História Dangerous love ( Imagine Lil Xan ) - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Lil Peep, Lil Pump, Lil Xan, Post Malone, Snoop Dogg, XXXTentacion
Personagens Lil Peep, Lil Pump, Lil Xan, Personagens Originais, Post Malone, Snoop Dogg, XXXTentacion
Tags Chinnie, Gucci Mane, Jahseh, Lil Pump, Lil Xan, Migos, Xxxtentacion
Visualizações 209
Palavras 1.708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaí, gatinhas. Como vão?

Finalmente atualizei!!!!

E para quem não sabe, a personagem da @Kaahzzy terá participação aqui, que é a namorada de Pump. Essqueci de comunicar isso capitulo passado.


Deixa bem claro que, é fanfics diferentes, então o desfecho da historia dela é completamente diferente!

Capítulo 15 - Chapter Fifteen - Who is Noah?


DIAS DEPOIS

 

Depois que minha mãe apareceu na mídia novamente, todos perguntavam onde estava Emma e ela sempre respondia que "a mesma ficou traumatizada e foi embora para outro lugar." Eu continuava com Diego com uma ótima relação, mas tinhamos que ser cuidadosos para não sermos pegos andando sozinhos. Fazia dias que eu não saia sozinha ou sem nada tapando seu rosto.  Hoje era o dia de irmos embora.

 

— Emma, já arrumou suas coisas? Precisamos sair daqui hoje. Pump tá nos esperando. — Perguntou Xan e pôs uma mochila, enorme, nas costas. Pegou sua Uzi e pôs na sua cintura. Confirmei e peguei minha bolsa. — Como está se sentindo, meu amor? 

 

— Com medo, e já estou sentindo falta delas. — Falei, e ele percebeu que era de minha mãe da minhas amigas de qual eu falava. Ele me abraçou e me beijou.  — Onde estão o 6ix9ine e Bexey?

 

— Eles foram primeiro, precisamos ir também. Pegou tudo de importante, certo? 

 

— Sim, quando chegarmos em Massachussets podemos ficar em um lugar distante? 

 

— Emma, não podemos ficar longe dos caras. Todos estão atrás de mim, eu matei Ghostemane. Quando as coisas se acalmarem, podemos ficar longe tá? — Concordei, e peguei minha bolsa. Logo saímos de casa e trancamos a porta. Pus meu capuz e entramos no  carro. Estava de dia ainda, oque era bastante dificil de sair sem sermos pegos, mas precisamos encontrar Pump e a namorada dele. Iremos pegar um jatinho para ir para Boston.

 UMA HORA DEPOIS

 

Chegamos no local combinado e lá estava o tal de Pump e sua namorada,  Pump e Xan se abraçaram, a namorada dele veio me cumprimentar e sorrir para ela.

 

— Cara quanto tempo, por onde andava, cara? Fazia vários meses sem noticia tua. — Falou Diego e sorriu, enquanto Pump fumava um beck.

 

— Tive que tá na paz, né mano. Precisei cuidar da minha namorada, passar um tempo longe do crime as vezes é bom. Precisei apenas de maconha e lean para sobreviver. — Falou e começaram a rir. — Essa é sua namorada?

 

— Sim, minha princesa.. Tua namorada é bem bonita, como que ela te quis? Tu tá só a merda, Gazzy. — Falou Diego rindo.

 

— Pode dizer nada, Diego. Continua com a mesma cara de chapado. Precisamos ir, o jato já está ali. — Falou Pump. — Meninas entrem na frente, quero bater um papo com o Diego.

 

Concordamos e fomos até o jato, que era bastante confortável por sinal. Começamos a conversar, mesmo sendo o básico, já que sequer fomos apresentadas uma para outra. Ela  aparenta ser bastante legal, mesmo não substituindo Cloe e Jess vai ser ótimo ter novas amigas.

 

DIEGO ON

 

— Oque rolou essa semana, cara? Fiquei malzão quando tu me ligou naquele dia. Bexey depois me enviou uma mensagem, fiquei sabendo que várias pessoas se machucaram nesse dia. 

 

— É dificil dizer disso, entendeu mano? O pai dela morreu, o Ghostemane matou ele.. eu pedi pro bexey tirar ela de lá. Eu quase ia morrendo também. Ela ainda tá em choque, mesmo não admitindo. A mãe dela "deserdou" ela da família, ela me culpa entendeu? Cara, eu tô fodido. 

