História Day's Dream - Jikook - Capítulo 56


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan, Bangtan Boys (BTS), Hoseok, Jeon Jungkook, J-hope, Jikook, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Namjin, Namjoon, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Sope, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 44
Palavras 2.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 56 - Leave Him


-Bom dia, Jimin-ssi - cumprimenta-me quando chego ao pé dele, na entrada da escola.

-Bom dia, Jungkookie - sorrio humorado e ele aproximo-se de mim, dando-me um beijo.

Começamos a andar para o interior da escola, alheios às pessoas ao nosso redor, já não me interessa se reparam em mim ou não.

-Como é que estás? - pergunta.

-Desde de ontem à noite? Bem - meto-me com ele e ele revira os olhos.

-Que mau. Estava a tentar ser querido.

-Eu sei - beijo-lhe a bochecha e sorrio.

-Bom dia - o Taehyung cumprimenta-nos quando chegamos perto do grupo do costume.

-Bom dia - dizemos de volta.

-Kook, tudo pronto para amanhã? - o Tae vira-se para o melhor amigo.

Olho para ambos confuso.

-O que tem amanhã? - pergunto.

-Sim, falaste com ela? - ambos me ignoram.

-Sim, ela também já falou com os pais deles, então só falta resolveres um certo pequeno pormenor - o Tae olha para baixo, mais especificamente, para mim.

Acho que me sinto ofendido.

-Já resolvo esse assunto - o Jungkook despede-se do amigo e logo estamos a caminho de onde vou ter aula.

-Pequeno pormenor? Assunto? Do que vocês estavam a falar?

-No próximo intervalo nós falamos.

-Ah, não, Kook. Sabes que eu sou curioso. Conta-me. Sim?

Meto-me à sua frente, juntando as minhas mãos à frente do corpo ainda com a dele entrelaçada na minha e fazendo cara de cão abandonado.

-Não, Jimin. Isso não vai resultar. Isto é um assunto para ser falado com calma e nós agora não temos tempo ou chegamos atrasados.

O Jungkook parece impassível, pois nem olha para a minha cara, mantendo a expressão séria e o olhar fixo no horizonte. Bufo derrotado.

-Desde quando é que isso te impede de alguma coisa? - ponho-me direito e olho-o sério.

-Desde nunca. Agora vamos.

Voltamos a seguir o nosso caminho comigo empurrado, e ele pode achar que não, mas eu vejo o seu sorrisinho de lado. Ele está a divertir-se à minha custa.

Não sei o que andas a tramar, Jungkook, mas eu vou descobrir.

PoV's Jungkook

O Jimin passou o resto da aula empurrado e nem me olhou uma única vez. Se ele fica assim por saber que não lhe estou a dizer algo que irei dizer mais cedo ou mais tarde, nem quero saber o que acontecerá caso um dia o chateie a sério.

Quando a aula acaba, ele arruma as suas coisas e levanta-se sem dizer nada. Apesar de não me falar, vejo-o à minha espera na porta da sala. Rio para mim mesmo e vou ter com ele, entrelaço os nossos dedos sem sinal de relutância da sua parte.

Chateado, mas não ao ponto de evitar os meus toques. Bom sinal.

Vamos ter com o grupinho do costume e o Jimin deixasse ficar à minha frente, próximo, de braços cruzados, sem dizer muito, apenas quando lhe dirigiam a palavra.

-Estás tão calado, bebé - sussurro-lhe ao ouvido, passando o braço pela sua cintura. - Não parece nada teu.

Vejo-o estremecer perante o meu toque e sorrio.

Ele mexe-se e eu afasto-me para o deixar virar-se para mim.

-Vais me dizer o que prometeste ou não?

Um pequeno bico está formado nos seus lábios e eu reprimo a vontade que tenho de morder os seus lábios por estarmos na escola com demasiada gente à volta.

-Vais deixar de estar assim comigo se eu te contar?

-Talvez...

