História De todos os dias que vivi - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Desapego, Drama, Droubble, One-shot, Tragedia
Visualizações 36
Palavras 300
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Droubble

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


oi galera espero que o tiro nao peguem vcs
boa leitura

Capítulo 1 - Único


Desfazer-se das coisas é uma ação dolorosa, ainda mais se “as coisas” possuem uma carga sentimental imensa por detrás. “A coisa”, no meu caso, é você, embora você já tenha se desfeito de mim há tempos enquanto eu permanecia presa dentro da minha bolha de ilusão. Mas eu finalmente percebi que era a hora de desmanchar esta mesma bolha e, covarde como sempre, eu fugi: tomei um longuíssimo banho, e quis que o chuveiro lavasse de mim todas as minhas desgraças, e que me sugasse ralo a baixo; preparei inúmeras xícaras de chá para que eu ficasse entorpecida naturalmente; assisti a aquele filme bobo e sem sentido que todos criticam, mas era a minha única companhia na penumbra daquela saleta medonha e silenciosa. Com uma pitadinha levíssima de masoquismo, meus olhos vítreos passavam para lá e para cá — numa sintonia tediosa que só um solitário sábado à noite me propôs — nas mensagens de dois, três anos atrás; eu experimentei um curto momento lúgubre de nostalgia. Disse eu, num mesmo sábado às onze da noite, em dezembro: De todos os dias que vivi somente aqueles que dividi com você pareciam reais. E, de fato, eram; e quão burra eu me sinto por ainda confirmá-lo. As lágrimas grossas me saudaram novamente, sucumbindo a zona de conforto, triplicando o peso de meu coração ao ponto de estourá-lo em seguida, a fim de que toda a dor desaparecesse. Todavia, o sangue que esguichou nas paredes das minhas doloridas costelas me serviu somente como um lembrete permanente da sua partida e da minha “liberdade”. Matei dois coelhos numa cajadada só: eu e minha duvidosa sanidade. Você havia replicado — neste sábado de dezembro — inúmeras mensagens soltas como: “Boa, linda, maravilhosa, inteligente...”, porém, infelizmente, não o suficiente para a sua vitalícia estadia. Homens não curtem mulheres estragadas.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...