História Dark Secrets ( Bughead ) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Dúvidas Cruéis


Pov. Betty

Termino de pentear meus cabelos e abro um sorriso,ao me olhar no espelho e me recordar do ocorrido de ontem.Sim,ele havia me beijado.Era algo que eu esperei toda minha vida e finalmente aconteceu.

— Vai sair? — vejo pelo espelho,minha mãe adentrar no quarto com sua típica roupa de ginástica.

— Fiquei de me encontrar com a Verônica no Pop's. — ela abre um sorriso.Talvez estivesse feliz por eu ter conseguido amigos novos — Preciso contar a ela algo que aconteceu.

— Você parece animada.O que aconteceu de tão bom? — ela se aproxima e deposita delicadamente suas mãos em meus ombros,me observando pelo espelho.

— Um garoto me beijou. 

— O que? Quem? — um sorriso travesso se abre em seus lábios — Ah já imagino. — ela ri — Foi o Jughead, não foi?

— O que? Mãe, não.  — solto uma risada um tanto nervosa — Jughead é meu melhor amigo. 

— Como se isso impedisse algo. — ela sussurra, porém ouço perfeitamente — Ok,quem foi o felizardo então? 

— Posso te contar assim que voltar? Verônica já deve estar querendo me matar. — olho no relógio em meu pulso.

— Claro, querida.Se divirta.

... 

 –Então?O que tinha para me contar? — Verônica pergunta, enquanto batuca seus dedos sobre a mesa.

— O Archie me beijou.Ontem. — digo animada, porém noto que ela não reagiu assim como eu esperava — O que foi?

— Nada! — ela abre um sorriso — Fico feliz por você.E como foi?

— Para falar a verdade...Eu esperava muito mais. — suspiro e ela ergue uma de suas sobrancelhas,como se não entendesse o que eu havia dito.E talvez nem eu tenha entendido — Eu gostei,foi bom,mas é que,eu sempre gostei do Archie.Sempre fui louca por ele,mas... Quando nos beijamos eu senti como se talvez não fosse a hora certa ou...

— Ele não fosse o cara certo. — ela completou e acenti com a cabeça — Talvez você só tenho criado um mundo com ele.Com ilusões da típica paixão de infância.

— Pode ser,mas... — encaro minhas mãos juntas sobre a mesa — Acho que quero tentar algo com ele,sabe.

— Eu te apoiarei em qualquer decisão.Mas... — volto minha atenção para ela — Já tentou olhar em volta,Betty?

– Como assim? 

— Ah não sei,tipo...Tentar prestar mais atenção em outros garotos ... — ela para de falar ao encarar algo atrás de mim.

— O que? — viro-me imediatamente e vejo entrar pela porta Jughead,com sua mochila pendurada em um dos ombros,e um livro.Ou melhor,o livro.Seus olhos logo se encontram com os meus,posso vê-lo suspirar.Mantemos nossos olhares sustentados por alguns segundos,até que ele quebra, desviando seus olhos para qualquer outro canto no local – sinto-me estranha com aquela situação – volto a encarar Verônica em minha frente.Ela provavelmente nota meu semblante, já que estreita seus olhos e franze a testa.

— O que foi? — ela pergunta, levemente preocupada.

— Foi estranho. — digo e ela parece ainda mais confusa — Eu vi algo nos olhos dele,Ronnie.

– Tipo o que? 

– Algo a mais. 

Pov.Jughead

Lendo um dos meus livros sobre a mesa fria do Pop's,noto que alguém se senta em minha frente.Levanto meu olhar,e encaro Verônica do outro lado da mesa.

— Acho que a Betty ficou chateada por não ter nem ao menos acenado. — ela diz e eu consigo sentir que ela falaria algo a mais que isso.

— Só não sabia como reagir. — solto um leve suspiro — Depois falo com ela.

— Se eu fosse chutar,diria que já sabe do que aconteceu, ontem.

— Não só sei,como eu vi.Ao vivo.

– Eu sinto muito. 

— Pelo o que?Estou super feliz pela Betty. — não menti.Tudo que fizesse ela feliz,me deixaria feliz.

— Sei que está,mas sei também que está doendo. — diz ela tristonha.

— Não sei do que está falando.

— Qual é, Jughead? Você é louco por ela. — sua voz se altera e eu olho em volta,me certificando que ninguém havia ouvido — Vai negar até quando?

— Isso foi algo de infância, já passou. — dou de ombros,e tento ser o mais convincente possível.

