História De repente aconteceu! Em Revisão - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Castiel, Dakota, Debrah, Li, Melody, Personagens Originais
Tags Amor, Amor Doce, Castiel, Romance, Vingança
Visualizações 179
Palavras 2.255
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente tinha um erro no capítulo, me perdoem.

Capítulo 17 - Capítulo XVI


Narrador narrando. 

Mais uma manhã, em City of Blackberrie, tudo parecia estar normal, mas, se você olhar em uma casa especifica, veria que aquela manhã estava a começar muito, mas muito mal, pra nossa querida e fofa adolescente Lívia Jones Alburquerque. 

_Acorda Lívia. -Repetiu Kiara.

Lívia nem se mexeu, continuou dormindo feito um anjo.

_LÍVIA JONES, OU VOCÊ ACORDA POR BEM OU ACORDA POR MAL. -Berrou Kiara, com certeza a loira já estava perdendo a paciência. 

_Meu deus, Kiara, olha a hora. -Disse a ruiva, enquanto olhava a hora em seu celular. 

_São cinco e meia da manhã, eu sei, eu sei. Mas precisamos ir no shopping. -Disse Kiara, totalmente animada. 

_O SHOPPING NEM ABRE ESSA HORA, ANIMAL. -Lívia sentou-se na cama, já perdendo a paciência.

_Eu sei. Mas você tem que perder uns quilinhos também, vamos dar uma caminhada pelo quarteirão. -Afirmou a loira, via-se que ela não estava de brincadeira. 

_Vai se ferrar, Kiara. -Lívia levantou-se e foi direto pra o banheiro.

Lívia narrando. 

Tomei meu banho, coloquei um cropper preto e um short jeans de cintura alta. Amarrei meu cabelo em um coque, sai do banheiro e Kiara já me esperava pronta. 

_Vamos? -Perguntei após amarrar meu tênis.

_Vamos. -Disse ela, totalmente animada. 

Caminhamos por todo o quarteirão e quando estávamos voltando pra minha casa observo de longe o garoto ruivo, de olhos acinzentados que sabe me tirar do serio. Lá estava ele, enfrente a minha casa, com um buque de flores brancas e vermelhas na mão, tocando a campainha. Acho que Kiara também percebeu e me olhou estranho. 

Me aproximei, mas acho que ele não percebeu. Continuo parado em frente a minha casa, tocando a campainha. 

Continuo andando e parei ao seu lado.

_O que quer aqui? -Perguntei, pondo minhas mãos na cintura.
 
_Vim falar com você. -Respondeu.

_Não temos nada pra falar, se você puder se retirar, eu lhe agradeceria. -Falei seria, abri a porta da frente e entrei junto com Kiara. Ele ia entrando quando eu fechei a porta na cara dele. 

Me joguei no sofá e olhei a hora. 

_São quase nove horas. Que horas vamos no shopping? -Pergunto mexendo no celular.

_Vou só tomar um banho e podemos ir. -Disse ela subindo as escadas.

Pensando bem, eu também preciso de um banho, caminhar no sol me deixou suada pra caramba.

Subi para o meu quarto, entrei no banheiro e liguei o chuveiro no quente. Comecei a me banhar e lavar os meus cabelos, o que não havia feito antes. Assim que acabei, me enrolei em uma toalha e fui me secando. Botei uma calça jeans cintura alta e lavagem clara, uma blusa bege de manga comprida, a blusa batia na metade da minha barriga, coloquei um tênis all-star branco e peguei uma bolsa bege. 

Sentei no sofá da sala principal, fiquei esperando a Kiara tomar seu banho enquanto eu mexia no meu celular. Depois de uns 40 minutos ela desceu, assim que ela desceu avisou:

_Eu convidei duas amigas minhas, se você não se importar. -Ela disse e eu dei de ombros. Estou cansada de esconder que sou rica, muitos já não estão falando comigo mesmo. 

