História Dangerous Love - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs, Sabrina Carpenter
Personagens Chandler Riggs, Sabrina Carpenter
Tags Amor Perigoso, Atração, Chandler Riggs, Romance, Sabrina Carpenter, Sex
Visualizações 165
Palavras 1.689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


• olha quem voltou mores!
• capítulo novinho e revisado, espero que gostem!
• boa leitura ❣✔

Capítulo 7 - Capítulo 7 - Momento Insano


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Capítulo 7 - Capítulo 7 - Momento Insano

   “[...] guarde suas forças para dar-me prazer”

Aquelas palavras dançavam em círculos em minha mente e eu não sabia o que dizer ou o que fazer. Chandler me encarava sério mas em seu olhar eu podia enxergar a malícia que tinha naquele momento. Ele passou seus dedos delicadamente em meu rosto e automaticamente fechei meus olhos para poder apreciar seu toque quente e agradável. Senti seus lábios tocarem os meus e fui rápida em retribuí seu beijo. Seus lábios eram gentis com os meus e o beijo estava sendo delicado e suave.

Apoiei minhas mãos em sua cintura e a apertei levemente enquanto nossas línguas pareciam dançar uma música lenta e romântica. Chandler apoiou sua outra mão em meu rosto e intensificou um pouco mais o beijo, meu corpo estava adquirindo uma temperatura ao qual eu não sabia se era boa. Eu estava quente, muito quente! Se eu não estivesse excitada poderia afirma que estava queimando em febre, mas eu me conhecia, sabia que estava pegando fogo por causa de Chandler, a única coisa que eu não sabia era que podia queimar tanto por um garoto.

Chandler começou a caminhar devagar comigo até a cama, ele me deitou na mesma e meu coração tornou a desparar freneticamente. O beijo foi interrompido e eu olhei para a Chandler com as bochechas coradas, eu não estava pronta e queria que ele soubesse.

— Chandler eu... - ele me interrompeu

— Shhh, eu sei que você não está pronta amor, disse para guarda suas forças mas não disse que seria hoje que você iria usá-las​ - não consegui dizer nada após àquilo

Era incrível o modo como ele me deixava sem palavras somente com essas suas palavras excitantes e sujas de algum modo.

— Deixe-me apenas dar uma amostra do prazer que tenho para você - murmurou olhando em meus olhos

Mordi meu lábio inferior pensativa enquanto minha intimidade latejava e implorava para receber somente um toque de Chandler. Me arrumei na cama e vi quando Chandler mediu meu corpo de cima a baixo. Vestia uma camisola de seda da cor cinza, ela era curta e tinha um decote que valorizava bem o volume dos meus seios. Vi quando Chandler molhou seus lábios com a língua e apertou seu membro fazendo eu cruzar minhas pernas com força, na tentativa de sentir o mínimo de prazer possível. Suspirei apertando minha coxa direita enquanto encarava os olhos oceanos de Chandler.

— Tudo bem Chandler, mostre-me o que tem para mim - pedi com receio e malícia

Chandler sorriu pervertido e antes de subir em cima de mim, tirou seu tênis e sua camiseta ficando apenas com a calça jeans.

Point Of Views Chandler Riggs

Após ter a permissão de Hellen para mostrar o que tenho pra ela, relaxei meu corpo e pus meu plano em ação. Ela estava caindo facinho. Sentei em cima de suas pernas e passei o meu dedo indicador em seus seios, a loira mordeu seu lábio inferior e fechou seus olhos subitamente. Abaixei meu rosto ficando na altura do seu pescoço e antes de começar de verdade, sussurrei em seu ouvido:

— Você não irá se arrepender, baby

Beijei seu pescoço e mordi a pele macia do mesmo recebendo como resposta um suspiro prazeroso, eu soube ali o quão excitada ela estava e saber que tenho esse poder sobre ela me dava mais vantagem. Beijei sua boca enquanto pus minha mão dentro de sua camisola tocando seu seio direito, apertei o mesmo enquanto beijava ela com ferocidade e desejo. Desci meus beijos até seus peitos e deixei ali pequenos beijos molhados antes de abocanhar um deles. Aquilo estava delicioso, se chupar um de seus seios era apetitoso, imagina chupar sua boceta... Esse pensamento fez meu pau latejar ainda mais, eu queria tanto arrancar aquela maldita camisola e foder Hellen com toda força que eu tinha.

Após chupar seus dois seios, me apressei em tirar sua camisola, a mesma ficou envergonhada, mas cuidei para que ela se sentisse tão excitada ao ponto de não se importa em ficar nua em minha frente. Beijei toda a sua barriga até chegar em sua virilha, olhei bem nos olhos de Hellen pedindo permissão para continuar e é claro que ela assentiu. Beijei sua virilha e me apressei em passar minha língua em seu clitóris. Hellen arqueou seu corpo para cima gemendo baixo enquanto minha língua brincava com seu clitóris molhadinho. Coloquei dois dedos em sua vagina e seu gemido foi um pouco mais alto, era um gemido de dor e prazer, o que me fez ficar ainda mais excitado.

Maldição! Como ela conseguia me deixar tão excitado assim? Nenhuma outra foi capaz de me excitar tanto igual Hellen e ela não fez absolutamente nada, só gemeu e eu já estou duro feito pedra. Enquanto eu lambia sua bocetinha por inteiro, meus dedos trabalhavam para penetrar Hellen, que não parava de gemer e se contorcer contra meus dedos. Ela agarrou o lençol branco de sua cama e apertou o mesmo com seus dedos que deviam está formigando.

