1. Spirit Fanfics >
  2. De repente Pai >
  3. Capítulo 2

História De repente Pai - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Tenham uma boa leitura ^^

Capítulo 2 - Capítulo 2


[...]

Se passaram apenas duas semanas e o homem mais bonito das televisões não estava mais aguentando a filha nova.

__ meu deus por favor não chore. Balançava enquanto ia as pressas para um estúdio, pois ia ter gravação. Ouviu o celular tocando, segurou a bebê num braço atendendo o celular sem jeito.

__ "Levi você está atrasado".

__ Erwin se você não sabe eu tenho uma criança nos meus braços que não para de chorar, meu lindo carro deu no prego e não posso ir de moto, se acalme bebê. Balançou enquanto corria.

__ "já alimentou e trocou as fraudas?". 

__ sim, e esse último não foi nada de ótimo. 

__ "então ela deve está com sono". 

__ ela não quer dormir. Passou pela faixa de pedestre fazendo sinal para os carros pararem.

__ "MANDA O LEVI TRAZER AS FLORES". ouviu Hanji gritar. 

__ puta que pariu as flores. Parou olhando para os lados vendo se via alguma floricultura.

__ "corre". Desligou o telefone, fazendo o outro bufar.

Achou uma do outro lado da rua onde avia atravessado, correu enquanto não avia carros.

__ se acalme por favor. Parou na porta vendo a plaquinha de fechada. __ tá de sacanagem. 

Olhou para a pequena começando a tentar conversar com ela, fazendo um monte de caretas tentando acalmar, mas só piorou tudo.

__ acho que ela não gosta de caretas. Ouviu uma voz atrás, se virou dando de cara com um par de olhos esmeraldas. __ já tentou fazer ela dormir?. 

__ ela não quer dormir. Quase fez cara de choro, o moreno riu passando por ele tirando umas chaves do bolso, abriu a porta  virando a placa.  

__ bom pelo visto quer comprar flores, então que tal eu acalmar ela enquanto você escolhe?. Se virou com um sorriso gentil. 

__ valeu. Sorriu lhe entregando e na
mesma hora o bebê se acalmou. __ ela me odeia.  

Entraram na lojinha, Levi olhou algumas flores mais de vez ou outra olhava para o moreno, da forma que conversava com a bebê enquanto arrumava algumas coisas, ele era até que bonito, seus cabelos eram castanhos e olhos esmeraldas, avia uma tatuagem de rosas em seu pescoço pelo visto gostava bastante de flores.

  Balançou a cabeça pegando umas rosas formando um buquê, foi até onde o moreno estava, arregalou os olhos quando viu a menina dormindo.

__ tá como conseguiu isso?. Perguntou colocando as flores no balcão para pegar a bebê.

__ segredo, sua filha?. Entregou ao menor que suspirou profundamente.

__ infelizmente sim, já faz uma semana que acabei de conhecer ela. Ajeitou nos braços e pegou a carteira.

__ bom isso acontece às vezes. pegou o dinheiro guardando, colocou as rosas num plástico vermelho. 

__ obrigado. Agradeçeu pegando o buquê, se virou saindo apressado até a porta. __ e valeu por fazer ela dormir.

__ não precisa agradecer. Sorriu.

[...]

Levi finalmente avia terminado as últimas gravações, fazendo todos aplaudirem finalizando. 

__ pra você. Deu o buquê para a diretora que limpou uma lágrima agradecendo. 

__ obrigada a todos por terem ajudado nesse filme. Sorriu se curvando.

Hanjii acompanhou o amigo com a bebê até o camarim, onde trocou de roupa pegando a pequena.

__ então quer dizer que gostou do florista?. Sorriu maliciosa fazendo o outro revirar os olhos enquanto dava a mamadeira saindo do camarim.

__ não inventa Hanji. Saiu do estúdio fazendo um sinal para o táxi. __ só falei que ele me ajudou com a bebê.

__ e não parou de ficar olhando para o nada pensando muito. Assobio recebendo um tapa na cabeça. __ aí aí... .

__ não viaja. O táxi parou na mesma hora que um jornalista correu até a sua frente empatando de entrar.

__ então Levi Ackerman um grande ator dos filmes e novelas tem uma filha?. Perguntou com o microfone.

__ dá pra sair está empatando a entrada. Empurrou para o lado entrando no carro.

__ então é verdade que uma ficante sua ficou engravidou de você eg deixou a filha com você?. Colocou o microfone dentro do carro.

