História De Amargo para o Doce Atrevido - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Tags Han Jisung, Lee Know, Lee Minho, Minsung, Stray Kids, Yaoi
Visualizações 514
Palavras 2.680
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellos pessoal, é nois e os dramas de Lee Minho, mas hoje a história é outra rsrs Sabe aquele ditado, quem ri por último ri melhor? Então, Jisung não vai se esquecer dele tão cedo. Enfim, desculpem algum erro e bjinhos, saranghaeyoo!!

Capítulo 9 - As Velas de Chocolate


Seungmin me acordou aos berros naquela manhã, e eu pensei que nosso prédio estava em chamas, entretanto, ele só fez essa cena toda por causa de uma barra de chocolate. 

— Sério, Seungmin?

— Olha, o Jisung que me mandou te entregar — Mostrou a barra em suas mãos com um sorriso contagiante.

— Não vai me dizer que ele entrou aqui, e me viu dormindo novamente?

— Ele já te viu dormir? — Arqueou a sobrancelha confuso. 

Opa.. opa, esqueci de contar está parte para Seungmin — o dia em que o Han cuidou de mim. 

— Longa história... então.. era só isso, vou voltar a dormir — Estiquei a coberta sobre meu corpo, ignorando a barra de chocolate e o Kim, no entanto, o chocolate branco a puxou para si, me impedindo de ficar coberto. 

— Nada disso moço, quero arrumar minha cama e você pode xispar dela — Subiu na cama deixando a barra de lado, e começou a me fazer cócegas.

Fiquei irritado com o Kim, mas não nego que ri de seu modo clássico para me despertar, ainda mais do dia nebuloso que tive ontem no colégio. Sorte minha que Seungmin me deixou dormir com ele, ou então, passaria a noite chorando.

— Agora sério — Parou de me fazer cócegas e pegou a barra — Toma esse seu chocolate e vaza, porque eu tenho que me arrumar também e ver esse seu machucado no joelho, ok?.

— Aigoo, okok... nem parece o garoto que me disse palavras doces — O encaro fazendo birra e pegando a barra de chocolate — Eu tenho mesmo que ir para a aula, Minnie-ah? — Digo de maneira fofa com um biquinho nos lábios formados.

— Claro que tem, principalmente para mostrar que não é um fraco para o Chan.

— Mas.. mas eu sou um fraco, Seungmin — Abaixo a cabeça, desviando meu olhar de si. Me recordava do dia anterior, das palavras cruéis que o casal me disse, mas também, do incentivo do Kim para que eu me libertasse desses sentimentos confusos. 

Até porque, era o que me fazia sorrir nessa manhã.

— Eu sei que não vai ser fácil, mas você tem eu e seus colegas, junto de um gato que gosta de você, vai dar tudo certo — Suspirei lhe encarando e sorri me dando por convencido, afinal, Seungmin não me deixaria sozinho hoje, e acho que nem eles.

— Tomara, Seungmin, tomara.


E de fato, não é que as coisas foram como o Kim me dissera. 

Aigoo, esse garoto é vidente!


Ele, Jisung, Changbin e Felix me acompanharam até o colégio, mesmo eu sendo o mais lento — por causa do incômodo no meu joelho — e por fim, Hyunjin nos encontrou na entrada. Seungmin me disse que os três — ele, Jeongin e Hyunjin — estavam "namorando", o que não me fazia ficar tão surpreendido assim, já que suspeitava. Em razão de que, quem que fala que está namorando alguém e aparece com outro do nada, bem só o chocolate branco. Realmente namoro à três é a cara do Seungmin mesmo.

No final das contas, Chan e o Woojin não chegaram perto de mim, até porque, o olhar mortal de Seo Changbin e Han Jisung são suficientes para assustar qualquer um. Realmente são. E nas aulas tudo ocorreu bem, tanto quanto, no intervalo o que me deixava mais aliviado.

Talvez, Bang Chan tenha se arrependido. 


Após as aulas, o Kim me disse que o Jeongin resolveu aparecer mais cedo do que o previsto — pois o tal havia dito que iria vir só depois de uns trabalhos escolares dele que terminariam na outra semana, mas como acabaram mais cedo né — a notícia acabou por deixar o Kim feliz, já que ele e Jeongin se veriam, e o mesmo conheceria o namorado Hyunjin que ainda não viu. 

