1. Spirit Fanfics >
  2. De repente Adrinette. >
  3. As patricinhas.

História De repente Adrinette. - Capítulo 5


Escrita por: Maribug_

Notas do Autor


~Boa leitura~ ✓

Capítulo 5 - As patricinhas.


No capítulo anterior...

 

- Então tá, até mais Dupão.

 

- Meu nome não é Dupão, é Dupain.

 

- Mas vou chamar assim.

 

- Então tá, até logo loiro narcisista.

 

- Para, é irritante.

 

- Viu como é bom?

 

                    Marinette

 

Assim que aquele Loiro Narcisista saí, eu começo a arrumar minhas coisas, ele não é do tipo legal, ele é do tipo mais ou menos, não sei, mas eu vou fazer logo isso aqui pra depois eu não ficar horas e horas me matando pra arrumar.

                  ***

Assim que termino aproveito pra ler meu livro, aí esse livro é tão bom, só que como nem tudo é um mar de rosas alguém bate na minha porta , quem será que está me incomodando? Será que é o Adrien?

 

- Quem é? - Pergunto.

 

- Sou eu. - Diz meu pai.

 

- Pode entrar.

 

- Bom, só queria dizer que o Senhor Agreste, convidou eu e sua mãe para jantar fora hoje, e queria saber se está tudo bem em você ficar? - Nem pra me convidar?

 

- Tá tudo bem.- Bem que o Adrien disse que eles iam sair.

 

- Que ótimo, tchau!

 

- Adeus, divirtam-se.

 

- Obrigada.

Todos vão se divertir e eu vou ficar sozinha aqui, eles nem me convidaram para ir com eles, e o pior é ter que servir o Narcisista e os amigos dele, se bem que eu poderia contar pro pai dele, mas não sou tão malvada assim, aposto que nem divertido vai ser.

 

                ***

 

Foi só eles saírem pro Adrien vir me avisar.

Mas o que eu vou fazer? Eu não sei cozinhar direito, mas sei fazer panquecas, é isso que vou fazer.

Já estou ouvindo os amigos conversando, é nessas horas que eles se divertem, depois um traí a confiança do outro e eles ficam tristes para sempre.

 

- Já estão prontos?- Dou um grito, afinal ele me assustou.

 

- Não me assusta assim.

 

- Desculpa, medrosa.

 

- Primeiro Dupão, depois medrosa, respeito é bom e todos gostam, sabia?

 

- Tá bem, vim só pra saber o que estava cozinhando e se já estão prontos.

 

- Estou cozinhando panquecas, e estão quase prontas!

 

- Nossa, não sabia que sabia cozinhar panquecas.

 

- Tem muita coisa sobre mim que você não sabe.

 

- Como o que?

 

- Não importa, vai lá que quando estiver pronto eu levo.

 

- Belezinha.

 

As panqueca ficam prontas e eu levo pra eles.

 

Bom, tem uma menina do cabelo feio, outra do cabelo lambido, e um malandro.

 

- Olá.- O menino fala.

 

- Oi.- Eu digo.

 

- Quem é essa Adrien?- Pergunta a menina loira, deve ser namorada dele, loira dos olhos azuis.

 

- Meninas, essa é a Marinette, e Marinette, esses são : Nino, Chloé e Lila.

 

- Outra namorada? - Fala a outra que tem olhos verdes, como assim outra? Isso é o que eu não entendo.

 

- Dúvido, olha como ela é feia, deve ser uma empregada mirim.

 

- É mais provável.

 

- Melhor ser uma empregada mirim do que ser uma patricinha como vocês.

 

- Como se atreve a falar assim da gente?

 

- Com minha coragem e determinação.

 

- Você vai ver quem manda aqui.

 

- Querida,quero saber quem é você na fila do pão, porque eu querida, sou a dona da padaria.

 

- Que incompetente.

 

- Não liga pra elas não, elas só não superam que não são mais namoradas do Adrien. Quer se juntar a gente?

 

- Não, vou para o meu quarto.

 

- Então tá.

 

- Eu fui uma namorada muito melhor do que você Chloé! - Diz a tal da Lila.

 

- Só que não.

 

E elas continuaram a briga, mas não vou ficar nem no meio, vou sair daqui.

 

Então vou pro meu quarto, visto meu pijama, e a hora é exatamente 23:54, nossa meus pais estão demorando, mas vou terminar pelo menos esse capítulo do meu livro. De repente alguém abre minha porta, quem é essa pessoa que não me dá um minuto de paz?

 

- Por sua culpa as meninas não pararam de brigar.

 

- Primeiramente, boa noite, e não foi minha culpa se elas brigaram, eu falei apenas três frases, e outra, não entra quando bem entender, bata e mostre o menino educado que você é, eu poderia estar me trocando.

 

- Mas das poucas frases que você falou, elas brigaram que nem umas loucas, e não vou bater na porta, porque a casa é minha.

 

- Do seu pai...

 

- Mas eu também moro aqui então é minha.

 

- Eu também moro aqui, me diz a casa também é minha?

 

- Não, mas você tá morando aqui por pouco tempo.

 

- Tá, mas me diz, elas brigaram muito?

 

- Muito!

 

Dou risadas e ele também, acho que ele não estava tão bravo assim.

 

- Foi engraçado, mas que isso não se repita.

 

- Vou tentar.

 

- Durma, amanhã você irá comprar seus materiais pra ir pra escola.

 

- De jeito nenhum, não quero ir a escola.

 

- Mas você vai.

 

- Tá bem.

 

- Ah e boa noite Dupão.

 

- Boa noite, Loiro Narcisista.

 

 To be continued...

 


Notas Finais


Então, meu novo bordão é: quem é você na fila do pão? Porque eu sou a dona da padaria..
COMENTÁRIO SÃO SEMPRE BEM VINDOS.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...