História De repente... Girl! - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Comedia, De Repente Girl, Exo, Hunhan, Kai, Kaisoo, Kris, Kristao, Kyungsoo, Lay, Luhan, Romance, Sehun, Suho, Sulay, Tao, Taoris, Xiuchen, Xiumin
Visualizações 881
Palavras 2.547
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 25 - Precisamos de tempo


Fanfic / Fanfiction De repente... Girl! - Capítulo 25 - Precisamos de tempo

Chany: Posso perguntar uma coisa? – O olhei quando ele saiu do banheiro de pijama.

Xiumin: Pode.

Chany: Porque Luhan e Chen sumiram da escola naquele dia?

Xiumin: Foram sequestrados.

Chany: Como é?

Xiumin: Baek foi sequestrado uma vez e Chen e Luhan duas.

Chany: Por quê?

Xiumin: Para receberem dinheiro de resgate e a segunda vez foi por vingança.

Chany: Posso saber? – Ele me olhou e sentou na cama em pernas de índio, ia começar a falar, mas foi interrompido por Yugyeom gritando.

Yug: Papai nenê qué chotolate!

Jin: Não quer não! – Rimos.

Yug: Qué sim, fala para ele nenê! – Ele esperou um tempo. – Eu queru papai! – Ri e ouvimos a voz do Mark.

Mark: Não vai comer chocolate na hora da janta!

Jack: Deixa o garoto comer chocolate, que abuso!

Jin: Não vai comer chocolate!

Yug: Puquê?!

Mark: Porque não.

Yug: Puquê não num é reposta. – Rimos olhando para a porta fechada.

Mark: É sim!

Yug: Puquê?

Mark: Porque eu quero que seja!

Jack: É só um chocolate!

Jin: Não é só um chocolate Jackson! Esta na hora da janta.

Yug: Dedi quano tem hora pra cume chotolate?

Mark: Jackson eu sei que é você que está mandando ele falar isso! – Rimos e ouvimos passos no corredor.

Xiumin: Enfim... Baek tem mais trauma do que Chen e Luhan, eles são mais tranquilos, mas não significa que não lembrem. Baek costuma ter muitos pesadelos, o pior não foi o sequestro, não machucaram eles, o pior foi quando o cara matou um outro a pancadas na frente deles. – Mordi os lábios nervosamente. – Foi uma época difícil, por isso, na festa, Luhan entrou em desespero quando Kris e Kai começaram a bater naquele garoto. – Assenti e deitei em seu colo, ele começou a acariciar meus cabelos enquanto mexia no celular.

Eu sabia o que eu queria, eu definitivamente não estava com cabeça para um relacionamento, ainda mais depois de tudo que aconteceu, eu queria colocar meus sentimentos e minha cabeça no lugar.

Dia seguinte

Kai Pov’s

Toquei a campainha e quando ele abriu a porta, estava com uma blusa comprida e deduzi que estava apenas de cueca.

Soo: Entra ai. – Me deu passagem.

— Oh, Kai, como você está? Voltou de novo? – A mãe dele passou para a cozinha.

Kai: É... – Sorri forçado e ela sorriu, voltou com a bolsa no ombro e deu um beijo na cabeça dele.

— Mamãe já volta, huh?

Soo: Ok. – Então ela saiu da casa.

Kai: Não contou para ela?

Soo: A poupei de saber disso. – Sentou no sofá e colocou a almofada em cima das coxas. – Eai, veio aqui para ficar em pé na minha sala?

Kai: Luhan me contou tudo.

Soo: Hm... – Olhou para a almofada e em seguida me olhou. – Legal.

Kai: Porque não conversou comigo em vez de terminar? Soo podíamos ter resolvido, eu não sabia de nada daquilo, porque você não se comunica com as pessoas? Éramos namorados, era tão difícil assim sentar e falar o que sentia?

Soo: Era.

Kai: Claro que era, você só esta pensando em você.