-Ficas já a saber que não aceito um não como resposta - digo e ele olha-me desconfiado.

-Veremos.

-Como sabes amanhã é feriado e logo a seguir fim de semana - começo a explicar e ele assente. - Bem, a minha mãe quer passar estes dias em Busan por razões pessoais e digamos que eu pedi ao Tae para falar com a Moon para falar com a tua mãe para vos deixar vir comigo. Ela disse que podiam ir, agora só falta tu dizeres que sim.

-Espera. Estás a convidar-me para passar três dias inteirinhos contigo?

-Mais ou menos isso - sorrio tímido e envergonhado.

Já viram o que é ter o Jimin para mim o fim de semana inteiro. Ao menos será o meu refúgio para não pensar no real assunto que me leva a Busan.

-Não sei se aguento tanto tempo contigo. És tão chato.

Revira os olhos mas depois vejo um sorriso brincalhão nos seus lábios e percebo que ele está apenas a meter-se comigo.

-Posso ser chato mas tu gostas.

Puxo-o pela cintura contra o meu corpo. O Jimin mete as suas mãos no meu peito como apoio.

-Hm, não sei. Talvez, mas só bocadinho assim - ele mostra o indicador e o pulgar com um pequeno espaço entre eles.

-Só esse bocadinho?

-Hm, hm.

O seu sorriso contagiante continua nos seus lábios e ele fica tão bonito quando está descontraído assim, metendo-se comigo, sem que nada nem ninguém interfira na nossa pequena bolha.

-Eu acho que não.

Rapidamente juntos as nossas bocas num beijo lento e carinhoso e logo o sinto corresponder.

-Hey, casalinho. Arranjem um quarto, sim? - ouço o Tae dizer e quebro o beijo, virando-me para o meu melhor amigo.

-Isso tudo é inveja? Podias ter uma certa rapariga contigo agora mesmo se não fosses tão lerdo.

-Eu não sou lerdo - olha para mim empurrado.

-Não? Então porque é que ainda não a pediste em namoro. Eu já te disse que a moça gosta de ti, o Jimin já disse que ela gosta de ti, todos sabemos que gostas dela. Do que estás à espera?

Ele ia falar mas logo se cala, pois não ter argumentos para me dar. E assim sendo, olho-o convencido.

-Odeio-te, Jungkook.

-Também de adoro, docinho - mando-lhe um beijo e noto o Jimin rir da nossa conversa.

-Se um dia me trocares pelo Taehyung eu irei de todo perceber - o Jimin diz e ambos me olham chocados.

-Eu!? Namorar essa bicha feia, nunca na vida! - o Tae fala indignado.

-Bicha feia teu cu!

-Já viste por acaso?

-Não, nem quero - faço cara de enjoado. 

O Tae ia responder-me mas a MoonHyung aparece do nada e agarra-lhe o braço, fazendo-o calar-se assim que a vê, e vira a sua atenção apenas para ela.

-Oppa, preciso de falar contigo. Importas-te de ir ali comigo um bocadinho - ela pede-lhe gentilmente.

-Claro - ele responde-lhe com um sorriso quadrado.

Este idiota está mais do que apanhado por ela e mesmo assim não avança. Ele é a desilusão da minha vida.

-Biscoito, já falaste com ele? - ela vira-se para mim.

-Sim, só me falta uma resposta concreta.

-Então despacha-te antes que ele arranje alguma desculpa foleira para ficar em casa.

-Hey! Eu não dou desculpas foleiras - o Jimin responde-lhe indignado.

-Se a carapuça te serviu - ela encolhe os ombros e logo se despede levantado o Tae com ela.

-Ela acabou de lhe chamar oppa? Nem a mim ela chama de oppa - o Jimin vira-se para mim desacreditado.

-Nem a mim. Ela nem o meu nome diz. Desde que começou a sair com o Tae hyung que só me chama biscoito.

-Achas que precisamos de lhes dar um empurrãozinho?

