vou explicar tudo bem rápido. Nosso trabalho aqui é roubar e sair com as nossas drogas como se nada estivesse acontecido, mas tem um cara aqui que nós nunca nos damos bem. Descobrimos Descobrimos que ele está escondendo armas pesadas em algum lugar. - Justin  disse e eu escutei cada detalhe com atenção. 

- E o que eu tenho á ver com isso? - Perguntei. 

- Você vai na casa dele e tenta descobrir algo. - Nolan disse como se fosse a coisa mais fácil e comum do mundo. 

- Espera!! Querem mesmo me colocar no rolo de vocês?! 

- E a coisa mais simples do mundo. Você é bonita e gostosa, vai lá como quem não quer nada e tenta descobrir algo. Ele é meio trouxa, vai cair nessa fácil. Ele nunca te viu na vida e depois disso ele nunca vai nos achar mesmo. - Chaz disse e Justin o fuzilou por alguns segundos. 

- Contanto que ele não toque um dedo em você, está de boa. - Justin disse. 

- Você vai mesmo me deixar fazer isso? Eu estou grávida!!

-  Quem vai fazer o trabalho é você, não o bebê. - Ele disse. 

- Mas Justin, pode ser perigoso!! 

- Nós vamos estar perto de vocês escondido. Vamos dar uns negócios que o Ryan fez para você, ai qualquer coisa é só apertar o bagulho que ele fez, ai a gente te paga num piscar de olhos. - Chaz disse. 

- Você que quis vir, pelo menos vai ser útil em alguma coisa. - Falou Ryan. 

- Concordo com o que o Ryan acabou de dizer. - Justin disse. 

- De boa, eu vou. - Falei confiante. Não iria ser tão difícil. 

Horas depois...

Sai do banho vestida com um pijama preto e com uma toalha na cabeça. Já era tarde, acho que já se passava da meia-noite 

Justin estava mexendo no telefone todo largado na cama. Comecei a secar o meu cabelo na frente do espelho. 

- Tô um caco!! - Ele disse de repente largando o telefone. 

- Por que? Não fez nada demais hoje. - Falei simples e ele me fuzilou. 

Fiz um coque e me joguei na cama também, virei para o lado oposto dele e fechei os olhos. O babaca fazia questão de bufar em minuto em minuto. Eu estava me irritando. 

- Dá pra parar? - Falei. 

- Não, eu estou entediado. - Ele disse e eu rolei os olhos - Deita aqui no meu peito.

- Que? -  Me virei para olha-lo. 

- Vem logo caralho!! - Ele me puxou sem cuidado algum e me colocou deitada no peito dele. 

- Faz no meu cabelo igual fez no avião? - Falei manhosa. 

- Como?

- Cafuné... - Falei e ele riu pelo nariz. 

- Que gay!! 

- Mas você fez hoje!! - Falei. 

- Não me lembro...

Suspirei triste. O Justin sabia ser um traste mesmo, a vontade de enforca-lo me tomava quase por completo as vezes. Fechei os olhos me sentindo desconfortável. A vontade de correr e me trancar no banheiro era grande. 

De repente, senti suas mãos tocarem em meu cabelo, logo começando um movimento devagar. Sorri ao sentir aquela sensação. Nós dois, deitados e coladinhos... Eu não queria sair mais dali. Ele era bem babaca, mas consegue me fazer tão bem ao mesmo tempo. Eu estava mesmo sendo mais trouxa que o normal. 

- E se esse cara aí descobrir tudo e depois vir atrás de mim? - Perguntei quando estavámos quase dormindo. 

- Eu não vou deixar nada acontecer com você... - Ele disse sonolento. 

- Queria que você gostasse de mim igual eu gosto de você. Na verdade eu nem sei se você gosta de mim de verdade...

- Você nem sabe o tanto... - Foi a última coisa que eu lembro. Cai no sono e aposto ele também.  





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...