História .days of adolescence - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Eunwoo, Sanha
Tags Astro, Eunha, Sanwoo
Visualizações 10
Palavras 402
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drabble, Ficção Adolescente, LGBT, Musical (Songfic)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


sim, eu escrevi isso ouvindo teenage dream (desconsiderando toda a sequência seguinte de músicas que me também me ajudaram)
fico feliz por contribuir com a tag ASTRO!! meus bebês, amo muito

p.o.v: eunwoo
boa leitura!!

Capítulo 1 - .capítulo único


Fanfic / Fanfiction .days of adolescence - Capítulo 1 - .capítulo único

 

 

 

O sol escaldante reluzia sob as gotículas de suor acumuladas em meu rosto.

A brisa corria na plena velocidade do automóvel antigo, cortando a barreira do silêncio unindo-se ao ruído do próprio motor enferrujado.

E apesar de toda a pressa em que os pistões giravam os dois pares de pneus emborrachados.

O calor acumulado pela queima do combustível barato e a luz forte no badalar do relógio indicando o meio-dia.

Meu coração estava calmo, repousado no transe que a sua presença me causava.

 

Tudo em nossa volta surtia como em mínimos quadros.

Não necessariamente uma câmera lenta, mas onde o consciente guardava apenas os melhores dos momentos.

Os seus sorrisos, nossos beijos.

Suspiros, promessas, carinhos.

Era mais do que meras coincidências do cotidiano.

E sim, tão épico quanto um conto distante.

 

A sensação de te ter correspondido ao meu chamado era facilmente a coisa mais gratificante do mundo.

Me fazia borbulhar, ascender ao infinito.

Desejar que toda a tormenta não tivesse realmente um fim.

E que, se fosse para recomeçar.

Que estivesse desde o ponto zero, segurando as alças de sua mochila.

 

Os elogios eram tão doces quanto o mel real.

Surgindo reluzentes pelos mais mínimos dos cantos.

Seus lábios tinham esse mesmo sabor adocicado.

Que tornava tudo ainda mais único.

Era uma característica sua, que nem mesmo precisava manter numa rotina mecanizada.

Os faróis permanecem acesos ao meio dia, iluminando minimamente o futuro incerto.

Calculando probabilidades, apagando dados, ignorando todo esse mundo e sua história.

As folhas se desprendem dos galhos que até então serviam como uma casa, caindo pelo chão onde voltariam a repetir todo o ciclo até a próxima grande árvore.

A adolescência também era assim - cheia de altos e baixos -, até o momento que você finalmente cresce e ali fica, com a própria identidade.

 

Você já não é parte de uma planta, e sim, a própria.

Autônoma.

Cheia de preocupações.

Com saudade dos dias de sol em que o vento era fraco.

Por isso que iriamos ser eternamente jovens, fugindo do tempo e seu alcance tido como inevitável a todos.

Podemos permanecer sendo jovens para sempre se não deixar que esse sentimento morra.

 

O amor, simplesmente ele.

A criação mais estranha do nosso consciente, implantado em todas as mentes como sementes que germinam flores de alegria e frustração.

Precisamos delas, suas cores agem como pílulas que dilatam os olhos e levam os instintos aos seus limites.

 

 

 


Notas Finais


não sei terminar fic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...