História Dangerous Love - Capítulo 66


Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, Monsta X, TWICE
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Cl, D.O, Dahyun, Hyung Won, I'M, Jackson, Jennie, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jisoo, Joo Heon, Jungkook, Kai, Ki Hyun, Lay, Lisa, Mark, Min Hyuk, Mina, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Show Nu, Suga, Suho, V, Won Ho, Xiumin, Yugyeom
Tags Ação, Amor, Bts, Colegial, Drama, Hentai, Revelaçoes, Romance, Suga
Visualizações 63
Palavras 1.255
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLOOOU AMORAS!

"Larissa que milagre é esse você estar postando nos dias certos?"

É DEUS AGINDO MINHA GENTE!

Senti falta de vocês, confesso :')
A cada dia eu fico mais anciosa para postar ahuhsauhsa

Sem mais delongas!

Boa Leitura! ❤

Capítulo 66 - Reencontro


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Capítulo 66 - Reencontro

Segunda, 06:00 da manhã... 

 Acordei com o toque insuportável do despertador. O desliguei e fiquei mais 5 minutos deitada, depois levantei e tomei um banho gelado pra tirar a preguiça. Fiz minhas higienes matinais e coloquei minha roupa, descendo em seguida e encontrando com Yang no corredor. 

 — Bom dia, irmãzinha. — diz debochada. 

 Reviro os olhos e saio andando. Ela não tem sido tão boazinha assim nos últimos dias. 

 — Bom dia, pai. — digo lhe dando um beijo na bochecha. 

 — Bom dia, filha. 

 — Bom dia, Min — digo beijando sua testa. 

 — Bom dia, amendoim. 

 — Bom dia pra você também. — diz a Sra. Lee. 

 — Não digo o mesmo. — digo sorrindo debochada. 

— Não comecem. — diz meu pai. 

 — Bom dia, pai. — diz Yang sentando mas ele não responde. 

Ela suspira. 

— Bom dia, mãe, bom dia, Minhyuk. 

 — Bom dia, filha. 

— Bom dia, Mina. 

Tomamos o café completamente em silêncio. 

 — Eu vou indo. — digo me levantando. 

— Eu também. — diz Yang com o copo de café na mão e procurando alguma coisa na bolsa. 

 Até que sinto ela esbarrar em mim e algo quente cair na minha roupa. 

 — Ain, me desculpa. Foi sem querer. — diz tentando limpar. 

 — Eu não preciso da sua ajuda. — digo tirando sua mão.

 — Mina! Olhe o que você fez sua desastrada. — diz meu pai me ajudando. 

 — Tudo bem, pai, eu vou trocar. — digo respirando fundo e subindo. 

 Essa garota tá pedindo. 

Troco a blusa e desço correndo pois estava atrasada. 

— Eu te levo. — diz meu pai. 

 Entramos no carro e ele dá partida em alta velocidade, mas mesmo assim cheguei atrasada, bem no primeiro dia da faculdade. 

— Desculpe o atraso. — digo me curvando para o professor. 

 — O que aconteceu? — pergunta Lee. 

 — Adivinha. — digo revirando os olhos. 

— Aquela vaca da Mina de novo? 

— Acertou. 

— Essa garota é insuportável, ainda bem que não somos parentes. 

 — Digo o mesmo. — falo rindo. — Ainda bem que ela não estuda aqui. 

— Mas a Kimy estuda. 

— Ah, nem fala dessa garota. Mal entrou  e já tem uma legião de inimigos. 

 — Aposto que estão falando da Kimy. — diz Lay. 

 — Eu também. — diz Hope. 

 — Essa garota tá causando mais do que você, Lee. — diz Lay rindo. 

 — Nisso eu tenho que concordar. — digo rindo.

— Vocês são dois idiotas. — diz ela revirando os olhos.

 Demos risada e voltamos a fazer as tarefas. Logo o sinal do intervalo tocou. 

— Ainda nem vi a lista dos novos alunos. — digo indo até o quadro. 

— Ninguém de interessante. — diz Lay. — Essa até que é bonitinha. — diz olhando a foto. 

— Humm, achou a Jihyo bonitinha. — digo rindo e lhe dando um soquinho. 

 — Não enche. — diz rindo. 

 — Falando nela. — diz Lee e a garota passa acompanhada de um garoto. 

 — Quem é esse com ela? — pergunta Lay.

 — Acho que é o irmão dela, Xiumin. — diz Lee. 

 — Como sabe? — pergunto arqueando a sombrancelha. 

 — Andei pesquisando. — diz dando de ombros. 

 Começo a rir. 

 — Kai? O Kai tá aqui? — diz Lay. 