Eu sei.. eu sei confuso, mas isso é coisa do Seungmin, culpem a ele! 


Por este motivo decidimos ir ao mercado abastecer nosso estoque, pois o Yang iria ficar conosco no apartamento, tanto quanto o Hwang que também iria querer ficar, obviamente. Sendo assim, precisava comprar muita comida para esse povo, e teria que ser rápido, porque do mercado teríamos que seguir para a rodoviária esperar o tal do Jeongin. Coisa que não levou muito tempo, já que o casal de namorados queria se encontrar logo com o terceiro namorado, e falando nele, Seungmin deveria ter me avisado que o garoto era um floquinho de mel.

Sinceramente, não esperava que Jeongin tivesse uma aparência tão jovial, tampouco, fosse uma purpurina aleatória  — sorridente e super alto astral — o que me fez rir do garoto e ao mesmo tempo, gostar de si. O chocolate branco não media esforços para o abraçar, juntando suas bocas em um rápido beijo, mas parou de melação com Jeongin assim que notou Hyunjin se aproximando deles. Juro de mindinho que pensei que iriam brigar, que o floquinho de mel não havia concordado com qualquer coisa do tipo, no entanto, ele sorriu minimamente para o Hwang que retribuiu o sorriso lhe dando as mãos. Achei comovente a cena. Principalmente quando eles se abraçaram, era muita loucura pensar que eles se namoravam. Loucura ainda, pensar que Jeongin acabava de conhecer o Hwang. E no final das contas eles se davam bem, tão bem quanto o beijo triplo que tive o infortúnio de presenciar. 

Escolhi um nome para eles: Triângulo melação. Porque assim, junta o chocolate branco com o floquinho de mel e o floquinho de flocos. Ah, e o de flocos é o Hyunjin: aquele que tem só a cara de santo.


Chegando no apartamento, eu e Seungmin arrumavamos as compras, enquanto o Jeongin e o Hwang o quarto, no qual dormiriam — junto de Seungmin, obviamente — só precisavam achar algum espaço para as roupas deles, isso se Seungmin não ocupou todo o guarda roupa.

— Que negócio pesado — Digo cansado, carregando aos poucos os quatro pacotes de arroz. 

— Mas também bicho burro, seu joelho está machucado e você abusa — Seungmin diz, me dando um tapa no ombro e pegando dois pacotes de arroz dos meu braços.

— É verdade, o hyung se machucou não deveria ficar pegando isso, porque não me deixa ajudar Seungmin e vai lá ajudar o Jeongin? — Hyunjin surgiu do quarto observando a cena, e me sugeriu isto. Acabei por assentir, afinal, não iria aguentar carregar toda aquela compra com esse joelho bugado.

Fui para o quarto do triângulo melação, e vi o Yang retirar mudas de roupas para colocar no compartimento vazio do guarda roupa de Seungmin. Uau, tinha espaço vazio ainda. 

— Hyunjin foi ajudar Seungmin, pois acham que não aguento muito peso por conta do meu joelho — Digo o olhando e ele me encara sorrindo.

— Então deveria descansar hyung.. roupas eu arrumo facinho, senta ai e vamos conversar sobre as idéias sórdidas dos meus namorados — Sorri para si, pelo jeito engraçado que ele falou, até parecia que ele conhecia Hyunjin a anos, chocante — Afinal, fiquei sabendo que eles deram de cúpido, né? 

— Sim, eles e uns outros, você realmente se meteu em uma enrascada com esses dois.

— É por isso que gosto de Seungmin, e agora de Hyunjin — Continuou dobrando as roupas seletivamente — Seungmin-ah é um cúpido melodramático e Hyunjin-ah um cúpido tímido-versátil, uma combinação duvidosa, mas comigo no meio acaba fazendo sentido, sabe?

— É realmente, são o trio mais louco que conheci. 

— Louco mesmo, mas sabe hyung.. posso te chamar assim né? — Voltou a me olhar esperando eu confirmar — As vezes temos que deixar de lado os medos e as opiniões para seguir com o que realmente queremos. E vendo aqueles dois, eu os quero mais que tudinho nessa vida.

