1. Spirit Fanfics >
  2. Dark Deception >
  3. This Side Of Paradise (0.5)

História Dark Deception - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá! Me perdoem pela demora para atualizar, não tive muita inspiração pra escrever nesses últimos dias, mas agora pretendo postar mais frequentemente :>
AVISO: Esse capítulo foi dividido em dois, por isso está menor (Dividi porque achei muito cansativo quando li ele inteiro de uma vez, então acho que cortando ele assim vai ficar melhor pra ler). E eu ainda vou fazer as capas, esperem por mim XD
(E talvez eu reescreva esse capítulo, minha escrita ficou uma bosta nele, mas não vou alterar os acontecimentos então fiquem tranquilos)
ENFIMM BOA LEITURA!

Capítulo 2 - This Side Of Paradise (0.5)


O bicolor apenas coçou a nuca e resmungou audível, querendo sair correndo e fugir da situação novamente. Não por mal, estava apto a ajudar o amigo ao que quer que fosse, principalmente agora nessa situação. Todavia, não imagina que seria ele que daria todas as más notícias para o baixinho a sua frente.

Nunca fora muito próximo a Ochako, mas ainda sim sentia certo pesar ao lembrar de seu trágico fim.

- Senta aí, vai que você desmaia ou sei lá.

- Não vou, juro. - Mesmo assim sentou -se na ponta da cama e coçou seu nariz, resultado de toda a poeira que havia no cômodo.

- A Ochako... Como posso explicar? - Perguntou mais para si mesmo. - Ela tinha cabelos castanhos, olhos grandes e um penteado único, sério, nunca vi mais ninguém em toda minha vida usar aquele penteado. Ela era gentil e tinha uma voz doce. - Que talvez, só talvez irritasse um pouco o bicolor, mas ele nunca diria isso em voz alta. - sempre tentou ajudar todo mundo e seus objetivos sempre foram nobres. Ela queria virar herói para ajudar a família. - Parou de falar para observar o outro a sua frente, que até então não demonstrava reação. - E-ela...Umn... Sempre foi apaixonada por você e todo mundo sabia disso. Desde o primeiro ano, talvez desde a prova para entrarmos na UA; não poupava voz para te elogiar, mas nunca na sua frente, ela era muito tímida.

Encarou o outro na sua frente que agora tinha suas bochechas vermelhas como rubro, imagem que fez Todoroki sorrir pequeno. Mesmo agora, ele não havia mudado nada.

- No início você nem ligava pra ela, mas no final acabaram se casando. - Se apoiou em uma das paredes, encarando a mobília suja.

- Como foi?

- O quê?

- O casamento. - Os olhos de Midoriya transbordava em interesse. Talvez não imaginava que pudesse ter sido casado algum dia.

- Ah, eu não sei. Não estive lá.

- Por onde esteve?

Sorriu, novamente. - Isso não importa, o assunto aqui é você.

Cruzou os braços, irritado. - Pois então vá se foder. Que tipo de amigo é você? Não foi no meu casamento... - Balbuciou quase inaudível.

O meio a meio arregalou os olhos, surpreso. Ok, talvez ele tivesse mudado um pouquinho.

- Por quê você quer saber da minha vida? - Mudou de assunto.

- Sei lá?

- Naquele ano eu estava por aí, trabalhando pelo mundo. Depois que me formei fui embora do Japão e só voltei esse ano.

- O quê te fez voltar pra cá?

- Me chamaram, há uma falta de profissionais muito grande depois do seu incidente. Não estavam dando conta.

Midoriya parou de perguntar, a culpa havia lhe atingido em cheio novamente.

Mas o pior ainda estava por vir.

- Continuando... Vocês se casaram e depois de algum meses, a Ochako engravidou. Foi uma festa, em todo lugar estavam falando sobre o futuro filho do herói número um. Já a Uraraka não enfrentou isso muito bem nos primeiros meses... Ela estava no ápice de sua carreira, e ter que parar, assim do nada, acho que essa situação toda assustou ela.

Casamento? Filho? Como pode não fazer ideia de coisas importantes como essa? E por quê agora mesmo sabendo de tudo isso, não conseguia sentir nada se não... Tristeza? Repulsa?

- Teve um dia, uma madrugada na verdade... - Fez uma pausa, parecendo procurar as palavras para contar o ocorrido. - Você saiu sozinho de casa, deixando uma carta que dizia para não o procurarem e que iria resolver assuntos importantes. É óbvio que quando ela soube saiu desesperada te procurando, ninguém soube responder até alguns civis ligarem para a polícia alegando que estavam destruindo um hospital antigo e os destroços estava atrapalhando a civilização, já imaginaram o que podia ser. Era vocês, as pessoas dizem que dava pra ouvir seus gritos há ruas de distância. - Suspirou. - Ela até tentou chegar até você, mas o Shigaraki a achou antes. Procuraram por ela, tinham "esperança" estava sendo mantida como refém, que poderia estar viva... Procuraram por meses, Deku, mas nunca a encontraram.

E então, Midoriya parou de fazer perguntas.

Mesmo que não conseguisse lembrar, se sentia culpado. Tentou imaginar o quanto amava aquela pessoa para um dia ter sido casado e quase ter um filho com ela, mas não conseguiu. Nem uma lembrança, um sentimento. Nada.

- ... Você... Você quer ver ela? - Todoroki não conseguia olhar nos olhos do menor após dizer tais coisas. Não entendia como ele se sentia, mas isso nem o esverdeado compreendia.

- Sim. - Demorou a responder.

Então, o meio a meio pegou um porta retrato que estava sobre a cômoda ao lado da cama e assoprou o vidro, o deixando mais limpo para que o outro pudesse olhar. Entregou em suas mãos com repulsa.

Midoriya encarou o grande sorriso no rosto da garota que o abraçava na foto, sorriu torto ao ver a feição envergonhada que o mesmo continha na foto. Ambos estavam com um uniforme escolar.

Colocou o porta retrato em cima da cama, não queria mais olhar.

No momento, não queria saber de mais nada.

- Você quer ir embora?

- ...Pra aonde? - As palavras custavam a sair de sua boca, sentia a garganta seca, os olhos marejados, as mãos tremiam.

- Não acho que vai ser bom pra você ficar aqui. Se quiser, pode vir comigo.

- Não quero incomodar, já causei estragos o bastante.

- Não será incômodo algum. - Sorriu forçado, tentando confortar o outro de alguma forma.

Algum tempo mais tarde, Todoroki fingiu não ver Midoriya chorando no carro.


Notas Finais


Uau! Reescrever esse capítulo inteiro? Já quero ir!
enfims não ta mto bom mas é oq tem pra hoje *u* vou atualizar a próxima parte mais rápido, juro ehehrhe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...