Soo: Me poupe, Jongin, você aceitou de boa vontade o término. – Me aproximei e sentei do lado dele. – Agora vem me dizer que a culpa é minha? Pelo amor de... – O beijei, tirei a almofada do colo dele e o puxei para o meu colo, ele ficou com uma perna em cada lado do meu corpo e puxou meu cabelo da nuca enquanto chupava meu lábio inferior.

Kai: Não vamos brigar. – Depositei um selar em seus lábios. – Não vamos discutir o passado. – Beijei seu pescoço. – Não vamos gritar. – Beijei o outro lado do pescoço dele. – Vamos recomeçar. – O olhei nos olhos.

Soo: Eu te odeio. – Me beijou e eu segurei sua cintura com firmeza por baixo da blusa, ele suspirou entre o beijo e sorriu. – Não vamos dar um show para a minha mãe. – Ri mordiscando seus lábios.

Kai: Como soube?

Soo: Esses olhos não me enganam nunca. – Sorri. – Eu te amo.

Kai: Eu te amo muito mais. – Selei nossos lábios demoradamente antes de iniciar outro beijo completamente carregado de saudade.

[...]

Kris Pov’s

Luhan: Oi. – Apareceu na porta do meu quarto. – Você não vai conversar com Kai?

Kris: Não estou com cabeça para isso. – A tatuadora estava sentada numa cadeira perto de mim, meu braço estava em um apoio e ela estava tatuando o restante do desenho.

Kai: Mas eu estou. – Apareceu do lado do Luhan. – Hyung me perdoa pelo que eu fiz, sei que errei, mas eu não queria me meter. Eu te amo e eu não quero que um relacionamento acabe com anos de amizade, por favor, eu já não sei onde está Xiumin, não me abandona também. – Se o conheço bem, ele ia começar a chorar. Levantei o olhar e o observei.

Kris: Nunca disse que abandonaria você. – Ele sorriu. – Eai, não vai fazer sua tatuagem? – Luhan sorriu e ele sentou na cama.

Kai: Vai demorar ai? – Olhei a moça.

— Talvez. – Sorri e olhei a porta, Luhan já não estava mais ali.

Kai: Você não vai falar com ele? – Fiz uma careta mínima e olhei meu braço.

Kris: Não, ele precisa de tempo, respeito isso. – Suspirei. – Eu também preciso de tempo, talvez num futuro próximo a gente se encontre de novo e recomece. – Sorri. – E o Kyungsoo?

Kai: Eu o amo. – Respondeu me olhando nos olhos.

Kris: Acredito nisso, vocês serão prósperos. – Peguei meu celular e disquei o número da mãe do Xiumin, coloquei no viva voz, não demorou para ela atender. – Tia aconteceu uma coisa esses dias. – Comecei e Kai me olhou.

— O que houve?

Kris: O baile não foi muito bom. – Suspirei. – Baek deu um tapa no rosto do Xiumin.

— O que? Esse garoto perdeu o juízo?

Kris: Calma, eu já... eu já conversei com ele. Ele esta arrependido. – Contei cada detalhe que Baek havia me contado na noite anterior.

— Cadê o Xiumin? Deixe-me falar com ele.

— O que houve? – Ouvi meu tio de fundo.

— Seu filho perdeu o juízo.

Kris: Xiumin não está aqui, ele não voltou para casa.

— Como não voltou?

— Xiumin?

— É.

— O garoto tem 20 anos, querida, ele sabe o que faz da vida dele.

— Você não esta preocupado com isso?

— Ele vai aparecer quando tiver que aparecer, seja lá o que aconteceu, para ele sumir assim com certeza quer ficar sozinho.

— Baek deu um tapa no rosto dele, você acha isso certo?! – Berrou.

— Eu não disse que acho certo, estou dizendo que o garoto quer ficar sozinho, se ele quisesse falar com alguém, ele ligaria. Ele tem 20 anos, sabe o que quer e sabe o que faz da vida, deixa o garoto quieto e depois nos resolvemos com Baek.

—Onde foi que eu errei, meu Deus.

