1. Spirit Fanfics >
  2. Dangerous LoVe (Kristao, Taoris (ABO) >
  3. Tao, the brightest star in the sky

História Dangerous LoVe (Kristao, Taoris (ABO) - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Nî Hao Banconyeols!
Boa Leitura!🌌

Capítulo 16 - Tao, the brightest star in the sky


Fanfic / Fanfiction Dangerous LoVe (Kristao, Taoris (ABO) - Capítulo 16 - Tao, the brightest star in the sky




Yifan seguiu com os regentes Maylin para o escritório de Namjoon, ali teria uma conversa com os pais de seu Taozin. 



—Senten-se.—Disse. Ficou olhando para seus futuros sogros por alguns instantes, teria que contar sobre quem ai era.—Eu não queria conhecê-los nesta situação e nem queria que me conhecesse e conhecessem seu neto nestas condições mas é necessário e...eu preciso que me ajudem.—Sua voz saiu falha. Estava sendo difícil saber que algo de ruim poderia ter ou está acontecendo com seu ômega. 

—Yifan...—O senhor Ming se pronunciou e Yifan o olhou.—Não se sinta assim, sabemos como é ruim esse sentimento mas, estamos aqui e...faremos  de tudo para ter nosso filho de volta.—Yifan só conseguiu assentir.

—Bom,...antes de qualquer coisa, devo contar algumas coisas para vocês, estas relacionadas a mim e ao Taozi. Algumas coisas que talvez vocês não, não irão gostar mas devo lhes contar.—Ambos ficaram em silêncio.—Depois do que eu contar sobre mim, peço que não desistam de me ajudar por causa de alguns fatos, afinal, isso não é por mim e sim pelo Taozi. 

—Por que diz isso Yifan? Você é uma pessoa tão boa para nosso filho.—Mei fala e Yifan sorri mínimo. 


[...]


— O que será que estão conversando?—Luhan pergunta. 

—Acho que sobre tudo. —Jongin fala. 

—Agora uma coisa eu quero saber, o que Haley quer com tudo isso?—Chanyeol pergunta. 

—Há muitas coisas em jogo Chanyeol, Tao é um ômega raro, sua linhagem descende de uma das quase instintas, Kris não digamos nada. E tem Ming. Se acontecer algo com Tao, em pouco tempo Ming e talvez Yifan acabarão morrendo pois ambos necessitam do ômega, ainda mais Ming sendo quase um bebê e com certeza Haley sabe disso. Agora, Yifan possui uma enorme fortuna, ele faria qualquer coisa para tirar Tao das mãos dela.  

—Então ela vai manipula-lo?—Luhan perguntou. 

—Não só o Kris. Pelo o que sabemos, ele não contou sobre a vida dupla dele para Tao e se Tao se deixar levar, ela vai conseguir acabar com Yifan, com todos nós e Tao também. Resumindo,  se ela conseguir derrubar o Kris, todos nós vamos cair junto e os Ômean vão acabar com os Lúpus DerWons e com o Ming, já que ele é o único que têm o sangue de um lúpus e um AntersOpal. 

—Uau. É muitas coisas envolvidas mas eu sempre quis saber, por que Luhan não é um lúpus igual ao Kris?—Quem perguntara agora fora Kai Chen.

—Não é algo que descende, senão a família do Tao também séria Anters.

—Ok, eu já ouvi muitas historias sobre a origem do boss mas nenhuma diz especificamente o por que do nome ser DerWons. E agora eu quero saber também o significado de AntersOpal.—Baek disse.

—Eu também. —Chanyeol disse.

