História De repente Calpurnia - Capítulo 16


Escrita por:

Visualizações 16
Palavras 3.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


BOM DIA PESSOAL ❤️ (ou noite, ou tarde, desculpem é pq eu sempre falo dia)
Algumas das músicas que eu citar aqui vou colocar o link nas notas finais e tem mais, tem mais, vou colocar link de edits pra ter uma ideia de como eu quero que imaginem os edits dos casais e das personagens principais.
Bom é isso, bj, aproveitem o capítulo.

Capítulo 16 - Se você quiser ser meu amor


Fanfic / Fanfiction De repente Calpurnia - Capítulo 16 - Se você quiser ser meu amor

P.O.V Noah Schnapp

Estava finalmente em casa, depois de tudo que eu passei, tortura, dor, sede, fome e saudade das pessoas que amo.

Bom não estava literalmente em casa, estava na casa dos garotos, como meus pais tinham viajado de novo, era meio perigoso eu ficar lá sozinho né?

Se se perguntar o porquê de não chamarem a polícia nem me procurarem quando se deram conta de que eu não estava em nenhum lugar, aqui está a resposta, Mariana cuidou de tudo, avisou a todos que eu fui passar um tempo na casa deles e até pegou uma foto nossa e fingiu que era atual.

Bom sobre meus ferimentos, não podíamos ir a um hospital então fomos a São Nikolai ver se tinha mais do que ossos quebrados, porque aquilo todos sabíamos que eu tinha, quando me batiam eu ouvia o estralo e sentia o osso forçando contra pele. Mas aquilo não importava naquele momento, eu estava bem agora e do lado de minha namorada que por sinal era a coisa mais maravilhosa que tinha acontecido na minha vida até o momento.

- Amor, você sabe o que é um edit? – Mariana perguntou virando a cabeça pra mim olhando um pouco para cima por conta da posição que estávamos, eu estava sentado com o braço por volta dela e ela estava abraçando minha cintura com a cabeça em meu ombro.

- Não, o que é? – perguntei de volta fazendo carinho em suas costas.

- É um vídeo geralmente de uma pessoa ou casal editado com música. – respondeu empolgada, ela ficava tão fofa assim que me deixava desconcertado. – Eu fui marcada em alguns e gostei bastante deles, tem um de nós dois, um meu e dois de Finn e Julia. – completou me deixando curioso, eu e Mariana éramos com certeza o casal mais perfeito do mundo, mas Finn e Julia? Eu shippava muito, seria lindão.

- Me mostra o nosso primeiro e depois o deles. – falei me empolgando também com a situação, será que os vídeos eram bem editados? Antes que Mariana apertasse o play os dois indivíduos em que eu estava pensando desceram as escadas conversando e rindo, que cena mais linda não é mesmo? – Ei, vocês dois, Mariana ia me mostrar um edit, venham ver também. – chamei os dois só virando a cabeça sem deixar minhas mãos de Cooper.

- Edit? Eu vivo vendo isso, me shippam com todo mundo, Tom Holland, Lucas Zumman, Wyatt Oleff entre outros. – Julia disse recebendo um revirar de olhos de Wolfhard, aquilo era ciúmes?! Senhoras e senhores, aquilo era ciúmes!

- Oh pare, Wyatt é um cara super legal não merece ser shippado com alguém como você. – Finn disse debochando e levando uma cotovelada na barriga em seguida já que estava atrás de Kato.

- AIIII FILHA DA PUTA!

Eles se sentaram juntos depois de muitas risadas e começaram a assistir com a gente, o primeiro que assistimos era com a música Ready Or Not da Bridgit, começava com a música calma e só com fotos da Mariana, depois dava uma batida e aparecia fotos nossas, aquilo era muito legal, super fofo.

I caught you staring at me and i was thinking clearly and now i'm like a bee and i'm hunting for the honey ����

(Eu peguei você olhando pra mim e eu estava pensando claramente, agora eu sou como uma abelha buscando mel.)

And i'm kinda shy but you're super fly, yeah i could be your kryptonite like, oh light my heart up baby like a matchstick ����

(E eu sou meio tímida, mas você é incrível, eu poderia ser sua kryptonita. Oh ilumine meu coração, como um palito de fósforo.)  

Ready or not, here i come, where you at, the night is young, in the crowd, the music's loud but i will find you ����

(Pronto ou não, aqui vou eu, onde você está, a noite é jovem, no meio da multidão a música está alta mas eu vou encontrar você.)

O segundo era um edit com a música want you back do 5 Seconds of Summer, começava com uma entrevista aonde aparecia Mariana respondendo perguntas e rindo, daí começava a música e tinham um monte de vídeos com ela sorrindo colados de acordo com a música.