__ da pra sairmos logo daqui?. Pediu ao motorista que acelerou o carro saindo.

__ isso irá da uma ótima matéria, você confirma isso senhorita Hanji?. Se virou para a mulher que tinha um sorriso no rosto.

__ sem perguntas gostoso. Se virou saindo para dentro do estúdio.

Não demorou muito para chegar no apartamento, entrou indo até o quarto colocando a bebê em sua cama, ainda estava dormindo. Tomou um banho e se jogou no sofá com o notebook vendo se tinha notícias de Herika, mais como sempre não avia nada. 

__ que merda. Suspirou fechando o aparelho, ouviu o celular tocando. __ alô?.

__ "Oi meu lindo, topa uma noite?." 

__ não vai rolar, estou morto de cansado. Fechou os olhos por uns instantes sentindo o sono bater.

__ "affs já é a quarta vez que me dispensa, só por causa de uma pirralha?". 

__ olha como fala da minha filha caramba, prefiro mil vezes está acordado de madrugada preparando mamadeira do que dormir com uma ridícula como você. Rosnou desligando o celular. 

Ficou um tempo parado olhando para o chão, depois de todos esses dias avia chamado ela de filha pela primeira vez, isso sim era novo, Erwin sempre falou que um dia o instinto paterno iria aparecer.

__ minha filha é. Riu passando as mãos pelos cabelos, foi até o quarto se deitando na cama ao lado da bebê. __ parece que não vai ter jeito mesmo.

De manhã Levi acordou vendo que Júlia já estava acordada, balançava as pernas e as mãozinhas enquanto sorria para o nada.

__ do que está rindo?. Se sentou na cama olhando para a pequena, se levantou indo até o banheiro escovar os dentes, depois voltou pegando no colo para ir a cozinha.

  __ você dormiu a noite toda, valeu pequena. Foi até o armário pegando algumas coisas para fazer a mamadeira. 

__ precisamos mudar algumas coisas não acha? Vou mandar fazer um quarto para você no quarto de hóspedes, comprar umas coisas de bebês, mais eu não faço a menor ideia do que comprar. Bufou pegando a celular enquanto fazia o mingau. __ temos que ligar para a tia Mikasa, ela vai amar saber que eu tenho uma filha agora. Sorriu sendo retribuído pela pequena.

...

__ QUE PORRA É ESSA LEVI ACKERMAN. gritou chutando a porta assustando o irmão. __ POR ONDE ANDOU PASSANDO ESSE NEGÓCIO ENTRE AS PERNAS.

__ não grita se não vai assustar ela. Reclamou colocando a filha deitada no tapete fofo no chão para assistir desenho na tv enorme.

__ caralho isso é verdade mesmo. Foi correndo se ajoelhando no chão. __ ela é a sua cópia.

__ eu sei, caprichei quando fiz. Empinou o nariz sendo acertado por um tapa forte na perna.

__ me conta essa história direito. Pegou no colo deitando em suas pernas para deixá-la mais confortável para assistir.

Levi contou toda a história deixando Mikasa de boca aberta. 

__ nossa, você vai ficar com ela mesmo?. 

__ sim, é o jeito, não acho essa mulher em nenhum canto. Se sentou ao lado de Julia.

__ okay vou te ajudar. Tirou o celular do bolso digitando algumas coisas rápido. __ pronto, mandei mensagem pra um amigo meu, ele vai te ajudar.

__ mais não era tu rapariga?. Arqueou uma sobrancelha.

__ não tenho tempo maninho, tenho que ajudar Annie no casamento esqueceu?. Se levantou indo para a porta.

__ esqueci. Suspirou. __ que horas ele vai vim?.

__ daqui meia hora, ele está pegando a moto dele na mecânica, até mais amei saber que sou tia agora te amo. Fechou a porta. 

 Levi esticou o braço pegando o notebook pra ver se avia alguma notícia notícia, Júlia começou a chorar.

__ Okay estou sentindo daqui.

......



Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...