—É simples. —Minseok fala descendo as escadas.—A origem do Kris está relacionada aos antepassados do Soo e do Sehun, os Onix. Os DerWons tiveram origem numa noite de lua cheia e era a noite mais fria no ano. Portanto, quando a feiticeira ressuscitou o primeiro lobo que deu origem a essa linhagem, os cabelos dele ficaram brancos como a neve e a força da magia foi tão grande que, as pupilas  se tornaram vermelhas e a lua ficou, também vermelha. Uma lua de sangue e sua coloração refletia da neve lhe dando um tom vermelho. Por isso DerWons. RedSnow. O nome está escrito ao contrário, resumindo, neve vermelha.—Após Min esclarecer a história,  todos ficaram em silêncio. Talvez estivessem impressionados? Talvez.

—Eu tô, passado.—Baek fala.

—Era questão de ligar os pontos.—Minseok fala.

—Uau. Nossa eu...nossa.—Luhan fala.

—Superou os romances fictícios que você lê Lu.—Jongdae fala.

—Nem eu sabia dessa história. Você sabia Sehun?—Kyung pergunta. 

—Não,  não nos contavam certas coisas.—Disse o Oh.

—Já que sabemos sobre o Boss. E agora, qual é o significado de AntersOpal?—Baek disse.

—Anters significa Antares. Antares é a estrela que mais brilha na constelação escorpião sendo esta a única. Opala se dá a coloração dos olhos. Como Antares é uma estrela única, isso se dá a raridade da existência de qualquer outra, resumindo o Tao. Por isso, AntersOpal. 

— Uau. Passadissímo.—Baek fala e os demais riem.

—É bem interessante isso. E é por isso que os pais do Tao são apenas Opals. Faz um enome sentido.—Chanyeol se pronuncia. 

— Eles estão demorando...—Luhan fala e Baekhyun se levanta.—Onde vai Baek?

—Buscar informações.—Disse e Chanyeol segurou seu braço.

—Vai escutar atrás da porta Byun? 

—Eu?  Lógico que não senhor Park. Longe de mim.—Baekhyun deu um sorriso e se sentou. 

—Um momento, preciso de ajudantes na cozinha. Quem vai me ajudar a fazer o jantar?—Seokjin apareceu ali com Kun.

—Já estava ficando com fome.—Kai fala e leva um tapa de Kyung.

—De quantas pessoas você precisa omma?—Luhan perguntou.

—Duas. Você e Jongdae eu descarto pois quero minha cozinha inteira. Alguém? 

—Difama mesmo.—Jongdae fala não temendo uma possível morte.

—Eu lhe ajudo?—Sehun fala.

—Você sabe cozinhar querido?

—Soo me ensinou. Sou tão bom quanto ele.—Sehun disse e Jin sorriu.

—Sou mais MEU Soo.—Kai disse implicante.

—Então me ajude também Soo?

—Tudo bem. —Saíram os três para a cozinha.

—Vem no tio Baek Kun.

—Ele é meu sobrinho Baekhyun pode tirar o unicórnio da chuva.—Luhan falou.

—NOSSO Lu e nem tá chovendo ok?—Esse comentário fez os presentes rirem. Ainda mais Kun.

—Até em fim. Achei que não sairiam daquele escritório hoje.—Minseok fala.

—Engraçadinho você Min. Fiquem a vontade e não se surpreendam com o desprovimento de bom senso de alguns aqui presentes. —Yifan se pronunciou se retirando.

—TAVA FALANDO DE MIM BOSS?—Baekhyun berrou.—Oi. Sou Byun BaekHyun. Prazer.—Disse.

—Você me parece adorável Baek.—Mei disse.

—Eu sou. Quando quero.

—Que tipo de pessoa adorável quer roubar o sobrinho dos outros? Nunca nem vi isso.—Luhan fala.

—Você é irmão do Yifan. Uma graça.—Ming fala e Luhan cora de leve.

—Sentem por favor. Tenho que lhes dizer algo.—Baekhyun fala e os Maylin se sentam.—Digam pro Lu que o Kun gosta mais de mim. Ele não aceita esse pequeno fato.—Disse e Luhan lacou um tapa no braço do Byun—Está me agressivando? Olhem isso...

