1. Spirit Fanfics >
  2. Dark Tales-Apocalypse >
  3. "Eu não quero mais lutar sozinho"

História Dark Tales-Apocalypse - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Capitulo novo

Capítulo 19 - "Eu não quero mais lutar sozinho"


Vingança


Peter continuava correndo na velocidade máxima sobre as quatro patas


A maneira como tinha ficado sozinho repentinamente o incomodou


E já estava o deixando ansioso


Se ele perdesse eles de novo, ainda por cima mais do que já tinha perdido


Ele não suportaria


Não ia conseguir aguentar


A pior parte era que seus inimigos também sabiam disso


Guerra: você está cansado


Ele ignorou, e o mesmo vinha atrás de sí


Guerra: pare de correr, assim vai infartar


Isso só o fez acelerar mais


Guerra: sua determinação me dá pena, vale mesmo tudo isso apenas pela sua equipe idiota?


Agora sim ele parou


E rugiu virando para o Cavaleiro querendo passar sua garra, foi um descuido de Exe


Seu braço foi arrancado e segundos pelo passar da espada


O animal e o guerreiro eram cobertos de armadura, ambos vermelhos cor de sangue


Era capaz de aquilo ser sangue grudado no metal mesmo


O cavalo se virou rápido e deu um coice em Peter que o fez voar e atravessar alguns entulhos


Seu braço regenerou rápido e ele se agarrou ao chão para conter-se


O cavaleiro lentamente veio até ele


E pousou a sua frente


Guerra: é bom que desista e escolha a vida, pois caso você morra, desaparecerá das histórias devido ao novo mundo


Peter rosnou


Guerra: ninguém vai se lembrar de vocês


Peter só o olhou de uma maneira cínica


Peter: e quem disse que eu quero que lembrem? 


O cavaleiro ficou um pouco impressionado


Peter: minha vida é o conto de terror mais sem graça que a humanidade já criou, quem vier a nascer agora, não merece saber o que eu sou ou o que eu fiz


Guerra: se é assim


A espada dele se auto incendiou


Guerra: eu vou lembrar de você


No momento em que ele, provavelmente, daria um golpe, com Exe rosnando na sua frente


Um rugido alternativo


Selvageria e assassinato


Snow estava saltando até as costas do cavaleiro, porém sua tentativa de penetrar as costas dele com todos os tentáculos falhou


Ela bateu com eles na armadura e foi ricocheteada


Como se tivesse se impulsionado, apenas para ficar a frente do Cavaleiro do Apocalipse


E ele pudesse olhar bem para Jason, o menino que estava se segurando nas costas da mãe


Snow notou que a espada estava sendo impulsionada de novo dessa vez pra cortar a criança


E ainda no ar conseguiu virar, acabando por se deixar levar aquele corte espesso da espada no seu peito


Ela caiu no chão e Jason a soltou e foi pro lado só para não ser esmagado pelo corpo da própria


Snow: AAAAAAAH


Peter: SNOW


O menino Jason soltou só alguns barulhinhos em preocupação


A Guerra moveu a espada para atacar de novo


Peter se pôs a frente do filho e da esposa rosnando


Quando uma salvação inesperada aconteceu


Guerra: AH


Guerra foi acertada por uma flecha que fincou em suas costas


E ela estava coberta de uma fumaça escura


Peste: mil perdões, eu me perdi dela e você entrou na frente


Guerra: SEU MENTECAPTO, VOCÊ…


Os dois se olharam para Guerra dar a bronca, mas quando voltaram a encarar o ponto anterior, os três Dark Angels não estavam mais lá


Guerra só rangeu os dentes e deu um soco em seu irmão que o derrubou de seu cavalo


___________________________________


Opressão e insanidade


Eles ainda estavam ali


Afinal era bom demais


O abraço de si próprios


E a falsa, aceitou sua derrota e teme pela sua vida


O disfarce dela se desfez


166: que droga, tenho que fugir


Ela virou pro lado oposto e abriu as asas tentando voar pra longe


Mas algo puxou suas asas e a jogou no chão, depois pisando na sua cabeça


A SCP ouviu uma música assustadora na sua cabeça quando olhou para aquela face


Um rosto branco e molenga, deformado e macabro


Sally: então você tentou se passar por mim e enganá-lo?


A voz dela fazia eco


Sally: já que gosta tanto de me copiar, você quer ser minha amiguinha?


166: por favor me deixa ir, eu prometo que eu não faço mais


Ela chorava


Sally segurou nas asas de anjo


Sally: para ser mesmo igual a mim você não pode ter isso


A amiguinha arrancou uma das asas da SCP


166: AAAAAHHH


O anjo se arrastava no chão tentando fugir do demônio


166: FICA LONGE DE MIM


Ela tentou se levantar e correr, Sally deu uma pisada no calcanhar dela que arrancou uma das suas pernas


166: AAAAAAAAAHHHHH


Agora sim estava voltando a se arrastar


166: SOCORRO


Os escravos que ela fez, os homens que ela enganou todo esse tempo não iam proteger-la agora


Tinha se tocado de que abusar do poder que tinha, não havia valido a pena


Se fosse morrer para uma mulher tão cruel, que estava prestes a matar-la


166: SOCORRO, ALGUÉM ME AJUDA, SAM


Nem mesmo Sam estava caindo mais na lábia dela, e a mesma nem parecia mais tão bonita diante seu olhar


