1. Spirit Fanfics >
  2. Daniel e Prior: Recomeços >
  3. Festa

História Daniel e Prior: Recomeços - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


MUITO obrigada pelo feedback, sempre que posso leio os comentários e me motivo a continuar. Espero que gostem desse capítulo, tentei dar aquela caprichada, aproveitem como se vocês fossem ser cancelados (pq vcs vão).

Capítulo 3 - Festa


Fanfic / Fanfiction Daniel e Prior: Recomeços - Capítulo 3 - Festa

Na casa mais vigiada do Brasil, os dias passavam como uma brisa e as noites como uma tempestade, apesar de que algumas brisas tornavam-se ventanias. Prova do anjo, prova do líder, dia das compras. A cabeça de Daniel trovejava em pensamentos, ele sabia que sentia-se atraído por Prior mas sua estratégia de jogo o impedia de seguir suas vontades naturais. Por sua vez, Felipe cultivava uma neblina em sua mente, seus pensamentos estavam longe de ser claros. Seu conflito interno juntamente com a pressão do reality eram devastadoras porém ele queria melhorar, queria entender. 

Após dias contentando-se apenas com interações mínimas, Prior decidiu socializar com todos essa noite como se não houvesse amanhã, no fundo ele não queria que houvesse mesmo. A grande festa finalmente chegou na casa dos brothers, o que gerou uma euforia coletiva. Assim que as portas abriram-se, o som do pendrive do DJ Alok tomou conta do ambiente e todos correram em sua direção. Guilherme estava dançando animadíssimo como se seus movimentos fossem limitados aos do boneco Max Steel, logo Hadson e Lucas seguiram seus passos. 

- Vou ali pegar um gelo, valeu. - Prior avisou para os homens após uns minutos de show. - Hoje vou ficar doidão. - Completou. 

E de fato, mal sabia Felipe que não apenas ele mas a maioria da casa também ficaria doida. Boninho estava alucinado pelo aumento na audiência e por isso não brincou em serviço, enviou coolers com bebidas fortes na esperança de concretizar a existência de Priel. Ao término do show do Alok, todos estavam na pista dançando e consumindo cada vez mais bebidas. 

- Porra, tá muito calor. - Disse Prior ao tirar sua camisa. 

Nesse momento, Daniel estava do outro lado da pista dançando com Marcela e as meninas, entretanto não se conteve e acabou olhando para o Paulista. Ao perceber, Felipe o encarou de volta e assim ficaram por alguns segundos. O gaúcho provocava ao chegar cada vez mais perto de Marcela mas na tentativa de colocar a mão em sua cintura foi coincidentemente interrompido por Gizelly. 

- Tá viajando aí cara? - Hadson perguntou rindo. 

- Foi mal, tava olhando as luzes. - Felipe respondeu com uma desculpa esfarrapada. 

Ele prosseguiu com suas dancinhas únicas para disfarçar de si mesmo o que havia pensado, dessa vez coreografou alguns passos que Lucas e Hadybala dançaram até não terem mais energia. 

- Massa demais as tuas danças. - Lucas elogiou. - Pior que agora eu fiquei cansado, melhor ir dormir. 

O ex-jogador de Belém concordou com ele e juntos abandonaram a festa para dormir, deixando Felipe solto. Prior afundou seus sentimentos na dança e permaneceu freneticamente na pista até que Thelma se aproximou. 

- Quer beber água? - Ela jogou um papo furado para introduzir o real motivo da conversa posteriormente. - O pessoal tava falando bem de você, dizendo que você melhorou. Olha, eu concordo e até o Daniel disse. - Confessou com a sinceridade da embriaguez. 

Tal comentário foi tudo que Prior precisava ouvir para encoraja-lo a se entregar com tudo nessa festa. Ele ficou tão feliz que demorou um pouco para formular uma resposta. 

- Na moral, muito bom saber disso Thelminha. Não quero água, quero é ficar louco. Respondeu com um sorriso no rosto. 

Prior foi rindo e girando a camisa com a mão enquanto dançava na direção das meninas. O loiro acabou se contagiando pela dança e os dois aproximaram-se como imãs na pista. 

- Você é a cara do Scooby. Felipe quebrou o gelo e imitou verbalmente o bordão "Scooby doo be doo". 

A reação imediata de Daniel foi rir. Ele deu mais uma golada na latinha alcoólica como fonte de coragem e continuou ali sem fazer algo além de olhar para Felipe. 

- Você é um cara maneiro, o pesado foi no início mas agora esquece isso. - Desabafou. - Vamos beber até não entender mais nada, tá ligado. - Prior ofereceu a proposta com uma latinha na mão e chegando mais perto de Dani. 

Ainda desconfiado pela sua experiência na casa de vidro, Daniel olhou de relance para o lado, certificando-se de que as meninas estivissem distraídas. Quando voltou a focar em Felipe, ele sabia que era capaz de provoca-lo e internamente sentia satisfação em vê-lo vulnerável dessa forma. 

- Obrigado, tu também mas pode melhorarEle devolveu o elogio adicionando um alerta. - Mas eu topo, só porque você ficou bonitinho com esse arco na cabeça. Finalizou dando a última golada na sua latinha e encarando-o enquanto ajeitava o próprio cabelo.

