História DE REPENTE GAY ?! - Capítulo 88


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Gay, Romantico, Yaoi
Visualizações 147
Palavras 328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Hentai, Orange, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 88 - Se não fizer rápido eu mesmo faço.


Mesmo que tenha ficado por pouco tempo em seu membro, minha mão ficou fria após ele a tirar da cueca. Como se faltasse algo.

-T-tira...

Sussurrei.

-Disse algo Brendo?

-P-pode tirar a cueca. I-isso deve doer.

-Tudo bem. Eu prefiro ficar mais um pouco assim do que te assustar.

-N-não vou me assustar; só t-talvez fique um pouco surpreso...

Axel me beijou.

-Não precisa se forçar, Brendo.

-Eu não estou me forçando! Estou te deixando me ver nu e quero que você faça isso junto comigo! Eu quero te ver.

Ele pareceu surpreso com a minha honestidade, mas parece que ele é lento demais para entender o que eu digo. Eu não estaria nem aqui se não quisesse; não me forçaria a isso e o Axel sabe.

-O-ok.

Ele começou a tirar a cueca lentamente, examinando cada reação minha para que, ao menor sinal de pavor ou nojo, ele a colocasse de volta.

-Se não fizer rápido eu mesmo faço.

Ele corou e assentiu. Nem eu mesmo sabia que podia falar assim, mas não foi algo ruim.

Após eu falar ele tirou o restante da cueca rapidamente e a jogou para um canto do quarto, mas não me olhou depois que o fez.

Aprovetei para olhar o corpo dele; ele é tão lindo que me dá medo! Sempre achei que as pessoas nuas eram nojentas, mas ele... parece uma obra de arte! Cada traço e curva é tão bem colocado que me deixa de boca aberta.

Paro quando me deparo com o membro recém exposto dele e sinto meu rosto corar um pouco. Até aquela parte dele me deixa excitado! Acho que vou perder a cabeça se continuar olhando o corpo do Axel então virei meu rosto um pouco; ele que não me olhava até então percebeu meu movimento e levantou o rosto bruscamente. Seu rosto tinha uma mistura de surpresa e tristeza.

-Te deu nojo, não é? Você perdeu a vontade de fazer coisas comigo porque o fato de eu ser homem ficou aparente não é?!

O Axel parecia... tão desesperado que meu coração se apertou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...