1. Spirit Fanfics >
  2. Dark >
  3. Prólogo

História Dark - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii!! Finalmente minha primeira fic
Demorei um pouco mas essa ideia veio e eu não podia deixar ser esquecida. Como é minha primeira fic, peço que tenham paciência e fiquem a vontade para dar idéias, vou tentar inseri-las na estória se possível.
Vou tentar postar capítulos no prazo de no máximo duas semanas, por exemplo: posto esse hoje e o próximo daqui no máximo duas semanas, assim não deixo vcs na mão e nem a estória fica desconexa.
Sem pressão ok? Se eu não postar nesse prazo, saibam que é culpa da escola.
É isso, nos vemos nas notas finais!!

Capítulo 1 - Prólogo


 “Mais um dia”. 

É difícil viver como uma mundana. Eu não sou como eles, não me alimento como eles, não trabalho como eles, não me relaciono como eles e muito menos sei ser como eles. Mas isso deixou de importar depois que tive que me cuidar sozinha.

À um ano atrás minha vida passou a ir de mal à pior. Primeiro a morte de meu pai, depois meu irmão me abandonou sobrando apenas a mamãe que agora estava condenada à morte por uma doença que não tem cura e foi descoberta em estágio avançado, diminuindo assim a possibilidade de tratamento.

E cá estou eu, mais um dia tentando a ultima coisa que eu poderia tentar para conseguir dinheiro para dar um bom descanso à ela. Trabalhar nunca foi uma opção para mim, ao menos não até meu irmão ir embora. Faz dois meses que ele nos deixou, a doença da mamãe foi descoberta à apenas três semanas e esse é meu ultimo recurso para conseguir dinheiro para pagar o aluguel do apartamento e não sermos despejadas depois das ações da empresa do papai terem sido deixadas para meu irmão,  já que ele é o mais velho. É... a vida adora me pregar peças.

Ah! Ia esquecendo de me apresentar. Sou Isabelle, Isabelle Ross. Moro em Tokyo. Me mudei pra cá com meus pais e meu irmão aos 13 anos, tenho muitos amigos e não sou humana. Mas vocês irão saber quem eu sou com o decorrer da minha história.

...........................................................................................................................................................

 

-Eii! –me virei para encarar a figura atrás de mim.

-O que foi dessa vez? –perguntei sem muito interesse enquanto me vestia.

-Vai embora assim de novo? –ele perguntou com a voz  rouca.

 Não respondi, apenas me virei e segui para a porta mas, parei ao sentir suas mãos quentes segurando meu pulso esquerdo, o encarei.

-Fica mais um pouco... –ele disse com sua voz suave.

-Eu te amo -sussurrei.

Ele ficou estático por alguns minutos, que pra mim foram horas. Era a primeira vez que dizia isso para alguém que não fosse família. Desviei o olhar para os seus e suspirei. Me virei novamente para a porta, iria seguir meu caminho mas, ele me virou e me... beijou?

Fiquei surpresa e demorei para corresponde-lo mas assim que o fiz ele soltou meu pulso e aprofundou aquele beijo me puxando pela cintura, fazendo com que nossos corpos ficassem colados.

-Sabe que seres da luz não podem se misturar com seres das trevas... –falei quando paramos para respirar.

-Você não é um ser da luz, mestiça... –ele disse voltando a me beijar.

Num piscar de olhos eu estava na cama e ele por cima de mim. Arfei ao sentir ele apertar minhas coxas descendo seus beijos pelo meu pescoço. Senti um arrepio quando seus caninos perfuraram o mesmo com uma delicadeza incomum, o veneno fazendo o seu trabalho de me manter tranqüila enquanto ele se alimentava. Quando ele terminou o desequilibrei e subi em seu colo, não dando tempo para ele pensar.

-Minha vez! –sorri inocente e o mordi sem a mesma delicadeza usada por ele. Apesar do veneno não ter efeito nele e a dor ser insuportável, ele não reclamou e me deixou terminar.

Parei de beber seu sangue e aproveitei a sensação boa de estar satisfeita enquanto ele distribuía beijos no meu ombro e pescoço, chegando à minha orelha e me causando arrepios. Eu não iria ficar pra tás hehehe... rebolei em seu colo soltando alguns gemidos baixos ao sentir seu membro que jazia  “desperto”.

Sorri sapeca e me levantei de seu colo o deixando com gostinho de “quero mais”.

-Pensei que fosse ficar –disse meio cabisbaixo.

-Mas eu não prometi nada –lhe roubei um beijo rápido e sai mais depressa ainda.

 

 

Ahh, a gente ainda se fode por causa desses “encontros”, e não é no sentido bom da palavra!

 


Notas Finais


Bom, esse foi o primeiro capítulo.
Sei que foi curto, ou não, mas esse é apenas uma prévia do que vem por aí.
fiquem na vontade de saber quem é o garotinho hehehe
talvez vocês descubram no próximo, ou não hihi
beijinhos luminaria luminare minus e até o próximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...