História Dark Side - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Jeongguk, Jeongguk!top, Jikook, Jimin, Jimin!bottom, Princesas, Principes, Reinos, Tempo Medieval
Visualizações 91
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Autem


Capítulo 1


Reino Park


- Eu preciso ir embora, Jiminnie. - pedia o alfa abraçado ao corpo pequeno do ômega que estava deitado sobre ele.


Mais uma vez, Jeongguk passava perto dali e decidiu adentrar o reino para ver seu amado. Os dois se encontravam as escondidas, apesar de não ser errado. Porém não gostavam de expor suas vidas pessoais, por isso nem os pais dos dois sabiam desses encontros, coisa que já acontecia a mais de um ano. 


A cada dois dias o alfa saia de seu reino, montado em seu cavalo para treinar sua luta em um lugar que ele mesmo havia improvisado depois do reino Park, e aproveitava para dar uma passada para ver como estava seu ômega. 


O baixinho sempre contava os minutos para ver seu alfa de novo, e quando o via não queria deixar-lo ir embora. 


Apesar de não terem a marca ainda, por medo da não aceitação da família, os dois tinham uma ligação muito forte. 


-Ah, Jeonggukie, eu não quero que você vá embora. - reclamou o ômega se aninhando mais ao alfa. 


- Mas eu preciso, bebê. - levantou seu tronco ficando sentado com o menor em seu colo. - Eu tenho horário para chegar em casa. - levou sua mão para a bochecha alheia acariciando. 


Jimin fez um bico, este que foi morrido pelo mais novo, o mesmo iniciou um beijo de despedida, um beijo calmo e sem malícia, carregado de paixão e saudade - que um já sentia do outro. O alfa tinha uma das mãos na cintura do ômega e outro na bochecha fazendo uma singela carícia enquanto as mãos do menor estavam dem seus ombros. 


O mais novo separou puxando o lábio inferior do ômega. 


- Promete que não vai demorar para voltar? - Jimin prendeu-se ao pescoço alheio sentindo o aroma gostoso de suas madeixas castanhas. 


- Eu prometo. - o alfa envolveu a cintura de Jimin enterrando seu rosto no pescoço do mesmo. Deixou um selar naquele local se separando. 


Antes de se levantar, o Jeon deixou um selar casto no topo da cabeça do ômega. 


Sorriu para o príncipe do reino Park, o que lhe foi retribuído, e saiy pela janela. Seu cavalo o aguardava ali fora. Pôs a touca da blusa e saiu partindo para seu reino. 


###


*Reino Kim*


Jeongguk chegou adentrando o palácio, procurou por seus appas na sala de jantar, onde não os encontrou. Partiu para o jardim, que era o lugar preferido dos dois. Os encontrou sentados no banco de frente ao lugar florido trocando carícias. Caminhou até lá chamando ganhando a atenção dos dois. 


- Appa, omma, cheguei. - cumprimentou cada um com um beijo no rosto. 


- Senta aqui, vamos conversar. - Jin se afastou de seu marido batendo no banco entre os dois. O mais novo obedeceu. 


- Diga. - Por fora ele parecia calmo, mas por dentro seus pensamentos rodeavam a frase: "Lá vem merda".


- Você já tem quase vinte anos, não acha que está na hora de encontrar um, ou uma, ômega? - Namjoon perguntou deixando o filho surpreso. 


- Está muito cedo. 


- Cedo?! - Jin perguntou descrente. - Seu appa me marcou quando ele tinha dezoito anos. Na sua idade, ele já estava sendo coroado. 


- Tão cedo assim? - Jeon se surpreendeu. 


O mais velho concordou.


- Espero que vocês não arranjem um ômega para mim. - Jeongguk precipitou-se em avisar. 


- Não vamos. Não somos tão ruins assim. - Namjoon defendeu. - Mas eu quero que você me substitua, então não tarde a achar um ômega. 


Coitados. Mal eles sabiam que Jeongguk já tinha um ômega. 


- Eu nunca pensei em ser rei, afinal, este cargo nem era para mim. - O alfa mais novo falou se referindo ao filho biológico do casal.