No matter where i go i'm always gonna want you back, no matter how long you're gone i'm always gonna want you back ����

(Não importa onde eu vá, eu sempre vou querer você de volta, não importa há quanto tempo você se foi, eu sempre vou querer você de volta.)

I know you know i will never get over you ����

(Eu sei que você sabe que nunca vou superar você.)

Agora iríamos ver os de Finn e Julia, Wolfhard estava tremendo e era uma cena super engraçada de se ver, Mariana apertou o play e a música Collide começou a tocar, diferente dos outros edits o vídeo começava com Millie e Finn, depois aparecia Julia e ocupava o lugar de Millie, resumindo, era um edit de gravações da série que Julia fazia parte e de Stranger Things, depois de ver aquele vídeo tive certeza de uma coisa, eu teria que juntar os dois o mais rápido possível.

O segundo edit do nosso querido casal Jinn, era com a música Back To You da Selena Gomez, começava com uma entrevista que os dois estavam dando e então os dois riam porque Julia tinha falado pra ele parar de olhá-la, era um vídeo de edição de fotos com música, também era bonitinho.

You're stuck in my head and i can't get you out of it, if i could do it all again i know i'd go back to you ����

(Você está preso em minha cabeça e eu não consigo de tirar dela, se eu pudesse fazer tudo outra vez, eu sei que eu voltaria pra você.)

- Bom eu shippo Jinn, por que vocês não ficam logo hein? – Mariana se pronunciou tirando o silêncio da sala, os outros garotos estavam dormindo porque ainda eram 9:00 e eles acordam tarde, então estávamos sozinhos, virei pra Wolfhard pra ver sua reação e ele estava vermelho, isso mesmo povo brasileiro, americano e canadense, vermelho.

- Ele está saindo com a Reed gente, respeitem Finticia. – Julia respondeu e levantou do sofá parecendo incomodada com o assunto. – Bom, eu vou contar uma coisa e não é para ficarem bravos comigo.

- O que você fez dessa vez? – Mariana e Finn perguntaram em uníssono e se olharam como se aquilo fosse normal, Julia fazendo coisas imprudentes e eles arrumando tudo, foi engraçado.

- Eu.. organizei uma festa pra comemorar a volta do Noah. – Julia disse encolhida e fechou os olhos.

- VOCÊ FEZ O QUE?! – gritaram juntos de novo com os olhos arregalados.

- Ei qual é o problema? Eu gostei da ideia. – falei animado e eles baixaram a guarda.

- Desculpa é que estamos acostumados a dar bronca na Julia, ela sempre faz coisas irresponsáveis. – Mariana respondeu virando pra mim e em seguida Finn concordou com a cabeça.

- Ei, ei, vocês sabem que eu tô aqui né? – Julia perguntou batendo as mãos no sofá.

- Ei, Nana, você ouviu alguma coisa? – Finn brincou colocando as mãos no ouvido e sorrindo.

- Eu não, e você Noah? – respondeu deixando Julia com mais raiva ainda.

- Tá bom, podem parar, só queria avisar que a festa vai ser a fantasia, então eu preciso que você venha comigo acordar a Ayla e a Isabelle pra eu mostrar a vocês as suas fantasias. – Julia disse apontando pra minha querida namorada que se desgrudou de mim e foi andando atrás da amiga.

- Agora que estamos sozinhos o senhor pode me explicar o motivo de ainda não ter dado uns beijos na Kato? – perguntei pra Finn que estava distraído com o celular.

- O motivo é simples, eu sou só um jogo pra ela, não quero me envolver pra me machucar, você sabe que isso nunca dá certo. – me respondeu frustado massageando suas têmporas.

- Okay, não vou forçar a barra. – bom pelo menos não agora, porque é claro que eu iria tentar juntar os dois. – Então como está sua relação com a Reed?

- Bom, estamos saindo sim e ela é super bonita e legal, mas vou manter só na amizade, por enquanto quero focar na carreira. 

- Nem uns beijinhos?? – perguntei e em resposta recebi um olhar repreendedor. – Tá bom, já entendi, parei.

- Mudando de assunto, eu estou tendo flashbacks da noite em que te resgatamos, eu matei alguém Noah, ainda sinto o peso da arma na mão. – Finn disse olhando pras próprias mãos em seguida coçando a nuca em sinal de nervosismo.

- Qualquer coisa você finge que fez parte de Call Of Duty e segue com sua vida mano. – falei brincando e vendo o rosto de Wolfhard ficar mais sério, se é que isso fosse possível né. – Estou só brincando, calma... você me salvou Finn, você não matou alguém bom, ele merecia o que teve. – completei totalmente sério.