—Eu vou arrancar seus cabelos.—Luhan disse.

—Discutam depois.—Jongdae e Chanyeol disseram.

—Mei, esse são: Chanyeol e Jongin. Baek e Lu já conhecem. Esse é Namjoon, pai do Kris, Sehun, Kyungsoo e Jin estão na cozinha. 

—Prazer em conhecê-los.—Disseram.

—Tao parece muito com você senhora.—Kai disse.

—Parece mesmo.—Chanyeol disse e a mulher se pôs a chorar. 

—Não fique assim, logo logo ele estará aqui dando os surtos dele.—Baek disse e riu o que fez a mais velha sorrir.

—Ele também puxou um pouco da sua personalidade querida.—Ming disse.

—Eu não conheço a senhora mas acho que ele é muito mais surtado.  Além de ser uma pessoa bem difícil de lidar. Não é Kai?—Baek disse.

—Pois é  e que ele não saiba que eu disse isso ok?—Riram.

—Mas é verdade, Tao é um pouco difícil mesmo. Lembra quando ele jogou café e suco na Sinara Baek?—Minseok perguntou rindo. 

—Lembro.—Baekhyun agora ria batendo palmas.

—O que foi Lu?—Jongdae perguntou ao irmão que estava com uma expressão tristonha.

—Nada Dae.—Mentiu—Eu vou lá ver onde Yin foi. Dá licença.—Saiu dali.


[...]


Yifan subiu as escadas em direção ao "seu quarto". Ming estava dormindo ali então fora verificar se estava tudo bem.

O alfa abriu a porta e viu seu pequeno sentado na cama mordendo a orelha do panda de pelúcia em quanto olhava para a janela.

—Papá!—Desviou o olhar para seu pai que seguia até si.

—Quando foi que você acordou?—Sentou na cama.

—Papá...—O pequeno voltou a atenção para a janela.

—O que tanto olha?—Yifan se aproximou um pouco da janela devagar. Não havia nada lá em baixo.—Não tem nada aqui pequeno. —Yifan falou e o alfinha esticou os braços querendo colo, então Yifan o pegou e seguiu para a janela com o pequeno em seu colo.

—Oia papá...—Apontou para a estrela mais brilhante do céu. Yifan seguiu o olhar do filho.

—Você está aprendendo novas palavras. Tão rápido. —Disse. Logo se lembrou que dentro de uma semana era o aniversário do seu filhote e o seu também. 

—Booboo.—Sorriu acenando  para estrela. 

—Sim, booboo é a estrela mais brilhante, mas não desse céu. E sim do nosso. Neste céu, está seus avós bebê.—Ming ficou sem entender mas sorriu fofo.—Vamos conhecer seus avós? 

—Bobô papá? 

—Sim. Os pais de Booboo.—Sorriu, assim como toda vez que ouvia o "nome" do pai ômega.

 

[...] 


—Seu jantar.

—Eu já falei que não tenho fome. Não fique tentando me ajudar senão quem vai se ferrar é você. —Tao disse baixo. 

—Se você não comer, vai ficar doente e outra, não sabe por quanto tempo vai ficar aqui  então come.—Disse gentil e então Tao pegou a bandeija que o alfa havia lhe entendido, a colocou na cama pegando o prato e começou a comer afinal, estava morrendo de fome.

—Você não me parece uma pessoa ruim igual eles. O que faz aqui?

—Estou trabalhando, preciso desse dinheiro. Meu ômega está grávido e eu tenho uma grande dívida com a máfia chinesa, se eu não pagar, eles acabam comigo e eu não quero que meu ômega e nem meu filho sofram futuramente.

—C‐com a máfia? 

—Sim. Eu vacilei no passado e agora estou pagando. 

—Eles não vão te matar, não seriam capazes ainda mais sabendo que têm um ômega e filho.—Tao disse.

—Eles não sabem. Meu ômega está bem longe por segurança mas eu tenho que pagar essa dívida e acho que conseguirei antes que o prazo acabe.—Disse.

