1. Spirit Fanfics >
  2. Danmachi:adventurer's soul >
  3. E a luz...

História Danmachi:adventurer's soul - Capítulo 3


Escrita por: Gabrielmod

Notas do Autor


Peço perdão pela demora,devido ao trabalho eu acabo demorando para escrever mas espero que gostem desde cap novo.
Significados de símbolos
~=pensamentos
-=falas

Capítulo 3 - E a luz...


Fanfic / Fanfiction Danmachi:adventurer's soul - Capítulo 3 - E a luz...

Caído…

Em meio às sombras…

Sua mente estava dentro do mais profundo breu…


Uma luz…

Era fraca…

Ele faria algo para alcançar a mesma?



Bell só podia ver que a dor de seu peito sumia igual o cansaço de seu corpo,ele não sentia nada em meio a mais pura escuridão…


-onde...eu


-onde eu estou?


-Como eu...vim para um lugar como esse?


Um brilho em meio a escuridão…


-Uma luz…


-Ela é linda...quente...eu deveria...ir?


-meu corpo está leve...eu posso me levantar?


Muitas dúvidas em uma mente jovem...muita esperança para uma luz brilhante,seu corpo ele…


-eu não consigo me levantar…


~vamos pernas funcionem


~Vamos...LEVANTE-SE 


-Aaaaaaahhhhhh


-DE PÉ CRANEL DE PÉ


Uma dor enorme voltava para seu corpo,ficar de pé era tão difícil assim?

De qualquer forma era hora de se mover,um passo de cada vez rumo a luz brilhante…


~Bell...onde você está?


~Bell...será que esse atraso é porque ele se perdeu?


~Meu neto seja um aventureiro e vá em busca do ROMANCE.


Bell escutava do breu algumas vozes de pessoas conhecidas,algumas sobre o dia no qual ele se perdeu nos primeiros andares...aquele primeiro dia foi algo confuso para o garoto de cabelos brancos,sua deusa disse em meio a seu teatro demonstrando como ela se sentia com sua demora, cheia de lágrimas em seu rosto ela gesticulava sua genuína preocupação com seu único filho…


Já a senhorita Eina com sua brusca irritação com a demora do mesmo que por sua vez havia ignorado os dizeres da mesma para obter um mapa dado pela guilda para iniciantes,ele ainda se pergunta como ele explicaria a ela que não entregaram o mapa a ele pelo fato dele parecer mais um cidadão comum mentindo sobre ser um aventureiro…


Já seu avô,ah sim seu grande avô o grande homem que ensinou a ele desde de ler e escrever o básico a até enfrentar goblins,mesmo que os mesmos deixavam o pequeno bell assustado,o senhor de idade sempre tratou o pequeno com amor e carinho,nas tardes sempre seu avô lhe carregava  em meio a sua vila no interior com o crepúsculo da tarde com a luz avermelhada do sol reluzindo em meio dos olhos do pequeno Cranel…


Pensando agora, Bell sempre viveu uma vida simples…

Uma vila cheia de pessoas comuns,trabalhando em suas fazendas de milho e trigo,com suas vacas e porcos,casas simples feitas de madeira,palha ou em casos de grandes fazendeiros que vendiam suas mercadorias em larga escala a casa era feita de tijolos da mais mediana qualidade.


Pedras mágicas e outras coisas eram histórias para  boi dormir,uma fogueira simboliza para Bell a real calmaria em meio a noites escuras…


O tempo passa…

A luz vem…


Tocando naquele brilho...Bell só pode se assustar...ele sentiu medo,uma dor pelo corpo todo,vontade absurda de vomitar até a última gota de sangue para jamais sentir o que estava sentindo…

Ele começava a ver imagens horríveis...mortes,torturas,estupros e infelizmente não parava por ai…


-AAAAAHHHHH,PARAAAAA...FAÇA PARARRR


gritos em meio a o escuro não eram nada...ele sabia disso como ninguém,chegar em Orario e ser rejeitado,excluido e tratado como lixo lhe fez entender o quanto o mundo não é tão agradável assim mas a esperança nele nunca morreu…



-QuEr QuE PaRe?


