1. Spirit Fanfics >
  2. De Volta a Gravity Falls (Reescrevendo) >
  3. Cabana Hootenanny

História De Volta a Gravity Falls (Reescrevendo) - Capítulo 3


Escrita por: e IllumyZ


Notas do Autor


Fala pessoal, espero que estejam curtindo a fic, para a galera que ta tentando desvendar os códigos, a princípio so vou usar códigos de Gravity Falls, mas caso for usar outra coisa, o começo da trajetória vai tar nesse código, ah e se por acaso tiver algum erro nem que seja ortográfico, me avisem para eu poder corrigir, bom sem mais nem menos Bom Capitulo ai para vocês

Capítulo 3 - Cabana Hootenanny


29 de Maio - Terça feira

Mabel On: 

Saímos do mercado com o carro cheio de compras, tinha o suficiente para o mês todo, isso já deixava Dipper mais calmo, carregamos o carro e voltamos para casa, o caminho foi tranquilo, comprimentamos Soos que estava atendendo uns clientes, e começamos a trazer a comida pra dentro, depois disso Dipper voltou para o seu quarto e eu fiquei na sala jogando um pouco, ficamos lá até umas 11:30, quando começamos a nos arrumar para irmos para a casa de Mc.Gucket, troquei de blusa para uma uma pouco mais folgada e Dipper colocou um casaco jeans, eu estava descendo as escadas quando peguei ele muito concentrado em um cartão

Mabel: O que você ta vendo ai ? - ele deu um pulo largando o cartão e eu rapidamente peguei ele, e pude ver que era um cartão do Restaurante da Suzan - Ué por quê você ganhou um… - quando virei no verso e vi os número eu dei o sorriso mais pervertido até hoje em direção ao mesmo, ele já estava corado e com a mão na cabeça - Parece que eu não fui a única a sair com 1 no meu placar em 

Dipper: Para Mabel, isso ai pode significar muitas coisas ? - Ai essa síndrome do Dipper de inferioridade, entreguei a ele o cartão, peguei minha bolsa 

Mabel: Cara nenhuma Garota ou Garoto entrega o celular assim de boas se não quer pelo menos bater um papo com a pessoa - peguei as chaves do carro - E vamos que dessa vez eu dirijo

Dipper: Se que manda  - disse ele me acompanhando, ligamos o carro colocamos uma musiquinha pra tocar, coloquei meus óculos de sol e ele ficou olhando o cartão de Mc Gucket e me guiando até… Peraí por quê aqui ?

Paramos o carro em frente ao grandes portões dourados, uma casa imensa, aliás, uma mansão, conhecíamos esse lugar, Dipper e eu já viemos aqui umas 2 vezes eu acho, nao perdi muito tempo e perguntei

Mabel: A gente ta no lugar certo ? - olhei para o Dipper

Dipper: Cara, o endereço é aqui, bem que eu achei suspeito o local de onde ele falava

Mabel: Uou, para tudo - descemos do carro - Mc Gucket comprou a Mansão Northwest ???? - Sim, a mansão Northwest o lugar onde a Família de Pacifica, os Northwest, viveram desde o início de Gravity Falls, essas paredes construída através de suor e sangue de muitas pessoas, tinha um passado tão tenebroso e obscuro quanto os próprios Northwest, com exceção da Pacífica é claro

Dipper: Bom segundo Mc Gucket, ele andou vendendo uns projetos aí e ficou milionário, só não achei que essas mansões fosse a cara dele - andamos até o grande portão, e tocamos o interfone, uma voz robotizada atendeu

????: Cabana Hootenanny em que posso ser útil ? 

Mabel: Bem somos os Pines e viemos para visitar o senhor Mc Gucket

????: Por favor aguarde um momento - ficamos uns 5 minutos esperando quando ouvimos os portões se abrir, voltamos para o carro e dirigimos até próximo da casa, a parte de dentro após os portões era surpreendente, havia diversas construções, uma piscina e um campo bem amplo, passamos por uma fonte com o símbolo de um banjo, e então finalmente paramos na base da escadaria para o portão principal, e no alto sentado na sua cadeira e tocando seu banjo estava Mc Gucket

Mc Gucket: Ainda bem que vieram, ficaria muito decepcionado se tivessem faltado sem falar nada 

Mabel: Imagina, se íamos perder uma chance dessa - me aproximei e abracei o mesmo

Mc Gucket: Mabel ocê está linda, ocê cresceu tanto!