Ouvi a campainha tocar e Kiara foi atender. Demos folgas para nossos empregados, ou melhor dizendo, Kiara deu, eu não aprovei nada essa ideia. Kiara volta com duas meninas, uma ruiva e outra de cabelos grisalhos, logo me lembrei de Rosalya, e como ela foi grosseira comigo. 

_Prazer, me chamo Antonella Butterworth. -Disse a ruiva.

_E eu sou a Bianca Bonneville. -Disse a de cabelos grisalhos.

_Eu me chamo Lívia. -Digo e todas nos fomos pra garagem. 

_Mana, tem certeza que tem condição de dirigir? -Perguntou Kiara, olhando para meu pulso. 

_Tenho Kiara, não irá acontecer nada. Meus pulsos não estão mais doendo. -Digo e por fim ela assente. 

Dirigi com toda calma do mundo, estacionei no estacionamento do shopping e sai do carro junto com as meninas. Entramos dentro do shopping e descemos na escada rolante.

_Aonde iremos primeiro? -Pergunto.

_Salão de beleza. -Disseram em coro. 

Fomos ate o salão de beleza, Kiara fez um corte na altura dos peitos, pintou a raiz de preto e as pontas de azul. Eu pintei a raiz de preto e em baixo um azul bem claro. Antonella pintou ele todo de roxo. Bianca apenas cortou. 

Fizemos as unhas também, Kiara pintou as unhas de azul. Eu pintei de preto. Antonella pintou de rosa bebê. Bianca pintou de cinza.

Fomos para várias lojas de roupas e compramos inúmeras roupas. Eu e Kiara gastamos quase toda nossa mesada com roupa.

Fomos também para uma joalheria, uma loja de sapatos, uma loja de celulares e uma loja de maquiagem. Eu comprei um Iphone 10 e a Kiara a mesma coisa. A Antonella e a Bianca não tinham muito dinheiro então compraram o Iphone 7. 

_O que podemos fazer agora? -Perguntei enquanto lambia minha casquinha. 

_Bora ir no cinema, mas pra isso, precisaremos comprar MUITOS doces. -Disse Kiara, eu e as meninas rimos do jeito que ela falou.

_Vamos comer algo primeiro, esse vai pra uma loja, vai pra outra loja me deu fome! -Exclamou Bianca. 

_Bora. -Respondi subindo as escadas rolantes indo ate a praça de alimentação. 

Sentamos no McDonalds, ou melhor, eu sentei, mandei a Kiara fazer meu pedido que era um Triplo Quarteirão e pra acompanhamento Batatas Rústicas, Nuggts e alguns molhos especiais. De bebida só pedi uma Coca-Cola mesmo. 

Kiara trouxe meu pedido e eu comecei a comer. 

_Meu deus, como tu come tudo isso e não engorda? -Perguntou Antonella. Antonella era a mais cheinha do grupo, não chegava a ser gorda.

_Eu também não sei. -Respondo assim que acabo de comer.

 Ficamos conversando ate todas acabarem de comer e depois fomos pra loja americana. 

_Antonella, pega os salgadinhos. Bianca pega os refrigerantes, lembrando que eu só bebo Coca-Cola e guaraná antártica. Kiara e eu vamos pegar os doces. Vai, vai, vai. -Digo e nos separamos, fui para parte de doce com a Kiara e peguei uma cesta.

Comecei a tacar chocolates, pacotes de bala fini, bala normal, jujuba, pirulitos, etc... Kiara pegava as mesmas coisas que eu, doce nunca é demais. 

Acabamos de pegar e foi ai que eu lembrei.

_KIARA TU PEGOU BIS? -Pergunto gritando enquanto estávamos quase indo pagar.

_Eu não, tu pegou? -Ela respondeu.

_Não.