-PORFAVOR FAÇA PARAARRRR


-SeGuRe AqUi…


Uma mão em meio aquela voz grossa e distorcida aparecia…

Ele tinha receio mas qual opção ele tinha?


Um puxão…

O breu ficou claro como a luz do dia…

Bell tinha perdido sua dor...só lhe restava o medo…


-HAHAHAHAHAHA OtImO VoCê ChEgOu BeM MeSmO CoMiGo LhE PuXaNdO a FoRçA...EsPeRaVa SuA MoRtE QuAnDo TiVeSsE ChEgAdO AqUi HAHAHAHAHAHAH


Bell podia ver um ser feito de luz,seu corpo era similar a de um homem robusto e forte...um aventureiro de nível alto jamais se equiparia em força  com seu braços quando comparados com aquele ser,com olhos vermelhos como sangue brilhando como vinho em uma adega velha mas com um fogo ardente e sem igual e…

 um sorriso….

 com dentes dignos de dar medo em monstros de nível alto que se atrevem a olhar para tal criatura viril e maldosa.


-Quem é você?onde eu estou?isso é tão…


-CaLaDo NãO FaÇa PeRgUnTaS tÃo 

ChAtAs AsSiM…


-SaIbA QuE SuA MeNtE é LiNdA,IsSo AtE eU eStAr NeLa hehe


-Minha mente…


Bell não era um homem tão esperto quanto um estudioso prodígio de sua vila ou seu avô com suas lendas mas ele não era estupido…

Ele sabia que já tinha morrido...mas estar em sua mente ainda era estranho,como ele poderia estar neste lugar?um plano astral mágico talvez?quem poderia ter feito isso?Orario é tão fantástica a ponto de existir alguém para fazer isso?


Não...ele não deve focar nisso agora mas sim na figura a sua frente que de uma forma desconfortável se aproximava de seu rosto e cortava sua bochecha que,por sua vez,soltava um brilho mais forte a cada corte.


-VoCê AgOrA EsTá CoMiGo,vAi SeR Um EsCrAvO...nÃo...Um MeRo VaSo.


-quem...é vo..vo...você?

Dizia com medo e receio o pequeno garoto na frente da figura amedrontadora a sua frente…


-Hehe SoU AqUeLe qUe Te DoMiNa,SoU o HoMeM qUe tE ToRtUrA,SoU AqUeLe QuE Vai Te TiRar TuDo…


-E sE MiNha FoRçA Te DeR AlGo...EU TIRO SUA ALMA EM TROCA DA MINHA HAHAHAHAHAHAHAHAHAH


OS OLHOS BRILHAVAM EM TREVAS,O ESCURO COBRIA O JOVEM,O AR SE TORNAVA RAREFEITO E SUFOCAVA AQUELE PEQUENO GAROTO,CAÍDO EM TREVAS ELE SÓ PODERIA VER AQUELE QUE MUDARIA SUA VIDA BRILHANDO EM MEIO A TREVAS COMO UM DEUS...não…


COMO O DIABO


Um minotauro era um ser infeliz...nasceu para morrer...igual a qualquer monstro na dungeon…


Um em questão depois de fugir pela sua vida ele se depara com uma nova caça…

Um coelho em meio às sombras da caverna era lindo de se ver...ele corria gritando e dava vontade de cortar sua cabeça fora e ver se ele continuava rente em sua corrida…


Ele alcançou o mesmo,cortou ele no peito enquanto sangue jorrava…


Espera...passos?ele escutou um som chegando rapidamente a ele?como?ele correu tanto pra morrer assim?seus instintos lhe mataram?