Dipper: Você acha, pra mim continua a mesma - fiz uma careta pra ele

Mc Gucket: Oxi, Ocêis cresceram demais, igual seu Tivô falô, vamos entrem, vamos ficar a vontade a casa é de ocêis

A casa por dentro era mais fantástica que por fora, estávamos no salão principal onde era feito os grandes bailes dos Northwest, mas agora era um paraíso de construção, peças e equipamentos espalhados por todo o lugar, equipamentos robóticos, me lembrava a batcaverna de certa forma

Mc Gucket: Só não repara a bagunça, David e Elena ainda não chegaro para arrumar 

Dipper: David e Elena ? - disse dipper intrigado

Mc Gucket - Sim, eles limpam as coisas aqui em casa, a casa tem alguns empregados

Mabel: Quem diria em ? Do Lixo ao Luxo - Mc Gucket coçou a cabeça 

Mc Gucket: Eu não gosto muito de ter pessoas aqui em casa trabalhando pra mim, me sinto desconfortável, mas meu filho se preocupa comigo demais e eu não sô mais tão jovem então contratamos umas pessoas, 5 para ser exato - ele dizia isso enquanto íamos andando até o outro cômodo da casa, lá era uma sala de visitas tinha uma mesinha no centro com um sofá e algumas cadeiras tudo em volta da lareira, a decoração da casa era incrível e muitas fotos na casa, fotos de Mc Gucket com a sua família 

Mc Gucket - Na faxina temos David e Elena, na Cozinha, a Chef Melissa cuida das refeições, Abigail é a minha enfermeira e empregada que passa mais tempo na casa junto com comigo, e por último meu mordomo Alberto, ele me ajuda com compromissos

Dipper: São tão poucas pessoas para uma casa tão grande - Disse enquanto nos sentávamos no sofá

Mabel: Nem fala, 2 pessoas para limpar essa mansão, isso é loucura - ele deu um sorrisinho

Mc Gucket: Não se preocupe, eles tem equipamentos excelentes para resolver, lógico que eu tenho alguns robôs na casa para ajudar, eles estão mais para avaliadores, na verdade - disse ele levantando os pés e um banco se mover para debaixo dos pés dele - essa casa é quase toda automatizada agora 

Dipper: Bem a sua cara não é ? 

Mabel: Anda Dipper para de bancar o durão, você deve estar salivando de vontade de mexer em tudo 

Dipper: Ok Ok, Você me pegou adoraria aprender sobre eles - Mc Gucket deu uma risada

Mc Gucket: Mas conte sobre vocês o que estão aprontando ? Faculdade ? vamos quero que contem tudo para o Velho aqui

Mabel: Bem, eu ainda não me decidi para qual área, mas quero fazer Design, só estou escolhendo pra qual. Animação, Moda, Apps sei lá tem tantas opções legais - Mc Gucket deu um sorriso

Mc Gucket: Isso é tão a sua cara, e se ocê acha que vai ser feliz, então faça,  nunca faça nada visando o dinheiro, faça algo quocê ame - eu senti um calor em meu peito, era reconfortante ser apoiada assim, quando falo assim geralmente me olham como uma criança, mas Mc Gucket me olhou como um pai acolhedor - E quanto aocê Dipper ? 

Dipper: Bem eu ainda não decidi o que eu quero fazer, sabe tem tantas coisas divertidas, Eletrônica, Mecânica, Programação, é tudo tão divertido que não sei o que fazer, tentei pegar algo que englobe tudo mas mesmo assim ainda falta um pouco - Mc Gucket deu uma risada, ele parecia aliviado 

Mc Gucket: Ocê era igualzinho a mim, em busca de algo que me deixasse construir o que eu quiser, sabe Dipper, muitas pessoas já ficaro milionárias sem um diploma, assim como muitos não, desde que você saiba aprender e aproveitar suas oportunidades 

Dipper: Você tem razão quanto a isso - disse Dipper ajeitando o chapéu - mas você entende bastante sobre isso não é ? 