-Talvez - digo pensativo mas logo volto a minha atenção para o Jimin. - Amanhã apanho-te em tua casa, sim?

-Mas quem disse que eu ia?

-O que eu tenho de fazer? Já tens o teu namorado a pedir-te com tanto carinho.

-O que eu quero? - ele põe-se pensativo. - Hm, talvez...

O Jimin ia falar quando é interrompido pelo melhor amigo que aparece do nada. Esta gente vem de onde mesmo para eu não os ver chegar.

-Minnie. Falar. Agora - diz e logo se vira para mim. - Vou-to raptar por um bocadinho.

-Como se me deixasses impedir-te - cruzo os braços.

-Ainda bem que sabes.

Responde e logo arrasta o meu namorado de mim.

-Kookie! - ouço o Jimin chamar-me e olho para ele. - Conta comigo.

Vejo-o sorrir e logo desaparecer por entre os outro alunos.

Sento-me numa das poltronas espalhadas pelo espaço com um sorriso enorme no rosto.

Quando o momento passa, pego no telemóvel e mando mensagem ao Tae a dizer que o Jimin aceitou, se ele está com a Moon, vai dizer-lhe. Depois deixo-me a navegar pelas redes sociais enquanto espero o Jimin voltar ou o sinal tocar.

Aborrecido, deixo o telemóvel de lado e olho em volta. O meu olhar cruza-se com o da a Kim Jennie e vejo ela chamar-me e levantar-se da mesa em que se encontrava com as amigas.

Eu, mesmo de pé atrás, decido ir ter com ela, levantando-me da poltrona e indo ao seu encontro.

-Diz - sou direto.

Não quero estar aqui com ela, sei como o Jimin a detesta e como ela o trata, prefiro ter o mínimo de contacto com esta vibora, mas os meus pais sempre me ensinaram a ser simpático e educado com as pessoas, daí simplesmente não ignorá-la.

-Que frio, oppa - ela finge ficar magoada mas logo volta a sua expressão de superioridade. Reviro os olhos. - Preciso de falar contigo.

-Estou a ouvir - cruzo os braços e olho-a com indiferença.

-Não aqui - ela começa a andar em direção ao corredor que vai dar às salas de aula.

Fico parado onde estou e ela ao repara, olhando para trás.

-Vais ficar aí? - pergunta, mas eu apenas fico a olhar para si sério, pensando no que ela poderá estar a tramar. - Okay, tu lá sabes. Mas digo-te já que é sobre o teu querido Jiminie.

Contrariado e desconfiado, sigo-a. Ela leva-nos para uma sala um pouco distante da escola, entrando na mesma e eu de seguida, fechando a porta.

-O que foi agora, Jennie? - reviro os olhos, não tenho paciência para esta rapariga.

-Olha, vou ser direta - vejo-a sentar-se em cima de uma das mesas da sala e cruzar as pernas. - Eu sei do teu acordo com o Jimin.

-O quê!? Qual acordo? Do que estás para aí a falar? - pergunto-lhe como se aquilo fosse a coisa mais absurda que já ouvi.

-Não te faças de sonso, Jungkook. Eu ouvi muito bem a vossa pequena discussão no outro dia, aliás... Posso até mostrar-te.

Ela levanta-se é vindo até mim, tira o telemóvel do bolso traseiro, mexendo nele e depois virando o ecrã para mim.

É um vídeo do dia em que eu e o Jimin discutimos e ele acabou por me bater, mais especificamente do momento em que ele diz mais um mês e eu estaria livre dele e eu a dizer-lhe que me ia prender a ele mais um mês para ter uma semana de glória.

Nunca lhe quis dizer aquilo, eu apenas estava chateado e com ciúmes,  e o Jimin deixou claro desde o início que eu poderia ficar com quem eu quisesse fora da escola. Mal sabe ele porque é que nunca o fiz.

Pelo vídeo consigo ver perfeitamente o momento que ele me bateu e como aquela chapada foi bem dada. Sou tão idiota.

