História De Amargo para o Doce Atrevido - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Tags Han Jisung, Lee Know, Lee Minho, Minsung, Stray Kids, Yaoi
Visualizações 184
Palavras 1.600
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellos, é a vana. Este capítulo NÃO é minsung, e sim, changlix haha Tipo um especial sabe minha gente.
É continuação do anterior, enquanto Jisung está no apartamento do Minho e os changlix no quarto do Changbin.

E, está na visão do Changbin :)

AVISO QUE OLHA, TÁ UMA BOSTA, MAS É ISTO, NÃO DIGAM QUE EU NÃO AVISEI EM!

E Jisung é um destruidor de -----
Desculpe algum erro, bjão e saranghaeyoo!

Capítulo 14 - Morango e a Calda de Chocolate


Me digam se não existe combinação melhor do que morango e uma bela calda de chocolate?

Bem, mesmo que esse morango seja um pouco ácido e as vezes docinho e conhecido como Seo Changbin, a calda sempre se derrete toda por mim, confesso também que eu me derreto todo por aquela calda, conhecida como Lee Felix. Visto que, meu namorado nunca me decepciona.

Felix é todo meigo, sempre age de forma fofa ao meu lado e eu posso tentar o que for, não resisto. Não que ele seja fofo vinte e quatro horas por dia, porque ele não é. Mas, enfim, acho que fora ser desde a primeira vez que bati meus olhos em si que me encantei.

Estávamos na aula de educação física quando a diretora chegou dizendo que um aluno de intercambio entraria em nossa sala, um australiano. Achei legal de início, pois Chan era muito legal comigo e era australiano. Se bem que com Minho ele fora ser um cu doce nesses últimos tempos. Espero que ele tenha se arrependido senão eu parto aquilo entre as pernas dele junto da ajuda do Jisung.

Enfim, voltando a falar da calda de chocolate, de início achei legal a ideia de o ter em sala. Nem havia o visto, mas eu me empolgava muito fácil, bem, isso até bater meus olho em si. Meus olhos paralisaram o fitando, loiro e com sardinhas e um sorrisinho singelo nos lábios. Aigoo, mudei completamente. Contudo, havia um problema. Felix preferia assistir filmes de romance e eu de terror, gostava de morango e ele só de chocolate (evitava fruta a qualquer custo) era chocante. A maioria das coisas que comentávamos um com o outro era oposta.

No começo achei que fosse graça que ele estivesse fazendo para me irritar, mas depois vi que era verdade. E foi aí que mantive distancia dele. Mas, não o bastante quando o vi chorar na arquibancada da quadra por não conseguir entender a tarefa que a professora havia passado. Meu coração se apertou tanto, mas tanto que o prometi ensinar direitinho o coreano.

E foi assim que nos aproximamos mais. Criamos gostos comuns, incluindo morango com calda de chocolate. A primeira vez que Felix provou, não ficou com uma cara de "oh, amei" mas depois disso, ele me insistia todos os dias para comprar. A cada dia que se passava, ele aprendia mais coreano, até aprender também a amolecer meu coração de vez e quando reparei já estava aos amassos com o mesmo na sala do meu apartamento.

Não passamos de amassos no início e caricias, bem, isto no início. Viramos namorados depois de dois meses e Felix me mudou tanto que eu acabei ficando mais sociável que antes. 

Mas também, o que dizer de um loirinho romancista? Impossível não se apaixonar e não querer mudar por si.

 

》》》《《《

 

—  Binnie-ah, eu tenho que ir embora, hm— Felix me disse em um tom manhoso, enquanto estávamos sobre minha cama e eu passava minhas mãos sobre suas madeixas, agora ruivas, que cheiravam morango. Porque comprei para si um shampoo com o cheiro de morango, não minto.

— Fica mais um pouquinho, amor — Só queria aproveitar mais aquele momento consigo.

— Aigoo, podemos fazer isto amanhã, você sabe que eu tenho medo de ir até em casa nesse horário e Jisung está com o Minho no apartamento lá, você não pode simplesmente me levar até em casa. 

— Dorme aqui— E o vi se inclinar, colocando uma das mãos sobre meu peito e me fitar surpreso.

— Mas... mas você disse que só me deixaria dormir aqui se a gente.. — Ficou de joelhos sobre minha cama — Aish, se a gent-

— Se a gente fazer amor, sim, é isto que estou pedindo.

— Omo! Jisung logo estará aqui Binnie, eu tenho vergonha dele nos ouvir. 

Aigoo, pare de se preocupar porque Jisung não volta tão cedo do apartamento vizinho — Dito isto, o puxei para meus braços e comecei o beijar de forma calma e prazerosa. 

Felix me deu passagem com a língua e intensificamos o beijo. Suas mãos iam dos meus cabelos até minha cintura. Hora ele puxava os fios do meu cabelo e hora ele passava ambas as mãos sobre meu peitoral. Enquanto uma das minhas mãos ficava sobre sua nuca, a outra invadia sua calça skinny preta. Ouvi Felix pronunciar meu nome baixinho enquanto já tomava conta de seu pescoço, depositando neste vários beijos. De início começei o beijar, até o morder fraco e o sugar para que deixasse claro para uns e outros que Felix tem dono. Pois, ele tem.