Mc Gucket: Digamos que sim 

Mabel: Ah Mc Gucket sem modéstia, até quando você estava lelé da cuca, você ainda fez um monstro do lago gigante de puro metal, com coisas do lixão - ele deu uma risada meio sem graça

Mc Gucket: Pode até ser - ele então parou e pensou - Dipper já que eu trabalho nessa área a anos, por que você não aparece ai de vez em quando? Como um estágio de férias - ele se virou pra mim - lógico que o convite está aberto a vocês dois, aliás devo tanto a vocês...

Mabel: Você não nos deve nada - disse a ele antes que continuasse - e eu vou passar dessa vez, não sou muito chegado a isso, mas quem sabe eu não apareço de vez em quando

Dipper: Pois eu aceito, gostaria de ter um pouco dessa experiência toda, quem sabe eu não me descubro no meio dessa sucata toda - demos uma risada, quando a porta de abriu - uma garota entrou pela porta e rapidamente nos surpreendemos

????: Desculpe o Atraso Mc Gucket, Marry demorou para chegar e com isso, nao deu pra sair cedo - ela olhou para nós na mesma velocidade que nos para ela, e Eu e Dipper falamos ao mesmo tempo

Mabel e Dipper: Pacifica ??? - ela se espantou conosco aqui e retrucou

Pacifica: Mabel ? Dipper ? O que você estão fazendo aqui ? Tão me seguindo só Pode

Mabel: O que você está fazendo aqui ? - ela estava um pouco mais formal, usava uma macacao jeans por cima de uma blusa branca, e com seu cabelo preso em um rabo de cavalo

Pacifica: Bem, eu fico aqui a tarde, estudando 

Mc Gucket: Pacifica, por que nao tira um descanso nesse verão? , não teremos um projeto tão cedo 

Pacifca: De jeito nenhum velho, aqui ainda é mais divertido do que ficar em casa - eu não estava entendendo exatamente como a história estava se desenrolando mas Dipper arriscou um palpite

Dipper: Perai, não me diga que … - ele foi interrompido por Mc Gucket

Mc Gucket: Oh Desculpem meus maus modos -  ele se levantou e ficou perto da sua mesa, pegou algo  e jogou para pacífica, era um jaleco branco, a mesma pegou rapidamente - Essa é Pacifica Northwest, minha Aprendiz 

Nesse momento minha boca foi ao chão, olhei para Dipper e ele também estava espantado com a noticia

Dipper On:

Pera, Pera, Pera, quer dizer que Pacifica agora mexe com essas coisas "Nerds", ok, eu estou louco só pode, Mabel foi a primeira a falar

Mabel: Perai, a oxigenada sabe usar o cerebro ? - que belas palavras pra acabar de vez com a paz do clima 

Pacifica: Ah sua vadiazinha  - ela olhou com raiva pra mabel, ela depois parou e olhou pro canto - Não quero ouvir nada que veio da boca de uma pessoa com um Qi abaixo de 10 

Mabel se levantou com raiva: Ai Mc Gucket adorei sua experiência, se fez essa cobra entender o que a palavra QI significa, imagino o que consegue fazer com um ser pensante

Pacifica: Ah você não disse isso - disse a mesma serrando os olhos

Mabel: ah não entendeu vou dizer na sua língua - Mabel começou a imitar uma cobra, Pacifica ia retrucar quando eu entrei no meio 

Dipper: Hey Hey Hey parem as duas, acabamos de chegar aqui por favor sem brigas - as suas se viraram para a direção oposta - agora deem as mãos - elas me olharam com uma cara de negação total, e respirei fundo - É, não custava tentar - disse sentando de volta na cadeira

Mc Gucket chegou de fininho do meu lado e disse: elas sempre foram assim 

Dipper: Acredite, isso já foi pior - demos uma risada 

Pacifica e Mabel: Qual é a Graça ? - disse furiosas mas em uni som

Dipper: Nada Nada - Nesse momento uma pessoa um pouco velha, deveria ter uns 45 anos apareceu usando uma roupa de mordomo

Alberto: Senhor Fiddleford, o Almoco esta servido 

Mc Gucket: Obrigado, Alberto ja estamos indo 

A cozinha era tão grande quanto a sala, caberiam cerca de 30 pessoas fácil, as paredes eram todas azuis com decorações realmente um lugar com muito luxo, Almoçamos com fartura e até conversamos sobre algumas coisas aleatorias, Vi até Mabel e Pacifica rirem juntas sobre algo que estavam conversando, aquilo ali me deu até um arrepio, mas no fundo eu sabia que elas se mordiam mas se gostavam, isso me deixava feliz

