História Dark Secret (CHANBAEK) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, SHINee
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Min-seok (Xiumin), Minho Choi, Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Taemin Lee, Zhang Yixing (Lay)
Tags Baekhyun, Byun Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Choi Minho, Jonghyun, Kim Jonghyun, Kim Jongin, Lee Taemin, Lgbt, Minho, Park Chanyeol, Shinee, Taekai, Taemin, Zhang Yixing
Visualizações 108
Palavras 1.399
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!! Espero que gostem!!

Capítulo 2 - Dois


Chan estava extremamente ansioso para a noite do dia seguinte. Foi para o quarto e deitou-se na cama na esperança de conseguir pegar no sono. Horas e horas se passaram sem que o loiro conseguisse adormecer. A sua mente não parava de trabalhar. Medos, receios e inseguranças o impediam de relaxar. Talvez isso tudo fosse devido aos seus relacionamentos passados, uma vez que ele sofrera muito ao ser enganado, traído e usado pelas pessoas.

Chanyeol foi então compelido a criar uma imensa armadura. Essa couraça o impedia de sofrer, de criar um vínculo mais profundo com as pessoas, de envolver-se demais com os seus próprios sentimentos e paixões. 

Agora era hora de livrar-se dessa capa, de abrir-se para o novo, para o desconhecido. Era isso o que mais o assustava: o desconhecido. Park estava acostumado a manter tudo sob um rígido controle. Tudo o que fugia de seus padrões o deixava ansioso, tirava-lhe o sono e a paz de espírito.

Vamos lá, Chanyeol! Você consegue fazer isso! Baekhyun gostou de você, pensava ele de si para si. Após horas incontáveis gastas numa terrível batalha interna, o rapaz finalmente conseguiu fechar os olhos e descansar.

( . . . )

O dia passou num piscar de olhos. Park acabou adormecendo com o violão sobre o peito e a face apoiada numa das almofadas. Ele abriu lentamente os olhos, norteando-se aos poucos. Ao levantar, conferiu o horário no celular, pois já estava escuro do lado de fora. Para a sua surpresa,  já eram 18 horas e ele teria que estar às 20 horas em ponto na frente da casa de Byun. Droga! Como eu fui perder a hora desse jeito? Nem almocei! Lay deveria ter me acordado...

Chanyeol passou novamente no chuveiro e vestiu um sobretudo preto, entretanto, não colocou nada por baixo do sobretudo, desabotoando os primeiros botões para deixar um pouco do corpo à mostra. Ele vestiu uma calça lisa preta para combinar com a roupa e calçou um par de tênis branco, finalizando o visual com um pouco de perfume na nuca e nas laterais do pescoço.

O rapaz desceu as escadas e se deparou com a figura de Lay, que estava deitado no sofá assistindo uma série aleatória na televisão.

— Estou de saída! - Chanyeol disse sucintamente.

Yixing se sentou no sofá para conseguir ver melhor como o irmão estava vestido.

— Uau! Está charmosão, eim? Baekhyun vai ficar impressionado! 

— Que isso! - Chan corou de leve - Não quero parecer muito...ãm...oferecido! - a sua fala soou mais como uma pergunta do que como uma afirmativa.

— Não está! Está oferecido na medida!

Como assim, Lay?

— Tá bom! Seja lá o que isso quer dizer...vou indo! Não quero me atrasar! Deseje-me sorte!

— Boa sorte! - ele piscou para o mais novo - Vou estar acordado te esperando para você me contar como foi!

— Certo! Até mais tarde!

O loiro trancou a porta de casa, foi até a garagem e adentrou o carro. Ele estava tão nervoso que as suas mãos tremiam, logo, foi um pouco difícil para ele colocar e virar a chave. Ele colocou o endereço de Byun no waze e se deslocou até a sua residência.

Ao chegar lá, Chan desceu do carro, respirou fundo e apertou a campainha. O nervosismo fazia as suas pernas tremerem. Em certos momentos, ele pensou em entrar no carro e voltar para casa, mas algo dentro de si o mandou continuar de pé e esperar por Baekhyun, algo o dizia que o rapaz valia a pena.

De repente, os seus olhos se fixaram numa figura esguia e elegante. O rapaz era mesmo bonito. Os olhos, médios e puxados, transmitiam alegria e generosidade. Os lábios eram de um tom meio rosado. O seu semblante descontraído mas sedutor atraiu, e muito, Chan, que não conseguia parar de olhá-lo. Baekhyun vestia um smoking vermelho vinho e uma calça da mesma cor. 

