História DC Comics (Contos Eróticos) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Aquaman, Arlequina (Harley Quinn), Arqueiro Verde, Batman, Canário Negro, Capuz Vermelho e os Fora-da-lei, Esquadrão Suicida, Hera Venenosa, Lanterna Verde, Liga da Justiça, Mulher Gato, Mulher Maravilha (Wonder Woman), Novos Titãs (Teen Titans), Supergirl, Superman, The Flash
Personagens Adão Negro, Alfred Pennyworth, Alura Zor-El, Amanda Waller, Anarquia (Lonnie Machin), Apocalypse (Doomsday), Ártemis de Bana-Mighdall, Arthur Curry (Aquaman), Barbara Gordon (Batgirl), Barry Allen (Flash), Bart Allen, Batwoman (Kate Kane), Billy Batson (Capitão Marvel / Shazam), Bizarro, Bluebird (Harper Row), Brainiac, Bruce Wayne (Batman), Carol Ferris, Cassandra Cain (Batgirl), Cassie Sandsmark (Moça-Maravilha), Chato Santana (El Diablo), Clark Kent (Superman), Colin Wilkes, Comissário James "Jim" Gordon, Coringa (Jack Napier), Damian Wayne, Diana Prince (Mulher Maravilha), Dick Grayson (Asa Noturna), Digger Harkness (Capitão Bumerangue), Dinah Drake Lance, Dinah Lance (Canário Negro), Donna Troy (Troia), Dr. Jonathan Crane (Espantalho), Edward Nashton/Nygma (O Charada), Floyd Lawton (Pistoleiro / Deadshot), Garth (Aqualad / Tempest), Hal Jordan (Lanterna Verde), Harleen Frances Quinzel (Harley Quinn / Arlequina), Harvey Dent (Duas-Caras), Helena Wayne, Henri Ducard, Holly Robinson, Jessica Cruz, John Stewart, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), June Moone (Magia / Enchantress), Kara Zor-El (Supergirl), Kon-El (Superboy), Koriand'r (Estelar), Lex Luthor, Lois Lane, Martha Kent, Martha Wayne, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Oswald Chesterfield Cobblepot (Pinguim), Pamela Lillian Isley (Poison Ivy / Hera Venenosa), Rainha Hipólita, Richard John "Dick" Grayson, Roy Harper (Arsenal), Selina Kyle (Mulher Gato), Shiera Hall (Mulher-Gavião), Tatsu Yamashiro (Katana), Timothy "Tim" Drake (Robin), Vicki Vale, Victor Sage (Questão), Victor Stone (Ciborgue), Wally West (Kid Flash), Waylon Jones (Crocodilo / Killer Croc)
Tags Adultos, Batman, Contos Eróticos, Dc Comics, Erotic, Fanfics, Filmes, Hentai, Heróis, Jovens Titãs, Lanterna Verde, Mulher Gato, Mulher Maravilha, Mutano, Quadrinhos, Ravena, Super Herois, Superman, Teen Titans
Visualizações 83
Palavras 2.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eis aqui a parte 2 de "O Best-Seller de Vicki Vale"

Capítulo 8 - O Best-Seller de Vicki Vale (Parte 2)


_Você quer uma matéria para sua coluna? Que tal dizer que fez sexo com Vicki Vale durante a sua entrevista? 

Lois Lane ficou paralisada com a cena de Vicki Vale diante dela mostrando os seus enormes pares de seios agarrados por um sutiã branco de rendinha. Ela podia ver o volume do mamilo duro de Vicki Vale, e a escritora do maior Best Seller que contava sobre a sua intimidade com Bruce Wayne, encarava a jornalista de Metrópolis com olhos de quem queria devorar alguém. Vicki deu alguns passos na direção de Lois e a empurrou carinhosamente para o sofá atrás dela. Lois estava de olhos arregalados, sem saber se aceitava a proposta de Vick, ou se gritava chamando-a se louca. 

A situação era tão insana, que ela não sabia como reagir - e olha que já vira coisas mais loucas ainda, como um alienígena de Kripton vindo buscá-la para voar em pleno céu de Metrópolis num dia qualquer da semana. 

