História De sempre , pra sempre - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Indra, Jasper Jordan, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes
Tags Clexa
Visualizações 207
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aproveitem clexinhas ❤️
Boa leitura 📖

Capítulo 12 - E agora?


Pov Lexa 

Suas palavras me atingem como um soco no estômago, então sem perceber acabo cambaleando um pouco e paro em minha mesa, afasto minhas mãos que antes estavam segurando Clarke com tanta firmeza. Eu não consigo dizer nada, eu não esperava por isso, eu sempre me questionei o porque, e nada me levou a pensar nessa possibilidade, até pensei que ela havia voltado com o ex, ou coisa assim,. Depois de minutos frente a frente, ouço seu choro baixinho, e a vejo limpando as lágrimas que insistem em cair, eu sei o que Clarke sente, eu perdi minha mãe e nem sequer cheguei a conhecer, depois perdi meu pai, foi uma dor insuportável éramos muito ligados. Eu forço minha voz sair e então sussurrando. 

Eu sinto muito Clarke —falo finalmente. 

–Eu estava pronta pra sair com você de lá, —ela diz baixo, e logo depois me encara com aqueles olhos azuis brilhando devido ao choro, —eu havia me despedido de Bell e Murphy, eu já havia Chamado o táxi por conta da demora, pensei que assim pouparíamos tempo e também evitaríamos transtornos já que havia muita gente, e todos pelo menos a maioria correriam para o carro disponível. Eu  estava pra ir atrás de você, e antes mesmo que eu pudesse dar o primeiro passo minha mãe já estava me puxando, eu fiquei surpresa já que não havia combinado nada sobre ela ir me buscar, e foi aí que eu percebi que havia algo errado, foi então que ela falou sobre meu pai, eu não tive tempo de processar tudo pois devido ao susto desmaiei, quando eu acordei já estava em casa, tudo pareceu cair sobre minha cabeça de uma vez, meus amigos, minha família, falavam, iam e voltavam e eu parecia petrificada, eu estava em estado de choque, eu não fui ao enterro, ou mesmo cheguei a acompanhar o velório, permaneci em casa por dias, apesar de eu morar com minha mãe, e estar mais perto dela, eu era muito ligada a ele —sua voz falha, nesse momento. 

—Tudo bem Clarke não precisa.. —tento, fazer com que ela pare.. —você.. 

—Lexa me deixa terminar por favor —diz me olhando nos olhos, e com as lágrimas que mais parecem gotejar, pois não cessam.. Dou a volta sobre a mesa e sento-me em minha cadeira,. E faço menção pra que ela prossiga. Eu sinceramente acho que não conseguirei me segurar por muito mais tempo,. 

—ele era separado da minha mãe, acho que cheguei a mencionar isso pra você enquanto nos conhecíamos no cruzeiro, —fala essa última parte parecendo se recordar de algo. —apesar de tudo ele sempre foi muito presente, e me ensinou tudo e mais um pouco para ser uma boa pessoa, e profissional, ele acreditava em mim, nos meus sonhos, pra falar a verdade ele sabia mais de mim do que minha mãe —ela rir sem humor, —depois de dias sair daquele estado de silêncio, e com a ajuda da minha mãe e dos meus amigos e voltei aos poucos, e então como se fosse num flash eu percebi que tinha algo que eu havia deixado passar, e era algo que me fazia falta, eu percebi que eu não apenas estava sofrendo pela perda do meu pai, mais também inconsciente eu lamentei sua perda, meu coração sentia sua falta, era como se fosse um vazio duas vezes maior, eu não conseguia entender, até voltar a mim por completo, e perceber que eu havia sem querer deixado você, e depois disso eu simplesmente surtei, procurei seu Número, liguei, mandei mensagem, e você parecia estar disposta a não me ouvir, você me ignorou e eu não te culpo por isso, pois eu no seu lugar faria a mesma coisa, porque pra você eu te deixei,. —fala deixando transparecer sua dor e arrependimento, —eu estive buscando por você desde então, e sempre que eu te achava você sumia, e eu mais uma vez voltava as buscas, só não foi tão difícil devido sua exposição, você é pública, todos sabem quem é Lexa woods, a mídia parece te adorar, e com ajuda de um amigo, eu finalmente te achei, e agora estou aqui.. E por Deus Lexa eu passei esse tempo todo imaginando como seria, eu  só queria poder ter a chance de dizer que eu não te abandonei, eu não tive essa intenção, e eu sei que pode parecer um pouco tarde, mais eu quero que você saiba que tudo o que vivemos naquele cruzeiro foi real, valeu a pena, cada palavra, cada momento que eu passei do seu lado foi de longe os melhores da minha vida, você não faz idéia do quanto eu sinto muito por tudo, por você ter sofrido, por de alguma forma ter te feito pensar que eu não a queria, eu sinto muito Lexa, eu sei que talvez nada mude o fato de que eu demorei pra ir atrás, o que não foi intencional em momento algum, eu só quero que você saiba que o que eu iria atrás de você sempre, eu não desistiria nunca, pra dizer que eu, não te esqueci, e que eu não apenas me apaixonei por você, como também soube que no momento em que decidi descer com você daquele cruzeiro, eu já te amava, e nunca deixei de amar.—ela completa em meio as lágrimas,. Sinto que meu coração vai saltar meu peito parece arder, é um misto de sensações, eu não sei direito como reagir, sinto minhas lágrimas rolarem e eu não as impeço dessas vez, eu absorvo tudo o que acabei de ouvir, tento respirar fundo, numa tentativa falha de me acalmar, sei que ela está esperando minha resposta, eu sinceramente não sei o que fazer, eu não nada me preparou pra o que acabei de ouvir, tudo poderia ser tão diferente agora se nada disso tivesse acontecido, talvez eu não sei, fico tentando achar as palavras certas e nada me vêm a cabeça pareço muda, e sem pensar muito me levanto de onde estou e vou em sua direção, ela parece surpresa, ela também caminha em direção a mim, e assim que nossos olhos se encontram, meu corpo reage e sem me conter a puxo para um abraço que ela corresponde instantaneamente, a aperto em meus braços, sinto seu cheiro invadir minha respiração, inalo como se tentando ver se ainda é o mesmo e constato que sim, seu cheiro é o mesmo, sinto ela soluçar, e assim permanecemos por um tempo, chorando, eu molhando seus ombros com as lágrimas que dizem tudo o que eu no momento não consigo mais sinto, ela me aperta mais e então sinto sua respiração em meu pescoço, e percebo que ela está fungando ali, nos afastamos mais não muito, o suficiente pra respirar um pouco, e quando vou quebrar o silêncio, a porta se abre e uma menininha com a aparência de uns 5 ou 6 anos invade a sala, ela é loirinha, parece com Clarke, não ela teria dito se fosse, isso, ou sei lá, olho para Clarke como uma cara de interrogação e ela parece tranquila e sorrir para a garotinha. Que faz um bico adorável. 

E eu continuo sem entender nada, apenas olho para Clarke e fico me perguntando como é que vai ser agora? 




Notas Finais


Desculpem os erros, e espero que tenham gostado, valeu bolinhos ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...