A tensão entre nossos corpos era notável e foi ai que Felix retirou com a minha ajuda sua camiseta e o mesmo fez com a minha. Desabotoei sua calça e o deitei na cama lentamente, no intuito de puxar sua calça de uma vez só. Felix gemeu quando passei minha mão sobre seu membro. E este gemeu mais ainda quando comecei a beijar sua barriga até chegar em seu pescoço e o marcar novamente. Felix se entregava a mim tão rápido que eu não sabia muitas vezes o que fazer consigo.

Ele me virou rapidamente, ficando sobre mim e a sorrir maliciosamente. Retirou minha calça jeans e deixou um beijo bem lento próximo do meu membro que me fez arrepiar todo. 

Depois ele foi até minha boca novamente, me beijando mais intensamente até que a falta de ar chegasse. Nossas respirações estavam em um ritmo fora do normal e a minha piorou assim que Felix decidiu retirar a última peça que me impedia de estar completamente nu diante de si.

— O que pretende com isto, caro Felix? — Digo de modo provocador e ele começa a deixar vários beijos sobre meu peito.

— Quero te ver pedir por mais — Me disse, já pegando em meu membro e o fazendo movimentos de vai-e-vem com as mãos.

— Fe-Felix vai com calma.

— Calma? — Disse aos risos —Acho que escutei mais rápido, hm? — Movimentou suas mãos mais rápido do que antes, que acabei por inclinar a cabeça para trás gemendo seu nome várias e várias vezes e tentar recuperar o ar que se sucumbia tão rápido quanto suas mãos que deslizavam sobre meu membro. 

Felix sabia o que fazia e de como fazia —Diz Changbin, diz para mim entre os gemidos como você quer que eu faça, hm?

Mordi meu lábio inferior ouvindo sua provocação. Felix sabia como me ter nas palmas de suas mãos melhor do que quando eu o fodia por completo.

— Quero que faça o seu melhor, quero que faça gostoso — Após isso, tardei a segurar os lençóis da minha cama. Esse australiano me leva a loucura de um jeito que não sei explicar.

Quando ele parou com os movimentos, achei que tivesse desistido, mas ao sentir sua boca sobre meu pescoço me arrepiei novamente.

— Então eu vou fazer gostoso Changbin-ah, do jeitinho que você deseja — Disse-me sussurrando em meus ouvidos. Conhecia ele mais do que ninguém para saber que ele possuía tesão quando me provocava, assim como eu tinha. 

Segurei mais firme nos lenções, enquanto Felix beijava meu corpo todo.

— Aproveita enquanto pode, porque depois você vai ficar gemendo meu nome e implorando para que eu te foda rapidinho — Digo, entre um arfar e outro.

— Você sabe que é desse jeito que eu gost-

— OH GALERA!!! O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO NO QUARTO, PODEM PARAR AGORA! — Arregalei meus olhos surpreendido com aquela voz. Mas que diabos, Jisung não podia estar fodendo a porra do namorado dele, agrr!! 

Felix ficou tão pálido que quando ia sair de cima de mim congelou assim como eu vendo Han Jisung nos fitar com uma cara maliciosa após abrir a porta do meu quarto de supetão.

— Olha se eu não posso fazer isso, vocês também não podem, tchau! — Disse isso com a maior normalidade depois me ver pelado com Felix sobre mim. Ah mas, Jisung não muda!!!

— PARA DE EMPATAR OS FODAS DOS OUTROS CARALHO! — Gritei irritado, e Felix se levantou colocando sua calça na velocidade da luz, todo vermelho de vergonha. Eu não tinha tanta vergonha, dado que, Jisung me via pelado perambulando pelo apartamento sempre.

Visto que, o apartamento é meu e eu ando do jeito que eu quero. Mas, me ver em um momento crucial desses é pra acabar.

— Como que eu vou olhar para a cara dele agora Binnie-ah?

— Com a mesma que eu vou mandar os nudes dele para o Minho, Seungmin e Hyunjin.

— 'Ce 'tá loco? — Felix me encarou espantado assim que terminei de colocar minhas calças.

— Louco é o Jisung empatar nosso momento — Dei um beijo na testa do meu namorado e sai até a sala encontrando a figura diabólica — SERÁ QUE O MINHO VAI GOSTAR DE VER SUA LAGARTIXA DURA, JISUNG?

O vi se inclinar e me olhar estático.

— Ah mas você não é louco de fazer isso!

Encarei a tela de bloqueio do meu celular, e o desbloqueei e entrei na conversa com Minho. Sabia que aqueles nudes salvos em minha galeria serviriam para algo, porque furtei o celular deste individuo uns tempos atrás e enviei os nudes para o meu pensando que isso seria de boa coisa, tipo chantagem. Meu dedo chegou a coçar de felicidade. Se fode agora, Han Jisung!

— VOCÊ NEM OUSE!!! — O vi se levantar e ri.

— Ah mas... — Apertei o enviar e o fitei — Opa, foi mal esquilo destruidor de fodas.


Notas Finais


O próximo continua sendo minsung rsrs Até :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...