—Humm, não se preocupe tanto. Qual é seu nome?

— Jung Wooyoung.

—E do seu ômega? 

—San.

— São casados? 

—Ainda não. 

— Você vai conseguir casar com ele.

—Assim espero. Se não ele vai sofrer muito.

—O marcou não foi? 

—Sim. Mas estou me arrependo.

—Por que? Não o ama?

—Sim, e por ama-lo não quero que fique em perigo.—Tao ficou um pouco em silêncio. 

— Você tem um bom coração Woo. Mas me responde uma coisa, você sabe que eu sou? Ou o porque que estou aqui? 

—Não me disseram nada. Apenas disse para mim cuidar...digo, te vigiar.

—Nossa. Sou Zitao. Me chame de Tao.—Disse terminando de comer.

—Esse nome não me é estranho...Huang Zitao? 

—Maylin Zitao. Acho que já me viu em algum jornal ou tv ou em sites por ai.—Disse.

—Você não é o noivo do Wu Yifan?

—E é por ser ômega dele que eu eStou aqui Woo. 

—Isso é estranho.

—Não quando você foi enganado a vida toda. Vou te contar a história,  mas me promete que não conta para ninguém. 

—Prometo.

—Então,...


Zitao ficou um bom tempo conversando com Woo. 


—Então...eu não sei o que dizer. Ela disse para nós que estava protegendo seu filho e que...

—Não fique tão chocado. Acredite, fiquei mais surpreso afinal, foram 21 anos da minha vida sendo enganado dessa forma. 

—Sinto muito, sei como é está longe de quem ama.—Disse compreensivo e Tao sorriu sem mostrar os dentes.

—E eu nem sei como eles estão. 

—Eu não deveria fazer isso mas...posso dar um jeito de dizer sua localização para ele.

—Woo, você é um amor de pessoa mas, está muitas coisas em jogo. Pense bem, se descobrirem que está tentando me ajudar, podem te matar ou fazer mal para seu ômega. Segundo, nunca que Haley vai me deixar sair daqui. Pelo o que entendi,  Yifan tem pouco tempo para me tirar daqui se não, o Kristian...e eu não quero que machuquem você e muito menos minha família. 

—Deveríamos arriscar. Pelo seu bem.

—Não,  se fizer isso, não poderá ajudar sua família e acredite, quando Yifan quer uma coisa ele consegue. Você já faz muito bem conversando comigo, assim evita que eu fique louco...—Riram.

—Tudo bem. 



[...]



—Ah Yifan, e meu neto?—Ming perguntou.

—Dormiu assim que comeu. Mi não está dormindo bem então fica cansado facilmente. Ele só segue os horários quando está com Taozi, eu já tentei mas é inútil. 

—Oh, ele deve ter a mesma personalidade do Tao. Podemos ir ve-lo?—Mei perguntou. 

—Claro. A terceira porta virando a direita.—Yifan disse então o casal seguiu para o quarto.

—O jantar está pronto.—Jin fala.

—Bem na hora, estou varado de fome.—Baek fala.—Cadê o Lu? Ele saiu faz um tempo, disse que ia te procurar boss.

—Eu vou chama-lo.—Namjoon disse.

—Deixe que eu vou Nam. Licença. —Jin saiu dali em quanto os demais seguiam para a sala de jantar.


•••


—Meu Deus eu ta'va morrendo de fome. Acho que vou engordar, não se importa não é Min?—Baek fala de boca cheia.

—Você não engorda Baek e para de falar de boca cheia.—Chanyeol fala.

—Nossa. Grosso.—Disse.

—Já que estamos aqui, o que acham de nos falar mais sobre vocês? —Namjoon sugere.

—Meu nome é Kim Jongdae, tenho 25 anos e sou formado em administração empresárial. Sou filho do general Kim Namjoon e do cozinheiro Kim Seokjin. Tenho dois irmãos. Trabalho com os dois e não suporto mais minha secretária.—Riram do Kim mas Namjoon lhe lançou um olhar ameaçador. 

