História Dark Magic - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Morte
Visualizações 7
Palavras 532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Cá estou eu com mais um capítulo para vcs
Desculpem os erros ortográficos

Boa Leitura!!!

Capítulo 15 - A viagem pt.1


     ///Beatriz on/// 

Eu acordei com uma sensação tão boa, mais como sempre tem que dar merda na minha vida, eu tinha que levantar e eu levantei tomei um banho e coloque minha roupa favorita (uma camisa de manga curta e bem larga e uma calça bem larga tbm) então eu desci as escadas e vi minha mãe falando no telefone com sei lá quem, eu fui para cozinha e fiz um leite com toddy e um misto quente pq é o que tem pra hoje, então eu vejo minha mãe vindo em minha direção com uma cara meio séria então eu pergunto:

-Mãe, aconteceu alguma coisa?

Lív- Infelizmente sim filha, eu vou ter que viajar de novo, só que é pra muito longe, eu vou para Islândia. *depois que eu ouvi isso um sorriso de orelha a orelha se estampou no meu rosto, o meu sonho de criança era visitar a Islândia, bem estranho mais é*

-Mãe, deixa eu ir com vc, por favor.

Lív- Não filha, eu vou a trabalho e vc sabe.

-Mãe, ir para Islândia é o meu sonho, por favor deixa eu ir com vc. 

Lìv- Esta bem, mais eu vou passar 1 mês lá, vc tem certeza que quer ir?

-Claro que sim, quanto mais longe dessa escola melhor.

Lív- Ok então, vá arrumar suas malas, nós vamos sair de casa amanhã de manhã.

-Ok! *eu termino de tomar o leite e subo para o meu quarto com o misto quente na mão*

Eu nem acredito que vou visitar a Islândia, todas as aulas de islandês vão valer a pena, depois de alguns minutos eu já tinha arrumado minhas malas e já tinha separado minha roupa para amanhã, depois de tudo isso eu desço de novo e vou para sala assistir TV, eu coloquei no canal de notícias pq era a única coisa legal que tinha pra ver na televisão, o jornal falou que iria ter uma chuva muito forte amanhã de manhã, tomará que nosso voo não seja cancelado, então eu fiquei fazendo nada o dia inteiro só vendo desgraças na TV, incrível como tanta gente se fode nesse mundo, mais eu vi minha mãe saindo, já estava chovendo então antes dela sair eu lhe entreguei um guarda-chuva roxo, depois disso ela saiu e falou que iria voltar só mais tarde, eu concordei com a cabeça e eu voltei pro sofá com o meu edredom quentinho, depois de algumas horas vendo a desgraças alheia no jornal eu ouvi alguém tocando a campainha, eu fui até a porta e abri, mais não vi ninguém só...................não, não pode ser, eu vi um buquê de rosas vermelhas no chão com um bilhete, não pode ser, eu peguei as rosas e li o bilhete, era uma piada de mal gosto, no bilhete estava escrito: vc nunca mais vai ver seu namoradinho de novo, se quiser velo se mate na praça, na frente a fonte, se vc não se matar lá, eu me mato. Eu fiquei pensando se essa ameaça de suicido era verdade, eu não vou estar aqui para descobrir, eu voltei pro sofá quentinho e coloquei em um filme de terror qualquer, fiquei vendo ele até cair no sono. 

 


Notas Finais


Então foi isso, espero muito que tenham gostado desse capítulo

Amo vcs meus bolinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...