O jovem aproximou-se de Chanyeol, que mal se mexia devido ao forte magnetismo que o outro exercia sobre ele, permanecendo imóvel como uma estátua de cera. Encontrava-se profundamente impressionado.

— E não é que você veio mesmo? - Baek disse em um tom descontraído, abraçando Chan calorosamente. 

Baekhyun não era indiferente à presença do outro, muito pelo contrário. Achara Chanyeol um homem atraente, cuja fisionomia forte e séria lhe chamara muito a atenção. Não imaginou que cairia nos encantos de um homem que acabara de conhecer, mas isso foi tão inevitável para Byun que ele não pode resistir.

— É claro que eu vim! Sou um homem de palavra! - Chanyeol disse com indisfarçável bom humor, por mais que estivesse levemente apreensivo.  Ele abriu a porta do carro para Byun e o jovem sorriu como uma forma de agradecê-lo.

Ao chegarem na pizzaria, ambos escolheram uma mesa ao lado de uma das imensas janelas. A vista era perfeita. Dava para ver o espaçoso e belo jardim da parte externa. Uma chuva fina molhava as plantas, acrescentando um frescor a mais para a noite. Park abriu o cardápio e escolheu o sabor junto com Baekhyun. Após fazerem os pedidos, eles aproveitaram o momento para conhecer melhor um ao outro.

— Você está lindo! - Byun avaliou Chanyeol rapidamente com os olhos. Um sorriso brincalhão ia surgindo em seus lábios. Os seus olhos se estreitaram, sorridentes e maliciosos - A propósito, quero agradecer por você ter ido me buscar! Foi muito gentil da sua parte! Moro sozinho. O meu irmão, Kai, mora com nossos pais em um apartamento e me visita às vezes. Sou muito independente, então eu adquiri um lugar só meu. Ah, e eu já disse que moro em frente a um lago? É lindo, sério - a espontaneidade e a rapidez com as quais o mais jovem guiava o assunto eram surpreendentes. 

— Obrigado! - Chanyeol esboçou um sorriso - De nada! Ah, entendi! Você é tão independente que precisou de mim para chegar até aqui! - um riso escapou de seus lábios, provocante e bem humorado - Que legal! Adoro lagos! Quando eu era criança, costumava brincar em cachoeiras, rios...os meus pais morriam de medo de eu me afogar então colocavam o meu irmão Lay de babá! Ele detestava ficar me vigiando!

— Mesmo? Eu adorava nadar também. A diferença é que Kai nunca me vigiou! As pessoas costumavam achar que eu não precisava de cuidados e, por esse motivo, nunca se preocuparam muito com a minha segurança! Por dentro sou uma pessoa bem sensível e sou super protetor com aqueles que amo! Zelo muito pelas pessoas ao meu redor, mesmo nunca tendo esse tipo de cuidado por parte dos outros.

A conversa fluía com naturalidade. Ambos sentiam uma afinidade enorme um pelo outro, era como se já se conhecessem antes. 

— Aaah, certo! Entendi...somos bem diferentes - ele riu - Mas isso é muito bom! Na verdade, eu preciso muito de alguém como você porque tenho dificuldades em expressar o que eu sinto e em ser comunicativo! - nesse intervalo de tempo, as pizzas chegaram. Ambos começaram a comer.

— Que pizza boa! - Baek devorava com rapidez a fatia. Quando terminou, bebeu o seu refrigerante e ficou observando Yeol comer. Os seus olhos tinham uma expressão carinhosa - Eu nunca pensei que fosse encontrar alguém tão legal num site de relacionamento. Quer dizer, é óbvio que eu não queria conhecer alguém ruim, mas é raro se identificar com uma pessoa à primeira vista...os seus olhos são familiares para mim...eu poderia olhá-los o dia todo... - deu um riso fofo - espero que possamos manter contato, - Byun anotou o seu número de celular num guardanapo e entregou à Chan - prefiro te dar o meu número, assim há mais garantia de que continuaremos conversando. Estou falando demais? - disse com uma expressão risonha ao notar que era o único a falar. 

Então, de repente, o loiro inclinou-se para frente e beijou os lábios de Baekhyun ardentemente.

— Está... - ele sussurrou - só fiz isso para fazer você parar de falar! - ele esboçou um sorriso malicioso após dizer isso e fez uma leve pausa - Essa é a maior diferença entre nós dois, Baek! Você é das ideias e eu sou da ação! - Chan completou no mesmo tom sedutor de antes, fazendo com que os pelos da nuca do outro se arrepiassem.

— Vamos para a minha casa. Veremos quem de nós dois tem mais ação... - Byun esboçou um sorriso zombeteiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...