_Então vai lá logo Lívia. -Ela diz e eu vou correndo ate a parte dos doces. Pego 5 caixas de bis branco e 5 caixa de bis preto. Voltei correndo ate ela, que já estava no caixa. 

Eu paguei tudo, e fomos ate o carro. Guardamos as sacolas de roupas, joias, maquiagens e os celulares novos. Só mexeríamos neles quando chegássemos em casa.

Voltamos para dentro do shopping e fomos ate o cinema. Me lembrei de uma coisa, Antonella não bebe refrigerante, ela me disse hoje mais cedo. Seria sacanagem deixar ela sem bebida. Corri ate a lanchonete mais próxima e comprei um Milk-Shake de morango com leite condensado em cima, voltei ate o cinema e vi elas na fila. Entrei a bebida pra a Antonella.

_Ai, muito obrigada! -Falou e deu-me um abraço.

Compramos os ingressos e ficamos esperando dar a hora de ver o filme. Meia hora se passou e entramos na sala de cinema, fomos para os lugares marcados e sem que ninguém vesse tiramos uma foto de nos todas juntas. Após isso começamos a tirar foto de cada uma de nós. 

Quando o filme começou guardamos o celular e começamos assistir. Era um filme de terror, chamado " Amizade Desfeita ". O filme era bem interessante, digamos que eu ri nas partes mais tenças do filme, quando eu ria todo mundo olhava para minha cara, ai vocês me perguntam, deu vontade de perguntar se eles perderam o cu na minha cara? Deu, deu muita vontade, mas como eu sou uma menina educada eu me controlei. 

Assim que acabou o filme olhamos para a sacola de doce e vemos ela vazia, olhamos para a sacola de salgadinho e também estava vazia, os refrigerantes já tinham acabado a muito tempo. Saímos da sala e jogamos os sacos na lixeira mais próxima. 

_Vamos numa livraria? Eu preciso comprar alguns livros. -Pediu Antonella. 

_Vamos, também preciso comprar alguns. -Digo e fomos para a Livraria. 

(Se não quiserem, recomendação de livros, já aviso pra pularem os 2 próximos paragrafos.)

Comprei vários livros, tais como: Caixa de Pássaros; O cemitério; O gato preto; Para todos os garotos que já amei; A menina que roubava livros; Cidades de papel; O diário da princesa; A garota Americana; A rainha da fofoca; Miss Peregrine's Home for Peculiar Children; Murder on the Orient Express; Garota Exemplar; E não sobrou nenhum; The Girl on the Train; A garota do lago; Sob águas escuras; Flores partidas; Bem atrás de você; O Assassinato de Roger Ackroyd; Dias perfeitos; Um pequeno favor; A boa filha; Por trás de seus olhos; Na própria carne; Quem era ela; A promessa; Menina boa, Menina má; A garota que você deixou pra trás; Quase um romance; Com amor, Simon; O senhor dos anéis; É assim que acaba; Querido vizinho; A rainha vermelha; O ódio que você semeia; Jogos vorazes; Namorado de aluguel; Um passado sombrio; É você que eu quero; Marina; The Left Hand of Darkness; Harry Potter e a Pedra Filosofal; A Guerra dos Tronos. 

Já Antonella comprou apenas 5: O pequeno príncipe; A culpa é das estrelas;  Belo desastre; Ainda sou eu; A Probabilidade Estatística do Amor Á Primeira Vista. 

Pagamos tudo e fomos para o estacionamento, guardei todas as sacolas de livros e entramos novamente no shopping.

_O que mais podemos fazer? -Pergunto olhando para o centro do shopping, lá de cima dava pra ter uma visão ótima do centro do shopping. 

_Eu fiquei sabendo que tem uma pista de patinação aqui no shopping. -Falou Bianca.

_Não! O dia que me verem patinando podem me internar no hospício. -Digo e elas me olham.

_Você tem medo? -Perguntou Antonella e Bianca em um coro. 

_Não e medo, apenas não gosto. -Respondo dando de ombros.