Assenti, pois fazia sentido o que o mais novo me dizia, sobre deixar de lado as opiniões e medos, e seguir com a vida. As coisas não são simples, mas temos que tentar não é? Tanto quanto, estava tentando acreditar que teria que conviver com um romance triplo naquela altura do campeonato.

Quando por fim terminamos de arrumar tudo, quero dizer, Seungmin e Hyunjin as compras e Jeongin as roupas, os três ficaram de melação um com o outro, e por isso resolvi sair um pouco deixando os namorados se pegarem o quanto quisessem. Afinal, me sentia a vela suprema naquele apartamento, mesmo ele sendo meu

Parei na frente do prédio indo me sentar em um dos bancos que tinha ali como "enfeite" já que nunca via alguém o usar, e fiquei observando as flores que o jardineiro havia de ter comprado e plantado hoje. Eram rosas, orquídeas e as fofinhas suculentas, que eu tanto queria por em algum canto do apartamento. Porém, pensava que poderia as matar, pois eu sou duvidoso em cuidar de qualquer coisa.


》》》《《《


Tédio.

Era o que eu sentia mofando na frente do prédio. O que a gente não faz para o amigo ficar aos agarros com os namorados. Sinceramente, estava cansando de ficar lá fora e também estava receoso de entrar e presenciar alguma cena indecente. Afinal, eram três pessoas se agarrando, e se duas fazem muitas coisas, as três podem fazer mais, não é verdade?

E por este motivo preferia morrer no tédio, coisa que mudou assim que vi um garoto acastanhado entrar pela portaria todo desastrado com dois copos de milkshakes em mãos. Assim que ele me viu, sorriu singelo caminhando em minha direção. 

— Posso.. me sentar? — O chocolate ao leite me perguntou meio hesitante, encarando o espaço vazio do meu lado — Seu joelho 'tá melhor?

— Que eu saiba eu não mordo, e sim ele 'tá melhorando graças ao Seungmin, falando nisso obrigada pela barra de chocolate. 

— Eu sei que você não morde seu bobo, mas você geralmente foge de mim — Assenti concordando, até porque, era a verdade — E de nada, passei no mercado e vi a partilheira de chocolate me fazendo lembrar de você... Mas então, o que faz aqui fora, resolveu tomar um solzinho?

— Na verdade, estou evitando ser vela, pois você sabe né, Seungmin e seus dois namorados — E ele começou a rir, me fazendo pensar que estava rindo de mim.

— É, fiquei sabendo por Hyunjin, e também te entendo, já que sai do apartamento lá por isso também, Felix resolveu namorar um pouquinho o Changbin — Terminou de frase com uma expressão emburrada, e eu ri da sua cara de desgosto — Além de me mandaram comprar esses milkshakes, sinceramente são uns folgados.

— E você foi comprar ainda? — Pergunto surpreso, e ele confirma — Realmente você é bom amigo, porque eu não seria capaz de fazer essa caridade.  

— Talvez, não — Me encarou risonho entregando um dos milkshakes — Não conta para eles, mas.. vamos beber escondidos.

— Olha que o Changbin vai te estrangular depois, o dinheiro não foi dele? — Pergunto desconfiado, mesmo pegando o milkshake oferecido. Pois recusar comida não é do meu feitio. 

— Se eu contar que foi para você que eu entreguei, ele não fica não — Balancei a cabeça entendendo o que ele se referia. Afinal, isso era mais do que óbvio, o Seo queria que eu o namorasse, acho que qualquer um queria isso, então provavelmente ele não irá se importar com o chocolate ao leite me dando o milkshake.

— Minho? — Me chamou e eu o olhei vendo que ele encarava o céu, notando também que estava mordendo seu lábio inferior. Ele parecia receoso — M-me desculpa por ser tão.. insensível, eu não sabia que seria um estorvo como o Bang Chan foi, de ficar te pressionando tanto de todas as maneiras, mas é que eu gostei de você sabe e queria insistir — Parou de falar rindo do nada e colocando uma das mãos no rosto, e eu tomei um gole do milkshake esperando ele concluir o que queria me dizer — Acho que te assustei, jeito estranho de demonstrar amor não é? Mas também... — Voltou-se seu olhar em meus olhos — Saiba que eu nunca faria o que o Chan fez, não importa se me negue, eu jamais te deixaria passar por aquele momento sabe, jamais te magoaria daquela forma... eu não quero te machucar. 

