1. Spirit Fanfics >
  2. De Sadala a Beijita a nova Fase Sayajin >
  3. Capítulo 7- Chegada a Beijita

História De Sadala a Beijita a nova Fase Sayajin - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Meus amores e minhas amores, Hello!!!
sorry, pela demora não estava conseguindo acessar a minha conta pelo note...
Bom enfim mais um capítulo para vocês, espero que gostem.

Capítulo 7 - Capítulo 7- Chegada a Beijita


Ao se aproximarem do planeta Beijita, Chirey sente o seu estomago revirar em ansiedade e expectativa de como seria a sua vida no planeta vermelho.

 Começa a reparar pela janela da nave que o planeta apesar da cor era muito parecido com a Terra, e tinha seus encantos....

Ela fecha os olhos respira fundo e pede a Kami Sama, que os sayajins a aceitem, que ela consiga se adaptar as mudanças neste novo lugar, e que os pequenos príncipes a aceitassem como uma nova mãe. Ela estava disposta a ter essa aprovação, coisa que ela jamais pensou que se preocuparia em ter.

Rei Vegeta se aproxima dela e diz,

- Minha rainha, o que se passa nessa cabecinha? Estou vendo que não para de olhar para o planeta Beijita, mas seus olhos estão longe... (ele faz uma pausa e pergunta receoso) está arrependida de ter vindo?

Chirey se virá para Vegeta e sorri, balançando a cabeça em negativa, o abraça e fala,

- Claro que não seu bobo, nunca tive tanta certeza em toda a minha vida, meu coração está saltando do peito de tanta alegria em estar ao seu lado. Mas é que, estou ansiosa e nervosa em como seu povo vai reagir a uma alienígena como rainha e como o pequeno Tarble vai reagir.

Sabe Vegeta, eu nunca me importei com o que pensavam ou achavam de mim, mas agora quero muito ser reconhecida pelo seu povo e principalmente seus filhos, quero muito que me aceitem como sua nova mãe.

Rei Vegeta ao ouvir isso, se sente ainda feliz, se isso fosse possível. E agradeceu aos Deuses por ele ter ido a Terra, pois pode conhecer o amor mais uma vez, e ainda mais em ter tido um vínculo lendário pela segunda vez, estava disposto a encontrar os anciões e questionar como isso era algo possível.

Chirey retira seu rei de seus pensamentos, e pede para que eles e os outros se aprontem para o desembarque, e pede que Vegeta a instrua de como ela deve se portar e cumprimentar, e saber como funcionaria essa recepção.

Enquanto isso príncipe Vegeta e Raditz, estavam interagindo com as duas jovens sayajins exóticas, e mesmo sendo tão jovens já sentiam algo diferente em seus corações e uma vontade que vinha de seus corações em proteger aquelas fêmeas de tudo. Linux e Lian, estavam amando a nave e a tecnologia dela, e ao repararem pela escotilha a silhueta daquele planeta se encantaram com a sua beleza única.

            Ambos e olham e sorriem e se abraçam, era incrível como se liam e conversavam apenas em se olhar. Se abraçaram e disseram juntos: - Bem vindo ao nosso novo lar.

            Mesmo que o príncipe dos sayajins fosse tão fechado em relação aos seu sentimentos desde a morte de sua mãe, ao conhecer Chirey, algo se acendeu naquele pequeno coração “congelado”, mas ele não diria isso a ninguém e esperava ansioso para ver em como seria a sua vida daquele momento em diante!

E olhava para a jovem Bulma, e suspirava ao olhar aqueles olhos azuis e descobriu que a sua cor preferida era aquela.

 A chegada ao planeta foi como esperada pelos tripulantes, sem nenhum por menor para o desembarque no hangar da família real. Bardock estava junto a Gine que estava com os gêmeos no carrinho, para a recepção da família real.

            Ambos ficam maravilhados com a beleza da nova rainha e como ela era parecida com uma sayajin, se não fosse pela ausência da cauda ela se passaria por uma sem problema algum. Bardock que já sabia de todos os detalhes do encontro do seu amigo rei Vegeta com a terráquea, liga seu scouter para tirar a prova de seu poder de luta e fica espantado de que de fato ela era muito forte para uma humana, mas vê que havia algo de diferente na energia que emanava dela, mas decidiu que não falaria nada por enquanto pois já tinha uma suspeita do que poderia ser.

            Gine assim que vê seu filhote sai correndo para abraçá-lo,

-Filhote como você cresceu e está mais forte, e enche o pequeno sayajin de beijos, deixando Raditz, envergonhado pela exibição pública de carinho de sua genitora e a repreende pois estavam todos olhando para eles.

- Mãe aqui não, a senhora está me envergonhando na frente de todos... (mesmo que ele tenha amado a ação da mãe pois estava com saudades dela, mas tinha que manter a postura de um sayajin que estava no esquadrão real).

- filho, não seja bobo, estão é com inveja de você e sorri o soltando, e sei que você gostou da minha atitude, mas se te deixa feliz prometo que agirei como quer.

            Quando ela nota os gêmeos já estavam agarrados em suas pernas, ela olha para baixo e vê que eles haviam descido do carrinho e haviam começado a andar, e fica toda orgulhosa.

            Bardock pigarreia, e sorri com a cena e se sente orgulhoso de seus filhotes e ainda mais da família que ele tinha. Mas aquela recepção era para receber a família real e principalmente para receberem a nova rainha.

- Rainha Chirey, seja bem vinda ao nosso planeta. Me chamo Bardock e sou o general do exército sayajin, como o braço direito do rei. Em nome de toda nossa raça lhe dou boas-vindas. E se curva a rainha em sinal de respeito.