—Não estava falando disso seu pirralho.—Nam disse e Minseok começou a rir.

—Desculpem.—O ômega disse.

—Yifan não falava muito de você Minseok.—Nam disse.

—Eu sei disso. Esse...

—Esse?—Yifan repetiu. 

—Deixa quieto Yifan, ninguém tem coragem de enfrentar o Min.—Chanyeol disse. 

—Como assim?

—O Min manda em tudo na Vogue. Até no boss aí. —Baekhyun disse.

—Não consigo imaginar...—Namjoon riu.

—Eu vou te demitir Byun.—Ameaçou. 

—Min me contrata novamente? 

—Contratado. 

—Obrigado.—Ambos ômegas riram.

—E você Sehun? Não tive tempo de falar com você e com o Kim.

—Ah, certamente. Bom, trabalho numa escola de dança. 

—Luhan era seu aluno não é? 

—Sim. Mas não foi por muito tempo. 

—Sehun dizia que Luhan dava trabalho nas aulas.—Kai disse.

—Não dizia não.—Sehun rebateu.

—Estão se contradizendo. Por que?

—Falam da minha pessoa?—Luhan aparece com Jin. Logo se sentam a mesa.

—Sehun disse que você dava trabalho nas aulas de dança Lu.—Kai falou.

—Trabalho?

—Eu não disse isso.—Sehun se defendeu.

— Eu só estava insatisfeito com as aulas e a todo momento criticava.

—Insatisfeito? Você nunca disse isso. Afinal, acho que você não conseguia acompanhar os demais e por isso...—Cale-se Sehun!

—Parem vocês dois antes que eu bata em ambos com uma feigideira. —Jin ameaçou. Todos continuaram comendo em quanto Jongin tentava não rir de Sehun e Luhan.

—Sério Jongin, faça-nos o favor.—Soo disse e o alfa começou a rir mesmo.

—Onde você estava Lu?—Yifan perguntou. 

—Eu ia te chamar ai vi que você estava com Ming então fui para o jardim.

—Ah. Sabe que não pode ficar no sereno.—Namjoon disse.

—Desculpem a demora. Estava ocupada babando no meu neto.—Mei disse.

—Nosso neto.—Ming disse e riram.

—Sentem-se.—Jin disse e continuaram a comer. 

—Estou triste.—Baek disse.

—Comeu demais? —Chanyeol perguntou. 

—Só um pouquinho. Não aguento ver mais nada na minha frente.—Disse.

—Fiz torta de morango. Espero que gostem.—Jin fala.

—Torta? Morango?  Onde?—Baekhyun prontamente levantou a cabeça que estava repousada na mesa.

—Só é magro.—Luhan disse rindo da face do amigo. 


Após o jantar, estavam todos—exceto Namjoon, Seokjin, Kun, Mei, Ming, Luhan—na sala.


—Bom, vou explicar o plano para vocês ok?—Yifan disse e todos assentiram—Assim que descobrirmos a localização do Tao, iremos armar um cavalo de Troia. Assim ter acesso ao lado interno do lugar e de lá, planejar e executar um plano de fuga e assim que o território estiver limpo, invadimos.

—E quem vai ser "O cavalo de Troia"?—Kai perguntou. 

—O Baek.

—Eu? Você sabe que eu não estou no campo faz tempo. Devo está travado.

—Sim, você Baekhyun. De todos nós,  você é o único ômega que não teve contato com Haley ou fora visto por qualquer um deles.

—Você quer que eu me infiltre?

—Não, quero que você seja pego por eles. Só assim vai entrar lá dentro.—Disse.

—Pego? Tipo, prisioneiro? Como eu vou fazer isso? 

—Baek, com essa sua carinha ai você engana qualquer um. É só inventar qualquer história e tem mais...alfas são alfas.—Minseok disse.

