1. Spirit Fanfics >
  2. Dark Lovers >
  3. Prólogo

História Dark Lovers - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, gostaria de esclarecer algumas coisas para aqueles que lerem essa fanfic.

Primeira: Ela não segue a história oficial feita pela Riot, então não se assustem se caso a história dos personagens for um pouco diferente da original.

Segunda: Já deu pra ver que o casalzinho da fic é um pouco incomum não é? Então se você curte um ship bizarro, aproveite.

Terceira: A personalidade dos personagens também não será igual a do jogo, eu escreverei com base na visão que tenho de cada um deles.

Dito isso, espero que tenham uma boa leitura. ❤

Capítulo 1 - Prólogo


Pelos corredores da escola de magia, em meio aquela multidão de alunos veteranos e novatos, uma pessoa em especial se destacava, e essa pessoa era Morgana.

Ela seguia seu caminho sem falar ou olhar para ninguém. Aqueles que não a conheciam podiam até pensar que ela era esnobe ou egocêntrica, mas na verdade aquela sombria garota estava apenas se protegendo, afinal ela sabia melhor do que ninguém o quão tóxicas e nocivas aquelas pessoas podiam ser.

A verdade era que quase ninguém gostava dela naquela escola, devido a sua origem um pouco peculiar. 

Morgana e sua irmã Kayle nasceram de uma união profana entre luz e trevas. A mãe de ambas foi uma importante sacerdotisa que descendia de seres divinos, ela possuía grandes poderes mágicos relacionados a luz, já o pai era de uma origem completamente diferente, ele vinha do vazio e seus poderes tinham relação com as trevas.

Morgana e Kayle foram fruto desse amor proibido, que infelizmente não durou muito. A mãe morreu assim que deu a luz as duas garotas, e apesar do pai não ser a pessoa mais indicada para a tarefa de cuidar delas, ele se esforçou ao máximo para lhes dar a melhor criação.

Morgana e Kayle tiveram uma infância um pouco difícil, elas e seu pai tinham que se mudar constantemente para fugir da perseguição do povo, vivendo praticamente uma vida nômade, mas apesar disso tudo, ainda tiveram alguns momentos agradáveis quando crianças.

Infelizmente, em algum ponto de suas histórias o destino decidiu colocar ainda mais sofrimento, se já não bastasse terem perdido sua mãe, quando completaram 12 anos aquelas pobres garotas perderam também seu pai, que fora selado de volta no vazio pelos magos reais.

As duas então foram levadas para o império, que não sabia muito bem o que fazer com alguém como elas. Foi nesse período que seus poderes despertaram, Kayle havia herdado os poderes da luz de sua mãe, enquanto Morgana herdou os poderes sombrios de seu pai, e essa não foi a única coisa que lhes aconteceu, elas também desenvolveram enormes asas, herdadas dos ancestrais divinos que ambas possuíam.

Kayle aceitou seus poderes quase que imediatamente, e por terem relação com a luz o exército real se interessou por eles e a recrutou. Ela então foi separada de sua irmã por três longos anos, passando por um treinamento intenso durante esse período.

Quando retornou, Kayle já não era a mesma, e Morgana sentiu essa diferença como ninguém, sua irmã estava fria, calculista, e havia adotado um senso de justiça distorcido, onde punia qualquer um que houvesse cometido um crime sem nem sequer dar a chance de se redimir.

O estranho comportamento de Kayle a afastou completamente de Morgana, fazendo com que seguissem caminhos opostos: Kayle se tornou uma famosa guerreira e seus feitos passaram a ser conhecidos por todo o reino, enquanto Morgana vagou sozinha como uma andarilha até ser encontrada por Zed, que a trouxe para a escola de magia.

O mago conhecido como mestre das sombras, se interessou por seus poderes e a encorajou a desenvolvê-los. Desde então ela tem vivido naquele lugar, tendo que lidar com o preconceito dos outros.