— Você não errou em nada, a mesma educação que demos a Xiumin, demos a Baekhyun, filhos são como bola de boliche, você joga para o mundo, acerta um pouquinho de um lado, acerta do outro e torce para continuarem em linha reta e não caíam na vala. – Olhei Kai. – Minseok tem 20 anos, ele é dono do próprio nariz, quando for para entrar em contato, ele vai entrar.

Kris: Ele tem razão. – Olhei Kai. – Quando for para aparecer, ele vai aparecer.

— Mande Baekhyun me ligar hoje. – Ordenou.

Kris: Sim, eu do o recado. – Nos despedimos e eu finalizei a ligação.

1 mês depois

Chen Pov’s

Eu não recebi noticias do Xiumin, Baek não sai do quarto, a casa anda meio silenciosa ultimamente. Amanhã as aulas retornariam, mas não acho que ele vá aparecer nesse pouco tempo. Todo mundo anda meio para baixo nesses últimos dias, não trocamos muitas palavras entre nós, preferimos ficar quietos pensativos e sem discutir nada sobre o ocorrido, Baekhyun já se culpava o suficiente.

A campainha tocou e quando abri, era Chanyeol segurando dois capacetes , olhei a calçada e a moto do Xiumin estava estacionada, meu coração acelerou em achar que ele voltou, mas não, Chanyeol segurava a chave da moto. Dei passagem a ele e ele me entregou a chave e os dois capacetes.

Chany: Eu... posso falar com Baekhyun? – Assenti e Lay passou pela sala.

Chen: Chama o Baek, por favor. – Ele assentiu e subiu as escadas.

Em pouco tempo, Baek estava ali com os outros.

Chany: Ele... ele pediu para entregar isso para vocês. – Tirou o celular do Xiumin do bolso e entregou para o Kris. – E... bom... é mais fácil ouvirem as mensagens de voz. – Eu já comecei a chorar sem nem ouvir nada. – Sinto muito.

Kris: Onde ele está?

Chany: Pediu para eu não contar. – Mordeu os lábios. – Desculpem. – Se encolheu.

Lay me puxou pela mão e todos nós subimos as escadas, entramos no quarto do Kai e dele, sentei na cama e Lay me abraçou de lado.

Kris: Eu vou tentar saber onde ele foi pela última vez.

Kai: Ok. – Sentou na cama com Luhan.

Kris começou a mexer no computador, vi ele digitar o número do cartão do Xiumin e quando deu o resultado, ele começou a ler. Sim, ele era bom nessas coisas.

Kris: Ele passou por uma loja de roupas, por uma loja de acessórios de moto, um posto de gasolina e... – Mordeu os lábios e negou com a cabeça.

Chen: O que? – Ele nos olhou.

Kris: Numa lanchonete do aeroporto hoje. – Desabei em lágrimas. – Vamos ouvir o que ele tem a dizer. – Neguei com a cabeça.

Lay: Chen... – Acariciou meu braço e eu escondi o rosto em sua camisa.

Demorou e muito para eu conseguir me acalmar, tive que tomar um calmante para isso acontecer. Eu estava com uma dor absurda no peito, fui para o meu quarto e deitei na minha cama.

Eu só queria ficar sozinho naquele momento.

Kris: Acho que deveríamos ouvir essas mensagens juntos. – Eles chegaram no quarto. – Chen.

Chen: Tanto faz. – Funguei e não demorou para eu ouvir sua voz pelo celular.