—Ah, eu vou ter que seduzi-los é? Gostei. E o que acontece após eu está a mercer desses bandidos?

—Primeiro a sua desculpa para está por perto deve ser convincente. Nós estaremos te monitorando e escutando tudo de algum lugar estratégico, quando você entrar, a sua lente será ativada, esta é um câmera com scanner. Iremos identificar todos os quais você olhar e o mais inportante, a estrutura do lugar. Precisaremos que fique o mais perto possível do Tao, assim será mais fácil. No máximo, dois dias depois irei dizer para ela que encontrei Tao e que é para nos encontramos. Com certeza ela vai sem o Tao. Em quanto eu faço um acordo pacífico com ela, algumas equipes irão invadir o local dando assim tempo para você Baekhyun, seguir com Tao para o local estratégico onde estará o avião de fuga mas antes de sair, você vai tirar uma das lentes que eu vou lhe dar e coloca‐lá no interruptor geral do local, após cinco segundos no máximo isso causarar um curto circuito, impedindo que vejam algo. Você irá sair do local sendo guiado. 

—Esperto você. Mas e se algo der errado? Tipo alguem sentir nossa presença e começar a nos seguir ou e se no meio da fuga formos pegos ou e se nos seguirem até o local estratégico? 

— As lentes são progamadas com visão noturna, se caso vocês forem seguidos ainda dentro do local você consegue dar conta de dois por vez não é? Ainda estará com uma das lentes. Se alguém lhes seguir no meio da fuga...seremos obrigados a queimar arquivos e a mesma opção caso cheguem até o local estratégico.

—E você acha que a Haley vai aceitar se encontrar com você a noite?

—Ela não vai recusar a oferta que farei.

—E qual seria?—Jongdae pergunta. 

—Passar todas as ações da matrix e filiais da Vogue para o nome dela. Ela não quer tudo? Então. 

—Você faria isso mesmo? 

—Faria. Só assim para garantir que o plano de certo e que nenhum dos presentes nisso se machuquem. Pensem bem, assim que ela tiver a confirmação, ela vai dar ordens para soltar Tao. Mesmo que ele haja "fugido" ela não poderá machucá-lo. 

—Ela poderia sim, com as ações em mãos,  não restaria mais nada. 

—Você tem razão mas Tao não estaria perto dela e estamos falando de bilhões, e não haveria envolvimento da justiça nisso.

—Yifan tem razão, ela só chamaria a atenção se fizesse algo, seria demasiado suspeito.—Kyungsoo fala.

—Quando colocaremos o plano em prática? —Kai perguntou.

—Amanhã. 

—Já descobriu onde Tao está?—Perguntaram. 

—Confirmei com Lucas agora a pouco. Taozi está em algum lugar na floresta de bambu na China. Moganshan, próximo a Shanghai.

—Como você descobriu?—Chanyeol perguntou. 

—Eu só liguei os pontos. Hoje mais cedo, Ming estava olhando para uma estrela, uma específica. Ficou dizendo que era Tao, e não parou até dormir. Fiz uma breve pesquisa e essa estrela é vista nos céus da floresta de bambu na China e raramente vista próximo ao inverno aqui.

—A ligação que Ming tem con Tao é enorme. Não é Channie?—Baekhyun já chorava. 

—Não precisa chorar Bae.—Chanyeol o abraçou. 

—Vão para casa e descansem. Amanhã cedo enviarei a divisão estratégica de cada equipe. Vocês irão para a China primeiro e lá colocarão o plano em prática mas até amanhã,  tomem muito cuidado ok? Podem está sendo vigiados e Baekhyun, não fique em público por enquanto ok? Obrigado por hoje. Boa noite.—Yifan disse.





Notas Finais


E hoje tivemos menção de WooSan! ❤
Urruuu!
Meu utt San eu te amo. ❣

O que acharam Baconyeolies?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...