1. Spirit Fanfics >
  2. Dawn of true dreams Yoonjin >
  3. Capitulo 6

História Dawn of true dreams Yoonjin - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Capitulo 6


— Para onde vamos então, gênio?—  Seokjin repete a pergunta enfiando outra colher de sorvete em sua boca. 

Depois de passar alguns minutos tentando convencer ele a ir, finalmente cedeu a contragosto, alegando que tinha trabalho e pouco dinheiro para a passagem. Mas cá estamos nós, esperando pela viagem dos sonhos enquanto comemos sorvetes de chocolate com uma cobertura do mesmo tipo.

— Eu estava pensando nisso, eu não quero esbanjar e ir para um lugar famoso e conhecido logo de cara. Então a primeira viagem poderia ser a Nova Orleans, e ainda no México, sabe o quanto eu amo aquele lugar. —  Paro de olhar para a rua em nossa frente para o encarar, esperando algum tipo de confirmação da parte do mesmo.

— Nova Orleans? Hm, okay. Espera.—  Ele coloca o pulso em frente a sua boca engolindo o sorvete para depois me olhar assentindo — Certo, Nova Orleans parece ser uma boa.

— Boa não, incrível.—  Acrescento animado parando de caminhar para parar na sua frente sorrindo ignorando as pessoas que passavam por nós.— Pensa só, Mexico, é um lugar lindo, com muitas coisas para apreciar. Imagina a gente aproveitando tudo lá? as apresentaçôes, as danças, a música...

Começo a caminhar para trás sorrindo abobalhado imaginando todas as coisas que tinha citado, México simplesmente era um lugar que eu sonho em ir desde pequeno. Sempre via filmes e coisas sobre, mas nunca consegui ir de verdade. Seokjin que faz todos os meus sonhos se tornarem realidade, apesar de quase todos serem doidos, ele sempre topava qualquer coisa que seja relacionada há mim. Respiro fundo parando de caminhar de novo para o olhar nos olhos e cabelos pretos na minha frente, ele também para de caminhar acabando por ficar bem perto de mim. Nossos corpos estavam praticamente colados um no outro, eu podia sentir o coração dele começar a ficar acelerado assim como o meu. Engulo um seco sentindo todos meus sentidos se afrouxarem só com aquela troca de olhares, minha respiração começa a ficar pesada quando ele posiciona sua mão em minha cintura gentilmente. Continuamos com a troca de olhares me fazendo suspirar profundamente, todo aquele momento me deixou meio mole cedendo um poucos aos meus instintos, me apoiando nas pontas dos pés, aproximo cada vez mais nossos rostos ansioso para o que estava por vir. Coloco minha mão em seu ombro quase me deixando fechar os olhos percebendo que ele estava fazendo o mesmo. 

Após um tempo percebo o que estava acontecendo fazendo parecer que todos os meus sentidos estavam voltando ao meu corpo rápido demais, fazendo eu me distanciar dele bruscamente o olhando com os olhos assustados e com a respiração irregular. Seokjin fica paralisado colocando a mão na boca e pigarreando como se nada tivesse acontecido. 

— Então... Mexico né?— Ele estava envergonhado, dava pra ver o rubor em suas bochechas.

— S-sim... sabe é maravilhoso, tenho certeza que a gente vai se divertir muito lá.— Dou um sorriso envergonhado voltando a ficar ao seu lado comendo de volta meu sorvete, tento processar o que tinha acabado de acontecer.

[...]

Bufava mais uma vez clicando no celular com agressividade tentando ligar paa Seokjin pela décima vez, minhas roupas estavam espalhadas pela cama inteira prontas para serem colocadas na minha mala preta simples. Depois do ocorrido no meio da rua, eu e ele fingimos que nada havia acontecido e seguimos rumo a nossa viagem, ele não tinha tocado no assunto então pra que forçar a barra, não é?

Eu e ele decidimos não enrolar muito na viagem e ir amanhã de manhã, e eu realmente não poderia negar que estava indo para um lugar em que eu sempre sonhei em ir. Só de pensar em mim lá, conhecendo todos os lugares, experimentando coisas novas sempre se abre um sorriso em meus lábios de ansiedade. Quando eu era pequeno sempre pensava nisso, em como eu poderia arranjar dinheiro pra ir no México, eu era realmente apaixonado por esse lugar, sempre via as pessoas falando de como foi bom ir lá e libertador, e eu queria experimentar daquilo. Ter um pouco de liberdade em mim. 

— Yoongi! Você estava me ligando a praticamente 30 minutos e quando eu atendo você simplesmente não fala nada? Sabia que eu queria tomar um banho decente? — Acordo dos mes devaneios olhando pro celular escutando a voz de Seokjin sair um pouco irritada me fazendo rir um pouco.

— Nha, para de reclamar, só queria saber se você já terminou de fazer as suas malas — Olho pro relógio em meu pulso verificando o horário  — Eu acabei de ver que o nosso voo sai as 7 horas. Então por favor, não se atrase.

— Você atrapalhou meu banho pra me falar uma merda dessas?

— Merda não, são nossos caminhos pra felicidade — Rio ao imaginar ele revirando os olhos com a minha frase.

— Ta, tanto faz, Eu vou terminar o meu banho e vê se você trata de dormir por que já está tarde.

— Eu não, você que lute, de qualquer forma a gente vai dormir no avião...— Termino de fechar minha mala com uma mão só me jogando na cama. —  Pode terminar o seu banho criatura, as 7 horas eu te ligo.