Xiumin: Eu vou começar pedindo desculpas, desculpa por deixar vocês preocupado, desculpa por sumir e não dar satisfação, desculpa por tanta coisa, mas não sei mais pelo que deveria pedir desculpa. Acredito que Chanyeol deve estar agora conversando com Baekhyun e queria dizer para vocês que fiquem felizes, afinal, conseguimos alcançar o propósito pelo qual começamos isso tudo, não sei se vão ficar juntos, mas vamos torcer para que a resposta seja positiva. Kris, eu queria dizer que eu o amo e agradeço pelas vezes em que esteve comigo até mesmo quando te mandei embora, temos a mesma idade, nos entendemos como ninguém, eu sinto que com você posso falar e me expressar da maneira que vier a ser cabível. Quando estava em meus dias ruins, eu sabia que podia contar com você porque você é assim, você procura e se importa, eu sou muito grato por isso e espero que fique saudável. Lay eu não tenho muito o que te dizer apenas desejo que pare de ser tão lerdo. – Sorri. – Estou brincando com você, 'Layzado. – Rimos. – Lay você tem muito pela frente, 18 anos e sua vida esta apenas começando, saiba que eu desejo só a sua felicidade. Obrigado por ter estado ao meu lado naqueles momentos em que pensei que iria desmoronar, e nem pense em me agradecer pelos momentos em que fiquei ao seu lado, pois, na verdade fiz isso de forma egoísta, apenas desejando que esses dias durassem para sempre. – Ele deu uma pausa e podia jurar que estava se controlando para não chorar. – Mesmo que nos separemos por uma longa distancia, saiba que sempre me lembrarei dos momentos que me fez rir. Kai, pare de chorar. – Olhei Kai e realmente ele estava chorando. – Já esta na hora de ir, eu vou e você fica, que bom seria se não houvesse despedida, não houvesse “até mais”, ou “até breve”. Seria bem melhor se em nossas vidas pudéssemos optar e pedir pelo ficar. Mas não é assim, não podemos mudar certas situação, e certos destinos. Sentirei muito a sua falta, esse é um momento triste e ao mesmo tempo muito especial, pois olho para trás e vejo os bons momentos que passei com você, e com muita alegria, digo um “até breve”. Luhan, despedidas não são fáceis, mas chega um momento em que é preciso. É ruim uma despedida repentina, eu espero que nossa despedida não dure tanto tempo, para eu poder voltar e segurar a sua mão novamente, você sabe o que eu sinto por você e não preciso dizer, afinal, eu viria por você, mas só se você dissesse para eu vir. – Luhan começou a chorar. – Chen, não estou desistindo de nós, por favor, pare de chorar meu anjo mais que perfeito. Você é tudo que eu sempre quis, acredite, eu morreria pelo seu amor, que bom que eu te conquistei, não queria morrer tão jovem. – Rimos. – E bonito, claro. – Neguei com a cabeça. – Me espera que eu vou te esperar, eu te amo. – Ele respirou fundo. – Gente, depois das inúmeras aventuras que vivemos e dos momentos únicos que compartilhamos entre choros e sorrisos, ficarmos separados causará um profundo amargo no coração, mesmo assim, não posso deixar que nossa amizade simplesmente acabe, vocês são muito especiais para mim e tenho certeza que havemos de nos encontrar em tempos futuros. Amanhã, daqui um ano ou dois, o futuro é imprevisível.  Eu não podia imaginar as coisas que me aconteceriam, o inicio foi incerto, confuso e incomum, onde todos os estranhos fariam parte da minha vida, onde todos os cantos teriam histórias escondidas, com vocês passei os melhores anos da minha vida, por isso, é motivo de sorrir e não chorar. Como disse anteriormente, esse é um momento especial, é hora de olhar para trás e ver tudo que passamos juntos, sem dúvida, muitas tristezas e conflitos. – Sua voz ficou embargada e foi ai que eu desabei completamente. – Mas, felizmente, por inúmeros bons momentos, de alegria, de vitórias e de cumplicidade. É hora, mais do que nunca, de valorizar as amizades e os conhecimentos adquiridos aqui. Tenho certeza que nossa amizade vai continuar, independentemente da distância que vai separar nossos abraços. Em breve eu regresso para matar a saudade que já estou sentindo de todos vocês. – Parou uns minutos, deduzi que controlando as lágrimas. – Kris cuida bem deles. – A mensagem acabou.

[...]

Chen: Cadê o Chanyeol? – Perguntei assim que desci as escadas de pijama.

Baek: Já foi. – Murmurou.

Kai: Por quê? – Sentamos perto dele.