Sorrio ao lembrar-me do que aconteceu depois disso, de como fomos para minha casa, o nosso jogo de bilhar cheio de provocações. O quanto eu me esforcei para não o agarrar e fazer tudo o que me passava pela mente.

-Achas piada? O Jimin não parecia muito feliz para te bater.

-Eu mereci. Disse coisas por impulso que não pensava realmente e que sabia que o iam magoar. Mas eu não te devo satisfações. Qual é o ponto de me estares a mostrar isso. O que é que queres?

-Eu quero a minha glória de volta. Desde que vocês começaram a "namorar", vocês são sempre o assunto do momento - ela revira os olhos. - Mas isso vai acabar quando eu mostrar isto caso não cooperes. Tu sabes bem o que eu quero Kookiebun...

A Jennie agarrar-me pelo colarinho e puxa-me para ela, os nossos rostos ficando próximos. Levo as mãos rapidamente aos seus braços para a impedir de se aproximar mais. A intenção dela neste ato está bem visível.

Ela sorri, apesar de ter sido rejeitada. E eu sinto-me a entrar em desespero sem saber o que fazer.

-Tu não queres que toda a escola saiba da tua pequena aposta com o Jiminie.

-Deixa o Jimin fora disto! Quem tu queres sou eu, ele não tem nada a ver com isto.

-Bem. Tem um bocadinho, ele meteu-se no meu caminho e roubou algo que era meu. Mas eu estou disposta a deixar isso passar se te tiver a ti. Por isso... Deixa-o. Ou eu mesma farei que a vossa relação acabe antes mesmo de qualquer um de vós piscar.

-Jennie, o que nós tivemos foi apenas uma curte numa das milhares de festas ao qual fomos quando já estávamos com umas cervejas a mais. Não passou de uns amassos no sofá. Supera isso.

Ela parece ficar chateada com o que eu disse, então simplesmente fecha a cara e dirige-se a mim.

-Tens duas opções, ou vão os dois ao fundo, ou deixas o teu amorzinho e ficas comigo e nenhum dos dois se magoa.

-O que é que o Jimin ganha com isso? - pergunto-lhe.

-Olha, não é que o rapaz mais cobiçado ficou mesmo preso no anzol de alguém. Que lindo - diz sarcástica. -  O Jimin vai ganhar as listas, quase de certeza, não é isso que ele queria? Assim ganhamos os dois.

Fico a olhar para ela desconfiado, perguntando-me se ela não tem mais nenhuma na manga e no fim disto tudo o Jimin fique seriamente magoado.

-Já percebi que ainda não confias em mim. Não precisas de responder já. Dou-te até segunda para te decidires, por isso, aproveita bem o fim de semana prolongado para estares com o teu queridinho. Eu se fosse a ti tentava acabar as coisas a bem porque senão, o mais provável é ele nunca mais querer olhar na tua cara.

A Jennie dá-me uma pequena chapadinha na cara e sai da sala, deixando-me sozinho com a mente a mil.

Aonde é que eu me fui meter?




Notas Finais


Helloooooo!!!!

Eu sei, eu sei. Desculpem por andar desaparecida 🙏🙏

Há uns tempos tinha tanta coisa para dizer e agora não me lembro hehe

Como estão? Bem espero. Eu também estou bem, apenas andei desaparecida por causa da escola e depois do trabalho. Depois também andei com um bloqueio de criatividade, essas coisas todas.

Queria dizer que vou voltar com mais frequencia mas eu agora entrei na universidade e ainda tenho de aprender a gerir o meu tempo. Mas eu realmente espero poder dar mais atenção a DD e talvez fazer com que haja att no mínimo uma vez por mês.

Eu sei que é muito tempo mas é melhor que nada.

Sobre o capítulo, não vou comentar mas já sabemos que as coisas agora podem descarrilar :|

Até uma próxima,

Lua xx 🌙💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...