 

— E o Post, cara? O problema nem é os cara que estão atrás de ti, e sim ele. 

 

— Eu pretendo falar com ele, entendeu? Não agora, mas quando isso tudo passar.

 

— Cara, cê envolveu todo mundo nessa confusão. Provavelmente ele vai querer te matar. O Bexey não morreu quase por pouco.

 

— Não vou fugir dele por muito tempo, e você sabe. Mas, minha garota tem que ficar fora disso. Post vai querer acabar com tudo.

 

— Ele não vai te matar, cara. Esfria a cabeça por enquanto, temos muito tempo ainda. Boston vai ser uma ideia e tanto.

 

Caralho, querendo ou não eu estou com medo do que pode rolar lá em Boston. Não posso continuar deixando Emma em perigo, principalmente agora. Eu amo ela, e preciso manter ela segura. Entramos no jato e Emma ria como nunca junto a Elizabeth - Namorada de Pump.

 

— Oi meninas.. estão prontas?  — Perguntei e elas concordaram. Emma sentou-se perto de mim e escorou seu rosto no meu ombro, logo fechando os olhos. — Como está se sentindo, amor?

 

— Cansada, bebê. Vou sentir falta da Jess e Cloe. Você sabe, né? Elas eram minhas melhores amigas.

 

— Eu não queria que você passasse por isso, entendeu? Porquê não fica? Eu venho te ver toda semana se quiser. Não quero que se arrependa.

 

— Eu te amo, jamais te deixaria Diego Leanos.

 

Concordei, e comecei a bater com os dedos na janela do jato e ela percebeu e ficou encarando confusa. 

 

— Foi mal, amor. Eu tô ansioso, sei lá. Com medo disso tudo, estranho não? Logo eu, com medo.

 

— É normal sentir medo, Di. Descansa um pouco, é melhor. Vai demorar algumas horas para chegarmos lá.

 

Emma Jones ON (UMA HORA DEPOIS)

 

Diego descansava enquanto eu, beth e pump estavámos acordados. Eles eram bastantes bonitos juntos, e pump era a mesma coisa que está vendo Diego, maconheiro igual o mesmo.

 

— Mas, eai, como se conheceram? — Perguntou Pump enquanto acendia um beck..

 

— Na faculdade, eu odiava o fato dele ser calado. Mas, adorava o fato dele desobedecer os professores. Ele sempre me chamava de "garotinha", era irritante mas, eu gostava.

 

— E por acaso ele fazia faculdade também? — Me olhou incredulo. 

 

— Pode parecer mentira, mas sim ele fazia. Ele sempre foi bem foda-se, então matava aula quase sempre. E como ele era má influência, eu acabava fazendo isso também. — Falei sorrindo e eles dois gargalhavam.

 

— Impressionado de como rolou. — Falou Pump rindo. —  Aposto que ele não gostava nada quando você ia falar com ele. 

 

— Ele detestava quando eu falava com ele, sempre dizia que ele era perigoso e outras asneiras. Nunca obedeci esse bebêzão.

 

— No fundo, Emma.. ele só quer uma família. Ele não entrou nisso porque quis. Eu apoio vocês e acredito que ele possa mudar por ti. — falou a namorada de Pump sorrindo para mim.

 

— Não é fácil. Ainda estamos no começo disso tudo. Eu amo ele, entendem? mas, tenho medo de perder ele pra isso tudo.  — Falei e pump concordou e abaixou a cabeça.

 

— Ele tem ansiedade, toma cuidado nisso beleza? 

 

Concordei, ficamos em silêncio. Fechei os olhos e apaguei.

 

HORAS DEPOIS.

 

Começaram a me sacudir, provavelmente haviamos chegado em Boston. Abri os olhos, e Diego sorriu para mim.

 

— Chegamos, princesa. Tem um carro nos esperando, daqui a alguns minutos chegaremos na nossa casa.

 

— Certo, amor. Eu te amo, Di. — Beijei ele, e o mesmo sorriu.

 

— Eu também te amo, não quero te perder. Você não tem noção do quanto você me faz bem.

 

Gazzy entrou no jato e riu, atrapalhando nosso momento de declarações. 

 

— ô porra, viu Gazzy! — Falou Diego revirando os olhos. — Vacilo da porra, Vamos Emma, vamos. 