- Vou tentar lembrar disso Schnapp. – suspirou passando a mão pelos cabelos os bagunçando.

- Ei bichos preguiça, levantem já a bunda desse sofá e vão comprar a fantasia de vocês! – Julia gritou descendo a escada e empurrando Jack e Malcolm do último degrau, quase provocando uma catástrofe no piso, já que eles quase caíram por conta do sono que estava estampado na cara deles. – O que vocês estão esperando? Já são 10:00, a festa começa às 13:00, vai, vai! – completou nos empurrando também do sofá.

- Aí, aí, sem agressivade senhorita. – falei enquanto ela continuava me empurrando até a porta.

- EI, ESTAMOS DE PIJAMA JULIA, DEIXE NOS TROCARMOS PELO MENOS. – Malcolm e Jack gritaram ao mesmo tempo e eu só consegui rir.

- Patinhos legais meninos. – falei rindo sendo seguido por Wolfhard, o pijama deles era muito engraçado.

- Ha, ha, muito legal o que vocês estão fazendo. – Jack respondeu com cara de tédio.

P.O.V Finn Wolfhard

Era a hora da festa e todos estávamos nos arrumando, decidimos que iríamos comprar roupas normais e fingir que éramos o NSYNC, até combinamos de cantar Bye Bye Bye, bem deboche mesmo.

Eu iria representar o Justin Timberlake, Noah o Chris Kirkpatrick, Jack o Lance Bass e Malcolm o Joshua Scott Chasez.

Estávamos esperando as meninas sentados no sofá sem fazer nada, até que elas desceram as escadas e vieram até nós fazendo pose, todas estavam super bonitas, Mariana representando a Geri Halliwell, Isabelle a Victoria Beckham, Ayla a Melanie Chisholm e Julia a Emma Bunton.

- Só pra não se assustarem, eu estou usando peruca okay? Ainda sou morena. – Julia se pronunciou brincando arrancando algumas risadas.

- Vamos cantar Wannabe quando as pessoas chegarem. – Mariana disse olhando pras próprias unhas.

- E nós vamos cantar Bye Bye Bye. – Noah disse puxando a namorada pra um beijo na frente de todos.

- Podem parar de melação? Tipo, por favor, meus olhos estão sangrando. – Isabelle disse colocando as mãos nos olhos e fazendo um grunhido estranho, Mariana ia rebater mas a campainha tocou, então invés de rebater ela foi atender a porta.

- AAAAH! – Mariana gritou e se afastou da porta aberta com o rosto engraçado, quase ri, mas minha curiosidade foi tão grande que antes de rir eu fui pra porta ver o que tinha acontecido, Wyatt, Jack e Jaeden estavam no lado de fora com feições estranhas.

- O que você está fazendo aqui Mariana? – Wyatt foi o primeiro a falar deixando todos ali confusos.

- Eu moro aqui, agora cadê a sua explicação Oleff? – Cooper respondeu grosseira. 

- Me convidaram pra festa princesa. – falou já entrando com os meninos, aquilo estava muito esquisito, Mariana olhou em direção a Julia com raiva e ela levantou as mãos dando passos pra trás.

- Tá, eu convidei ele, mas o que tem? Você tem que superar isso, já fazem quase 2 anos Nana, e sinceramente? Eu tenho um crush nele. – Julia disse e Wyatt piscou pra ela, nojo; Noah abriu a boca provavelmente pra perguntar o que estava acontecendo. – Shh, você fique quietinho aí, porque eu não vou explicar nada, dou essa honra a Mariana. – continuou como se soubesse o que ele iria fazer, colocando o dedo na boca dele pra ele não falar.

- Então Mariana, o que significa isso? – Noah perguntou afastando a mão de Julia e cruzando os braços.

- Eu e Wyatt, éramos.. – Mariana começou a dizer meio receosa mas Wyatt não deixou ela terminar e continuou por si mesmo.

- Namorados. Éramos namorados. – foi a vez de Wyatt cruzar os braços e fazer pose de sério. – Mas por que ela te deve satisfações Schnapp? – continuou grosseiro, eu sabia que eles não se davam bem, mas depois da revelação recente, isso viraria guerra.

- Porque o namorado dela agora sou eu. – Noah respondeu quase avançando pra cima de Oleff.

- Bom, tem mais alguma coisa que você não contou Kato? – Mariana interrompeu a discussão dos garotos se direcionando a Kato.

- Eu pedi pra trazerem instrumentos, nós vamos tocar na festa, é um bom jeito de divulgação. – respondeu indo atender a porta que tinha tocado mais uma vez.