— Tem certeza?E por que está a evitando? — ótimo,agora ela pegou pesado — Acha que vai passar,se afastando?

— Talvez. — volto minha atenção para o livro.

— Vocês ficaram mais de dez anos sem ao menos se falarem,e pelo visto seus sentimentos ficaram ainda mais fortes. — volto minha atenção para ela, sentindo meu peito se apertar — Acha que agora vai funcionar?

— Da pra gente não falar mais sobre isso? — peço,ou melhor suplico.Esse assunto sempre me machucaria, independente do tempo que se passasse — Por favor.

— Tudo bem. — ela suspira.Seu olhar triste se desvia de mim e então ela se levanta — Se você realmente quer perde-la,continue assim,se escondendo atrás dos seus próprios sentimentos.

Pov.Betty

Esperando minha mãe,em frente ao Pop's,vejo quando o grupo dos Bulldogs se aproxima.Archie ri de algo enquanto Reggie lhe mostra algo em seu celular.

— Jughead! — o chamo,ao vê-lo sair do Pop's, apressado.Ele olha diretamente para mim e abre um sorriso fraco,se aproximando em seguida.

— Queria te pedir desculpas por agora a pouco. — seu olhar doce me encara profundamente,e eu quebro nosso contato visual,me sentindo um pouco desconfortável — Eu estava com a cabeça cheia e...

— Não se desculpe.Não tem problema. — abro um sorriso e ele faz o mesmo – por que eu sentia que não estava tudo bem com ele?Era como se algo o estivesse incomodando.Pensei em perguntar o que estava havendo,mas não queria ser intrometida demais — Acho que minha mãe não vem.Será que pode me acompanhar até em casa?

— Se não quiser,tudo bem.

— Não, não. — ele ri — Só achei... Esquece. — ele respira fundo e balança a cabeça.Parecia nervoso — Eu queria te pedir algo,antes.

– Claro! 

— Então, é que...

— Jughead Jones. — uma voz grave e um tanto familiar soa,o interrompendo.Era Chuck.Nos viramos imediatamente,vendo os Bulldogs se aproximarem de nós — Não é todo dia que vemos um virgem esquisito conversar com uma loira tão linda. — sinto-me desconfortável,e posso notar que Jughead também estava — Me diz aí...Betty,qual a sensação de ser amiga de alguém por pena?Porque francamente,para ser amigo dessa criatura aqui, só por pena...Ou medo. — ele ri,e o restante dos garotos o acompanha, inclusive o Archie.

— Melhor eu ir, Betty. — Jughead diz e consigo ver que seus olhos começavam a se marejar.

— Não,Jug. — peço, segurando com minhas mãos um de seus braços o impedindo de se afastar.

— Sinto muito.Depois a gente se vê. — ele se desfaz das minhas mãos e se afasta.Sinto um aperto forte em meu peito,e um nó se formar em minha garganta.

— Viadinho,medroso. — Chuck volta a abrir a boca,e eu o encaro novamente.

— Você é um idiota. — digo e viro-me para ir embora.Ouço eles rindo e logo passos se aproximarem de mim.

— Betty,Betty. — era Archie.Eu continuo andando até que ele para em minha frente — Será que podemos falar sobre ontem?

— Que tal falarmos sobre agora? — altero meu tom de voz e posso sentir meus olhos arderem — Ou melhor,que tal falar com o Jughead?Seria o mínimo que poderia fazer depois do que fez agora.

— Mas eu não fiz nada.Que eu saiba o Chuck disse tudo aquilo.

— Exatamente, você não fez nada.E ainda entrou na onda,riu. — praticamente grito — Realmente, Archie.Acha aquilo engraçado?

– Não, mas...

— Mas nada! Jughead sempre foi seu melhor amigo.Ele sempre te defendeu e te apoiou em tudo,e você nem para o defender? — eu poderia até gostar do Archie,mas acima de tudo, Jughead era meu melhor amigo,e ninguém iria o magoar daquela forma — Qual é?Por que anda com aqueles imbecis? — aponto para o grupo de idiotas um pouco ao longe — Quem é você?

— Achei que a gente tivesse tido um momento m...

— Realmente,foi um momento.Mas pelo visto você adora estragar tudo. — sinto lágrimas molharem meu rosto — Agora por favor,me dê licença. — peço,me desviando dele, porém paro e volto a encara-lo — E espero de verdade que você tenha algo bom aí dentro,e vá falar com o Jug.Porque é isso que melhores amigos fazem,e é isso que vou fazer agora.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...