Nesse exato momento Morgana refletia sobre como seria seu ano naquela escola: Lux e Syndra continuariam a atormentá-la e muito provavelmente elas brigariam feio como no ano passado. Sett e sua turminha de malucos continuariam os mesmos arruaceiros de sempre, e o vastaya ainda insistiria em perturbá-la com suas brincadeiras estúpidas. Ahri seria a mesma raposa traiçoeira de sempre e provavelmente iria enganar muitos alunos novatos, ela iria seduzir Rakan como sempre fez e o faria brigar com sua namorada Xayah.

Tudo continuaria como sempre foi, ao menos era isso que Morgana pensava, porém não era o que destino planejava.

...

Kayn observava aqueles enormes portões a sua frente, sentindo um milhão de borboletas voarem em seu estômago. Era incrível como fora capaz de passar por várias situações terríveis no passado sem nunca fraquejar, mas agora se via completamente nervoso por simplesmente estar em um lugar novo.

Milagrosamente Rhaast estava em silêncio hoje, o que era muito estranho, já que o demônio normalmente era um insuportável tagarela. O fato de não ter que ouvi-lo sussurrar em seus ouvidos era algo bom, mas infelizmente não era suficiente para aliviar a tensão que sentia por estar em um lugar novo, e muito menos o deixava confortável dentro daquelas roupas, as quais não estava acostumado a usar.

Kayn sempre gostou de usar trajes largos e confortáveis, e de fato aquela era a primeira vez em que a parte superior de seu corpo era coberta por uma peça de roupa. O traje que usava era um pouco formal e apertado demais, ele se sentia um verdadeiro palhaço usando aquilo.

"Que arrependimento de ter ouvido Zed e vestido essas roupas ridículas!", pensa Kayn tentando ajeitar sua roupa para se sentir um pouco mais confortável. "Espero que isso me ajude a parecer mais normal, como ele me disse que faria! Droga!".

Zed e Kayn se conheciam a algum tempo e mantinham uma relação de aluno e mestre. O Shieda devia muito a Zed, e se não fosse pelo mestre das sombras, ele ainda viveria uma vida completamente miserável ou teria acabado morto.

Órfão de pais, Kayn foi um dos escravos de um cruel general, que em um distante e sombrio passado o usou para espalhar o caos por toda aquela terra, felizmente ele foi resgatado por Zed e se tornou um soldado do exército.

Durante algum tempo o Shieda viveu em paz, porém uma tragédia fez seu mundo desabar novamente: durante um missão ele foi possuído por Rhaast, um antigo demônio do vazio. Quando Kayn retomou o controle sobre o seu corpo já era tarde demais, seu esquadrão todo já havia sido morto por suas próprias mãos.

Ao ver que seu aluno precisava de ajuda para controlar aquele demônio e os poderes que herdara do mesmo, Zed o convidou a se juntar à escola de magia do império, e agora Kayn se encontrava ali, pronto para o seu primeiro dia.

- Você chegou cedo... - A voz de Zed surge do nada, o mestre das sombras era famoso por suas aparições repentinas.

- Bem, eu não quis me atrasar. Sei o quanto você presa a pontualidade. - Diz o Shieda que ainda tentava ajeitar sua roupa - Droga de traje!

- Isso é tudo que trouxe? - Pergunta Zed, observando a pequena sacola que Kayn trazia consigo.

- Sim, eu não tenho muitas coisas, você sabe bem.

- E como está Rhaast hoje? - Zed volta a perguntar. 

- Ele está estranhamente calado... - Responde o Shieda, ainda lutando contra seu traje - Merda! Eu odeio essa roupa! Vou dar um jeito nisso agora!

Tomando cuidado para não rasgar seu traje todo, Kayn arranca a manga direita de sua roupa, deixando seu braço humano e parte do seu peitoral expostos.

- Agora está melhor! - Ele respira aliviado.

Zed apenas o observa sem nada dizer, ele já aceitara o fato de que não conseguiria mudar Kayn por completo, parecia que alguns hábitos simplemente insistiam em permanecer com ele, mas ao menos o mestre das sombras tinha conseguido fazê-lo usar calçados, o que já foi um grande progresso.

- Devemos entrar. - Diz Zed - Preciso te mostrar a escola.

- Certo.

Seguindo seu mestre, Kayn entra naquele local, onde muitas surpresas o aguardavam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...