Afinal quem ele precisava estava prestes a assassiná-la


E o menino só aguardava, sentado, abraçado às pernas e olhando para o canto oposto de onde a brutalidade ocorria


166: SOCO…


Ela teve a cara enfiada na terra para impedir de falar


Seu corpo foi virado diretamente para que ele enxergasse o rosto dela


E toda vez que olhava tomava um susto


166: AAAAAAAH


Seus gritos não paravam, apenas quando estava levando os socos no rosto que abriam feridas na sua "pele perfeita"


Em um momento ela só terminou os gritos, pois seu olhos haviam inchados e não conseguia mais enxergar sua homicida


A própria também já não estava tão irritada


166 estava rouca de tanto gritar, e agora só conseguia chorar


Ela foi levantada e o inesperado foi que Sally, a abraçava e deitava a cabeça da própria em sua barriga


166: me desculpa tentar o seu namorado, eu não faço mais, por favor me deixa viver…


Sally: ssshhh, tá tudo bem, ainda falta uma coisa pra você ser igual a mim


Sally foi levantando o queixo dela com a mão para que ela a visse no rosto de novo


166: não, por favor, não, eu não quero ver


Mas quando ela viu (um pouco cortado pelo sangue e inchaço óbviamente), Sally estava com sua aparência humana de novo


E o sol batendo nas costas da castanha, só melhorou a visão


"Ela é linda"


Sally: tudo que você tem que fazer pra ser igual a mim, é deixar entrar


E logo depois de sentir isso, á 166 sentiu uma leve pontada


Sally tinha enfiado o dedo indicador no coração dela


E já tinha parado a esse ponto


A succubus agora era só uma lembrança, e o único vestígio restante era o corpo caído no chão


Que quando Sally virou-se de costas para abandonar, se desfez em várias borboletas amarelas que saíram voando pelo céu


Insanidade se sentou ao lado do Brightburn


Sally: ela não vai mais te incomodar


Sam só a beijou de novo


Sam: você sempre vai ser única


Sally: você também


Eles se abraçaram


Até que se tocaram


Sam: Nightmare...


Sally: Dream...


Eles se viraram para levantar-se e ir atrás deles, porém nem precisaram


Em cima de um monte de pilhas de lixo


Da mesma forma que os menores


Também estava de mãos dadas


Enquanto a frente do monte, tinha os proxies


Kuroi, que acompanhou-as durante o percurso todo, e era mais sentimental que Faceless para fazer isso, piscou para Sally


Como uma forma de dizer que ele conseguiu, completou sua missão, melhor ainda, sua promessa


Os casais ficaram se olhando das suas respectivas posições, e abriram sorrisos mais que verdadeiros uns para os outros


Sorrisos tão bons que qualquer ser maligno iria querer estragar


Zalgo: que tragédia


Eles olharam pra cima, Zalgo estava no topo do prédio atrás de Sally e Sam


E sua voz era tão potente que chegava aos ouvidos de quem estava lá em baixo


Zalgo: vocês me surpreenderam de novo, eu tenho que admitir, porém já que eu não consegui impedir que se reunissem


Ele apontou pro horizonte


Zalgo: só me resta impedir que vocês lutem


E depois apontou a mão de novo para os que estavam ali


Os passos foram sentidos no chão, Nightmare que era o mais acima, conseguiu ver


Um exército de quase 2 mil runners vinha até o encontro deles


Não iam conseguir lutar com eles cara a cara logo agora


Algo passou por Nightmare rapidamente que ele até se assustou


E viu mais outra coisa passar


Sem tempo para conversa, apenas corram


Foi o que entenderam ao ver Peter e Snow passando e Jason segurando nas costas do pai dessa vez


Eles só correram juntos os seguindo


Peter se jogou contra a vidraça do prédio que estava a frente


Atravessando-a e dando espaço para os outros passarem


Vieram todos em altíssima velocidade, um por um


Peter: VAI VAI VAI VAI


Quando terminaram de passar, e a horda já estava bem próxima também


Peter e Snow se agarraram a uma pedra que estava no chão e possuía o tamanho ideal do buraco feito, e a puxaram para fechar


Garantindo que nada derrubasse


Sam se prontificou e atirou seu laser contra as laterais da pedra para derreter o metal entorno e a deixar presa e firme


O único problema agora era a escuridão que tinha ficado no lugar


Isso durou pouco tempo


Phantom incendiou a própria mão, e Faceless também começou a tocar uma nota que dava brilho á sua guitarra


Faceless: Bring me out

Come and find me in the dark now


"Me leve para fora

Vem e me busque no escuro agora"


Enquanto ele cantava, cada Dark Angel olhava um para o outro


Primeiro garantindo que não seriam interfiridos de novo


Faceless: Everyday by myself I'm breaking down

I don't wanna fight alone anymore


"Todos os dias sozinho estou me destruindo

Eu não quero mais lutar sozinho"


E quando tiveram certeza disso


Se reuniram


Jason foi o primeiro a sair correndo e abraçar o seu chará


Para depois toda a familia se aproximar também em um abraço em grupo perfeito


Hare: mandou bem


Faceless: nem era essa a intenção




































Notas Finais


Elogio?
Teoria?
Critica?
Opinião

Deixa nos comentários

https://youtu.be/4l7fhxNrrrM
Link da música cantada pelo Faceless


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...