 — Se o nome dele tá aí, né. — diz Lee.  

— Te perguntei? — diz e ela dá língua pra ele. 

— Por que o desespero? — pergunto. 

— Ele é meu melhor amigo! — diz animado. — Não vejo ele a um tempo. 

— Vamos comer. — diz Lee me puxando.

— Vejo vocês depois.

O loiro diz e sai andando.

— Vai devagar! — digo e acabo esbarrando em alguém. — Me desculpa. 

— Não foi nada. — diz sorrindo.  

Naquele momento meu coração para e eu me sinto gelada. 

— Kai? — diz Lee 

— Como sabe meu nome? 

— Ah, eu vi sua foto no quadro dos novos alunos. 

Ficamos nos olhando por longos segundos. 

— É... O Lay estava te procurando. — digo. 

— Conhece o Lay?

— S-sim, ele é nosso amigo. Ele foi pra lá. — digo apontando.— Se correr alcança.

— Obrigado. — diz e sai correndo.

— Nossa que gato. — diz a Lee. — Viu como ele te olhou?

— É ele, Lee. — digo pegando em sua mão e a apertando.

— Ele o que? — diz nervosa.

— Ele é o cara que me perseguia. — digo colocando a mão testa.

— Tem certeza?

— S-sim... eu acho. Não sei, quer dizer, tem a mesma pele morena, os cabelos escuros e um pouco arrepiados, os olhos escuros.

— Olha, ele não tem cara de psicopata. Tenha certeza primeiro, lembra de mais alguma coisa do carinha lá?

— Humm... Ah, eu acertei a perna esquerda dele com uma faca!

— Nossa, corajosa. Isso é bom, se tiver uma cicatriz é o psicopata, se não tiver é só mais um gostoso. — diz e lhe dou um tapa.— Ai, mas é verdade.

— Deixa o Namjoon saber disso. — digo sorrindo sapeca.

— Oi? Que? Não tá mais aqui quem falou. — diz e dou risada.

Fomos pro refeitório e lá encontramos quem eu menos queria.

— Deixa eu passar, Kimy. — digo sem paciência.

— E por que deveria? Você é melhor do que os outros? — diz cruzando os braços.

— Não, mas eu tenho o direito de entrar aí. Agora, sai. — digo e a empurro.

— Ela te odeia, você sabe, né? — diz Lee.  

— Deve ser porque eu não abaixo a cabeça pra ela. — digo revirando os olhos.

— Nem deveria. 

Sentamos com o pessoal e comemos. 


[...]


 As aulas acabaram e pela primeira vez eu fui a primeira a sair da sala. 

— Ei, espera!

— Lá vem o bonitão. — diz Lee se referindo a Kai que estava com o loiro.

— Ah, oi Lay. — digo.

— Quero te apresentar meu amigo, Kai. — diz e o moreno dá um passo a frente.

— Na verdade, já nos conhecemos. — digo rindo.

— Ah é? — diz olhando pro amigo. — Como?

— A gente se esbarrou...

— Você quis dizer eu esbarrei em você, né. — digo rindo e o interrompendo.

— Não, eu esbarrei em você. — diz rindo.

— Mas eu esbarrei em você, a Lee estava me puxando muito rápido e...

— Mas eu estava distraído...

— Ok, vocês se esbarraram! - diz Lee e demos risada.

— Enfim, a gente vai dá uma volta, quer ir? — pergunta Lay.

— Ah, por mim tudo bem. Vamos, Lee? 

— Não vai dar, tenho que me encontrar com Namjoon, ele vai me apresentar o irmão dele.

— Ok, então. Te vejo depois. 

 — Toma cuidado. — sussurra. 

Assenti e saí. 

 Sook Pov's Off 



Namjoon Pov's On

Estava em casa esperando por Lee até que Jackson chega. 

— Demorou hein. — digo irritado.

— Claro, tenho que ficar lindo pra conhecer minha cunhada. — diz passando a mão no cabelo.

— Mas você já conhece ela. — digo revirando os olhos.

— Não oficialmente. — diz se jogando no sofá. 

 Depois de uns 10 minutos Lee chega. 

— Oi. — digo a beijando.

— E então? Onde ele está? — pergunta olhando ao redor.

— Tô vendo que tá animada e curiosa. — digo rindo. — Antes de entrar eu quero te pedir uma coisa.

— Claro, o que quiser.

— Não diga a ninguém quem ele é, por favor.

— Tá, mas por quê?

— Quero que eles saibam por mim.

— Ok.

Diz e entra. 

— Jackson? O que você...— diz e arregala os olhos ficando estática. 

— Oi, cunhadinha. — diz sorrindo e levantando.  


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!
Até a próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...