1. Spirit Fanfics >
  2. Dark >
  3. Capítulo II

História Dark - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo II - Dark

Ooi, como vcs estão?
Espero que todos estejam bem.
Boa leitura.

Capítulo 2 - Capítulo II


Caminho vagarosamente pela pouca movimentada Barrow Street, pouco a pouco as pessoas vão saindo de suas casas para iniciarem as atividades de sua terça-feira. Percebo que algumas pessoas encontram-se mais apressadas que outras. É sempre assim.

Caminho por cerca de cinco minutos até chegar ao ponto de ônibus, sento-me em um dos bancos enquanto aguardo que a minha condução chegue. Constato que já são 7:15 da manhã, após retirar o celular do meu bolso, observo o wallpaper da tela e por alguns instantes lembro de uma época em que aquele sorriso ainda existia…

- Desculpe-me, mas poderia me informar que horas são? - Ouço alguém chamando-me a atenção.

Olho para a senhora à minha frente e prontamente a respondo, a senhora mostra-se agradecida e senta-se ao meu lado.

Mais distante, no início da rua consigo notar o ônibus cujo eu pegaria, levanto-me do banco e dou sinal para que o mesmo pare… Mais um dia iniciava-se.

- Angel.

- Angel.

- Angel.

Acordo dos meus devaneios ao notar que me chamam a atenção.

- Desculpa… - É tudo que consigo responder.

- A modelo está te esperando. - Me informa o rapaz a minha frente.

- Já estou a caminho. - Respondo de maneira desanimada.

- Olha… Eu sei que é difícil… Mas você precisa voltar a viver… - Responde o rapaz colocando a mão sob um de meus ombros.

 - Eu sei... 

Caminho um pouco lentamente até  chegar em frente a porta de entrada de um dos estúdios.

Olho para o objeto em minhas mãos e assim como minha mente repleta de lembranças, a câmera cuja utilizo como instrumento de trabalho carrega anos e anos de histórias e recordações. 

Sempre achei que a fotografia tivesse o dom de transformar as memórias em vida, de guardar os momentos… Mas hoje tudo que ela me traz são dores… Dores de algo inesquecível, dores de algo que eu ainda poderia ter vivido, dores por perder o tempo em que eu ainda era viva…

- Você é a fotógrafa? - Questiona uma garota ao meu lado.

- Sim, sou eu mesma… - Respondo. - Me chamo Angel.

- Ellie. - Cumprimenta a garota.

A seção de fotos corre de maneira tranquila. A modelo é boa. Entre poses e outras, consigo tirar algumas conclusões apenas a observando. Trata-se de uma boa pessoa. Olho através da lente da câmera e foco no sorriso da garota… Um sorriso que ainda possui veracidade… Eu achava que voltar a fotografar me faria esquecer um pouco, me faria voltar a viver… Mas não… Não consigo… A dor da perda apenas aumenta…

- Terminamos por hoje. Irei separar as melhores e amanhã mostro para você o resultado.

Vejo os passos da garota ecoarem pelo estúdio e a mesma distanciando-se, olho o ambiente ao meu redor e novamente a memória da solidão me preenche.

 

21:45 da noite

 

Entre cliques, observava o resultado do meu trabalho do dia na tela do notebook, ao meu lado uma xícara de café amargo me mantém acordada. O ar gélido da noite toma conta do ambiente, talvez eu devesse ligar o aquecedor, mas eu não me importo mais com o frio.

Após selecionar mais algumas fotos, meu trabalho estava concluído… A algum tempo atrás eu estaria alegre pelo resultado, mas hoje…

Observo a foto de fundo do notebook, lá estava ele… O cabelo castanho com fios rebeldes, a expressão do seu olhar que se alinha com o entusiasmo do sorriso, a lembrança de um dia de praia… 

Levanto e caminho em direção a janela da sala, olho para baixo e reparo no pouco movimento das ruas a noite. Sinto a corrente fria arrepiar a minha pele nua…

Memórias de uma noite de frio e chocolate quente invadem os meus pensamentos e sinto uma lágrima escorrer por meu rosto, dando caminho para as próximas.

Meu peito dói.

Enfureço-me e dou um soco na janela do meu apartamento, sinto o calor do sangue escorrendo sob minha pele. Tinha que haver algo. Não poderia acabar assim. Passo a mão sob a pele do meu rosto e enquanto o sangue de minha mão machucada junta-se as minhas lágrimas, prometo para mim mesma que traria justiça. 

 


Notas Finais


Gostaram?
Até o próximo capítulo
Um forte abraço
e saúde a todos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...