O paulista sentiu a temperatura do seu corpo subir, então ele começou a se afastar conforme dançava, olhando fixamente para Daniel, enquanto ia buscar mais bebidas no buffet para cumprir o que havia proposto. 

- Daqui é direto pra cama. - Brincou Felipe, apontando para a casa. Na medida em que se afastava, admirava os longos cabelos do gaúcho reluzirem em contraste com as luzes de longe.

Logo em seguida, Bianca acabou esbarrando em Felipe pois ela também estava no buffet em busca de bebidas. 

- Nossa... Desculpa, Prior. - Boca Rosa riu. 

- Tá de boa, Bia. Só cuidado pra não passar mal. - Prior respondeu ao terminar de encher a taça de Bianca e guardar a garrafa para si.

Como uma sombra, Guilherme, o guarda-costas apareceu atrás de Bia e a levou para a cabana hippie, afirmando que cuidaria dela. Nesse meio tempo, Felipe virou para a pista com a garrafa em mãos, seus olhos buscavam quem seu coração gritava em segredo na multidão. Ali estava ele, Daniel dançando mas dessa vez com Marcela. O arquiteto inevitavelmente sentiu-se chateado, ele pensava que Dani iria espera-lo na pista mas tudo indicava que foi um pensamento equivocado.  

A festa não poderia terminar por uma inconveniência. Prior seguiu em direção ao palco e passou minutos dançando na companhia de sua garrafa, que em um curto período esvaziou-se. Ele lutava para ignorar o fato de que agora Daniel estava na Kombi com a "fada sensata", Marcela. Por mais que tentasse, seu cérebro não permitia que ele esquecesse as cenas que teve com o gaúcho na última festa. Na tentativa de distrair-se, ele aproximou-se de um tumulto na festa. 

- Que isso, o coréia desmaiou? - O paulista questionou a cena. 

- Não, o cara dormiu no meio da festa. - Babu, que estava sentado nas proximidades, respondeu. 

- Dá um beijinho nele Gui. Totalmente fora de si, Prior encorajava Guilherme a cometer tal ato. 

- Tá louco? Eu não.. Guilherme riu e retirou-se do local na companhia de Bianca. 

Por fim, de maneira instintiva Prior abaixou-se e entregou um rápido selinho na boca de Pyong, participante que estava dormindo no chão pós bebedeira. Ao levantar, Felipe reparou que Daniel o olhava com descrença. Como a bebida estava agindo fortemente em seu organismo, Felipe ignorou e foi dançar em um canto qualquer. 

Tempos depois, o loiro alto aproximou-se com uma série de questionamentos. 

- Por que tu fez aquilo? Tá doido? - Perguntou Daniel, com os olhos arregalados. 

- Ah, agora tudo nessa porra é o que eu fiz! Ninguém faz nada não, né. - Retrucou imediatamente, exaltando-se com as mãos para o alto. 

Daniel sabia que precisava tentar manter a calma e ser o mais consciente entre os dois. Por certo, internamente ele conhecia o motivo da revolta do brother. Sob pressão, ele segurou os pulsos de Prior, assim abaixando os braços dele. 

- Calma, guri. Tu ta mal já e pode sair por ai falando alguma besteira. - O gaúcho demonstrou preocupação em sua fala. 

- Eu não quero saber mais de nada. - Disse soltando seus pulsos das firmes mãos do Dani. - Mano, tem noção do que eu ia fazer? Te dar o prêmio que eu prometi. Agora esquece. - Explicitou o motivo de sua revolta.

A linguagem corporal de Felipe indicava que ele poderia sair dali a qualquer momento. O olhar de Daniel suplicava para que ele permanecesse. 

- Para com isso, para. Tu sabe que eu falo pro teu bem. - Dani disse ao envolver seu braço ao redor da cintura de Felipe, trazendo-o para mais perto de si. - Não fica bravo, tu sabe que eu sou próximo das gurias e a festa não acabou, ainda podemos encher a cara. - Daniel sussurrou.

O arquiteto permaneceu em silêncio e tentava inúmeras vezes desviar o olhar, tudo em prol de manter sua postura de bravo. Na verdade, é fato que ele relutava internamente para não resistir aos encantos masculinos do cabeludo. 

- Qual era o prêmio mesmo? - Ele insistiu. 

- O que eu falei na cozinha. - Prior não suportou e derreteu-se na resposta, colocando seu braço em volta do pescoço dele e sussurrando em seu ouvido. 

Finalmente, a promessa foi cumprida e Felipe Prior beijou Daniel Lenhardt no meio da pista do Big Brother. Os corpos encostavam-se e toda tensão saiu do corpo de ambos. Por alguns segundos, a casa era deles. Tudo era deles. O coração de Prior batia tão rápido que Daniel podia senti-lo sob seu peitoral. A duração foi curta mas suficiente para deixa-los sedentos por mais. 

- O que foi isso? - O sulista afastou-se rindo, sem graça pois foi melhor que o esperado.

- É brincadeira, mano. - Disse na defensiva. - Só cumpro o que falo. - Prior completou com uma piscadinha.

 


Notas Finais


algum palpite sobre oq vai rolar nos próximos capítulos?

pra saber com antecedência sobre o andamento da fic e datas de postagem basta me seguir no twitter, @ ericamathiass, onde falo um pouco sobre :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...