História Dangerous Love. - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Visualizações 17
Palavras 517
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 36 - Capitulo 36


Carolyne Biersack

Eu tinha passado a noite em claro, esfrego minhas mãos em meu rosto. Quando ouço alguém bater na porta .

-Desculpa te acordar senhora - fala Selene - mais o café está posto.

Solto um suspiro e respondo - Não irei tomar café Selene, obrigada!

Levanto da cama e sigo pro banheiro e tomo um banho rápido, quando Sebastian entra com tudo no quarto e tomo susto com o banheiro e visto a roupa rapidamente.

-Carolyne! - grita o mesmo - Não me faça de idiota! Eu sei que você estava me vigiando ontem.

Tranco a porta do banheiro e meu coração estava acelerado, sentia medo e eu queria sair dali o quanto antes.

- Não adianta se esconder Carolyne! - os seus passo se aproximavam, parece ele tinha quebrado algo e engulo um seco e fecho os meus olhos, e a porta é arrombada e Sebastian me olhava furioso

- Olha ela está aqui! - fala em tom de deboche - Venha aqui!

O mesmo pega meu cabelo e me arrasta pelo chão

-Você está me machucando - grito

- Ah não me diga sério? - enquando me joga no canto da parede

- não vi nada meu amor, eu juro!

-E o que foi fazer lá então porra?

Me levanto do chão e encaro o mesmo.

-Sabe... Eu nunca entendi o porque você me trata assim, se eu fui pra lá foi pra ter certeza das minhas desconfianças, esse tempo todo tinha um caso com Selene.

-Não me desafie Carolyne! Fui procurar em outro corpo o que você nunca me deu.

Sebastian se aproxima de mim e eu estava encurralada no canto da parede próximo a minha cama ,e começa a apertar meu pescoço já estava ficando sem ar

-você nunca vai sair daqui - rosna

- Seria uma pena se eu conseguisse - falo com certa dificuldade

Pego um jarro que estava ao lado da minha cama e bato em na cabeça do mesmo e corro em direção a saída.

-Você escolheu a opção errada!

Os portões estavam entre aberto e o vestido que eu usava estava pesado demais pra eu continuar correndo. Havia um cavalo preso numa árvore próximo ao portão, o animal parecia assustado ,monto nele com cuidado e saio dali em disparada

---------------------- 🙌---------------------------

Eu estava cansada de tanto cavalgar, havia umas árvores e paro um pouco pra descansar. Quando percebo que tinha alguém se aproximando e me escondo.

Um vento leve bate em meu rosto e sinto um calafrio percorrer em meu corpo, e sinto alguém tapar a minha boca.

-Não grite!

Confirmo com certo receio e o mesmo retira a mão da minha boca e me viro pra frente

-Hector! - falo espantada - o que está fazendo aqui?

- Eu... - fala fitando o chão - Eu estava te vigiando pra te proteger

- Eu não preciso de proteção! Você não respondeu a minha pergunta.

- Porque você me lembra alguém que eu amo.

-Tudo bem, posso te lembrar quem você quiser. Agora pode ir embora daqui que eu sei me virar sozinha.

-De jeito nenhum vou te deixar sozinha.

-Faça o que quiser! Apenas me deixe em paz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...