História DE REPENTE GAY ?! - Capítulo 105


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Gay, Romantico, Yaoi
Visualizações 30
Palavras 301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Hentai, Orange, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 105 - Como se tudo que eu tivesse vivido fosse solitário demais...


Fanfic / Fanfiction DE REPENTE GAY ?! - Capítulo 105 - Como se tudo que eu tivesse vivido fosse solitário demais...

-Olha pra mim, Brendo.

Neguei com a cabeça.

-Por que você não está olhando para a sua mãe ainda?

-E-eu não quero... que você me... odeie!

Falei em meio aos suluços e ouvi um suspiro.

-Como eu poderia te odiar por um motivo tão fútil como o de quem você gosta ou não?! Eu só... fiquei um pouco surpresa.

-Desculpa... 2

Senti uma batida no meu braço.

-Para de pedir desculpas por gostar de uma pessoa! Eu... nenhuma mãe cria seu filho para descobrir que ele gosta de alguém do mesmo sexo, porque não é algo natural. Nós pensamos que é "homem com mulher" e fechamos nossos olhos para todo o resto, então é natural eu ficar surpresa, mas... não vou odiar meu precioso filho, que aguentei nove meses na barriga e criei por mais tempo que você pode imaginar, por causa de uma escolha.

-N-não vai?!

-É claro que não! A vida... é feita de escolhas e amar nunca vai ser uma coisa errada; além do que você já fez coisas piores do que gostar de um cara e ainda é meu filho. 12

Ouvi ela dando uma risadinha e sorri enquanto soluçava, incapaz de parar de chorar.

-Mas...- minha mãe continuou- como é o rapaz? 1

A olhei pela primeira vez em um tempo.

-Ele é a melhor pessoa que eu já conheci! Ele pode ser meio louco e querer se afastar por alguns motivos sem sentido às vezes, mas ele gosta demais de mim e cuida, até demais, de tudo que tem relação comigo. Eu, sinceramente, não sei porque eu gosto dele, mas eu simplesmente sinto que não posso mais voltar a ficar sem ele, sabe? Como se tudo que eu tivesse vivido fosse solitário demais... 3

Ela me olhou com brilho nos olhos, e eu a questionei mentalmente por isso.

-Era exatamente assim que eu me sentia quando me apaixonei pelo seu pai.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...