História Dawn of us-1 semana com Jackson wang - Capítulo 38


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson
Tags Romance
Visualizações 193
Palavras 953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Boa leitura!

Capítulo 38 - Descoberta!


Fanfic / Fanfiction Dawn of us-1 semana com Jackson wang - Capítulo 38 - Descoberta!

*JACKSON ON*

📱Chamada on📱

 - Oi filho como você está?

 - Não muito bem!- respiro fundo.- A senhora pode vim aqui ficar comigo?

 - O que aconteceu amor?

 - A s/n me deixou omma!

 - Chego aí em um segundo!

📱Chamada off📱

 # Jogo o celular no lado que s/n dormia. Parece que a vejo deitada em um sono profundo, com seus fios quase cobrindo seu rosto, com suas bochechas rosadas e seu sorriso fraco trazendo seu rosto suave e sereno. Ela realmente está aqui, em meus pensamentos, e depois que lembra que tudo aquilo é uma simples miragem vejo seu rosto se desfazendo, tornando-se partículas de pó no ar. Eu não sei quando comecei a me apaixonar por ela, a única coisa que eu sei é que ela foi embora e deixou lembranças, lembranças boas e fiéis de uma semana de alegria, prazer e diversão, mas não era bem essas lembras que eu desejava nesse momento, era uma tipo, um sorriso estampado em seu rosto, suas bochechas rosadas depois de um beijo calmo e apaixonado, seus dentes mordendo os lábio por causa de um comentário meu, seu olhar intenso depois da relação, seu jeito carinhoso de me tratar bem e cuidar de mim, o jeito que ela me faz rir e é claro seu jeito safado. Com tudo isso ainda me lembro da sua frase estranha da noite passada. "Eu te amo." eu simplesmente quero saber o que é. Estudar português seria a melhor opção, mas não sei quem pode me ensinar. Já fui no tradutor fazer conhecimento de voz, mas não deu certo. A campainha toca e eu vou até o interfone, por ser minha mãe eu abri a porta.

 - Meu filho!- Ela me abraça forte.

 -Omma!- Retribui seu abraço. Não sabia que seu abraço me deixaria melhor que antes. Seu abraço é bastante acolhedor.

- Vamos subir omma!- falo fechando o portão.

 - Claro meu amor! 

 # Subimos para a sala e sentamos no sofá. Me deitei e coloquei minha cabeça em seu colo. 

- Me conta o que aconteceu meu amor. Vocês brigarão?

 - Não ommar! Estávamos mais feliz que nunca. Eu acordei hoje e ela não estava mais aqui em casa.

 - Como assim? Ela foi embora sem dizer nada?

 - Bom! Ela deixou um bilhete.

 - Pega para eu ver meu lindo.

 #Me levanto e vou para o meu quarto, pego o bilhete que ainda estava no chão e voltei com o mesmo e entrego a minha mãe. Ela lê e olha para mim.

 - Ela tentou ser rude, mas não conseguiu. Quem ameaçou vocês?

 #Não digo nada. Veio Miguel em minha mente. Minha mente estava tão fechada. Fico pensando o porq não pensei nisso. Agora já era tarde demais para pegar um vôo para o Brasil e matar aquele infeliz, não posso fazer isso. 

- Amor? Pode me contar? Foi uma fã louca que ameaçou vocês?

- Foi!

 # Me viro, ficando de costas para minha mãe. 

- Que arranhões são esses Jackson?- escuto o tom de sua voz fluir desesperada. Dou um sorriso fraco. Por ser minha mãe eu tirei a blusa para ela pode ver melhor. Me virei e deparei com sua expressão um pouco aterrorizada com o que viu, vamos dizer que minhas costas está mutilada por causa das unhas da s/n. 

- Não precisa ficar preocupada com isso omma! É coisa de casal.

 - Sei! Eu não sabia que casal fazia machucado um no outro.

 - É que a noite de ontem foi intensa, bem quente! - me viro novamente.- está muito feio?

 - Parece que um garoto gravou as unhas nas suas costas e começou a arranha furioso. Isso está horrível.- a mesma toca em um dos arranhões ainda enxado. 

Uma gata chamada S/n- penso

 - Aí! Omma!- falo me afastado. Coloco a blusa e voltamos a conversar. 

*S/N ON*

 # Chego em casa com o imbecil do Miguel. Ele se deita no sofá e liga a TV.

 - Estou com fome vai fazer comida para mim. 

- Eu não sou sua empregada. E essa casa não é sua.

 - Que?- ele se levanta e me agarra pelos cabelos pressionado meu rosto contra a parede.- Você vai fazer comida para mim sim. E se não fizer serei obrigado te comer a força.- ele fala com aquela voz ameaçadora em meu ouvido.

 - Me solta Miguel!- tento ser forte, mas o medo toma conta de mim. Medo de ser abusada por ele novamente, medo de ir na delegacia de novo depois e não dar em nada e ainda apanha por causa disso. 

 - O que você prefere? Fazer a comida ou ser a comida? Fala logo porq estou doido para acabar com você sua vadia.- começo a chorar. Minhas pernas começam a tremer e minha voz falhar. 

- Eu...v-vou f-fazer a...a comida!- digo de olhos fechados.

 - Acho bom mesmo.- ele fala jogando me jogando no chão só com um empurrão forte na minha cabeça. Caio no chão sem saber para onde ir e chorando bastante.- Levanta e vai fazer a comida.

 # Faço o que ele pede. 

*JACKSON ON*

 # faz um tempo que minha mãe foi embora e já era tarde. Tentei colocar minha mente para funciona. 

- Não pode ser! Miguel fez isso.- pego o bilhete e leio pausadamente.- Ela foi com ele para me deixar vivo. A carta está bem explicada. Não era só um bilhete de despedida. Ela só queria explica o porq foi  embora e atrasar meus passo. - Para o Miguel não me matar.- por um momento me sinto culpado.- S/n deve está sofrendo com o Miguel. Meus Deus o que eu faço! Depois que eu fizer e lançar o cliper terei que fazer uma multidão de entrevista. 


Notas Finais


Me desculpem pelos erros

Bjsass!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...