[...]

Tínhamos tocado Wannabe e Bye Bye Bye, mas as pessoas que lotaram nossa casa pediam por mais músicas, então Julia pegou o microfone e começou a falar.

- Vamos cantar High School Musical e encenar também. Finn pode começar cantando Bet On It com sua imitação de Troy Bolton impecável. – me olhou rindo e os garotos começaram a tocar o ritmo da música.

-Everybody's always talkin' at me, everybody's tryin' to get i my head. – peguei o microfone comecei meio fechado no começo mas já me animando em ver as risadas das meninas. – I wanna listen to my own heart talkin' i need to count on myself instead. Did you ever, lose yourself to get what you want?

E foi assim até o final da música, eu cantava olhando pros meninos e andava de um lado pro outro no palco tentando encenar o Troy.

- Agora a Julia vai encenar I Want It All com a Mariana, Julia vai ser a Sharpay e a Mariana vai ser o Ryan. – falei ofegante por conta da minha dança aonde dei tudo de mim, elas subiram no palco sorridentes com uma feição superior, elas começaram como era, o "diálogo" com ritmo deles.

- Imagine having everything we ever dreamed, don't you want It? – Julia começou animada e entrando na personagem.

- Maybe. – Mariana continuou atuando como Ryan super bem, como elas não tinham ganhado um Oscar ainda?

- Can't you see It?����

- Kinda.. – Mariana fazia as feições iguais as do filme como se já tivesse decorado ele.

- Imagine first audition after college, i get the lead!����

- A part for me?����

- Well of course.����

- Yeah right. – Mariana mais uma vez fazia cara de deboche como Ryan.

- You gotta believe It.����

- Keep talking. ����

- You and i, all the fame. ����

- Sharpay and what's his name. ����

- Sound exciting? ����

- Inviting. ����

- Let's do It then. ����

- Listening. ����

- Personal stylist, agent and a publicist. – Julia fazia sinais com a mão de telefone, a apresentação estava impecável.

- But where do i fit into this? ����

- With you we can win. – Julia jogava as mãos deles no ar aquela hora.

- Win the part? ����

- Think bigger. ����

-Become superstars? – Mariana balançava as mãos com cara de tédio.

- That's better. ����

[...]

Elas terminaram de cantar I Want It All e nós cantamos We're All In This Together, foi super divertido, tinha que me lembrar de agradecer Julia por ter organizado a festa depois, agora eu iria cantar Just Wanna Be With You com a Julia, iríamos encenar a música direito, então eu iria andar até ela cantando e nós iríamos fazer o negócio de ir nos aproximando conforme a batida.

- You know how like can be, It chances over night, it's sunny then raining, but its alright. – cantava enquanto andava e Julia me acompanhava do palco, fazendo alguns passos simples que Gabriela fazia no número musical

....

- There's nothing we can't do, Just Wanna Be With You, only you, no matter where like take us, nothing can break us apart, you now its true. – cantamos juntos enquanto dávamos pulinhos controlados para o lado chegando cada vez mais perto, então viramos com os rostos quase colados e continuamos a cantar, eu estava desconcentrado e a boca dela parecia ser tão vermelha de perto, meu Deus pare com isso seu idiota.

- I just wanna be with you, i just wanna be with you. – terminamos de cantar ofegantes e paramos pra nos olharmos, ninguém sabia o tamanho da sorte de ter Julia Kato perto de si. 

- É melhor irmos falar com os garotos né? – Julia disse ainda perto de mim.

- Sim, sim. – respondi rápido, e recebi um olhar arrependido, ela se virou e começou a andar em direção a mini escada que tinha no palco para descer ao chão, mas eu segurei a mão dela e a puxei pra perto com certa força, fazendo ela girar e se prender a mim, olhei um pouco mais pro seu rosto e pra sua peruca que tinha se bagunçado e soltado alguns fios do penteado por conta do giro. – Eu vou corrigir minha resposta, não, não é melhor voltarmos pros garotos. – disse baixo e a beijei, esquecendo de que estávamos a vista de todos.

P.O.V Mariana Cooper

Estava discutindo com Noah por causa de Wyatt, era até fofo ver ele com ciúmes, mas não tinha motivos pra isso, como Kato disse já fazem 2 anos.

- Por que você não me disse que namorava com um dos amigos do Finn? – Noah disse com raiva alterando sua voz, quando eu iria rebater a sua fala ouvimos gritos, então viramos pro palco e vimos Finn e Julia se beijando na maior cara de pau, oh meu Deus, meu otp, cadê a câmera??