Não…



O que matou ele…


FOI SUA PRESA


Seu peito se regenerava lentamente...sua faca se tornava brilhante com uma luz branca sem uma ponta sequer de escuridão…

Ele se levanta e avança…

Pega o braço do minotauro que tentou falhamente atacar o coelho…

Com cabelo em frente a seus olhos ele puxava o braço do minotauro e jogava o mesmo de rosto no chão…


O Chão se partia e eles desciam um andar de forma brusca e violenta,as batidas nas paredes da dungeon foram úteis para Bell enfiar o braço do monstro tão fundo na mesma que, pela velocidade da queda,partiu o braço na região da omoplasta(ombro) em dois…


Sem seu braço bell segurava a cabeça do mesmo e olhava fundo em seus olhos


O Medo é a ferramenta dos fracos para sobreviver ao desconhecido…


Aquele minotauro...chorou...de MEDO.


Olhando no fundo dos olhos vermelhos ele via almas torturadas em um brilho mortal,era como se mil aventureiros pegassem ele em uma armadilha  e ele fosse facilmente destruído.


Eles caiam...uma explosão sonora e visual,cheio de poeira e pedras do chão destruído…


O coelho segurava sua cabeça e puxava seu corpo...dando uma risada Implacável que se alastrava por toda sala e afastava os monstros que tentavam se aproximar.


-HAHAHAHAHAHAHAHAHAH


~por favor para...não faça…


-HAHAHAHAHAHA DEIXE O MONSTRO PAGAR


~ele não precisa pagar desta forma só apenas...seja breve…


-IGUAL ELE FOI COM VOCÊ SEU COELHO INÚTIL?


-SEU DESTINO É A MORTE IGUAL A ELE...MAS SUA MORTE NÃO É FÍSICA COMO A PEQUENA VACA AQUI…


A cabeça do minotauro era arrancada e jogada para o alto com força passando pelo buraco criado no teto pelo poderoso aventureiro,o corpo do minotauro era esmagado com chutes, socos e cortes precisos com aquela faca brilhante que cortava também o chão ao redor que,por sua vez,evitavam sempre tocar na pedra mágica...o ponto vital…

Uma tortura...de um cadaver era algo que bell jamais havia visto...mas agora vendo isso com um monstro era nojento e bizarro…


-SUA MORTE SERÁ POR DENTRO...SUA ALMA ESTÁ CONDENADA COELHO INÚTIL HAHAHAHAHAHAH


~AAAAAHHHHH DROGAA PARAAAAA.


-Agora é hora de  aproveitar um pouco hehe.


um salto era feito,um braço do minotauro estava em mãos como um troféu...o corpo permanecia lá até se desintegrar com o tempo…

Bell passava pelo buraco…


~Meu avô não queria isso...eu não vou desistir de mim e dar tudo a VOCÊ.


A determinação de bell brilhava tanto quanto a faca em sua mão direita,sua alma resplandece para tomar conta daquilo que pense a ele.


-Hehe ele está tentando mesmo...que dor de cabeça...é...essa…


Tombando para o lado aquele garoto só poderia cair em meio ao chão...bell havia voltado ao normal…

Sentindo pingos em sua cabeça ele se perguntava…


-onde eu estou...o que aconteceu comigo? E porque eu estou cheio de sangue…


Passos eram ouvidos...era hora de uma nova história…


-Quem...é você?


Bell olhava para sua esquerda em direção a voz preocupada e bem levemente amedrontada…

Ela era linda...seu rosto parecia de uma deusa...cabelos loiros impecáveis...corpo robusto e poderoso mas não deixando de ter dotes femininos sensuais...talvez sua voz de preocupação poderia mostrar sua personalidade mas...seu rosto mesmo sendo lindo era algo inflexível...ele poderia ver pela cara séria daquela garota mais alta que ele.


-Eu...sou...Bell…


Ele caia em meio ao chão…


Horas se passaram

Aquele que dormia agora se levanta em meio a um novo mundo.

Mas...ele só escutava vozes…


-vamos esperar até esse garoto aí acordar mesmo?


-é nossa responsabilidade Bete,por nossa culpa os minotauros fugiram…


-Senhorita aiz está tudo bem?