Vale colocou o joelho no meio das pernas de Lois Lane e se inclinou para beijar a jornalista na boca. O beijo de Lois foi trêmulo e tímido, sem saber como reagir ao certo. Vicki Vale segurou seu ombro e riu para que ela relaxasse, ela deu as costas para que Lois abaixasse o zíper de seu vestido, esperando ansiosamente que a jornalista aceitasse o convite para uma rapidinha - e quase saltou de alegria quando sentiu os dedos de Lois Lane abaixando o ziper. Vicki se virou para ela novamente, agora deixando seu vestido listrado cair ao chão, revelando sua calcinha, também branca e de rendinha, combinando com o sutiã apertado. Lois não podia perder aquela oportunidade, lembrou da época da faculdade quando namorava garotas para conseguir ter orgasmos melhores do que o com os garotos que ela costumava sair. Abriu o seu paletó e foi desabotoando a sua camisa branca social com rapidez. 

Vicki Vale soltou seu sutiã, mostrando os seus seios fartos para Lois, e a jovem jornalista abocanhou-os. Ao mesmo tempo que abocanhava os seios de de Vicki Vale, ela se separava de sua camisa branca e abaixava com selvageria o zíper de sua saia, que foi para o chão revelando a sua calcinha vermelha de fio dental. 

Vicki Vale agarrou a cabeça de Lois Lane e lhe deu outro beijo de língua, agarrou a cintura da jovem e puxou contra o seu corpo com força, colocando uma de suas pernas no meio das pernas de Lois, pressionando o seu sexo já úmido com os movimentos bruscos de Vale. A língua de Vale movia rapidamente contra a língua de Lane e ela ficava ainda mais molhada com o quanto Vicki à desejava. 

Vicki Vale então segurou Lois pelo ombro e a girou, deixando-a virada para o sofá e com a bunda empinada para ela. Abaixou a calcinha de Lois Lane com brutalidade e começou a massagear o sexo da jornalista bem devagar. Lois Lane ficou maravilhada com a velocidade e o força de Vale para domina-la e soltou um gemido de desejo, empinou bem a bunda para a mulher fogosa atrás de si. Vale se aproximou do ouvido de Lois e sussurrou, lambendo a ponta de sua orelha: 

_ Você vai descrever tudo que vamos fazer aqui, amanhã na sua coluna? - e mordeu a sua orelha, próximo do brinco de pédolas que Lois usava. 

Vicki continuava atrás de Lois Lane, alisando a sua bunda e beijando o seu pescoço, arrepiando todo o corpo de Lois, deu um tapinha nela e continuou à massagear os lábios molhadinhos dela. Lois delirou com as mãos de Vicki. 

Vicki subiu no sofá ao lado de Lois Lane mas ficou virada para a sua bunda, molhou dois dedos em sua saliva e começou a penetrá-los na bocetinha de Lois Lane, que arqueou todo o seu corpo de prazer e gemeu, desejando mais dos dedos de Vicki. A escritora começou a enfiar mais fundo seus dedos para dentro de Lois, e Lois respondeu levando sua mão direto para seu clitóris, onde começou a se masturbar com velocidade. tremia o corpo com a excitação de seu corpo e com o prazer que sentia, enquanto gemia incessantemente, com a cabeça apoiada no encosto do sofá, e a testa batendo nas persianas de uma cortina que dava para fora da livraria. Vendo a excitação de Lois crescendo, Vicki Vale deu outro tapa em sua bunda e apertou com força, fazendo Lois delirar um pouco mais de tesão. 

Vicki a pegou pelo braço e deitou-se no outro sofá, trazendo Lois pra deixar em cima dela. Ambas continuavam se beijando, enquanto Vicki alisava a bunda, o quadril e a cintura de Lois Lane. Vale mergulhava a sua lingua cada vez mais fundo e para todos os lados. Abandonou a lingua de Vicki para beijar os seus seios, chupou os seus mamilos com desejo, lambendo e movendo-o para os lados. Mamilo de Vicki estava duro e Lois sentia que os dela também estavam enquanto roçava seus seios na pele macia de Vale. 