— Ma-mais rápi-do, po-por fa-vor - pediu entre gemidas cortadas

Atendi ao pedido da loira que estava prestes a se desmancha em meus dedos e aumentei a velocidade dos mesmos fodendo ela com desejo e luxúria. Hellen gemeu alto e arqueou todo o seu corpo, enquanto seu líquido caía em meus dedos. Tirei eles de dentro dela e olhei bem nos olhos e fiz questão que ela me visse sentindo o seu líquido enquanto chupava meus próprios dedos sentindo o gosto salgado de minha loirinha.

— Céus, eu nunca senti nada assim antes - murmurou com as bochechas levemente rosadas

— Eu tenho muito mais a lhe mostrar​Hellen - murmurei — Muito mais!

— Quando eu estiver pronta, quem sabe - sorriu maliciosamente

Praguejei ali mesmo por te que esperar mais para poder tê-la por completo em meus braços, mas pelo menos metade de meu serviço estava feito, ela estava caindo na minha, aquilo estava sendo mais fácil do que roubar doce de criança.

— Você se importa se eu ficar aqui? - perguntei

— An, não acho que seja uma boa ideia - disse sem graça

— Prometo não fazer nada enquanto você dormi - murmurei sendo sincero

— Tudo bem - ela suspirou — Pode ficar - indagou

Sorri para ela e beijei seus lábios com ardor, senti seus lábios estava começando se tornar algo vicioso para mim. Hellen se vestiu rapidamente e seu olhos pararam no volume que tinha em minhas calças, mordi meu lábio inferior e apertei meu membro pra que ela pudesse ver e entender que eu só estava daquela forma por causa dela. Ultimamente todo o tesão que ando sentindo tem sido causado por Hellen Johnson.

— O que posso fazer por você? - perguntou

— Que fazer algo em relação a isso? - perguntei apontando para meu membro duro

— Sim - respondeu

Point Of Views Hellen Johnson

Nossos desejos estavam a flor da pele, cada toque, cada gemido, cada investida, tudo aquilo contribuíam para o meu prazer. Ele fez um ótimo trabalho, ele chegou mais longe do que qualquer outro garoto e aquilo só poderia significar uma coisa: eu confio nele ou esse desejo está me fazendo ir longe demais! Chandler me deu uma amostra do que ele queria me dar e acho que era a minha vez, era o justo. Após ter seu consentimento, beijei sua boca demonstrando naquele beijo o desejo que eu estava sentindo por ele. Chandler apertou minha bunda e logo deu uma tapinha na mesma, eu achei que era pra doer, mas aquele ato me deu mais tesão ainda.

Fui descendo meus beijos da mesma forma que ele fez comigo e quando cheguei em seu membro, depositei um beijo nele por cima do jeans. Apressei-me em tirar seu membro da cueca e fiquei surpresa ao vê-lo pular para fora completamente duro, eu nunca tinha feito aquilo mas não era difícil de se fazer, graças a Samantha que me contou suas experiências detalhadamente com gestos. Peguei na base do seu pau e lambi a cabeça dele descendo minha língua áspera e molhada até chegar em suas bolas onde depositei dois beijos. Chandler gemia baixo e sua voz estava tão roca que estava me deixando molhada de novo. Abocanhei seu pau e suguei ele com vontade, sentindo ele chegar até a minha garganta e depois voltar. Sua mão envolveu-se com meus cabelos fazendo um rabo de cavalo no mesmo e movendo minha cabeça no ritmo que ele queria.

Aqueles movimentos de vai e vem que seu pau fazia na minha boca estava nos deixando louco, eu não queria parar mas Chandler puxou meu cabelo me fazendo parar, fiquei ajoelhada olhando para ele enquanto respirava com rapidez. Ele levantou e ficou em pé na cama, pegou em meus cabelos de novo e olhou bem no fundo dos meus olhos.

— Abre a boquinha meu anjo - pediu com a voz roca e carregada de desejo e malícia

Sem hesitar abrir a mesma e ele enfiou seu pau dentro dela, ele estocava em uma velocidade agradável e aceitável, ele parecia se divertir enquanto fodia minha boca com seu pau mediano e grosso. Ele não parou com as suas investidas e eu nem queria que ele parasse, aquilo estava maravilhoso. Segurando suas pernas sentir quando elas tremeram e ele disse:

— Deixe-me gozar em sua boca, baby?! - pediu

Pisquei para ele em forma de permissão e não demorou muito para minha boca ficar preenchida com seu líquido quente. Enquanto ele gozava, ele gemia baixo meu nome.

— Ahh Hellen, minha doce Hellen - disse

Cuspi aquele líquido no chão e me deitei na cama sentindo meu rosto pegar fogo. Chandler deitou ao meu lado completamente nu e eu fiquei contente por ver sua cara de satisfação.

— Isso foi demais Hellen, você é incrível garota - murmurou olhando para o teto

— Obrigada - murmurei

Me cobrir na coberta com Chandler e fiquei surpresa quando ele me abraçou. Ali estava eu, deitada em minha cama com um estranho enquanto tentava reprimir todos aqueles desejos depois do nosso momento insano.


Notas Finais


• comentem o que acharam
• até em breve ❣
• 2beijos 💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...