Chirey, sorri e agradece a recepção e fica encantada em ver a relação da esposa de Bardock para com sua cria, e decide que conheceria ela melhor pois se sentiu perto de casa ao estar na presença dela e viu nela uma pureza e sentimentos lindos. É com certeza elas seriam amigas.

Mas sente seu coração acelerar, quando conhece o pequeno Tarble, que estava atras de Bardock. O pequeno corre em direção ao pai falando,

-Papa, você voltou, eu estava com saudades e abraça a perna do rei. Irmãozão que saudades.

Chirey fica encantada com o pequeno sayajin, e sente seu coração arder em amor, pois sabia o que o pequenino havia passado desde seu nascimento.

Tarble se aproxima dela, meio sem jeito e pergunta,

- É você que vai ser a minha mamãe? E sorrindo abaixa a cabeça.

Chirey, se entregou ali aos encantos do pequeno, e sentindo o seu instinto maternal aflorado, nem pensou apenas agiu.

O pegou no colo e o abraçou apertado e em lágrimas disse,

- O meu pequeno, sim sou a sua mãe, e vou te encher de todo o amor e carinho desse mundo!!! E olhando para o príncipe Vegeta, sorriu para ele. – Para você também Vegeta se quiser.

O jovem príncipe ficou vermelho como um pimentão, já que não esperava ter outra “louca” como a mãe de Raditz o fazendo passar vergonha, mas como não poderia ser desrespeitoso com a nova rainha, apenas respondeu,

-Tanto faz. (mesmo que por dentro estivesse muito feliz, pelo seu pequeno irmão e por ele também).

            Rei Vegeta, apenas ficou olhando a interação dos três, como era de se esperar ele apenas deu um curto sorriso de lado a sua esposa, já que não poderia perder a sua pose de rei imponente e rígido.

Então a família real e a de Bardock, se dirigiram ao castelo para decidirem como seria o baile real de apresentação da nova rainha.

Rei Vegeta e Bardock, se despedem das esposas e vão ao escritório real, trocarem os relatórios da missão na Terra, como os preparativos para a apresentação da rainha.

- Vegeta, meu amigo, fico feliz por te ver radiante e feliz novamente. Enfim o pequeno Tarble terá o prazer de ter uma família e pelo jeito o jovem Vegeta vai amolecer aquele coração. Parabéns meu rei.

-Bardock, concordo com suas palavras, estou imensamente feliz, e isso tudo graças a você! (Bardock, o olha sem entender), não me olhe com essa cara velho amigo, afinal eu fui obrigado a ir em seu lugar, e se isso não tivesse ocorrido, quem sabe o que teria acontecido ao amor da minha vida.

Bardock se sente lisonjeado com as palavras, sorri para o amigo e dão continuidade aos relatórios e aos preparativos para a apresentação de Chirey que seria em uma semana.

 

As duas jovens esposas, começaram a conversar e Chirey pede que Gine a ajude a aprender mais sobre os costumes e de como se deve agir uma esposa sayajin. E se não teria problema ela continuar a treinar, já que como rainha ela não saberia se poderia manter certas rotinas que era acostumada.

Mas antes, que Gine pudesse dizer que ela poderia fazer o que bem entendesse como rainha, e que como eram uma raça guerreira apreciavam a luta. Chirey começou a passar mal e correu para ao banheiro para vomitar.

Gine, ficou intrigada já que se fosse pela diferença de gravidade da Terra, ela já teria passado assim que aterrissaram no planeta, e pelo que Bardock havia lhe falado, o rei foi fazendo com que ela se acostumasse com a gravidade já na nave. Então Gine teve um estalo em sua mente e sorriu.

Quando Chirey, retornou pedindo desculpas por ter saído daquela maneira, Gine apenas segura suas mãos e diz,

-Minha querida não se desculpe, sou uma mulher e sei que quando estamos nessa situação não tem o que fazer. (Chirey, cora pois a sayajin já havia percebido). Então teremos um novo membro na família real? Já sabe de quanto tempo está? Já contou ao rei?

- Fale baixo por favor, ainda não disse nada a ele, pois quero ter certeza, e quero deixar passar toda essa apresentação e tudo mais então conto a ele e aos meninos, quero primeiro me aproximar deles ainda mais, para que não se sintam deixados de lado.

-Entendo, então vamos marcar logo um médico para tirar essa dúvida e pode deixar que vou te ajudar com todos os preparativos, e pode contar comigo para o que precisar. Este será o nosso segredo. Ela olha para seus gêmeos e sorri,

-Viu filhotes, vocês vão ganhar uma amiguinha ou amiguinho! Kakaroto e Turles, apenas sorriem para a mãe, sem entender nada, (mal sabiam que aquele momento entre as duas mudaria todo o futuro de ambos).

De forma involuntária ambos, se levantam e caminham até Chirey que estava sentada e abraçam sua barriga, uma conexão entre os gêmeos e o bebê no ventre de Chirey foi imediata.

Ambas as mulheres se olham e se derretem ao ver o que os dois haviam feito. E continuam a conversar e Chirey pede a Gine umas dicas de como lidar com os dois príncipes e de como ela poderia se aproximar mais de Vegeta, já que Tarble já era mais aberto e já estava a chamando de mãe.

 

Continua.....


Notas Finais


Como será que o rei e os jovens príncipes irão reagir a essa gravidez?
E como assim Kakaroto e Turles, estão conectados aquela gestação???
E a família Briefs será que irão se adaptar?
Meus amores gostaria de agradecer a todos que tem lido e pedido novos capítulos, vou me esforçar ao maxímo para não atrasar em atualizar.
Beijão no coração de vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...