-Sim lefiya eu estou inteira 


-Obrigado pela ajuda senhorita Riviria


-Tulle por favor seu rosto de preocupação já mostra o quanto eu precisava fazer isso pelo pobre garoto.


-Obrigado...muito obrigado


Isso era um som de choro?ou era uma mera ilusão da mente de bell?


-VaMoS CoElHo InUtIl ACORDE.



Acordando com uma respiração firme e rápida,o garoto de cabelos brancos estava cheio de sangue e  tocando em seu peito ele estava curado.

Era hora de ver onde ele estava...pera COMO ELE VEIO PARAR NA GUILDAAAAA



-BELL


Um som de prato de alumínio que caia se juntava ao som ambiente.


Uma mulher elfa de cabelos marrons se aproximava daquele pequeno com cabelos brancos e vermelho.


-Bell...eu


Ela chorava e abraçava o garoto quando se aproximava,o sangue estava seco e grudado a ponto de não se espalhar mais.

Era um abraço firme e gentil...preocupado como se aquele pequeno fosse sumir como folhas ao vento.


-Que bom…que bom que vc está bem(sons de choro)


-Eu estou de volta senhorita Eina…



Depois de um banho…

Bell saia com sua blusa negra rasgada,toalha em seu pescoço e seu peito levemente mais forte.

-Por sorte eu acordei antes...ia ser estranho tomar um banho de toalhinha dado pela senhorita Eina e...aaaaahhh e se ela tivesse visto minhas partes.


Colocando as mãos na cabeça e tremendo de vergonha bell só podia ficar se perguntando o quanto ele tinha sorte sobre não passar vergonha para sua amiga.


-bell


-aaaaiiii


-Que isso garoto?


-é que você chegou do nada e...a deixa.


-Agora Bell ME CONTE O QUE ACONTECEU NA DUNGEON.

Dizia Eina com muita raiva,o que era um minotauro perante a uma mulher furiosa com um homem que deve explicações.


~Vovô eu não achei que diria isso tão cedo mas...eu estou indo ai te ver…

(NÃO SE DE COMO MORTO AINDA BELL,LUTE)


Explicações do desconhecidos saem igual um cego no tiroteio,tudo errado e torto.



Bell explicou o que se lembrava,só apenas de ser acertado por um minotauro e logo depois ver uma linda garota ajudando-lhe e perguntado quem era ele.


-Que história mal contada em?Você desce pra um andar no qual não deveria, é gravemente ferido,dá trabalho para a Loki família  e nem ao menos se lembra do que aconteceu…

Dizia Eina preocupada e ainda furiosa com Bell.


-Desculpa senhorita Eina…


-DESCULPAS NÃO FAZEM TUDO FICAR BEM DO NADA BELL


Uma voz chegava próximo na sala no qual os dois estavam,era uma voz firme e grossa que era acompanhada de uma batida brusca na porta.


-EINA PARE DE GRITAR, ESTÁ ASSUSTANDO OS OUTROS AVENTUREIROS.


-DESCULPEEE


-Bom...de qualquer forma não desça na dungeon assim...eu iria adorar te deixar uma semana fora da dungeon mas como a família loki assumiu a culpa e você escapa da regra grave que você deixou de seguir,agora lembre de que iniciantes não devem se meter em andares mais fundos.


Eina parecia uma mãe,preocupada e chata enquanto falava seu grande monólogo mas Bell só pode abaixar a cabeça afinal ele ainda estava errado,ele a preocupou e descumpriu regras que quase levaram sua vida(ou levaram mas isso é outra história).


-Senhorita Eina...desculpe de verdade...eu vou melhorar e prometer que não vou me envolver em problemas seja pra mim ou pra você…

Dizia Bell se curvando.


-Só apenas me prometa voltar Vivo...por favor.


O rosto marejado em lágrimas de Eina era fofo e triste de se ver,mas Bell viu uma beleza inigualável naquela Elfa de cabelos marrons,olhos verdes esmeralda e roupas sociais e uniformizadas.


-Eu prometo…

Segurando as mão de Eina a olhando nos olhos fazia ela levemente corar.


