História Dark Dreams - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Alice: Madness Returns, Kuroshitsuji
Personagens Alice Liddell, Alois Trancy, Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Elizabeth Midford, Finnian "Finny", Grell Sutcliff, Hannah Annafellows, Lau, Madame Red (Angelina Dalles), Mey-Rin, Personagens Originais, Ran-Mao, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker, William T. Spears
Tags Ação, Alice Madness Returns, Aventura, Drama, Fantasia, Kuroshitsuji, Magia, Mistério, Novel, Poesias, Romance, Saga, Sobrenatural, Universo Alternativo
Visualizações 78
Palavras 1.165
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem vindos ao novo Capítulo.

Capítulo 42 - The Queen's Invitation


Fanfic / Fanfiction Dark Dreams - Capítulo 42 - The Queen's Invitation

    Já era de manhã, Charles e Sebastian estavam achando estranho por que já era quase 07hrs00min e Alice e Ciel não levantaram da cama, e então Charles foi ao quarto que Alice estava, mas estava vazia e então ele foi ao quarto do garoto.

- Ela não está na cama.

Sebastian estava olhando para os dois dormindo na cama. Charles foi até o lado que Alice estava e puxou os lençóis, e assim que ele puxou, os seios de Alice estava descobertos.

- Que bonitos.

- Quieto, Sebastian.

Sebastian foi abrir as cortinas das janelas e Alice e Ciel começaram a reclamar, o garoto segurou a camisa da garota que estava no seu lado e a puxou.

- C-Conde!

Alice abriu os olhos lentamente e olhou Charles.

- Charles, deixa eu dormir mais.

Ciel acorda e olha para o lado e viu os seios da garota e paralisou.

- O que foi?

Charles puxou a parte da camisa que Ciel estava segurou e a fechou, e em seguida Ciel olhou para Sebastian.

- Você puxou a camisa, ou foi outra coisa?

- Fique quieto.

- Como quiser.

Ciel sentou na cama e Alice levantou da cama bem rápido.

- Estou com fome.

- Primeiro vamos nos arrumar, Alice.

- Chato.

A jovem levantou da cama resmungando, caminhou até para trás de seu mordomo e subiu nas costas dele.

- Alice...

- Vamos logo antes que ele reclame outra vez.

O garoto mal tomou seu chá, ele estaria pensando na sua noite com Alice, quando ele de lembrava do beijo ele tocava seus lábios.

Alice olhou para ele e sorriu.

- Ciel.

Ele olhou para a garota um pouco assustado.

- O que fizeram ontem a noite? – Perguntou Sebastian olhando para seu mestre.

Alice corou, mas gargalhou, e Ciel ficou extremamente corado.

- Alice...

- Não foi eu.

- Os hormônios do Bocchan estão despertando.

- S-Sebastian!

- Esta na hora de eu ir.

Alice levantou da cadeira.

- Vá me visitar na próxima.

Eles saíram da mansão e Sebastian os acompanhou.

- Bye,bye Sebastian.

- Até logo, Lady Liddell.

- Alice, Sebastian.

- Oh Alice, perdão.

Alice pegou a mão de Charles e os dois foram até a carruagem que esperava eles.

- Alice.

- Foi ele que me beijou!

- O que?

- Eita...

- Foi essa coisa de dormir sozinha?

- As vozes ainda ecoam na minha cabeça.

Dias se passaram, e uma carta muito especial chegou para Alice e Ciel.

Minha querida netinha,

Sei que nunca fostes a nenhum Baile, e faz muito tempo que não faço um baile também. Pois aqui, e nessa carta lhe convido para o Baile Real. Venha com seu melhor vestido.

E está rolando alguns boatos ruins sobre você, não se preocupe, eu não acredito em nenhum deles.

Venha para o baile e cale a boca de todos.

Carinhosamente, a Rainha.

- Que boatos são esses?

- Não sei.

- Hum... Charles, faça aquele vestido que sempre usava nos bailes da rainha.

- Curto na frente e grande atrás?

- Isso mesmo! Quero chamar mais atenção que a Rainha.

