História "Daughter" Submissive - Second season. - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Bieber, Criminal, Justin, Rose, Sadismo, Submissa, Submissive, Trafico, Violencia
Visualizações 49
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores, me perdoem pela demora 💔 eu ia postar semana passada, mas quem disse que deu tempo?
Enfim, agora que não tô mais em semana de prova, mt menos de enem (graças a Deus!) volto a postar normalmente!
Boa leitura ❤️

Capítulo 52 - Bem vinda, Anne.


Fanfic / Fanfiction "Daughter" Submissive - Second season. - Capítulo 52 - Bem vinda, Anne.

Acordo com a forte luz sob meu rosto e me levanto para fechar as cortinas, antes que Rose e Caleb acordem. Vou até o banheiro e tomo um banho não muito demorado, pois eu tinha muito o que fazer hoje.

Saio do banheiro silenciosamente, com uma toalha enrolada na cintura e outra em minhas mãos, secando meu cabelo. Já no closet, pego uma calça preta, tênis, uma camisa com estampa de listras, uma jaqueta e complemento com uma touca. Me visto e tomo um banho de perfume como de costume, dou um beijo em Caleb e mando um beijo de longe para Rose, não queria que ela acordasse. 

 

-Bom dia Maria, coisa mais linda do mundo. - Falo ao ver Maria, que me olha estranhando meu bom humor e sorri para mim, eu não lembrava o quanto eu amava essa mulher.

-Bom dia meu menino, vejo que está de bom humor hoje. - A velha acaricia meu rosto e eu depósito um beijo em sua testa.

-É, estou de bem com a vida. -Falo mexendo em sua trança, um penteado que ela usava todos os dias dês de que eu era uma apenas uma criança.

-Há anos não via você assim, tão feliz, tratando as pessoas bem... eu sabia que você voltaria a ser o meu garotinho, aquele garotinho que eu criei. 

-Não pense que eu irei apertar o seu pescoço Maria, minha mãe me disse que você não está se sentindo muito bem esses dias. Quero que você vá ao médico, faça uns exames, diga o que está sentindo. Não quero perder você, se cuida. 

-Eu vou me cuidar filho, prometo. 

 

Fico mais alguns minutos com Maria e então vou até a garagem, abrindo a porta da minha Ferrari azul, o meu bebê, e saio cantando pneu na estrada, dirigindo até a mansão dos Dalmolin. 

 

(...)

 

-O que quer Bieber? 

-Como sempre tão delicada. Preciso da sua ajuda. 

-Você? Precisando da minha ajuda? Vivi pra ouvir isso.

 

Explico para Anne tudo o que eu planejava e o que eu precisava que ela fizesse. Ela concorda em tudo, até mesmo em nos ajudar com o assalto que pretendemos realizar na semana que vem.

-Sério? Vai nos ajudar?

-É claro! Será uma aventura. 

-Ótimo. Entendeu o que eu quero que faça, certo?

-Sim, tenho que ir até o amigo do meu pai que é gerente do banco e dizer que quero um estágio para ajudar na faculdade. Tenho que ter as senhas dos cofres, tempo que os guardas demoram ao trocar de turno.

-Tem que saber também onde fica as câmeras do cofre, para quando entrarmos já atirarmos nelas. 

-Certo. E o que ganho com isso? 

-Uma parte do dinheiro, sei lá. O que quer?

-Quero ser uma de vocês, mas não só para descobrir senhas ou enrolar pessoas, quero correr riscos, quero sentir toda essa adrenalina. Quero fazer parte do assalto, em tudo. 

-Você tá ficando louca? O Chris me mata, minha mãe também. 

-Sua mãe não precisa saber, e com o Chris eu me entendo.

-Não.

-Então não ajudo vocês. 

-Que merda, sua filha da puta do caralho, desgraçada. Tá Anne, mas você se vira com o Chris. 

-Pode deixar! 

 

(...)

 

A semana se passa rapidamente, e tenho que dizer que íamos bem em tudo. 

Dois grupos haviam nos ultrapassado, mas em uma semana conseguimos passar de um, o que posso dizer? Ninguém fica na frente de Justin Bieber, muito menos um grupo de mulherzinhas que se acham as donas de Atlanta. 