????: D i p p e r - Ouvi uma voz ecoando na sala, ela me deu um arrepio na espinha, a voz continuou como se estivesse sussurrando no meu ouvido, e lentamente a voz se repetiu, e se repetiu até eu perceber uma mão na minha frente tentando me acorda

Mabel: Dipper !! - disse ela com força - tá tudo bem ? Você ficou olhando pro nada quando falamos sobre a Nova cabana

Dipper balancei a cabeça: Sério ? , que estranho, desculpem me perdi nos meus pensamentos, continuamos a conversa até terminar o Almoço, Pacifica é a primeira a levantar 

Pacifica: Bom se me derem licença eu tenho coisas pra resolver - Ela virou e antes de sair do cômodo - Estarei na biblioteca ouviu velhote? 

Mc Gucket: Ta ta, cê conhece a casa melhor que eu mesmo - ela deu um sorriso e saiu, 

Mc Gucket suspirou - Ela com toda certeza é uma boa menina

Mabel: É nós sabemos disso - concordei com a cabeça

Mc Gucket: Geralmente Pacífica fica aqui de 13 até a hora que der na telha, ela até tem seu "quarto" na casa, então fique a vontade 

Dipper: Pode deixar - ele ia dizer mais alguma coisa quando Alberto chegou e disse algo no ouvido dele 

Mc Gucket: Mas Já ? - ele olhou a hora e se espantou - Nossa já são 14:00, ele se levantou - me desculpem pessoal mas tenho que sair agora, tenho uma reunião marcada com os Irmãos Flynn agora na sala de reuniões - ele colocou o jaleco que Alberto tinha entregado para o mesmo - Ah sim só mais uma coisa - ele tirou uma carta do bolso e entregou para mim - Leia essa carta, foi Ford que me deu e acho que isso diz respeito a você também - ele falou num tom sério e se despediu de nós se desculpando novamente pelo acontecimento, saímos então da cozinha indo em direção  para o Carro e acabamos por encontrar Pacifica, no meio do salão 

Pacifica: Ai qual dos dois Vai ser meu Ajudante ? - Olhei pra ela com uma sobrancelha levantada 

Dipper: Se você quer dizer, o novo aprendiz do Mc Gucket, sou eu quem você vai ficar vendo todos os dias 

 

Mabel On: 

Dipper muito lerdo pra entender aquele sorriso de Pacífica, mas eu não, eu sabia que ela estava bem feliz, algo como se fosse uma intuição sabe 

Pacifica: Ufa! Menos mal, se fosse a Mabel, teria que pegar leve para ela não chorar - Aquilo me cutucou como uma leve e dolorosa agulha, eu não ia deixar barato

Mabel: Ah é, então vamos lá escolhe qualquer desafio e eu tenho certeza que eu te ganho ?

Pacifica: Ha ha ha, você não tem senso nem chance contra mim 

Mabel: Queda de braço melhor de 3, topa ? - disse já puxando a minha manga

Pacifica: Primitivo - disse ela, cruzando os braço e fazendo uma cara de desgosto

Mabel: Ta com medo é ? - Disse provocando 

Pacifica: Eu não… - ela ia dizer algo quando ouvimos um barulho alto no chão, olhei pro lado e Vi Dipper desmaiado no chão, demoramos uns 3 segundos para cair a ficha do que aconteceu gritamos simultaneamente, rapidamente e assustada uma moça de traços delicados, olhos azuis e cabelos lilás, correu para o salão e quando viu o garoto no chão falou:

Abigail: O que aconteceu ? - disse ela enquanto descia as escadas

Mabel: Eu não sei, estávamos conversando e ele caiu aqui do nada

Pacifica: Abigail, acho que ele desmaiou - ela tomou Dipper em suas mãos, fez umas checagens, depois se acalmou 

Mabel: Como meu irmão está ? - disse preocupada

Abigail: Está bem, sua pulsação está normal assim como sua respiração e sua pressão, não sei o que causou mas ele entrou em estado de Hibernação momentânea, é estranho, mas , é como se ele estivesse dormindo agora - aquilo aquietou meu coração, não é a primeira vez que Dipper desmaia, geralmente ou por excesso de cansaço ou… Esquece não pode ser isso, por favor isso de novo não… 