Lois desceu de cima da parceira e agarrou a sua bunda e levantou-a para o alto, deixando as pernas de Vicki lançadas em cima de seu peito. Agora Lois estava diante da imensa bunda de Vicki Vale. Alisava a imensa bunda branca da escritora que já fodeu com Bruce Wayne, massageava, abrindo e fechando a sua bunda. O ânus e a boceta de Vicki Vale se abriam e se fechavam com os movimentos circulares que Lois fazia em sua bunda. Lois abriu bem a boca e começou a lamber a boceta de Vicki. 

Passava a sua lingua pelos lábios molhados dela de leve, para cima e para baixo, então com a lingua rígida, ela começou a enfiar na vagina de sua partida diante dela. Enfiava com velocidade, ia com a cabeça para frente e para trás, enquanto abaixo dela Vale gemia, admirando os movimentos da jornalista com admiração. Lois Lane riu e com olhos maliciosos continuava a enfiar toda a sua língua dentro da boceta de Vicki Vale, e quando o colocava lá dentro movia para cima e  para baixo. Os musculos vaginasid e Vale tremiam de tesão e ela ficava ainda mais molhada. 

_Oh meu Deus, como isso é bom - blasfemava Vicki Vale, submissa à Lois Lane na sala de reuniões. 

Ela levou as suas mãos para atrás de sua cabeça, e admirava os movimentos de Lois. 

Lois como se não bastasse, levou a sua língua para o ânus de Vicki e começou a lamber, e a deixa-lo bem babadinho. Lambia seu cuzinho pelas bordas e depois fez o mesmo processo com a bocetinha, enrijeceu a língua e começou a penetrá-la dentro do cu de Vale. Movia sua cabeça para frente e para trás com força para colocar o maximo que conseguisse de sua lingua dentro de Vale, que continuava blasfemando o seu tesão. Os dedos de Lois foram levados para a boceta de Vale, onde ela começou a massagear ele todo, em sentido horário, fazendo a boceta gorda de Vale chegar ao seu primeiro orgasmo. 

Lois continuava lambendo, do cu à buceta e quando voltava para o cu, ela massageava a boceta de Vicki Vale com vontade de devorar. Lois deixou que Vicki pudesse colocar o quadril de volta no sofá, permaneceu de pernas abertas e Lois voltou a abocanhá-la, dessa vez, Vicki Vale segurou os cabelos de Lois Lane a segurou contra a sua boceta. Lois lambia e sugava todo o libido da escritora na sua boca, enquanto Viki rebolava em sua boca. Seus gemidos aumentavam e ela rebolava com mais velocidade, sem deixar que Lois Lane tirasse a sua boca de seu sexo! 

Alguém bateu à porta, já havia dado os 15 minutos de intervalo, Vicki precisava voltar para autografar os 100 primeiros volumes vendidos na livraria. Lois se levantou, mas Vicki a puxou e a fez deitar-se no sofá, mais uma vez Vicki ficou diante da bunda de Lois Lane e começou a massagear a sua bunda. Abria a sua bunda toda, deixando a boceta e o cu de Lois expostos e abertos. Vale mergulhou com a língua no ânus de Lois, que gemeu delirando com a lingua quente de Vick. 

Vicki abria bastante a bunda de Lois Lane, cuspiu em seu cu e continuou lambendo, com os dedos, massageava o clitóris de Lois, que instintivamente rebolava pedindo pro mais. Vick enfiou dois dedos para dentro da boceta de Lois e começou a movimenta-los para baixo e para cima, e a movimentado para frente e para trás. A boceta de Lois foi à loucura e ela soltou um grito enquanto gozava nos dedos de Vicki Vale. 

A pessoa na porta bateu novamente, dizendo que a entrevista deveria ser encerrada. A maçaneta girou duas, três vezes, mas Vale havia trancado a porta. Vale voltou a lamber o cu de Lois, e agora colocou três dedos. Deixou apenas o mindinho e o polegar de foga, e com dificuldade penetrava com mais rapidez a boceta de Lois Lane.