Baek: Porque eu não vejo um final feliz depois de tudo que aconteceu, concordamos que precisamos de tempo, tempo vamos ter. – Nos olhou, Lay sentou no chão entre as minhas pernas e o observou. – Só precisamos de tempo. – Fungou, seus olhos estavam vermelhos, mas sabia que ele não estava chorando por causa desse tempo e sim por causa do Xiumin.

Xiumin Pov’s

Liguei o celular que eu tinha acabado de comprar e disquei o número da casa dos meus pais após mandar uma mensagem para Mark, Jack e Jin indicando meu novo número. No terceiro toque, alguém atendeu.

— Alô, boa tarde?

Xiumin: Boa tarde gostaria de falar com a minha mãe.

— Um momento. – Não demorou em ela atender.

— Filho?

Xiumin: Oi Omma.

— Como você está? Oh meu amor eu sinto muito.

Xiumin: Estou bem... – Suspirei. – Tenho um pedido para fazer.

— Se eu puder atender, claro meu anjo.

Xiumin: Ainda temos aquele apartamento em Porto Rico? – Ela ficou quieta por longos minutos.

— Sim.

Fim...


Notas Finais


Então turma, chegamos ao temido fim.

Eu queria dizer que essa fanfic ja estava com o final planejado, Xiumin ia embora desde o início, e eu queria fazer assim para mostrar, de fato, como a cultura é tão diferente da nossa, a gente vive brigando com nossos irmãos, a gente da tapas fortes, nunca no rosto, acredito sim, até porque acho que até para nós isso é falta de ética e moral, mas para fazer esse final eu tive a ajuda do meu cunhado que é asiático, eu tirei muitas dúvidas com ele, eu questionei eu busquei e de fato, seria dificil, quase impossível Xiumin trocar alguma palavra com Baekhyun por agora. No decorrer da fanfic eu tentei colocar, nas entrelinhas a diferença entre ambas as culturas, queria que vcs vissem como essa cultura é diferente, como os costumes são diferentes, para nós, o jeito que Kai estava falando com Kris era uma coisa normal, até porque xingamos nossos amigos e irmãos, brigamos, mas tudo volta ao normal depois, com eles não é assim, é um absurdo isso e eu pude notar essa diferença enquanto meu cunhado falava. Eu percebo muito que ele e o irmão mima muito a caçula, então quando vemos em determinados grupos que os mais velhos tem certo afeto pelos mais novos, perguntar se ja comeu, perguntar se esta se sentindo bem, o carinho, afeto, não tem lugar para sentar, senta no colo do mais velho, isso de fato é uma coisa deles, eles mimam os mais novos, mas os mais novos tem que saber que o respeito é primordial. Vamos usar como exemplo o I.M, ele as vezes "reclama" que os hyungs enchem muito o saco dele, em uma entrevista ele disse que antes ninguém dava atenção para ele e hoje ele reclama que eles não param de encher o saco dele, isso é a coisa mais normal do mundo para eles. A gente não tem essa coisa de proteção e cuidado com os mais novos. Se vcs prestarem a atenção em muitas entrevistas o entrevistador pergunta "como os hyungs te tratam" e essa pergunta é direcionada ao mais novo, normalmente sempre tem essa pergunta, outra coisa que tem as vezes é que eles falam "se vc pudesse falar algo para seus hyungs, o que você diria? Pode falar informalmente" e o maknae fica até meio incerto de falar.

Eu não queria fazer um final perfeito, não se encaixa em "de repente girl" eles brigarem daquele jeito e Xiumin voltar para casa e agir como se nada tivesse acontecido, não queria um final assim. Xiumin esta se sentindo humilhado e extremamente decepcionado com Baekhyun, então ele precisa de tempo, ficar não ia ajudá-lo em nada, porque os mesmos amigos dele, é os do Baekhyun, então ele preferiu ir embora.