- Mas agora é. - disse Jin em um tom de tristeza. 


Aquilo era um assunto delicado para a família, Jeongguk não era filho biológico do casal, ele era adotado. 


- Eu nem tenho o nome Kim. - O mais novo abaixou a cabeça. 


- E daí? Este reino pode um dia se chamar Jeon. - Sugeriu Namjoon. 


- Não sei, fazem mais de quinze gerações que o nome do reino é Kim, não quero mudar isso.


- Tudo bem. Não precisa seguir as regras toda hora. - Jin passou a mão pelos fios do filho o tranquilizando. 


Um silêncio reconfortante tomou conta do local. A família real ficou por alguns minutos apenas apreciando a beleza das flores na luz do luar. Aquele jardim era carregado de lembranças boas, de quando a família estava completa, de quando eram quatro pessoas. Porém, era mais cerrado ainda de lembranças ruins, para muita gente do reino. 


- Vocês já jantaram? - o príncipe quebrou o silêncio, que agora já estava ficando constrangedor por causa das lembranças. 


- Sim. - Jin respondeu pelos dois. 


Jeongguk se levantou de banco para entrar e fazer sua refeição, já que não tinha feito ainda. 


- Eu vou entrar para comer. - anunciou pronto para sair do local.


- Filho, eu convidei o príncipe Park para passar uns dias aqui, assim como eu fiz com o príncipe Byun. - Namjoon avisou ao filho. 


Na mesma hora, Jeongguk parou ouvir com mais atenção. 


- Príncipe Park? Park Jimin? - se surpreendeu.


- Sim, você tem alguma coisa contra ele?


- Não. - Engoliu seco. - Quando ele chega? - perguntou curioso, não poderia mostrar ansiedade. 


- Amanhã, na hora do almoço. - Namjoon informou. 


- Okay, receberei ele com muito carinho. - Sorriu. 


Jeongguk saiu da licença com um sorriso de orelha a orelha. Ficou ansioso para receber o príncipe que tanto amava em seu reino. 


Partiu para a sala de jantar e sentou-se na mesa, logo um dos empregados veio lhe servir. 


- Boa noite, senhor Jeon...


- Por favor, sem formalidades, MyungHee Noona. - pediu Jeongguk interrompendo a beta. 


Todos sempre foram muito educados com os empregados do palácio, por isso muitos betas brigavam para ter aquele emprego. 


- Desculpe, Jeongguk. - Sorriu sem graça. A beta sempre cuidou de Jeongguk, desde que o último citado nasceu, por isso o mesmo nunca viu motivos para ela trata-lo com tanta formalidade. Para Jeongguk, MyungHee já era quase da família. - Hoje eu fiz seu preferido...


- Fez macarrão coreano? - A beta assentiu. - Eba! E o meu dia só melhora! - comemorou.


- Por que "melhora"? - A mais velha perguntou colocando o prato sobre a mesa. 


- Ficou sabendo quem vem pra cá amanhã? - o alfa perguntou ansioso. 


MyungHee era a única que sabia sobre o relacionamento de Jeongguk e Jimin. 


- Não, quem? 


- Park Jimin. - Abriu um sorriso enorme. MyungHee acabou por sorrir junto. 


- Você está feliz, não é? - Ela perguntou. 


- Muito. - começou a comer enchendo a boca com o alimento. 


- Que bom, espero que vocês sejam felizes. - Sorriu saindo do cômodo. 


Jeongguk comeu rapidamente, logo indo para seus aposentos. 


Estava ansioso demais para o próximo dia, por isso resolveu dormir cedo para que o tempo passasse. 


O príncipe trocou de roupa colocando seu pijama, deitou na cama fechando os olhos. A única coisa que o alfa conseguia pensar era em ter seu ômega em seus braços novamente. 


No reino vizinho não era diferente, o ômega rolava na cama tentando dormir, também estava muito ansioso para ver seu alfa no dia seguinte. 


Ele nunca tinha ido ao reno Kim, seria a primeira vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...