— Jisung, eu sei.. sei que você não faria aquilo — Dei uns tapinhas em seu ombro, o reconfortando.

— Mas Minho, eu não queria te deixar envergonhado, nem irritado... — O interrompi. 

Acabando por concluir sua frase.


— Já sei, não como Bang Chan me fez — Balançou sua cabeça confirmando percebendo que eu ja prévia suas falas, e eu tomei mais um gole do milkshake que ele havia me dado, esperando que o doce sabor de chocolate me desse coragem para dizer o que eu pensava — Olha Jisung, consigo ver em seu olhar sinceridade, uma sinceridade que eu ainda não conhecia, e acho que é por isso.. um dos motivos que você me afeta tanto, e eu sou muito confuso nessas coisas, sabe? Amor é uma parada para Seungmin resolver.

— É, sei bem, ele e os seus dois namorados — Concluiu, acabando por nos fazer rir juntos como se fossemos dois namoradinhos contando nossos segredos mais surreais. 

E por isso, comecei a ficar sem jeito, nunca tinha conversado tão descontraído com o Jisung, nem mesmo o ouvindo se desculpar daquela forma. Só havia visto até então seu lado mais atrevido, e confesso que ver seu olhar e seu lado mais doce fez meu coração palpitar novamente. 

No entanto, ele se levantou, chacoalhando o milkshake em suas mãos — Prometo que não vou tentar mais nada fora do comum... desculpa mesmo, Minho — Disse passando a mão no cabelo, e até parecia que essa era a forma que ele se tentava acalmar — Fico feliz em ver você sorrindo novamente, bem eu.. eu a-acho q-que vou indo — Gaguejou por ter dito rápido as palavras e respirou fundo, acenando com a mão — Até qualquer hora.

O vi tomar um gole do milkshake apressado, e juro que nunca o tinha visto tão sem jeito, ainda mais saindo cabisbaixo até a entrada do prédio. Senti um pouco de culpa, afinal, ele foi gentil em dizer sinceramente desculpas, tanto quanto, dizer que não irá tentar mais nada sem pensar. 

Não tinha nunca, como o comparar com Christopher Bang. Jisung nunca me faria mal, nunca me magoaria, ele era diferente, em todos os sentidos. Em seu olhar se notava isso. 

E então resolvi fazer o que prometi para o chocolate branco. 


— Jisung! — Gritei antes que ele sumisse pela porta principal do prédio e ele parou na hora se virando com o canudo do milkshake que bebia na boca. Pô, mano não tem como negar, Jisung era um pitelzinho mesmo, afinal, não era atoa que ele era o chocolate ao leite, como havia dito — carismático e "calmo"e com uma mordida certamente mostraria o contagioso "querer mais" pois esse chocolate era perigoso — realmente perigoso para o meu coração. 

— Quer ir ver um filme comigo?


No mesmo instante que terminei de fazer o pedido, ele me encarou com os olhos arregalados, começando em seguida a se engasgar. E eu só conseguia rir da sua feição inesperada, acho que ele não acreditou muito no que ouviu. Tentei ir o mais rápido que conseguia em sua direção — por conta do joelho que me impedia de correr — acabando por deixar meu milkshake no banco, e próximo de si, bati várias vezes em suas costas para ver se ele parava de se engasgar. 

— Você 'tá bem?

— A-acho que sim — Se segurou em mim, me encarando com um brilho nos olhos, nos quais nunca havia visto tão nitidamente — Você quer um encontro, tipo eu e você? Você e eu?

— É, ué... nós dois — Digo rindo notando sua expressão em choque.

— Minho-ah, quando desisto, tipo digo que não vou lhe oportunar mais, você simplesmente resolve abaixar a guarda? — E eu só conseguia rir — Você é indecifrável, sabia disso?

— Eu sei — Falo convencido. Afinal, o único que me entendia até hoje era só Seungmin — Mas acho que a partir de hoje, você terá muitas oportunidades para me decifrar, adocicadohan




Notas Finais


hmm adocicadohan, vai na fé ♡ até o próximo capítulo♥ bjaaao


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...