História De Férias Com O Ex - Capítulo 1


Escrita por: e illegirs

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Comedia, Jikook, Jimin!tops, Jungkookbottom!, Kookmin
Visualizações 221
Palavras 645
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI!!!

olha eu com mais uma fanfic kssjjssn puta merda eu não paro.
enfim meus amores, eu não garanto nada com essa fanfic, é uma tentativa de comédia mas sei que vou pagar altas gafes aqui porque eu sou péssima nisso, mas segue o baile.
eu realmente espero que vocês gostem e que ela tenha um bom feedback, esse é só um prólogo, pretendo postar logo o próximo capítulo. beijos e boa leitura!

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction De Férias Com O Ex - Capítulo 1 - Prólogo

Puta merda! 

PUTA MERDA!

Ok! Eu estou bem, estou calmo, estou calmíssimo.

Ah, que calmo o quê, eu estou mais é pulando e rolando de felicidade porque eu vou para o Havaí. HAVAÍ! PORRA!

Mal pude acreditar no que os meus olhinhos viram quando minha mãe brotou no meu quarto com um passaporte e uma passagem de avião nas mãos. Eu juro que dei o berro da pantera coreana. Sem brincadeiras.

— Jeongguk se você não aquietar esse fogo todo que sua bunda tem eu juro que picoto essas passagens em mil e um pedaços e te faço engolir pedacinho por pedacinho! — Sra. Jeon não era lá uma mulher que muito fácil de se lidar, mas talvez eu contribua para que isso aconteça. Enfim, prosseguimos.

— Aish... Não posso mais ficar feliz por isso? Porra mãe, é o Havaí! H-A-V-A-Í! Entendeu? É o meu sonho de consumo. — respondi olhando profundamente em seus olhos idênticos aos meus e juro ter visto faíscas saindo deles.

— Olha a boca seu moleque, foi essa a educação que eu te dei, hein? Aigoo! — ela suspirou emburrada, mas logo sua feição se tranquilizou e ela sorriu amena, me abraçando. Bipolar. — Meu bebê está crescendo, nem acredito que vou permitir que você viaje para tão longe, ainda mais com aquele desmiolado do Hoseok. 

Bebê? Sério mãe? Really?

— Mãe eu não sou mais um bebê, e eu só vou ficar por um mês e algumas semanas, passa rápido. — revirei os olhos. — Hoseok é meio doidinho mesmo, mas sabe ser responsável quando precisa, não se preocupe. — assegurei.

— Hmm, não sei não. — me olhou desconfiada com aqueles olhos que ainda insisto em achar que sabem ler almas. Chega a trancar o buraquinho que não passa nem sinal de wifi. — Eu quero que se divirta muito lá, pegue um bronzeado porque não aguento mais olhar para essa sua cara branquela e sem graça, e claro, não se esqueça de desfrutar muito dos havaianos calorosos, principalmente. — ruborizei com seu comentário. Aish, ela acha que eu sou o que? Um guru do sexo? 

— Mãe! 

— Não se faça de santo criatura, eu sei que essa sua bundinha está louquinha pra dar uma ré. Eu sou sua mãe, eu sei das coisas neném. — Pronto, agora ela enlouqueceu de vez.

— O que eu fiz para merecer isso minha lady? — olhei para o pôster maravilhoso da santa lady gaga emoldurado em um quadro na parede do meu quarto, e suspirei dramaticamente.

— Picotando às passagens em ...3...2...1.

— MÃE!


[...]


— Está levando tudo? Não se esqueceu de nada não é? Protetor solar, pomada para assaduras, sua pele é sensível bebê, os documentos, passaporte, às passa... 

— Mãe eu peguei tudo, relaxa. — murmurei envergonhado, ela nunca foi muito discreta.

— Ok. Acho que eu estou passando um pouco dos limites né? — suspirou dramaticamente. Tal mãe, tal filho.

— Tudo bem, só não se preocupe tanto. Eu tô em boas mãos. — olhei para Hoseok que estava mais interessado em seu joguinho de corrida no celular do que outra coisa. Minha mãe riu. 

— Claro que está. — debochada. 

— Da para implicar menos com ele? Por favor. — cruzei os braços e semicerrei os olhos, ela bufou e assentiu, logo sorrindo. 

— Então se despeça da sua mamãe, eu sentirei tantas saudades, me ligue todos os dias e me mantenha informada, quero que me conte tudo que acontecer, e vê se arruma um macho que preste dessa vez. — ri de seu entusiasmo, ai, como eu amo essa mulher.

— Tudo bem mãe, agora precisamos ir, ou vamos nos atrasar para o vôo.

Acabei por me despedir da minha mãe, que chorou até não ter mais lágrimas e me sufocou com um abraço que senti até meus ossos estralarem, tadinhos. Segui com Hoseok até o portão de embarque e partimos literalmente, para o paraíso.

Havaí, ai vou eu, me aguarde.


Notas Finais


ESPERO QUE VOCÊS TENHAM GOSTADO!

comentem o que acharam, please, isso me motiva muito!

até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...