Lois arqueou todo o seu corpo e ficou de quatro para ter alguma liberdade na submissão que sentia ao gozar com os dedos de Vicki, mas a escritora, sem medo de quem batia à porta, continuava enfiando a lingua no cu e metendo os dedos em Lois, arrancando mais um orgasmo da jornalista, que gritou mais uma vez, dessa vez revirando os olhos! 

###

Ambas se vestiram rapidamente, quando Lois terminou de abotoar o último botão de sua camisa branca, Vicki Vale abriu a porta da sala e passou pela Organizadora do evento sem dar uma palavra, e foi direto para a sua mesa, onde assinaria os livros. Lois saiu da sala cambaleando, tonta por ter gozado e ainda sem entender o que diabos acontecera nos últimos 20 minutos. 

_ Espero que tenha conseguido uma boa entrevista - disse a mulher de braços cruzados no corredor. 

_ E foi! - respondeu Lois Lane sorrindo e caminhando rapidamente pelo corredor. 

Teria sido apenas uma resposta comum, se não fosse pelo fato do rosto e da orelha de Lois estarem marcados com o batom vermelho de Vicki Vale. 

###

É claro que Lois levou para casa uma cópia autografada do Best-Seller de Vicki Vale, e ainda durante a madrugada, deitada em sua cama, ela continuou a leitura de onde Vale havia parado de contar na Livraria: 

(...) "abaixei o zíper, abri seu cinto e o tirei com força jogando-o para o lado, abri o botão de sua calça e lá estava, o imenso volume na cueca de Bruce Wayne, o homem mais poderoso e viril de Gotham City. 

"Bruce se ajeitou na poltrona inclinando o quadril para frente e deixando que eu puxasse a sua calça até os seus joelhos, puxei a suas calças junto de sua cueca, sorri ao ver o membro imenso de Bruce Wayne me encarando - sorri de prazer ao sentir que ele estava excitado por minha causa. Não podia deixar aquele homem excitado à minha frente apenas com vontade, mergulhei minha boca no cilindro duro e glande roxa de Bruce Wayne. Enfiei a sua pica inteira dentro de minha boca e senti ele soltar um gemido de prazer. Continuei movimentando a minha cabeça para cima e para baixo, mergulhando ele todo na minha boca e me deliciando com a sua rola com a minha língua. Wayne adorava o jeito como eu o chupava. Segurou a minha cabeça e acompanhou os movimentos que eu fazia com a mão, para cima a para baixo, e quando eu ia mais fundo com a minha boca e saltava minha língua para fora para lamber a base de seu pau, ele sorria para mim com ainda mais desejo."

"Não posso falar mal das noites de prazer que tive que Wayne. Naquela noite de Natal, enquanto ele se debruçava em cima de mim com o seu membro pulsante querendo a minha vagina, eu só conseguia pensar que queria mastiga-lo inteiro com a minha boceta. Agarrei seu corpo com as minhas pernas e o forcei a meter em mim bem fundo. Ali, na sala de estar, Bruce Wayne metia em uma jornalista vadia, interesseira, que faria de tudo para vender um livro sobre suas cenas eróticas com ele, ganhando o máximo de dinheiro que conseguisesse com tal Best-Seller e que finalmente poderia viver em Paris, em paz, longe de todos os corvos de Gotham City querendo saber de sua vida."

"Eu gritei de prazer com a sua rola esmagando a minha vagina, preenchendo o vazio de minha boceta molhada, e enquanto eu gritava de prazer e gritava sobre o imenso pau de Wayne, ele segurava a minha cintura e me dominava. Eu e ele, em frente à lareira, deitados no tapete, sujo de vinho caro e importado, eu tinha a boceta destruída pelos seus movimentos bárbaros que me invadiam com toda força que ele podia impôr em cima de mim! Gozei próximo da meia noite, enquanto famílias festejavam, comendo perus em torno de uma mesa farta de comida, eu tomava o leite puro do pau de Bruce Wayne, e ele me desejava: Feliz Natal!" 

Lois Lane só conseguiu dormir depois de se masturbar pensando em Vicki Vale fodendo com Bruce Wayne da mesma forma que ela descreveu no livro sobre a noite de natal. 


Notas Finais


Ufa! Longo não?
Espero MESMO que tenham curtido!!!

BatBeijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...