Alguns segundos depois Dipper voltou a consciência, rapidamente e hiperventilando, aquilo me assustou

Dipper: Nãoooooo - disse ele meio que saindo dos braços de Abigail, ele começou a ficar agitado olhando para os lados rapidamente, com as duas mãos na cabeça se encolhendo

Mabel: Dipper o que houve - segurei a cabeça dele forçando ele a me olhar e pude perceber medo nos olhos dele, um medo verdadeiro, não de novo não, eu lamentei para mim mesma, abracei ele com força enquanto passa a mao na cabeca dele - Calma, calma, já passou, já passou - ele me apertou mais forte - até finalmente se acalmar e voltar ao seu estado natural

Dipper: Obrigado Mabel - levantamos e levei ele até um local onde ele podia se sentar, nos degraus que levava para o segundo andar , Abigail pegou um chá de camomila, Dipper ficou parado bebendo o chá, enquanto tentava se acalmar.

Abigail veio caminhando para mim lentamente e me chamou baixinho me perguntando: 

Abigail: Seu Irmão passou por alguma experiência traumática ou fez algum tratamento psiquiátrico? - Respirei fundo e balancei a cabeça concordando, Pacifica me olhou com uma cara de espanto, acho que ela já conseguiu entender o que aconteceu, eu segurei meu braço forte, não queria falar sobre aquilo mas, elas precisavam de uma explicação

Mabel: Sabe, quando.. - Abigail colocou o dedo na minha boca, para que eu me calasse, aquilo me pegou de surpresa e ela me respondeu com um sorriso 

Abigail: Olha parece algo muito pesado para vocês, não precisa me explicar, já dei um calmante pra ele, e isso já deve resolver por hora - dei um leve sorriso, ela entendia de certa forma - bem estou me retirando, disse pegando a xícara que Dipper tinha acabado de beber, ele olhou para o chão procurando alguma coisa, ele então levantou e foi caminhando até uma parte do salão, pegou a carta que Mc Gucket nos deu e olhou novamente, como quem quisesse verificar uma coisa que não estava acreditando, não demorou muito ele jogou a carta no chão e gritou

Dipper: MERDA, MERDA, MERDA - Disse ele socando a parede com força a cada palavra dita, Pacifica e Eu nos Assustamos depois ele percebeu que estávamos olhando pra ele  - Me desculpem - ele disse, escondendo a mão e olhando pro lado - eu.. vou esperar você lá fora, Mabel - ele olhou nos meu olhos, e o mesmo estava com um olhar triste e raivoso, pude perceber algumas lágrimas 

Dipper: preciso de um Ar - ele disse saindo, eu conseguia ver através das mentiras do meu irmão, quando ele fechou a porta, eu me soltei no chão, Pacifica me segurou, então consegui ter meu equilíbrio restaurado

Pacifica: hei hei hei, O Que acabou de acontecer aqui ? - eu ignorei, ela por um tempo, sai de seu apoio e me abaixei e peguei a carta quê Mc Gucket nos havia entregado, estava com medo do que podia estar nela, mas eu ja suspeitava sobre sobre o que ela.se tratava - Mabel ? - fui traga de volta pra realidade por Pacifica

Mabel: Oi - disse piscando meus olhos 

Pacifica: o que aconteceu com Dipper? Isso não é o que estou pensando, não é ? - eu olhei para o lado, com a mão no meu braço, não queria falar nada mas ela me perguntou - E sobre "ele" não é ? - balancei a cabeça, lentamente 

Mabel: Eu nao tenho certeza, mas acredito que sim - Amassei um pouco a Carta - Olha, meu irmão e eu precisamos de um tempo sozinho ok ? 

Pacifica: Tudo bem, eu vou voltar a cuidar da minha vida, mas se quiser conversar, bem , eu sou um Signo também então... - eu concordei com a cabeça, ela começou a andar quando eu puxei seu braço 

Mabel: Pacifica... - Ela se virou pra mim - Poderia... meio que...

Pacifica: Deixa isso entre nós ? - ela disse completando o que eu ia dizer - sem problema, eu não vi nada - disse piscando, e então saiu do salão e eu peguei a carta, sentei no banco, respirei fundo e comecei a ler a carta

 


Notas Finais


HX PH OHPEUR HX PH OHPEUR PDLV GR TXH GHYHULD PH OHPEUDU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...