Sobre Taoris, no decorrer da fanfic eu mostrei o que o Tao sentia, então por mais que ele ame o Kris, ele não voltaria com ele, cabeça dura? Sim, porque os dois se amam, mas eu acho que Tao só queria ter as coisas dele, ele queria se estabelecer, uma meta de vida, pensar no seu futuro antes de se relacionar sério com alguém, ele poderia conseguir isso ao lado do Kris? Poderia, mas ele prefere fazer sozinho e se vocês prestarem atenção no personagem em si, verão que ele gosta de conquistar as coisas sozinho, Tao é uma pessoa independente nessa fanfic, Kris só fez o que ele queria, ele queria espaço e tempo, como ele disse, talvez futuramente eles se encontrassem.

Chanbaek, eu não conseguia imaginar Baekhyun ficando com Chanyeol, e vice-versa, no final depois de tudo que aconteceu, eles passaram por muita coisa, Chanyeol esta confuso, extremamente confuso, Baekhyun não vai se perdoar tão cedo pelo que fez, então é óbvio que eles precisam de tempo, quando eles dizem que precisam de tempo, não significa que nunca vão ficar juntos, eles apenas querem tempo, afinal, muita coisa aconteceu, certo? Não coloquei a conversa deles na fanfic porque queria deixar para a imaginação de vocês.

HunHan teve um final incerto, assim como Sulay, ficaram juntos? Não, Luhan e Lay tentaram? Sim, mas viram que não adiantaria tentar algo por agora, ai entra a questão do tempo, eles precisavam dar espaço aos dois, gente ia ficar um clichê horrivel se eu simplesmente colocasse eles juntos depois de tudo que aconteceu, qualquer pessoa numa situação assim precisaria de tempo, então eu fiz o final deles com essa pontinha solta.

Kaisoo eu não via motivos para não ficarem juntos, esse casal esta desde o inicio, terminaram por insegurança do Soo, eles tinha tudo para ter um final "feliz" seria muito ruim não deixá-los juntos depois do Soo reconhecer o amado não é? O problema deles era só conversar, mas como é Kaisoo, não conversaram, decidiram recomeçar.

Chegamos ao tão esperado Xiuchen, eu não tenho muito o que explicar deles dois, foram altos e baixos, mas foi bom o relacionamento deles, o ciúmes, o carinho, eu gostei do relacionamento deles. Como Xiumin disse, eles não terminaram de vez, não colocaram um ponto final, ainda tem muito o que vir pela frente para eles, ele disse "me espera que eu vou te esperar" talvez seja uma promessa para futuramente estarem juntos de novo? Sim, acredito que sim.

Então foi isso, eu queria pedir desculpas por não ter tido lemon, mas eu não consegui encaixar um lemon no meio disso tudo, em nenhum capitulo, então peço mil desculpas por isso e prometo melhorar nessa questão de "encaixar" as coisas, sei que para mim não tinha como encaixar, mas talvez para vcs sim, então e preciso melhorar nesse aspecto.
Obrigado pelos 400 (e alguma coisa) favoritos, eu estou lisonjeada, essa fanfic foi muito gostosa de escrever e com certeza ficou sim um gostinho de quero mais. Como sabem, todas as minhas fanfics tem continuação, sempre tenho uma continuação na cabeça, muitas vezes não faço a continuação, as vezes faço, mas a resposta para essa fanfic aqui é não sei, vou deixar para vocês decidirem na votação, queria dizer que "de repente" girl entrou para a votação, acredito que tem tempo para vcs votarem nela, temos ai quase um mês, não é?

Obrigado por cada comentário, cada nota, cada mensagem fofa que vcs deixaram para mim, sinto sdd de conversar com vcs e não vejo a hora de comprar meu celular para podermos ao menos conversar no grupo que irei criar, eu li cada comentário, enquanto ia para o curso, no intervalo das aulas, eu sempre dei um jeito de ler cada comentário, justamente por isso a possível segunda temporada, o amor de vcs por essa fanfic me deixou muito feliz e lisonjeada. Eu agradeço aos novos seguidores e aos que estão por vir, como sempre digo, vamos crescer juntos.


Um beijo no coração, um abraço apertado e um "até breve" caso tenha segunda temporada, se não, "até breve" para aqueles que ainda vão me acompanhar, caso contrário, isso é um adeus :'(

Love ya <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...