- NOAH, NOAH, ME DIZ QUE VOCÊ TÁ COM SEU CELULAR AÍ, PORQUE O MEU NÃO TÁ COMIGO E PRECISAMOS REGISTRAR ISSO! – falei dando tapinhas fracos no braço dele tendo um mini ataque.

- Tá comigo sim, calma, espera. – falou pegando seu celular do bolso desajeitado por estar fazendo isso super rápido, quase que derrubou o celular desbloqueando ele por estar tremendo, mas conseguiu e tirou a bendita foto, como diz Gilbert Blythe, Bless you my angel. – Continuando o assunto do Oleff..

- Cala a boca Noah. – falei antes que ele começasse com aquilo de novo, então ele abriu a boca e eu me vi obrigada a calar a boca dele, então o beijei.

- Você vai pagar bem caro por me provocar mocinha. – Noah disse depois que se separou de mim, então olhou para os lados e me colocou em seu ombro me fazendo rir e tapear suas costas.

P.O.V Julia Kato

Acordei com dor de cabeça, definitivamente não foi uma boa ideia beber ontem, abri os olhos completamente e sentei na cama, eu estava sem minhas roupas, mas que porra? Virei para o lado e avistei dois corpos, uma menina e um menino, levantei e coloquei minha lingerie violeta para tentar ver os rostos dos dois indivíduos que estavam deitados na minha cama cobertos com o lençol preto.

Andei com a ponta dos pés para fazer o mínimo de barulho, o que deu certo graças aos céus, fui até o outro lado do quarto para tentar mais uma vez identificar as pessoas ali, então consegui ver melhor. Era uma garota ruiva e o problema que eu mais queria evitar, chamado Finn Wolfhard, torci para estarem vestidos e puxei um pouco o lençol para comprovar se estavam ou não, para a minha maior sorte que eu sempre tive em toda minha vida, não, eles não estavam com roupas, e eu não me lembrava de nada, ótimo.

Chequei a hora e decidi que iria descer para tomar um copo de água de lingerie mesmo, não poderia ficar nem mais um minuto naquele quarto sabendo que eles poderiam acordar, e também os meninos não deveriam estar acordados as 7:43 da manhã, pelo que conheço deles.

Desci a escada bocejando, estava calor e era realmente bom andar livremente pela casa. Quando cheguei a sala avistei Jack e Malcolm conversando distraídos, provavelmente subindo para seus quartos, eles viraram pra frente e arregalaram os olhos ao mesmo tempo, eu dei de ombros e mostrei indiferença, eles já haviam me visto assim no dia em que invadimos o lugar de piscinas, só que a diferença de agora era que o Malcolm tinha desmaiado, isso mesmo, caiu duro no chão, e foi minha vez de arregalar os olhos, Jack abaixou até ele e o sacudiu, mas ele não abria os olhos, comecei a ficar preocupada então peguei um copo de água e joguei em seu rosto.

- Oi! Que, Julia? Por que desceu aqui pra sala assim? Sabe que mora com 3 meninos certo? – Malcolm falou tão rápido a frase que quase não entendi.

- Sem drama né? É igual me ver de biquíni. – falei pouco ligando, eu era segura e eles eram praticamente meus irmãos.

- Se você se sente normal né. – Jack disse dando de ombros também, depois mudou sua expressão e sorriu ladino, um sorriso cheio de malícia. – Se é normal, você pode ir no nosso quarto assim certo? – continuou se aproximando de mim, peguei sua mão e a torci virando ele, fazendo-o ficar de costas pra mim, me aproximei de seu ouvido e sussurrei:

- Fale coisas desse tipo pra mim de novo e eu quebro sua mão e arranco seu amiguinho antes mesmo que você consiga abrir esse zíper. – o empurrei sorrindo, ele olhou pra mim com medo e assentiu com a cabeça.

- Oi meninos, bom dia. – uma voz bonita se pronunciou atrás de mim, me virei e dei de cara com a garota ruiva, já vestida. – Oi Julia.. – disse sorrindo com malícia, será que tinha acontecido o que eu estava pensando? Ela era super bonita e seria muita sorte, mas eu, Finn e ela ao mesmo tempo??

- Como sabe meu nome? – perguntei tentando arrumar informações sobre ontem sem ser muito transparente.

- Você não lembra de ontem? Parecia estar lúcida o suficiente. – respondeu com outra pergunta e foi em direção a porta. – Tenho que ir, mas se quiser me chamar, Finn tem meu número. – e foi assim, bateu a porta e sumiu de vista.

Sinceramente, não sabia se queria mesmo lembrar do que tinha acontecido.

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...