1. Spirit Fanfics >
  2. De Kara Danvers; Para Lena Luthor >
  3. De Kara Danvers; Para Lena Luthor

História De Kara Danvers; Para Lena Luthor - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


One shot rápida e meio péssima de uma ideia que eu tive. Boa leitura!

Capítulo 1 - De Kara Danvers; Para Lena Luthor


Fanfic / Fanfiction De Kara Danvers; Para Lena Luthor - Capítulo 1 - De Kara Danvers; Para Lena Luthor

— Querida, nós temos que sair em meia hora, ok? Vou pôr as coisas dos meninos no carro — a voz que vinha da sala deixou Kara atenta ao pouco tempo que tinha para fazer aquilo.

— Eu já estou descendo, nós vamos chegar a tempo! — gritou de volta.

A kryptoniana precisava escrever aquela carta para o aniversário do seu amor o mais rápido possível. 


Para Lena

Eu não tenho muito tempo para escrever isto, estamos agitados em casa e as crianças estão empolgadas para ir assistir ao jogo que o Will arrumou, então serei rápida em dizer que eu nunca vou esquecer a primeira vez em que te vi. Eu e Clark fomos investigar o seu envolvimento com a explosão da Venture… acho que, naquele dia, eu já sabia que me apaixonaria facilmente por você, só demorei tempo demais para perceber e depois ainda mais tempo para admitir. O jeito que você me olhou naquele dia agora me faz acreditar que você também sabia, e nos outros dias, e em todas as vezes em que nós nos vimos, você já sabia. Faz eu me sentir idiota, e escrevo isso sorrindo.

Bom, Lena, esse ano faz trinta anos desde a primeira vez em que te vi, isso quer dizer que faz vinte e seis anos desde a nossa maior briga — quando você descobriu do pior jeito possível quem eu também sou — e também vinte e seis anos desde a melhor reconciliação que poderíamos ter. Aquele beijo, o teu beijo, é o melhor de todos. Foi diferente de tudo que eu já senti na vida, era suave, encaixava, me trouxe calma e desejo ao mesmo tempo. Daquele beijo em diante, eu decidi que beijaria sua boca para o resto da minha vida. Você seria a minha namorada, esposa e mãe dos meus filhos. Rao, como eu sou apaixonada por você! Cada detalhe teu, eu colocaria todos em quadros para ver todos os dias se fosse possível. Tão inteligente, com um gosto duvidoso para comida, mas que compensa com um musical impecável. Cabelo sempre tão cheiroso, se eu fechar os olhos, consigo sentir o cheiro; sua pele macia por causa das infinitas loções. Às vezes eu me pego rindo quando estou na casa da minha mãe, vejo a prateleira alta da estante que você nunca alcançava e eu sempre pegava o Monopoly para jogar na sua cara que eu era maior, você fingia estar brava mas logo começava a sorrir, me dava um beijo na bochecha e um selinho, sempre; também pareço uma idiota quando vou ao Noonan's às quartas-feiras antes de voltar para a CatCo após o almoço, peço o meu café e o teu, sento no parque como se você fosse aparecer e me contar sobre um sócio insuportável da L-Corp. Rao, faz dezessete anos desde que você se foi e ainda dói tanto, ainda sinto tanto a tua falta!


— Mãe, o Willian pediu para te chamar e dizer que estamos atrasados.

— Meia hora já passou? — a menina afirmou com a cabeça. — Oh, ok, meu amor. Avise a ele que nós vamos chegar atrasados ao jogo, então. Ainda vou demorar alguns minutos, avise aos seus irmãos para irem ao banheiro mais uma vez. Lory! — a menina, que estava indo fazer o que a mãe mandou, voltou com o chamado.

— Sim, mãe?

— Eu te amo. E você é a coisa mais linda que eu já vi.

— Eu também te amo, mãe. E é claro que eu sou a coisa mais linda que você já viu. Você conhece as minhas mães? — a menina sorriu e se retirou, deixando Kara a sós para terminar a carta.


Lena, eu quero dizer que eu fiz tudo o que você me fez prometer que faria, mas nunca mais fui capaz de sentir o mesmo por outro alguém. Eu namoro Willian há anos, e eu o amo, mas seria mentiroso dizer que é do mesmo jeito que eu amo você; tive outros dois filhos, gêmeos, Jeremy e Amanda, e eu os amo tanto quanto amo Lory, mas não posso dizer que foi tão mágico esperar filhos do Will quanto foi esperar uma filha com você, porque você foi um acontecimento na minha vida, Lena Luthor, e ninguém jamais será capaz de superar o que nós duas significou para mim. Você abalou todas as minhas estruturas, eu me apaixonei por você, eu te amei, eu te pedi em casamento, você se tornou minha esposa, nós tivemos uma filha, que se parece tanto com você que às vezes me dá vontade de chorar pela saudade; hoje faz dezessete anos desde que você se foi, e eu ainda não consegui esquecer a sensação boa que era ter a sua mão na minha, e eu vou sofrer eternamente por nunca mais poder dizer o quanto eu amo você olhando nos seus olhos verdes perfeitos.

Então, manchando este papel estúpido com as minhas lágrimas e observando essas plumerias na minha mesa, que sequer tem o mesmo sentido se não são entregues por você, eu gostaria de dizer à minha falecida esposa, Lena Luthor, que em centenas de vidas, em uma centena de mundos diferentes, em qualquer versão de realidade, eu encontrarei você, eu escolherei você e eu amarei você enquanto eu puder; porque eu te amo e sempre vou amar.


De sua amada e eterna esposa, Kara Zor-El Danvers-Luthor, para minha amada e eterna esposa, Lena Kieran Luthor-Danvers.


Notas Finais


Desculpem se não é algo tão bom, mas eu gostei e não queria deixar guardado nas notas do celular.
Obrigada!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...