Estávamos nos preparando para o assalto, já havia combinado tudo com os caras e as garotas, incluindo Anne. 

Hoje ela não iria para o “estágio” e então nos ajudaria no assalto. 

-Anne, está pronta? - Molly pergunta para Anne, que sai de um quartinho do galpão, vestida a caráter.

-Eu nasci pronta! - ela responde e Ryan a encara, indignado por Anne estar fazendo parte disso. 

-Ryan e Chris, já podem ir se encontrar com os caras, eles estão onde combinamos. -Falo e Christian assente, nervoso por ter que trabalhar ao lado de Ryan, confesso que armei tudo isso de propósito, que se acertam logo ou se matam de uma vez. 

 

Como hoje era dia de lixo, Chris e Ryan seriam encarregados de pegar todo o dinheiro do assalto se passando por lixeiros, eles teriam que dirigir um caminhão de lixo que Jimmy e Dean roubaram.  Anne, Molly, Chaz, Jake, Josh, Christielly e eu pegaríamos o dinheiro, colocando-os em grandes sacos pretos e sairíamos do banco, jogando os sacos nas latas de lixo, correríamos para a rua de trás, tirando toda a roupa preta que estávamos, ficando com as roupas normais que estarão por baixo, e então entraríamos nos carros, dirigindo tranquilamente, como cidadãos normais. Logo depois que saíssemos, Ryan e Chris passariam com o caminhão de lixo pegando toda a grana e lavando para um galpão provisório, que colocaríamos fogo junto com o caminhão, logo depois do assalto. 

-Assim que eles pegarem o caminhão nós saímos. 

 

ANNE POV. 

 

Eu estava ansiosa para esse assalto, era ótimo sentir toda aquela adrenalina que percorria sobre minhas veias. 

Eu esperava ansiosamente Justin dar o sinal para que pudéssemos entrar no banco. A semana toda eu havia estudado tudo de lá, e tenho que admitir que o amigo do meu pai facilitou o meu trabalho, pois ele me dizia tudo, sem eu ao menos pensar em perguntar. 

-Anne, passe pra todos as coordenadas.

-Eu? 

-Sim, você não disse que quer fazer tudo? Quer entrar de verdade aqui? Pois bem, vamos lá. 

Respiro fundo e começo a pensar no que eu poderia fazer, já estava certo que Ryan e Chris pegariam a grana das caçambas de lixo, então eu precisaria organizar como o dinheiro iria chegar até lá. 

-Bom, no banco temos dois cofres! Um possui 3 bilhões de dólares o outro 8. Eu vou entrar na frente e desligar os alarmes, então Jake, Chaz, e Molly  ficam no cofre do andar de baixo, que é o que contém menos dinheiro. Assim que entrarem terá duas câmeras em cima, onde fica a entrada, vocês atiram nela e terão cinco minutos até os seguranças trocarem de turno. Justin, Josh, Christielly e eu vamos para o cofre de cima, o que possui mais grana! O esquema das câmeras é o mesmo, mas teremos menos tempo que vocês que vão ficar com o primeiro cofre. 

-Quanto tempo? 
-Um minuto a menos. 
-Prestaram atenção? -Justin pergunta e todos afiram. -Não tirem a touca por nenhum segundo, certo? -Assentimos novamente. - Quando pegarmos todo o dinheiro, jogamos nas caçambas de lixo que estarão na frente do banco, assim que sairmos o seguranças vão entrar e perceber tudo e quando acionarem a polícia nós teremos que estar já dentro dos carros. Um eu irei dirigir, outro o Jake, pra não ficar confuso vocês que vão roubar o primeiro cofre vão em um carro com Jake, os outros comigo. Nos encontramos no galpão que combinamos. 
-Ok! -Dizemos em coro e então Justin diz que é a hora. Meu coração parecia que ia sair pela boca, eu não aguentava de ansiedade! 


Notas Finais


Me perdoem os erros, eu não tive tempo de ver se estava bom! 😂 mas espero que tenham gostado!

QUE ORGULHO DA ANNE ❤️

Será que Ryan e Chris fazem as pazes??? É agora ou nuncaa!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...