- Você é a melhor, Alice.

- Sou mesmo.

Charles saiu da sala sorrindo, e em seguida saiu para comprar os melhores tecidos.

Alice ficou sozinha, e de repente, ela começou a ouvir uma voz saindo do espelho do seu escritório.

- De novo...

Ela se aproximou do espelho e rapidamente surgiu uma imagem.

- Um casamento?

Ela arregalou seus olhos.

- O que eu estou fazendo?

Ela viu o rosto de seu noivo na imagem e depois sorriu.

- Ele está bem bonito. Então esse espelho é mágico.

A jovem colocou a sua mão no espelho.

- Não é o Espelho das Maravilhas. Droga!

Charles de repente chegou e viu Alice na frente do espelho.

- Se admirando?

- S-Sim. Sou muito bonita.

Alice olhou para o espelho e começou a dançar uma dança sensual que ela dançava no País das Maravilhas.

O mordomo se aproximou dela e do espelho começou a sair uma música e Charles começou a dançar com a garota.

O mordomo pegou a cintura dela e começaram a dança, faz anos que Alice não dança. Então ela se divertiu bastante, alguns movimentos que Alice fazia estava fazendo Charles se arrepiar. Quando eles pararam de dançar, pararam de frente ao espelho.

- Que saudade de dançar essa dança.

- Sim.

- Já comprou os tecidos?

- Sim, apesar que o Chapeleiro desenhava seus vestidos, vou tentar desenhar um do seu gosto.

- Chame Grell, ele irá te ajudar.

- O Grell? Tem certeza?

- Sim, ele me deve um favor.

- Se está falando.

Grell de repente apareceu atrás de Charles e pulou em cima dele, mas ele desviou.

- Que bom que apareceu.

- Em?

- Você adivinha tudo.

- Sei que a rainha vai fazer um baile.

- Pode ajudar o Charles a fazer meu vestido?

- O que?

- Você me deve um favor.

- Okay, eu ajudo.

- Obrigada, vão e eu deixo você tentar tirar um pedaço do Charles.

- Alice!

- Hehe. Vão.

Eles obedeceram a garota e saíram da sala.

- Quais as cores que Alice gosta?

- Cores escuras.

- Como azul e o preto?

- Essas são o que ela mais gosta.

- E o modelo do vestido?

- Curto na frente e longo atrás.

- Vou fazer ela chamar a atenção de todos.

- Mesmo não querendo ela chama.

- Eu sei disso.

Ciel não estava preocupado com a festa, mas sim com Alice. Ele pensou na maior possibilidade, ela poderia chamar a atenção de todo mundo.

- Alice é uma garota peculiar, tenho que ficar de olho nela.

- Creio que a Lady Elizabeth também vai.

- Eu também, e ela pode arrumar uma briga com Alice.

- Vai ser daqui a uma semana, na segunda.

- Preparo tudo?

- Sim, e no dia iremos buscar ela.

- Certo.

A semana se passou rapidamente, e Alice estava ansiosa para olhar seu vestido. Grell só iria mostrar só na hora de se trocar, como bônus pela ajuda, Grell desenhou um terno para Charles.

- Eu quero ver meu vestido!

- Você ira ver só na hora.

- Você é chato, Charles.

- Faz uma semana que quero ver esse vestido.

- Vai ver.

- Mostra!

- Não.

- Idiota.

Alice ficou irritando seu mordomo até ele decidir em arrumar a garota, ela ficou olhando o vestido várias vezes.

- Muito lindo!

- Eu sei.

- Obrigada, Grell.

- Não agradeça.

- Você é uma fada madrinha.

- Não, que isso.

- Sim.

- Pelo menos a magia vai ficar mais forte.

- Como?

- Nada. Vão.

Quando eles saíram e uma carruagem estava a espera deles, eles entraram nela e viram Ciel e Sebastian.

- Ciel?

- Sim.

- O que faz aqui?

- Vim busca-la.

- Esta preocupado que eu faça algo?

- Acertou.

- Vamos logo.

                       ♣♠♥♦

CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO.

                        ♣♠♥♦


Notas Finais


Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...