Antes dele dizer mais alguma coisa eu desligo a chamada jogando o celular em algum ponto da cama, suspirando ainda com um sorriso na cara. 

[...]

Acordo lentamente escutando o som do meu alarme aumentando a cada segundo, respiro fundo abrindo meus olhos encarando meu alarme enquanto ele ainda tocava irritantemente. Estico meu braço ainda com um pouco de preguiça tentando desligar o alarme. Quando consigo dou um sorriso fraco animado, eu viajando era a única coisa que me importava. Deixando um pouco a preguiça de lado me levanto da cama caminhando até o banheiro lentamente. 

Começo a me despir deixando o meu pijama deixando o mesmo no chão do banheiro mesmo enquanto andava para dentro do box. Ligo o registro do chuveiro sorrindo relaxado por sentir a água quente tomar todo o meu corpo pra ela fazendo eu acordar ainda mais. 

Depois de algum tempo no banho, desligo o registro do chuveiro pegando minha toalha que estava presa em um gancho do lado de fora do box, seco todo o meu corpo a deixando amarrada na cintura logo indo até a pia vendo meu reflexo no espelho pequeno que eu tinha em cima da pia. Passo a mão pelos meus fios antes de pegar minha escova de dentes colocando a pasta por cima e começando a escovar meus dentes fazendo caretas pro espelho. 

Depois de ter tomado banho e escovado os dentes, saio do banheiro desligando a luz do mesmo abrindo meu guarda roupa escolhendo sorridente a roupa que eu iria até o aeroporto. Por final acabo pegando um conjunto de uma camisa social solta em tons de azul e branco, com uma calça jeans rasgada no joelho. Após vestir minha roupa pego meu celular na cabeceira checando as horas. Eram seis e cinco, eu tinha tempo de tomar meu precioso café e ligar pro tapado do meu melhor amigo. Disco o numero dele colocando o celular no ouvido enquanto desço para a cozinha da minha casa pacientemente. 

— Fala...— Paro na escada ao escutar sua voz de sono.

— Me diz que você não estava dormindo... Ou estava?

— Eu estava sim, por que?

— Seok...— Rio desacreditado passando a mão pela testa em aflição —  Eu juro que se você não levantar sua bunda da cama e correr pra se arrumar agora eu juro que chego ai te puxando pelos cabelos.

— Puta que pariu! Por que você não me acordou antes? Babaca...—  Escuto uns sons estranhos vindo do telefone da parte dele e suponho que ele tenha visto as horas e corrido para o banheiro — Depois eu te ligo...

— Anda rápido, idiota. Se eu perder meu voo por causa de você eu te mato.

 — Ta, Yoongi, vou estar ocupado depois te ligo.

Assim que ele desliga a chamada tiro o telefone de perto da minha orelha indo até a cozinha para preparar meu café.  Cozinho tudo o que tenho direito me sentando pra comer depois calmamente. Ao ver que já estava dando a hora de eu ir para a casa do Jin, Termino rápido meu café com leite me apressando para colocar meu tênis branco e ir pegar minha mala no meu quarto. Saio de casa sorrindo ansioso terminando de trancar a porta, Começo a correr para a casa de Jin passando por todos que estavam na calçada andando bem mais lento que eu. Comigo correndo pela calçada rindo de coisas aleatórias e pedindo licença para todos que eu atropelava sem querer. 

A casa do Seokjin não era tão longe então já dava pra ir andando, ou correndo que era no meu caso. Ao chegar na frente da casa dele ofegante, Grito pelo nome dele ansioso. Vendo o mesmo sair pela porta da frente rapidamente com uma mala em suas mãos acompanhada da mochila que estava em seus ombros. 

 — To aqui, e to vivo. 

— Ainda, vamos logo que a gente tem que correr se quiser pegar o voo. 

Ele apenas assente revirando os olhos por conta do meu nervosismo, viro de costas pra ele olhando em volta para ver se consigo achar o uber que eu tinha chamado pra casa dele. Ao avistar o carro parando em nossa frente peço para o motorista abrir o porta malas para eu deixar nossas coisas lá.

— Jin, deixa suas malas aqui e já vai entrando no carro para dar as instruções para ele. — Faço como falado deixando as bagagens no porta malas do homem o fechando logo em seguida entrando no carro. 

[...]

— Obrigado moço, você foi muito gentil. — Digo dando o dinheiro pra ele acenando logo em seguida para correr com Seokjin para dentro do aeroporto olhando em volta para ver nosso voo.Aponto pro mesmo vendo o de cabelo negros seguir o meu dedo começando a andar comigo para lá.

Damos e fizemos tudo o que precisava para entrar no Avião e logo depois eu e Seokjin já estávamos procurando nossos lugares no avião. Meu numero era 36 e pelo o que parece o do Jin era 37, já que ele caminhou pro mesmo lado que o meu e sentou no seu lugar. Me sento no lado dele suspirando enquanto olhava para a janela ao meu lado. 

— Eu não to acreditando que você ficou do lado da janela, eu não gosto de ficar no corredor.—  Escuto Jin resmungar baixo enquanto ainda tentava controlar a respiração.

—  Você que lute, eu to aqui e não vou mais sair. — Falo rindo o encarando em provocação.

— Deixa você então que eu te jogo da janela desse avião.

Reviro os olhos murmurando um Uhum sem acreditar mesmo nas palavras dele voltando a encarar a janela suspirando. Eu estava mesmo indo para o México, e eu não queria que fosse um sonho. 

 

 


Notas Finais


desculpe pelos erros ortográficos nesse capitulo, espero que tenham gostado até a próxima :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...