1. Spirit Fanfics >
  2. Daydream: Um sonho acordado (Imagine BTS) >
  3. Kim Namjoon (RM)

História Daydream: Um sonho acordado (Imagine BTS) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, pessoas iluminadas!
Apreciem com moderação 😜

Capítulo 1 - Kim Namjoon (RM)


Fanfic / Fanfiction Daydream: Um sonho acordado (Imagine BTS) - Capítulo 1 - Kim Namjoon (RM)

Namjoon é um homem muito atencioso, que dá o seu melhor para entender os seus semelhantes e ser gentil com todas as formas de vida, para além de seu jeito meigo (e para completar sua perfeição) ele é um amante detalhista que faz de tudo para satisfazer sua parceira em todos os momentos e formas.

Sua preferência é ficar em seu aconchego, vulgo lar, pensando em novas músicas, melodias e criando seu rap. Entretanto esse dia seria diferente, afinal ele estava em sua lua de mel em uma ilha paradisíaca e deserta, sendo visitada apenas por dois ou três funcionários do resort ao qual fazia parte, no período matutino. Do jeito que ele imaginou.

Sua, agora, esposa, estava desfazendo as bagagens e organizando tudo em seu devido lugar, pois eles iriam morar ali por uma semana inteira. Ele observava o cenário da sala, em pé, perto da grande porta de vidro da entrada, maravilhado e se sentindo realizado por ter escolhido aquela mulher para estar junto o restante de suas vidas.

Em um certo momento sua amada deixa uma peça de roupa ir ao chão e a pega sensualmente, mesmo que não intencionalmente, inclinando seu dorso e evidenciando seu bumbum redondo, cheio e macio.

Ao ver esta cena majestosa, Namjoon foi imediatamente tomado pelo desejo, ele só pensava em amar aquela mulher com todas as suas forças, iria satisfazê-la por inteiro.

Tomado pela lascívia, encaminhou-se à sua garota e a agarrou pela cintura, fazendo ela se assustar pelo movimento inesperado, mas logo se acalmou e sentiu o corpo quente e grande de seu homem a envolvendo e apertando cada vez mais forte, evidenciando um volume rígido em suas calças que aumentava e se encaixou em seus quadris, os quais se empinaram instintivamente, a fazendo soltar um gemido baixo.

- Geme pra mim... - ele suplicou num sussurrou em seu ouvido, fazendo os pelos de seu pescoço e costas se arrepiarem instantaneamente.

Como que o obedecendo, ela solta o ar que estava acumulado em seus pulmões e geme, ao mesmo tempo em que as mãos habilidosas do maior cobriram seus seios, para a alegria do maior. Em seguida ele gira o corpo de sua mulher ficando cara-a-cara com seu objeto de desejo. Ele se abaixa, segura a parte traseira das coxas da menor e a ergue, entrelaçando-as em sua cintura.

Ele a carrega até a cama. A menor, ainda com suas pernas entrelaçadas, é colocada sobre a superfície, sendo acompanhada pelo maior, dessa forma ela podia sentir toda a plenitude do que lhe aguardava.

Ele então começa a despi-la, beijando e mordiscando todos os pontos mais sensíveis no corpo de sua amada por onde o tecido desaparecia, passando suas mãos grandes e experientes pelos seios e mamilos, brincando ali como um joguinho e logo os levando à boca, sedento.

A menor deixa escapar pequenos gemidos dos lábios entreabertos, fazendo o maior sorrir e se deliciar enquanto estimulava e lambia aquele par pequeno e com toque acetinado. Depois de um tempo se deliciando ele vai descendo, traçando seu caminho pelas suas costelas, barriga e quadris, depositando beijos e mordidas pela trajetória, até que chegou ao ponto desejado e atacou sua "presa" sem cerimônias, lambendo, beijando, mordiscando e usando seus dedos infalíveis, sendo estimulada com tamanho desejo e volúpia ela não conseguiu se conter chagando ao ápice do prazer sem necessidade de penetração.

Porém o maior não ficaria sem seu prazer!

Ele se move com a intenção de levar seu membro enrijecido aos lábios da amada, ainda o estimulando com a mão esquerda, sem pensar duas vezes ela o abocanha e escuta o gemido rouco e grave de prazer do homem à sua frente.

Logo após as brincadeiras sensuais com o órgão do maior, os quais envolviam uma série de mordidas suaves pelo membro, sugadas fortes e com desejo, passeios de sua língua sobre toda a extensão daquele monumento e o uso bem certeiro das mãos, ele se posiciona entre as pernas da menor, as afastando enquanto percorria o caminho interior de suas coxas com seus dedos indefectíveis, por fim a preenchendo com sua masculinidade em toda sua plenitude e calibre, movendo seus quadris num movimento sensual e contínuo, recheado de desejo, que vai se tornando cada vez mais rápido e profundo, até que os dois sentem o cume de seu prazer se aproximando (para ela o segundo), e se entregam à essa completa satisfação simultaneamente.


Notas Finais


Obrigada por lerem!
Espero que tenham gostado.
Mil beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...