-eu..ah…


Ela tirava a mão com força e pedia a Bell para se sentar.


-Você vai ter que trocar de equipamentos não é?

Dizia Eina arrumando seus óculos meio envergonhada ainda.


-sim...minha faca quebrou pelo o que eu vi,eu também estou só um trapo com essas roupas rasgadas e armadura quebrada…


-Você teve a proeza de destruir tudo em um dia só em Bell.


-Hehe que não seja a última proeza da minha vida.


-Vamos,você pode pagar novamente o kit de iniciantes da guilda e depois procure alguém pra costurar suas roupas.


Bell só pode pensar o quanto tudo isso ia custar e o quanto ele iria chorar gastando cada vali da sua bolsa.


-Senhorita Eina…


-diga bell


-Sabe...você poderia me dizer...sabe...quem era aquela garota loira...que me ajudou..


-Eeeehhh será que hehe você esta apaixonado.


-na...na...na...não não eu não estou imagina não...eu…


-isso mostra que está kkkkk,que maldoso você é Bell,segura nas mãos de uma dama e a olha em seus olhos amando outra...que triste.


-NÃOOO,NÃO É ISSO NÃO É QUE


-PARA DE GRITAR VOCÊS DOIS AÍ DENTRO SEUS IDIOTAS DOS INFERNOS.


-DESCULPE

Em uníssono eles diziam.

 

-Bell..aquela garota é a grande Aiz wallenstein,ela de longe é muito famosa aqui no Orario e me impressiona você não ter ideia de quem ela seja mesmo estando 2 semanas aqui.


-A mas eu estava muito focado em outras coisas...e acabou que não pude nem saber muito sobre pessoas importantes...mas senhorita Eina...ela por acaso…


-Não ela não tem alguém que ela se interessa romanticamente...pelo menos todos nunca escutamos em 16 anos dela aqui uma vez sequer de que ela tenha esse sentimento por alguém,afinal ela já deu 1000 foras em aventureiros até hoje sejam eles homens ou mulheres.


Dizia Eina sorrindo com um sorriso sacana e brincalhão.


-A…

Bell abaixou sua cabeça meio decepcionado com a última parte mas feliz com a primeira fala dita.


-Ela é conhecida como a princesa da espada,é uma espadachim extremamente habilidosa só perdendo para o Rei.


Bell notava que ela estava em outro patamar…

Nunca escutou sobre Aiz mas sobre o Rei...ele sempre ouvia isso seja pra caçoar da cara dele dizendo que ele era a versão fracassada do Rei ou escutava sobre o mesmo em histórias épicas em tavernas.


Orario é o lar de lendas

E Otter era sem dúvida uma delas.


-Se você quer se aproximar dela vai ter que trilhar um longo caminho Bell


-Eu imagino...aaahh porque tudo sempre pode piorar…


Eina se levantava,segurava o rosto de Bell em direção aos seus olhos,Bell corava forte e ela dizia.


-A vida é assim Bell...mas seja forte,supere cada vez mais as aventuras ao seu redor e  eu garanto que você vai alcançá la.


Com um sorriso puro de ambos eles concordavam e riam um pouco...Bell estava animado...ele tem alguém que ama e que vai ir atrás em meio a esse mundo novo cheio de histórias de HERÓIS E LENDAS.


-Obrigado senhorita Eina…

Bell se levantava

-Vou trocar minhas pedras mágicas e me preparar.


-Vai lá Bell,eu acredito em você.

Dizia Eina com um sorriso acolhedor e verdadeiro.

Saindo pela porta, Bell olhava para trás e dizia...

-Ei Eina


-Oi Bell


-EU TE AMO


-Aaahhhhhh


A elfa corava e só podia arrumar seus óculos e olhar para baixo em plena vergonha enquanto Bell Cranel saia correndo feliz e  cheio de si.


-O que raios vocês estavam fazendo aqui?






Notas Finais


Espero que tenham gostado,qualquer comentário é bem vindo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...