Olho a hora no meu celular, quase 22:00.

_Vamos, já está ficando tarde. -Digo indo novamente para o estacionamento. 

Entramos todas no carro e saímos do estacionamento.

_Que tal morarmos juntas? -Kiara disse.

_Boa ideia, já esta na hora de sairmos da casa da mamãe do papai. 

Conversamos bastante do assunto e fomos pra minha casa, as meninas dormiriam lá. 

Entramos em casa, indo direto pro meu quarto, guardamos tudo que compramos hoje e fomos ate a cozinha, lá vi um bilhete na porta da geladeira. 

"Filhas, eu sei que acabamos de voltar de viagem, e que a Lívia acabou de sair do hospital, mas precisávamos ir pra França, resolver alguns problemas na empresa. Depositamos 100.000 dólares na conta de cada uma. Voltaremos daqui a 6 meses, se precisarem de mais dinheiro entrem em contato com a gente que depositaremos mais 100.000 dólares. 

Bjs, Papai e mamãe." -Leio em voz alta e olho pra Kiara.

_Podemos comprar uma casa, pelo menos eles não precisaram aprovar a gente sair de casa. -Disse Kiara.

_Verdade. -Respondo.

_Que tal olharmos as casas a vendas perto da escola, amanhã? -Perguntou Bianca.

_Boa ideia. -Respondemos.

Comemos omelete no pão e fomos para meu quarto, tomei um banho e depois as meninas tomaram, botei um pijama de gatinho e me deitei na minha cama, elas iam dormir no meu quarto hoje, Kiara e eu na cama principal, Bianca e Antonella na cama secundaria.  

Ficamos conversando a noite toda, devo ter sido a primeira a dormir. Eu realmente estava cansada. Lembro de Kiara ter beijado minha testa e sussurrado um "boa noite". Após isso não lembro mais de nada, apaguei e assim foram as meninas também. Passamos o dia inteiro no shopping, era impossível não estarmos cansada. Ainda mais eu que terei um dia super difícil ao amanhecer. Teria que rever os idiotas da minha turma, teria que rever Castiel, teria que olhar Castiel aos beijos com uma vagabunda. Tudo seria difícil, mas eu tinha que me manter forte, já, já Pedro iria voltar de viagem e eu poderia, enfim, dar o troco no Castiel, se bem, que causar ciúmes nele não adiantaria nada, se ele esta com outra e porque ele nunca sentiu coisa alguma por mim, as vezes ele só quis bagunçar meus pensamentos. Lembro do primeiro dia que vi ele.

Flashback On.

Aiii -reclamo por ter caído no chão, após bater em um garoto.

_Olha por onde anda - Diz um garoto

_Desculpe-me, não vi onde estava indo! Desculpa mesmo. -Digo tentando ser amigável.

_Ah? Eu estava correndo, não precisa se desculpar, eu que deveria me desculpar, desculpe-me agora deixe te ajudar a levantar -Ele me ajuda a levantar.

_Obrigada -Quando ele me puxa pra cima eu me desequilibro e caio em cima dele, resultado? Nós dois no chão, e pra ajudar eu em cima dele.

Ai meu deus que vergonha.

_Ai meu deus. Desculpa -Digo.

_Calma, você que tanto assim ficar em cima de mim?

_O que? -Digo irritada

_Calma eu estava brincando -Diz e levanta as mãos pra cima em forma de rendição.- Então ate quando pretende ficar ai?

_Ai desculpa -Me levanto rapidamente.

_O meu nome é Castiel e o seu?

_Meu nome é Lívia. Desculpe tenho que resolver uns negócios, ate mais!

_Até mais então -Diz ele.

Flashback off.

Quando eu cai encima dele jurei que ele ia ser grosso comigo, que nem todas as pessoas que eu já trombei, mas não, ele foi divertido, e deu aquele sorriso, aquele maldito sorriso.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...