 

— Desculpa aí, casal. — Falou rindo e piscou pra nós.
 

Pegamos um carro, onde estava todos os garotos sorrindo para nós. Abracei Bexey e 6ix9ine enquanto Pump cumprimentava os outros dois. Estavamos dentro de uma Limousine, não tão "estravagante" mas, que cabia todos os nossos amigos.

 

— Pump, a Noah está na nossa casa, acredita? — Falou um cara moreno com dreadis pretos no cabelo. 

 

— Quavo, não fale sobre isso. Diego, vamos tirar ela imediatamente de lá, beleza? — Falou Pump, que deixou Diego totalmente desconcertado ali.

 

— Quem é Noah? — Perguntei séria, e todos ficaram calados. — Quem caralhos, é Noah?

 

— É uma amiga nossa, nada demais. — Explicou Bexey.

 

— Não, não é amiga de vocês. Porque se fosse, vocês jamais expulsariam ela. Diego, quem é ela? Não vai me dizer, é isso?

 

— Não acredito que vai discutir comigo por porra nenhuma, Emma! Porra, meu irmão! — Falou Diego estressado. Todos olharam para ele confusos e surpresos. — Foi mal, amor..

 

— Você é um imbecil, só isso Diego. Bexey posso sentar perto de você? — Perguntei a Bexey e ele apenas concordou. Me levantei e fui sentar-me perto dele enquanto todos encaravam Diego incredúlos.

 

— Ela é minha ex namorada. — Falou, e logo se calou.

 

— Uau, sua ex na sua casa? Na moral, não dá. Vou ficar em algum hotel. — Cortei logo o assunto e 6ix9ine se pronunciou.

 

— Pô, Emma não faz assim. Eles sequer tem algo. Vocês precisam conversar, sozinhos. 

 

— Vocês homens são iguais mesmo.. Como vocês iriam ficar se a namorada de vocês ainda morasse com o ex? Porra, é horrivel! Eu deixei Los Angeles para vir construir uma vida com ele!  — Falei com os olhos cheios de lágrimas.

 

— Emma, não chora! Ya, seus fodidos! — Falou a namorada do Pump. — Vocês são nojentos, eu não concordo com isso, beleza? Diego, não deixe sua mina assim!

 

— Não se estresse, beth. Isso não leva em nada, eu vou ir em algum hotel, será confortável e evitará confusão. Bexey, vem comigo por favor? 

 

— "Bexey" "Bexey" "Bexey", Oque vocês tem?! Caralho, sempre é ele. Emma, ela é minha ex. Parabéns Quavo, isso aqui já me tirou a paciência.— falou Diego.

 

— Agora a culpa é minha? Diego seu filho da puta, a culpa é sua por não ter terminado com a Noah! — Falou Quavo que já estava de pé na Limousine. 
 

— Você sequer terminou com ela, Diego?! Isso foi a gota d'água. Eu confiei em você, e você tem uma namorada? Aproveite muito bem essa Noah. Para a porra do carro, anda! Bexey, vem comigo por favor.  — Falei alto enquanto chorava, pararam o carro e eu sai, logo em seguida veio o Bexey. Beth falou algo que não entendi.

 

— Emma, pensa bem. Não conhecemos nada daqui. Ele te ama, entendeu? Isso é um mal entendido — Bexey dizia enquanto eu chorava em sua frente, eu parecia uma criança. O abracei e ele ficou confuso, logo me abraçou também.  — Não queria que fosse assim, Emma. O Quavo deve estar chapado. A Noah é a ex dele.

 

— Eu odeio ele, Bexey! Por favor, me leva para qualquer outro lugar, eu não aguento mais isso. — falei e continuei abraçada nele enquanto ele passava suas mãos em meu cabelo. Pegamos um ônibus que não estava tão lotado, porém todos olhavam para nós dois estranhos. Eu devo estar horrivel. 

 

— Não se preocupe, Emma. Não é você, sou eu. Olha como estou, usando lentes escuras, calças rasgadas, e olha meu cabelo. — Sorriu e sentou-se comigo na cadeira. — Tem umas quitinetes perto daqui, da última vez que eu vim eu fiquei por lá. Não é tão bonito, mas é confortável. 

 

— Não tem problema, só preciso descansar.
 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Desculpa o capitulo meio bosta, estou cansadona.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...